A IMPORTÂNCIA DA VISIBILIDADE

Foto: diversifiedinsurance.blogspot.com



Falei hoje da manhã e em incontáveis ocasiões neste AE sobre a importância da visibilidade ao se dirigir veículo um automotor. Infelizmente, a julgar pelos comentários que nos chegam, essa noção não está devidamente enraizada em muitos motoristas.

Nos aviões, por exemplo, quando o trem de pouso era do tipo com roda de bequilha lá na traseira, havia um problema sério de visibilidade quando no solo, sendo mandatório ir efetuando curvas em "S" para o piloto poder ver o caminho à frente.

Foto: militaryfactory.com

No Republic Thudnerbolt P-47 (foto acima) isso era tão crítico que já vi filmes em que um mecânico ia sobre uma das asas só para orientar o piloto (claro, pulava quando terminava o taxiamento).

Quando começaram a aparecer os trens de pouso triciclo, foi um alívio para os pilotos, pois com o avião na horizontal tinha-se a mesma visão de um automóvel.

Foto: holleymountainairpark.com

O supersônico Concorde não tinha problemas de visibilidade no solo, mas tinha em vôo. Como na aproximação o ângulo de ataque era muito pronunciado, devido às asas pequenas, o piloto pouco ou nada enxergaria à frente. A solução foi fazer a seção dianteira que envolvia a cabine de comando articulada, que na aproximação baixava. Veja as diferenças:

No pouso (airspacemag.com)
Em vôo (amazingpaperairplanes.com

A foto de abertura, feita com lente grande angular, evidencia com precisão a importância de se ter visibilidade pelos vidros laterais, inclusive permitindo enxergar bem os dois espelhos externos.

Portanto, qualquer película que escureça os vidros de comando, que são o do pára-brisa (nem pensar!) e os laterais dianteiros, prejudicará a total percepção do tráfego à frente e à volta. Por isso existe norma de transparência mínima, não se trata de ir em cima dos direitos de cidadão.

Dirigir às cegas, só mesmo no cinema, como Al Pacino em "Perfume de Mulher", dirigindo, cego, um Ferrari nas ruas da cidade...

BS


75 comentários :

  1. Pouxa vida!

    Já está fazendo eu me sentir culpado!

    ResponderExcluir
  2. Comprei um carro usado ótimo, pouquíssimo rodado e por um preço muito bom. O único problema é que as películas são extremamente escuras; não sei nem como o DETRAN deixou passar. De dia mal vejo a imagem nos espelhos retrovisores. O interior do carro reflete nas janelas escurecidas e não consigo ver os espelhos. À noite, então, desisto. O chato é que se tirar a película do vidro traseiro, arrebento com os filetes térmicos.

    Estas películas, assim como pino bola e outras farofas inúteis (só servem para enfeitar um carro com som alto em posto de gasolina)deveriam ser proibidas.

    ResponderExcluir
  3. Caio Cavalcante24/10/11 17:07

    Bob,
    Que as pessoas assimilem essas noções parece tarefa hercúlea. Mas nesses aspecto cabe um crítica imensa à imprensa e às autoridades e (des)governos. Quanto à imprensa, grande parte adora fazer sensacionalismo quando acidentes envolvem altas velocidades, carros caros, motoristas com dinheiro e embriagados. Mas não vemos uma menção sequer sobre os vidros fora do padrão de transparência. Revistas, sites e afins especializados testam inúmeros carros com vidros escurecidos e poucos são aqueles que questionam isso em suas matérias.
    Já as autoridades, quase como sempre, são hour concours em dar o mal exemplo: o que não falta é carro público com vidros negros. Enfim, esse é o nosso Brasil.

    ResponderExcluir
  4. Eu já disse e repito:

    O dia em que houver fiscalização, os marginais e as autoridades forem obrigados a retirar os vidros escuros, eu os retiro do meu carro.

    Caso contrário, não vai ser eu que vou ficar servindo de aquario e sendo alvo de vagabundos, assaltantes, e marginais de todos os tipos.

    ResponderExcluir
  5. Bob, comprei um carro zero faz pouco mais de 1 mês e "ganhei" de brinde da concessionária as películas instaladas. Com experiência no carro anterior e lendo os seus posts eu fiquei convencido a não colocar as películas no novo carro mas quando liguei na concessionária já era tarde.

    E assim como o Anonimo das 24/10/11 17:05, fico com receio de remover o filme do vidro. Há alguma maneira de remove-lo sem danificar os filetes térmicos?

    Abraços

    ResponderExcluir
  6. Quando vai começar a fiscalização?

    ResponderExcluir
  7. Gustavo Cristofolini24/10/11 17:21

    Deviam proibir conduzir veículos utilizando óculos escuros, pois, assim como as películas, prejudicam a visão/percepção do motorista.

    ResponderExcluir
  8. Rafael. Bruno24/10/11 17:27

    Esse é o problema...quero tirar o meu também..tenho medo de que os filetes "vão pro saco". Não enxergo nada nos espelhos laterais a noite...na chuva então...

    ResponderExcluir
  9. Gustavo,
    Inclusive de noite não é?

    ResponderExcluir
  10. Tirei a pelicula do meu carro.
    Os filetes do desembaçador ficaram intactos. Sem problemas, é só ir na manha...

    ResponderExcluir
  11. Assim como não há nenhuma correlação comprovada entre uso de telefone celular e câncer, não nenhuma correlação comprovada entre uso de película escurecedora e aumento de segurança contra marginais.

    Aliás, acredito que em caso de sequestro ou de veículo roubado, um veículo com películas escuras só vai dificultar o trabalho da polícia.
    Além do que em blitz noturnas, raramente é necessário parar e abrir os vidros e acender a luz interna do veículo caso os vidros estejam na transparência correta.

    Quando dirijo o carro da minha mãe, com as horríveis películas escuras, noto que dou cortadas meio sem querer, devido à deficiência de visão periférica. Os espelhos parecem estar em segundo (ou terceiro) plano.

    ResponderExcluir
  12. Bob,

    O elevado ângulo de ataque do Concorde durante o pouso era devido, na verdade, à ausência de flaps.
    O bordo de fuga das asas era inteiramente ocupado por "elevons", superfícies de comando que substituíam tanto os ailerons (ao defletir em sentidos opostos, o avião rolava) quanto os profundores, já que não havia empenagem horizontal (ao defletirem no mesmo sentido, o avião picava ou cabrava).

    Outra: o nariz móvel ficava à frente da cabine, sem envolvê-la. Ele era articulado sob a cabine e acionado por um sistema hidráulico. Uma alavanca no cockpit, com quatro posições, conjugava o acionamento do nariz e do visor sobre o para-brisa. De cima para baixo:
    - posição 1 = visor alto, nariz a 0º: usada quando estacionado e em voo supersônico (aparece na segunda foto).
    - posição 2 = visor baixo, nariz a 0º: usada em voos subsônicos curtos e para limpeza do para-brisa.
    - posição 3 = visor baixo, nariz baixado a 5º: usada na decolagem e para taxiar.
    - posição 4 = visor baixo, nariz baixado a 12,5º: usada no pouso e brevemente para taxiar, sendo logo devolvida à posição 3 para evitar danos ao nariz da máquina (aparece na primeira foto).
    As informações foram tiradas do site www.concordesst.com.

    Desculpe se pareço chato, mas é que eu sou simplesmente maluco por esse avião.

    ResponderExcluir
  13. Gustavo Crsitofolini
    Óculos escuros não prejudicam a visibilidade devido à proximidade da lente do globo ocular. Mas ao entrar num túnel ou estacionamento coberto com pouca iluminação devem ser retirados. Você não usa óculos de sol para dirigir???

    ResponderExcluir
  14. Bem...eu tenho película no meu carro por uma questão de necessidade...tenho vitiligo e já tive um melanoma.
    Acho q cada caso é um casa, proibir não leva a nada.
    Essa campanha do Bob Sharp contra a película está um pouco chata...parece q quando ele não consegue pensar em um assunto, pega este e usa.
    Bob, adoro o blog, mas esta perseguição não vai levar a nada, a maioria das pessoas a querem nos carros, inclusive os ricos, políticos, famosos e seus filhos, ou seja, isto não vai mudar tão cedo.

    ResponderExcluir
  15. Eu já mandei retirar película de mais de 10 carros que comprei usados ao longo dos anos, sempre em lojas que instalam esta desgraça, e em nenhum deles os filetes do desembaçador foram danificados. Como já foi dito, é só uma questão de cuidado para remover, usando soprador térmico de preferência.
    Ah, e para os que acham que é questão de "segurança", eu e minha esposa, cujos carros também nunca tiveram "film", jamais fomos assaltados nos semáforos de São Paulo... ao contrário de muitas pessoas que conheço que já foram vítimas de furtos e roubos em carros com vidros "filmados". A sensação de segurança é falsa.
    Fábio.

    ResponderExcluir
  16. Gustavo Cristofolini24/10/11 17:57

    Anonimo das 17:28 - Especialmente a noite :-)

    Bob, óculos escuros tem 'transparencia' de 30 a 70%, assim como as películas.

    Não utilizo óculos escuros ou óculos de sol. Somente o meu óculos de grau normal. Entendo o fato da proximidade ao globo ocular. Tem o fato do reflexo nos vidros por serem escurecidos. Mas, existem 2 tipos de óculos escuros. Com e sem tratamento anti-reflexo.

    ResponderExcluir
  17. Existem outras coisas que também diminuem e atrapalham a visão do condutor. Tem os penduricos gigantescos que a turma coloca no espelho retrovisor e eles ficam balançando e distraindo o motorista. E também os adesivos de tudo que é forma e tamanho colados na pior parte possível nos vidros da frente e de trás.

    ResponderExcluir
  18. Eita que cruzada santa! Nem tanto ao céu, nem tanto a terra: se você não consegue dirigir com uma película levemente escurecida, não deveria dirigir de jeito nenhum, ponto final! Tem gente que dá ré e acerta pilastra de qualquer jeito, até em carro conversível!

    ResponderExcluir
  19. f.oda é ver neguinho vir a aqui defender película achando que o Brasil pode ser referência em alguma coisa no trânsito... pfffff.

    Não queremos aprender e ainda somos preguiçosos e arrogantes, e ainda querem ter estradas suíças por aqui... pfffff.

    Mirins.

    ResponderExcluir
  20. Eu disse...
    Pouxa vida!

    Já está fazendo eu me sentir culpado!
    24/10/11 17:03

    Eu tbm já to me sentindo assim...rss.

    Na verdade eu já tirei a película do meu carro, mas o motivo é a venda do msm. Não é pq eu gosto disso q o futuro comprador tenha q gostar tbm. Achei mais correto vendê-lo como veio de fábrica.

    Já tive minha fase "saco de lixo" pois usava película G50 no parabrisas e G5 no retante do carro.

    Vou continuar a usar película pois onde moro o sol e o calor são infinitamente mais fortes doq na cinzenta e fria SP.

    Porém vou pegar mais leve, provavelmente usando G70 no parabrisas e G20 ou G35 no restante do carro.

    ResponderExcluir
  21. Aléssio Marinho24/10/11 18:25

    Pisca;

    Bobagem sua manter a pelicula por causa de sol e calor.
    Moro em Belém, muito mais quente e ensolarado que Gyn, e não sinto a menor falta de película. E passo o dia todo dentro do meu carro.
    Lembre-se que os vidros possuem filtros solares, o famoso vidro verde. Portanto é dispensável.
    Vejo muitos carros tunados por ai sem película, alguns de muito bom gosto.
    Película, tô fora!

    ResponderExcluir
  22. Aléssio Marinho24/10/11 18:35

    Caio Cavalcante;

    As autoridades deviam ler o CTB, e obedecer o que reza sobre veículos oficiais. Devem ser de cor branca e com o nome do órgão escrito em letras brancas sobre fundo amarelo. Somente alguns órgãos do governo federal cumprem a Lei.
    Certa vez, vi um carro oficial na esplanada dos ministérios andando com a porta traseira mal fechada. Alertei ao passageiro o fato com um sinal e ele prontamente fechou a porta e agradeceu. Era o então ministro da educação, Paulo Renato Sousa. Se houvesse película, teria ele percebido o sinal?

    ResponderExcluir
  23. Laerte Aguiar24/10/11 18:36

    Retirar as peliculas do vidro trazeiro sem danificar oo filetes é facil, somente requer paciencia e calma. Basta levantar, cm cuidado uma das extremidades, junto ao quadro, com uma lamina, e com um pano pequeno e limpo embebecido em alcool domestico ir aplicando entre a pelicula e o vidro, amolecendo a cola existente e levantandoo filme sem fazer força, que ele vai soltando nomalmente. A operação deve ser lenta e vagarosa sendo que ao retira-lo totalmente o idro já ficará limpo, sem a cola. Caso fique ainfa residuo de cola é so limpar o vidro com o pano embebecido em alcool.
    Já retirei varios sem qualquer problema.

    ResponderExcluir
  24. JT/mplafer.net24/10/11 19:06

    Existe um instinto animal atuando nas pessoas, que as fazem querer observar sem serem observadas.

    No mundo moderno, as pessoas prezam muito a privacidade dentro de seus carros, que são tratados como a extensão de suas propriedades imóveis.

    Precismos compreender que quando dirigimos um carro na rua, estamos necessariamente nos expondo na cidade e na sociedade, pois nascemos para isso.

    O ser humano era para ser um bicho sociável, mas estamos ingressando numa era onde o conforto da vida virtual - e sua tolerância ao anonimato - está se estendendo ao comportamento na vida real.

    Por este ponto de vista, sou um "homem das cavernas". Meu MP Lafer me oferece total visibilidade com a capota reclinada.

    Como não dirijo embriagado (praticamente não bebo) e respeito as normas de trânsito, não me importo em ser visto por todos. Alias, foi desse jeito que conheci minha Dona Patroa.

    ResponderExcluir
  25. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  26. Laerte Aguiar e demais, obrigado pela dica de como remover a película. Bom já tenho o que fazer nesse final de semana! :)

    Abraços.

    ResponderExcluir
  27. Gustavo Cristofolini,

    Eu uso óculos há muitos anos e em certa ocasião, comprei um com lentes escuras e mandei colocar grau. Usei apenas um dia, porque mesmo não tendo problemas devido a proximidade da lente com o globo ocular como o BS citou, confesso que não conseguia enxergar perfeitamente.
    Hoje utilizo lente fotocromática que compromete pouco a luminosidade e me sinto mais seguro.

    ResponderExcluir
  28. Eu já tive película no para-brisa (no meu carro anterior), coloquei-a na vã esperança de conseguir esfriar mais o interior do carro.
    PORÉM, isso não acontece: A película retém o calor, e você ganha de presente um "braseiro" na sua cara. O para-brisas todo esquenta e aquela onda de calor fica esquentando o rosto o tempo inteiro.

    No meu carro atual, não tenho películas nos vidros "de comando", só nos traseiros. Percebi que o ar-condicionado esfria do mesmo jeito, pois os vidros verdes já retém parte do calor. E ao chegar no carro quente, posso baixar os vidros e ligar o ar-condicionado (para expulsar o ar quente e esfriar os dutos, e quando fecho os vidros, não tenho mais os vidros da porta me "torrando" por estarem fervendo.

    ResponderExcluir
  29. Thales Sobral
    É exatamente o que você diz, o vidro escuro retém o calor, independente de se perder a essencial visibilidade. Dirige-se muito melhor quando se enxerga bem o ambiente.

    ResponderExcluir
  30. JT/mplafer.net
    Belo comentário.

    ResponderExcluir
  31. moleza:

    para remover peliculas dos vidros, pasmem, o melhor produto é detergente domestico, aquele comum de cozinha, puxe uma beirada do filme e va passando uma esponja embebida em agua com detergente, que a cola sai muito facil e nao arrebenta os filetes do desembaçador. Ja fiz em casa e nao estragou nada dos filetes.

    e saco de lixo só serve para guardar lixo dentro... talvez esteja em bom uso em alguns carros por ai!

    ResponderExcluir
  32. Daniel San24/10/11 20:00

    Bob,corrija-me se estiver errado,mas na época da 2ªGuerra também,o Hawker Tempest e Curtiss P-40,que precisavam de um mecânico encarapitado na asa pra indicar o caminho ao piloto,só quem tinha trem de pouso triciclo eram o P-39 Aircobra e o ME 262,este da Luftwaffe,não?

    ResponderExcluir
  33. Alexandre Zamariolli
    Nada de desculpas, suas contribuições são preciosas, como essa.
    Também sou louco pelo Concorde e tenho a frustração de nunca ter voado num. Uma pena que os tempos modernos o tenham liquidado.
    Em 1976, como comemorações da Semana da Asa, houve uma passada de toda a aviação comercial brasileira sobre o Aeroclube de Jacarepaguá, no Rio. Eu estava na beira da pista de 800 metros e veio um 727 da Cruzeiro, tocou e arremeteu sob aplausos de todos lá. Mas de repente um clamor e quando olho para trás vejo um Condorde da Air France vindo para o pouso, com aquele nariz abaixado, e faltando pouco para tocar atacou manetes e arremeteu. Nunca vou esquecer a cena, aquele quatro motores em potência máxima a metros de nós. Depois eu soube que o vôo estava chegando de Paris com passageiros...Que fizeram todo tipo de protesto junto à companhia!

    ResponderExcluir
  34. colega do mplafer, compartilho da sua opiniao, e complemento:

    infelizmente esse comportamento anti-social no transito é tipico de paises sub-desenvolvidos metidos a chique. E o nosso Brasilzao encabeçando essa lista.

    EUA / Europa em geral, quasse NINGUEM usa essas peliculas grotescas, exceto por chicanos, latinos e outros grupos oriundos, novamente, de paises sub-desenvolvidos.

    uma pena, esse país aqui tem absolutamente TODAS as condicoes naturais de se tornar um dos melhores países do mundo, porem o povinho mal-educado daqui consegue estragar.

    ResponderExcluir
  35. Gustavo Cristofolini
    Desde os primeiros anos da adolescência uso os Ray-Ban, que eram da Bausch & Lomb e há alguns pertencem a italiana Luxottica. No começo usava os de lentes esverdeadas com armação tipo II Guerra Mundial, depois só a cinza G-15 com armação quadrado, tipo Aviator. Esse hábito certamente me ajudou a conservar a visão para longe perfeita, a poucos dias de completar 69 anos. Óculos de sol não prejudicam a visibilidade, pelo contrário. Experimente e constate você mesmo.

    ResponderExcluir
  36. Caio Cavalcante
    Ou ou exemplo vem de cima, ou nada feito.

    ResponderExcluir
  37. R. Tedesco
    O mal do Brasil é mesmo da Central do Brasil: passageiro...

    ResponderExcluir
  38. EduRSR
    Campanha chata, pode ser, mas é necessária. Esse assunto não pode passar batido, é praticamente uma loucura coletiva, dirigir sem visibilidade adequada.
    Sobre vitiligo e melanoma, nos EUA, em casos com o seu, um atestado médico permite escurecimento além do permitido.

    ResponderExcluir
  39. Lendo todos os comentarios [além dos textos do Bob] fico pensando se moro em outro país....
    Meu velho carro tinha película no vidros laterais e traseiro [era uma pickup cabine simples], 35% de transparência e não existia uma diferença absurda na questão de transparência de dentro para fora. Poderia perfeitamente comparar com um óculos de sol desses mais claros.
    Então me pergunto qual é a pelicula que vcs usam que não lhe deixam enxergar atravez dos vidros, pois a minha experiencia com esse tipo de coisa foi "totalmente excelente". Rodei quase 200mil km com esse carro, fiz faculdade noturna e NUNCA TIVE PROBLEMAS de visibilidade, daqueles de ter de abrir os vidros para enxergar lá fora, seja de dia ou de noite.
    Agora fazem 6 meses que dirijo uma parati "aquario" e tenho o braço esquerdo de uma cor e o direito de outra! Saudades da minha película :(

    ResponderExcluir
  40. Daniel San
    Eu não sabia disso sobre o Tempest e o P-40 e não me lembrava do P-39, mas recentemente vi um filme sobre os primeiros jatos e o fato de o ME 262 ser triciclo foi logo motivo de apreciação pelos pilotos.

    ResponderExcluir
  41. Johnconnor (old rocker)24/10/11 20:52

    Bob,gostaria de saber se vc conhece esse filme e qual sua opinião sobre ele.Abraços

    http://www.youtube.com/watch?v=Z2mf8DtWWd8

    ResponderExcluir
  42. Johnconnor (old rocker)
    Já havia visto. Terrível mas convincente. Devia passar aqui em cadeia nacional todos os dias às 20h30, TV aberta e fechada. Não se deve beber e ficar com alcoolemia superior à permitida, mas mesmo assim deve-se andar mais devagar e não querer bancar o bom.

    ResponderExcluir
  43. luizborgmann24/10/11 21:45

    Alô Bob,
    Quando vejo um pássaro da IIWW, lembro do relato do maior ás japonês Saburo Sakai. O livro dele é fantástico pelos pormenores dos entusiastas da aviação.
    luizborgmann

    ResponderExcluir
  44. Ontem peguei a Rio-Juiz de Fora e voltando a noite, percebi que praticamente todos os motoristas usavam faróis altos todo o tempo, atrapalhando bastante a visibilidade. Acredito que parte desse fenômeno possa ser atribuída às películas. Dirigir na estrada à noite com películas é loucura!!! Não raro você percebe motoristas vacilando nas manobras por não conseguir enxergar a pista.

    ResponderExcluir
  45. Utilizo película e não "fecho" ninguém, obedeço velocidades das vias, sinalizo mudanças de traçado... enfim, nunca bati o carro e só o que recebo do detran é desconto no IPVA por ser bom motorista e bônus da seguradora. Rodo 1.500 km por mês numa boa e não tenho problema algum para visualizar espelhos e outro veículos, seja de dia ou noite. Se a película prejudica, acredito que meu cérebro compense com mais atenção, pois pra mim não muda nada. Quanto ao calor retém sim, com certeza, mas em meu último carro demorei 2 meses para aplicar a película e neste tempo ficava com "braço esquerdo de caminhoneiro", um bronzeado e o outro não. Agora não queima mais. Acho que o que se precisa é bom senso: se não consegue utilizar, não use.

    ResponderExcluir
  46. Só para servir de referência aos que querem tirar as películas mas estão com receio de danificar os filamentos do desembaçador traseiro: retirei as películas de todos vidros, inclusive o traseiro e não houve dano algum aos filamentos. Usei paciiência e um secador de cabelos pra retirá-los. Ficou perfeito.

    ResponderExcluir
  47. Dispensei o brinde da concessionária. Detesto essas porcarias de películas no meu carro, e nos dos outros, já que é um inferno estar atrás de um, e não se poder ter visão do que está acontecendo adiante daquele que está imediatamente à frente do seu. Gostaria apenas que os vidros do meu carro fossem mum pouco mais esverdeados de fábrica.

    ResponderExcluir
  48. Leandro
    A explicação de você enxergar bem com essa película é os vidros não serem esverdeados.

    ResponderExcluir
  49. Acho o filme essencial para o conforto interno. No parabrisa atrapalha a direção noturna. Nas laterais é importante para o conforto. Não gosto do filme mais escuro... solicito sempre a instalação no que deveria ser o limite legal...mas sempre instalam mais escuro nas portas dianteiras. Mas não me atrapalha. Me lembro de ter dirigido carro da Hertz na França e na Itália, recentemente, e ambos eram filmados. Inclusive no parabrisas!

    ResponderExcluir
  50. Gustavo Cristofolini24/10/11 22:50

    CCN 1410 e Bob, deixe-me pregar sacos de lixo nos vidros (que por sinal agora estão vindo sem pigmentação preta), mas não consigo me adaptar aos óculos escuros. Eu tinha lentes fotocromáticas, mas ficam amareladas com o tempo, sem contar o fato de serem muito pesadas. Como já citei em outros post sou meio vampiro, gosto da escurecida que dá no inteior do carro com o uso de peliculas.

    Por outro lado tenho um fusca 1968 original que é um aquário. Tive outro 1964 que também era aquário. Acho feio Fusca "véio" com vidro escuro.

    ResponderExcluir
  51. Caio Cavalcante24/10/11 23:31

    Aléssio,

    No Rio tenho dúvida se as autoridades sabem o que é CTB. Difícil encontrar aqui carros do executivo ou do legislativo que cumpram o código. Polícias Civil e Federal também dão o mal exemplo. Já a PM possui a maioria dos carros sem película, inclusive as recentes aquisições.

    ResponderExcluir
  52. "Agora fazem 6 meses que dirijo uma parati "aquario" e tenho o braço esquerdo de uma cor e o direito de outra! Saudades da minha película :("

    Essa é outra falácia. Os vidros temperados filtram 82% dos raios UV, os laminados 99,5%. Ou vc passou a dirigir com vidros abertos, ou está inventando argumento...

    ResponderExcluir
  53. Anônimo, como disse no comentário anterior, o meu braço também bronzeou quando estava sem película. Que filtre 100% dos raios, se meu braço queimou sem película e não queima com, então minha pele não foi avisada que deveria agir diferente nas situações. Não quero ser grosseiro nem arrogante, mas foi um fato que aconteceu comigo (ninguém me contou). Mas acredito também que "proteção solar" não seja o assunto do post.

    ResponderExcluir
  54. QUE VELHO CHATO. VAI MORRER FALANDO DESSE ASSUNTO.

    E AINDA BEM QUE VAI SER LOGO.

    ResponderExcluir
  55. Ainda nesta última sexa, bati em um caminhão porque não o vi. Juro, eu absolutamente não o vi: os retrovisores do meu Palio ano 2000 são inúteis! Tão inúteis que muitas vezes eu tenho que arriscar tirar os olhos da rua pra olhar para os lados, ou não enxergo porra nenhuma.

    ResponderExcluir
  56. Ah, quase esqueço do principal: A película. Quem colocou foi o antigo dono do carro, mas eu já vou mandar tirar. Gosto de película, mas não tão escura. Farei como vejo muito na Europa - normais nos vidros traseiros, porém mais claras nos dianteiros. Assim, satisfaz a todos :)

    ResponderExcluir
  57. @Bob
    Tinha vidros verdinhos sim '-'

    @Anonimo 25/10/11 00:14
    Não vou comparar seu texto com que eu literalmente senti na pele.
    Fique com seu anonimato e seus numeros que fico com meus braços coloridos, ok?!

    ResponderExcluir
  58. "PROTEÇÃO SOLAR" é um dos falsos argumentos de quem usa película, tudo a haver com o post.

    ResponderExcluir
  59. Os números são da Fiat e Saint Gobain Sekurit... Sem mais.

    ResponderExcluir
  60. INCONSISTENTE é essa crítica!
    Coisa de JUMANTA (cruza de jumento com anta) prepotente!!!

    Sabem porque a tartaruga marinha vive mais de 100 anos? Porque ela não se mete na vida de ninguém.

    ResponderExcluir
  61. OI Bob, quanto aos avióes com bequilha, lembro de ter assistido no History Channel (Wings) a história do F4 Corsair, tb da 2ª Guerra, que por ter suas asas em forma de "asa de gaivota" a visibilidade era horrível e por ser um avião embarcado, muitos pilotos desenvolveram a técnica de fazer a aproximação com o porta-aviões na perpendicular à linha da pista e somente, no último instante, "glissar" perdendo a sustentação e tocando suavemente a pista. Há um filme no Youtube com várias aproximações na 2ª guerra e rapidamente mostram uma aproximação destas. Mas não consigo encontrar. Se alguem souber!!
    Grnade abraço a todos!!

    ResponderExcluir
  62. Rafael Bruno25/10/11 11:00

    Bob...olha a novidade...

    http://blogs.estadao.com.br/jt-cidades/motorista-de-hilux-que-atropelou-e-matou-dois-pode-ser-solto-hoje/

    ResponderExcluir
  63. O q falta hoje em dia no trânsito é respeito pelo próximo. Cada um pensa em si e q se dane o outro. Assim é com o farol alto, farolete na cara e xenom marca diabo ñ original q ferra a visão d quem vem em direção contrária. E a fiscalização, ora, estes, ao q parace, no Brasil todo, só querem multar via pardal. Paciência.

    Tazio Nuvolari
    Obs: Bob, descreve uma corrida a bordo do Maverick em Tarumã, c a pista é de seu gosto, etc.

    Grato.

    ResponderExcluir
  64. Aqui em São Paulo também... viaturas da polícia civil com pixe até nos para-brisas, não se vê absolutamente nada. As da PM, ao contrário, nadica de nada.

    ResponderExcluir
  65. Thales Sobral,

    Voce precisa experimentar um "filme" decente, de qualidade (sem querer fazer propaganda, mas recomendo os da 3M).

    Nestes eu observei uma queda de temperatura bem razoável ao deixar o carro sob sol, isto é, comparando o antes com o depois, melhorou bastante.

    Reduziu muito o trabalho do ar condicionado. Ao entrar no carro não tenho mais aquela sensação de estofamento me queimando.

    Ou seja, uma das finalidades do "filme" é justamente refletir luz. Infelizmente a maioria dos "filmes" absorve ao invés de refletir, daí obtém-se o efeito que voce descreveu.

    ResponderExcluir
  66. Mr. Car,

    Seria também um inferno dirigir atrás de uma pickup ou um SUV?

    Eu considero que é, pois estes sim ocupam muito espaço à nossa frente, bloqueando completamente a visão.

    Vejo que muito mais crítico do que vidros escuros são os veículos com altura de rodagem excessiva, que destoa da maioria e atrapalha a visão. Por mim o Bob deveria fazer uma campanha contra pickups e SUVs, isso sim.

    ResponderExcluir
  67. Anônimo das 00:14,

    Lamento informá-lo, mas não é apenas UV que produz queimaduras na pele.

    Excesso de luz visível e/ou calor também produz efeitos similares. A característica descrita de braços de tonalidades diferentes é real e perceptível em diversas pessoas.

    Na década de 90, muito antes da popularização do insulfilm, era muito fácil localizar pessoas que tinham braços com tonalidades diferentes. Bastava perguntar a elas quantas horas por dia dirigiam carros (e em quais horários) que a correlação ficava muito clara.

    Insulfilm definitivamente resolveu este problema. O que deve ser combatido são os exageros, não o produto em si.

    ResponderExcluir
  68. Filme escurecedor nos anos 90 não era nada comum. Muito menos ar-condicionado ou direção hidráulica, que são tidos hoje como cada vez mais comuns.
    Daí o braço esquerdo mais queimado...

    Dirigir um carro com vidros verdes fechados e ar-condicionado, não dá grandes problemas com queimaduras solares.

    ResponderExcluir
  69. Bela foto de um P-47. Dizia-se durante a Guerra que se um piloto quisesse impressionar a namorada ele usaria um P-51 Mustang, mas se quisesse vencer uma batalha preferiria o P-47.

    Tem um exposto em Curitiba, defronte o Museu do Expedicionário. Participou da campanha da Itália com o 1o. Grupo de Aviação de Caç.a.

    E assino embaixo sobre a praga do filme nos vidros.

    ResponderExcluir
  70. Tanto é fato que os vidros filtram os raios UV que meus óculos com lentes fotocromáticas (Transitions) não escurecem dentro do carro, nem mesmo sob o ol mais intenso.

    ResponderExcluir
  71. Aléssio Marinho26/10/11 11:03

    Pior é quando a película atrapalha a sua visão pela área envidraçada do carro ao lado, como num cruzamento. Aí o jeito é esperar o peliculado passar para vc conseguir ver o movimento, ou avançar na frente dele pra conseguir enxergar.

    ResponderExcluir
  72. Com licensa vovô, mas seu engarrafamento ta no meu caminho pra pedalar até o trabalho, e de volta, e pra faculdade, e de volta.

    ResponderExcluir
  73. Aônimo 26/10 13:20
    É mesmo, ciclochatoativista? Não me diga...

    ResponderExcluir
  74. Prezado Bob,

    estava dirigindo e percebi que de uns tempos para cá, os vidros dos carros estão embaçando MUITO e muito rápido. E não circulação de ar que impeça isso.

    Antigamente os carro não eram assim.

    Por que isso acontece tanto em tantos carros?

    ResponderExcluir
  75. Prezado Bob!

    Se espante com uma matéria da revista Carro on line. Segue o link!

    http://carroonline.terra.com.br/noticia,7851,os-benef%C3%ADcios-das-pel%C3%ADculas-escurecidas

    É terrível.....

    Abraços

    Claudio Vital

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.