TATRA - CAMINHÕES

video

Tatra fazia automóveis também, como o Paulo Keller mostrou neste texto, mas se especializou em pesados. Esse vídeo mostra os militares da marca, que continuam a ser produzidos na República Checa.

Força bruta.

JJ

10 comentários :

  1. Que doidera JJ!!! Qu ver fazer isso sem cinto... hahaha

    Pode encomendar um 8x8 para mim... posso pagar pra 30, 60 e 90?

    Eu que já achava o máximo o VW 4x4 na época em que eu fazia os pedidos pra engenharia dos caminhões "especiais".

    Valeu! Abraço

    Pow! Aê... quer saber? Bem que poderia rolar alguma confraternização dos AUTOentusiastas, sei lá, o que vocês acham da idéia???

    ResponderExcluir
  2. Uma boa oportunidade de ver esses e outros brutos fazendo miséria está aqui, numa competiçao de truck trial.

    http://www.youtube.com/watch?v=wn_d4dLolNE

    Abraço

    Lucas

    ResponderExcluir
  3. Nos anos 90 trabalhei para firmar a Uralaz aqui no BR. Trouxemos 23 brutos desses. Ninguém punha fé, pois eram toscos demais na aparência, mas quando eram colocados no seu metier, sai de baixo. Não havia nada parecido por aqui. Água (um metro), lama, pedra, buraco, areião o que viesse pela frente traçava com extrema competência mecânica.
    Na verdade eram fabricados para o exército russo e só foram retiradas as armas. Os recursos mecânicos - todos - foram mantidos. Me diverti um bocado, desde que chegaram, primeiro no porto de Santos pois o piloto indicado pela capatazia não conseguia pilotar nenhum deles e depois, nas demonstrações ativas, para clientes potenciais. Essa taturana de 8 rodas encarava aclives com quase 50% de inclinação. Todas as rodas tinham tração independente e podiam ser desligadas ao talante do operador.
    Ruim era o banco e a cabine. Tosco de tudo, um banco medonho de desconfortável.
    Parece que tem alguns num desmanche na saída de BH para Betim, com placas do Maranhão.
    Mistéééério.....

    ResponderExcluir
  4. Só pra esclarecer Uralaz e Tatra naqueles anos utilizavam a mesma tecnologia mas a Tatra era mais visível em publicidade. Os produtos eram praticamente iguais.
    Dei pro Flavio Gomes um CD com filmagens dos brutos em ação, já que ele é meu amigo mas é um comuna sonhador e teimoso, pois correr com aquela lacraia na Classic...
    :)

    ResponderExcluir
  5. Impressionante como a suspenção trabalha e a cambagem positiva das rodas em algumas ocasiões.

    ResponderExcluir
  6. É lindo ver esses brutos em ação.
    Um Unimog deve passar vergonha perto do Tatra mais simples.

    ResponderExcluir
  7. Vendi meu Jeep Willys ha 1 mês e ver este vídeo me deixa ainda mais com dor no coração!!!!!

    Quero um desses de natal, alguém se habilita? rsrsrsrs

    Abs e belo post JJ.

    AB

    ResponderExcluir
  8. Falando em Unimog pagando comédia, quem vir o vídeo do Lucas verá essa situação, bem como os Tatras praticamente subindo parede.
    Em tempos, sempre me lembro que nos anos 1990 circularam rumores de que a Tatra queria fabricar caminhões no Brasil. Pena que isso não se concretizou, pois com certeza a Transamazônica é um tapete de lisa para esses brutos checos.

    ResponderExcluir
  9. João Gabriel Porto Bernardes28/08/10 19:23

    O lançadores de foguetes ASTROS II usam atualmente o chassi Tatra 815,pois me parece que a Mercedes-Benz parou de fornecer o chassi do caminhão 2428 6x6...

    Sem dúvida um dos melhores off-road existentes,tecnologia de vanguarda,desenvolvida antes da Segunda Guerra,até os alemães se aproveitaram dessa tecnologia,pois a série SDKFZ 234 de blindados sobre rodas 8x8 utilizaram essa tecnologia e há também o blindado Tcheco OT-64 que usa varios componentes da família 815 e foi usado pro vários países da Cortina de Ferro,África e aqui na América do Sul o Uruguai os utiliza,inclusive na força de paz MINUSTAH no Haiti...

    ResponderExcluir
  10. A idéia da confraternização é totalmente apoiada.

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.