MOTOR DE 356


Tem gente que acha que o Porsche 356 era como um Puma: um carro esporte feito em cima de uma mecânica VW pouco modificada. Na verdade, apesar do esquema mecânico quase idêntico, os Porsches eram todos fabricados na Porsche, com peças exclusivas. Sim, nasceram como uma evolução do VW (que afinal de contas era um projeto recente da empresa), mas eram diferentes.

Como podemos ver na foto acima, de um motor dos primeiros 356: o cabeçote tinha as válvulas das pontas acionadas por um balancim diferente, e a válvula é inclinada para o centro do cilindro em um plano diferente da outra. Totalmente diferente dos VW da época, que também não tinha dois carburadores como o Porsche. A potência era praticamente o dobro da de um VW contemporâneo.

O 356 eventualmente evoluiria para ganhar o motor abaixo, o glorioso "Carrera". Um motor onde tudo vinha em dupla: 2 comandos de válvula para cada um dos dois cabeçotes, dois distribuidores, duas velas por cilindro, dois carburadores de corpo duplo e, no caso do Carrera 2, dois litros e 130 cv.

O ventilador de arrefecimento deste motor era tão forte que dizia-se que o Carrera 2 vinha com sua nuvem de poeira particular.

MAO

11 comentários :

  1. Mário Sergio13/10/09 00:47

    130 cv para um 2-litros é bastante mesmo para os padrões atuais. Saberia a data certeira de seu nascimento?

    ResponderExcluir
  2. O motor Carrera 2 é uma das mais bonitas expressões do amor de Deus pela humanidade...

    ResponderExcluir
  3. Meu Fusca sonha com um motor desses... Sensacional!

    ResponderExcluir
  4. Alan Lopez13/10/09 14:17

    Nossa , tenho paixão por esse motor hehehe

    ResponderExcluir
  5. Mister Fórmula Finesse13/10/09 18:09

    Teve o dedinho dos engenheiros da Porsche no gol refrigerado a ar também, na questão da ventoinha para a refrigeração dos cilindros mais "escondidos" e no tocante a utilização de materias de menor atrito interno. Essa arquitetura básica tornou quantas pessoas felizes? muitos milhões com certeza, a mobilidade - isso só para começar - ao alcançe de todos!!!

    ResponderExcluir
  6. MAO,
    Sua “cisma” com Porsches, Chevettes e outros é fantástica, não se livre dela!
    Esse motor é uma obra de arte, 130 cv num motor 2 litros naquela época é um feito importante.
    Esse era um motor "usável" em condições normais ou tinha foco apenas em potência bruta, sem curva linear de torque, etc, como os motores de competição, adequados apenas a um fim?

    As preparações VW-Porsche para competições no Brasil nas décadas de 60 e 70 usavam a mecânica 356 ou já 911?

    ResponderExcluir
  7. Gostei MAO. Coisas que eu nunca havia reparado.
    PK

    ResponderExcluir
  8. Faz tempo q n lia uma postagem com tanto prazer. Demais...amo esses refrigerados a ar...amo meu 1300 46cv

    ResponderExcluir
  9. Mario sergio,

    O Carrera 2, de dois litros, é de 1962.

    Mas o primeiro de sua linha, de 1,5 litros, é do meio dos anos 50.

    MAO

    ResponderExcluir
  10. Marlos,

    O 356 Carrera 2 era uma versão de série normal. O aumento de 1,5 para 2 litros era justamente para civilizá-lo.

    Mas logo em seguida aparecia o 1600 "Super 90", que tinha 90CV apesar de ser OHV com comando no bloco, e custava a metade do Carrera 2. Acabou por matá-lo.

    MAO

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.