SERVIÇO: PROGRAMA AUTO ESPORTE DESTE DOMINGO



O programa Auto Esporte da TV Globo, deste domingo, exibiu o quadro  Aprenda o que é conta-giros e como tirar proveito dele. contendo recomendações erradas.

O assunto é bastante sério por envolver segurança ao dirigir. Dizer que não é para usar alta rotação, pois o motor poderá quebrar, põe em risco o motorista de carros com motor de média e baixa cilindrada que, dirigidos da maneira indicada no programa, não produzirão toda a potência de que  o motor é capaz.

Se algum leitor e ou leitora que tenha visto o programa ficou com alguma dúvida a respeito do conta-giros e sua utilização, escreva para o AUTOentusiastas (autoentusiastas@gmail.com), que daremos o devido esclarecimento.

Bob Sharp
Editor
AUTOentusiastas

212 comentários :

  1. André Andrews03/06/12 22:10

    Talvez esta seja a maior pérola da história do jornalismo automotivo brasileiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Indivíduo não acelera na subida - pois quer ir em 5º o caminho todo - e é ultrapassado por outro que não quer passar de 2000 rpm, existe comportamento mais de macaco que esse?

      Excluir
    2. Na verdade a maior pérola que já vi nesse programa foi o "PILOTO" "ENSINANDO" a usar o câmbio automático. Ele dizia que, em saídas em subidas fortes deveria-se colocar o câmbio em 1 ou L, pois normalmente qualquer câmbio automático saía em segunda marcha (??). Qual seria a função de um automático então??

      Excluir
    3. Isso é real, pelo menos para alguns modelos de câmbio. Ocorre o fenômeno bastante entre trechos de aceleração/desaceleração constante (algo como um trecho com lombadas seguidas), em que o câmbio tende a jogar as altas e logo depois já reduzir para as baixas, gerando uma situação incômoda. Dependendo da situação compensa colocar na posição 1 ou 2 (ou L(ow), dependendo do carro) para dar um refresco ao câmbio e colocar novamente na D quando a condução voltar a ser mais linear.
      Em subidas o raciocínio é o mesmo: Quando se tira o pé, o câmbio tende a jogar marcha alta, e logo depois, quando exigido, reduz. Colocando o seletor na marcha ideal você poupa o sistema e ganha em conforto.
      Mas de qualquer modo não é exatamente necessário, apenas uma técnica para melhor aproveitamento.

      Excluir
  2. André Andrews
    Você tem razão, deve ser mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lembrando que o próprio Auto esporte fez uma matéria (correta) sobre motores 1.0 e incentivou os motoristas que passavam aperto nas ladeiras a esticarem as marchas que não quebrava o motor.
      Os caras são tão grotescos que não conseguem manter coerência interna! É obvio que não manterão coerência com o mundo externo.

      O Vrum é muito mais legal, ainda que tenha algumas gorduras a serem retiradas...

      Excluir
  3. Gostei do vídeo. Obrigado por indicá-lo.

    ResponderExcluir
  4. Esse AUTOESPORTE é puro desserviço.... Piada pronta...

    ResponderExcluir
  5. Marcelo Junji03/06/12 22:27

    E agora? Milhões de pessoas assistiram. A merda está feita, se estas pessoas tomarem como verdade esse absurdo que foi falado nesse programa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pior é isso mesmo: com o alcance e, infelizmente, credibilidade que este programa tem para a grande população, agora todos vão querer ultrapassar em estradas em baixas rotações, com medo do motor quebrar repentinamente.
      Irresponsabilidade total.

      Excluir
  6. Esse é o mesmo sujeito que disse que pneus novos se deve colocar na traseira. Nada do que ele fala deve ser levado a sério.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. mas isso é verdade pneus novos na traseira mesmo com tracao dianteira. Pois se a traseira escapa é dificil demais retomar. Ja a dianteira nem tanto. Pergunta para qualquer profissional com conhecimento em direcao e ele vai falar isso.

      Ass Lucas Holderbaum.

      Excluir
    2. Tem que ser meio bração pra seguir essa lógica hein, se fosse um carro de tração traseira tudo bem, mas na tração dianteira, ao sair de traseira, bastar afundar o pé no acelerador e se necessário (ou o carro for muito fraco) dar um leve contraesterço (cuidado para não exagerar senão o carro sai de frente violentamente).

      Excluir
    3. Essa dica é dada até por fabricantes de pneus. Essa ele não mentiu

      Excluir
    4. Os pneus devem ser trocados os quatro de uma vez, mesmo que custe o dobro.

      Excluir
    5. fabricante dá a dica que lhe fizer ganhar mais dinheiro vendendo mais pneus... otários.

      Excluir
    6. quem confia em brasileiro? assim como jornalista vende a alma por uns trocados, a rapaziada da pirelli também...

      Charles de Gaulle tem TODA a razão...

      Excluir
  7. Quando assisti ao programa hoje pela manhã não acreditei no que estava vendo e ouvindo. Fiquei estupefato com tamanha bizarrice. O que mais me assombra é de não existir um cérebro pensante no programa para questionar tal matéria e impedir que ela fosse veiculada. Contudo, apesar do assombro, não fiquei surpreso, já que essa foi apenas uma dentre tantas outras matérias estúpidas que já vi nesse e em outros programas do gênero.

    ResponderExcluir
  8. Emblemática esta reportagem da TV Globo. Eles falam de automóveis com o mesmo embasamento com que tratam da política brasileira dando espaço para retransmitir as reportagens da Veja atacando Lula. Manipulam os motoristas assim como manipulam politicamente a população brasileira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só para constar: em termos de manipulação política da população brasileira, Lula e o PT não possuem moral alguma para reclamar ou apontar o dedo para a TV Globo ou para a Veja.

      Excluir
    2. Não tardou para aparecer um defensor fervoroso dos Marinhos. À menor crítica aparece um funcionário pronto para rebater todo e qualquer ataque à Vênus Prateada.

      Excluir
    3. Tardou menos ainda para aparecer um petralha, he, he, e como todo baba-ovo da Mula, digo Lula, já chegou inspirado no chefe e vomitando besteira: o apelido da emissora é Vênus PLATINADA. E não me envolverei em uma interminável troca de mensagens, para não desviar o assunto do post do Bob. Adeus.

      Excluir
    4. Só para constar: O programa é uma produção independente que compra o horário na Globo, e não obra da dita emissora.

      Excluir
    5. Mr. Carpa, já percebemos que você gosta da Globo. Siga a recomendação: não passe das duas mil rotações por minuto.

      Excluir
    6. No outro post, aqui também...Não larga do meu pé! O que eu já percebi, é que você gamou em mim. Me esquece, bambi.

      Excluir
    7. Nem vi, mas jura que recomendaram 2mil rpm? Era sobre caminhão ou carro?

      Excluir
    8. Caminhão.

      Excluir
  9. E eu que achei que o "indice" Torque/kg, inventado pela 4 rodas havia sido o fim da picada em materia de absurdo automobilistico.

    O AutoEsporte se superou.

    ResponderExcluir
  10. Rafael Ribeiro03/06/12 22:52

    Faz tempo que ignoro esse programa, na verdade um aglomerado de ações de marketing, com algumas poucas "pitadas" de reportagens. Hoje, assisti pois um amigo meu deu uma entrevista, na reportagem sobre garagens temáticas.

    Quando assisti a referida "reportagem" sobre o contagiros, me certifiquei de que não dá para perder tempo com o programa, só por algum motivo muito especial mesmo... Deveríamos encher a caixa de e-mail desse cara, exigindo uma matéria de verdade, feita por alguém competente, como forma de retratação!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcelo Junji03/06/12 23:07

      Tem razão Rafael. O Autoesporte teria que fazer no próximo programa a correção do que foi falado.

      Excluir
  11. É como o Bob escreveu, o maior problema dessa informação absurda é colocar em risco um motorista (e seus ocupantes) que não conheça o carro que estiver dirigindo. Imagine-se dentro de um carro com cinco ocupantes, mais bagagem, em uma ultrapassagem em estrada de mão dupla, seguindo a estupidez em não deixar o motor girar acima de 4500 rpm... Dependendo do veículo, não precisa nem ser de baixa cilindra para expôr a todos a um risco desnecessário.

    ResponderExcluir
  12. Ernesto Jr03/06/12 22:56

    Bob .. Tenho uma dúvida a respeito desse assunto ... Acabei de fazer o motor do meu Corsa GSi com todas as peças originais e troquei a embreagem também . Como amaciar corretamente ? Pegar estrada e deixar a rotação em 6000 rpm ? Pesquisei na internet e todos indicam dirigir abaixo das 4000 rpm o máximo possível . Mas conversei com um mecânico e ele recomendou pegar estrada com a rotação maior possível .
    Grato

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apenas evite ultrapassar 3.000 rpm nos primeiro 100 (cem) quilômetros, só para os anéis não girarem nas canaletas dos pistões por vibração. Após esses 100 km não giram mais. Depois pode elevar a rotação, até 5.000 rpm, até rodar 500 (quinhentos) km. Depois disso, o motor está pronto para entregar toda a potência.

      Excluir
  13. Poxa, não esperava essa piada vinda do César ... Lamentável e vergonhoso esse AutoEsporte ...

    Rafa_V8

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não foi esse César que falou do "ronquinho esportivo" do Veloster num desses programas?

      Excluir
  14. Clésio Luiz03/06/12 22:30 - A informação de que pneus novos devem ser instalados na traseira, quando não é possível trocar todos de uma vez, é verdadeira. Pois se você perder a traseira, você roda e perde o controle do carro sem nada poder fazer, mas se você perder a dianteira, você tem condições de fazer algo pois tem como interferir nas rodas.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas dependendo da situação rodar é melhor do que sair pela tangente, fora que a frenagem é preponderante no eixo dianteiro e o esterçamento nem se fala.

      Excluir
    2. Sair de traseira é algo muito raro, só quando se anda no limite. Já uma frenagem de emergência, caso alguém se atravesse na sua frente, é uma situação muito mais corriqueira, e neste caso é muito melhor ter pneus bons na frente do que atrás.

      Excluir
    3. O Bob Sharp já comentou sobre esse assunto aqui. E eu estou com ele: pneus novos é sempre na dianteira. É onde o carro freia e esterça. A traseira está derrapando? Contra-esterce. Perdeu de vez e rodou? São boas as chances e ficar na estrada. Mas se você perde a dianteira? Não tem freio, tração nem direção. E aí já era. Reze para a tirada de pé dar certo e evitar o encontro com um poste ou arvore fora da pista.

      Excluir
    4. Pneu novo é atrás. Contra-esterçar em carro com tração dianteira, principalmente pra quem não está treinado, significa "sobre-corrigir", e vai acabar indo de cara no muro (ou pra fora da pista).
      Pneu novo na frente vai dar uma falsa sensação de segurança.

      Excluir
  15. BOB, e chegar ao giro máximo com o motor ainda frio não tem problema ou é bom esperar o motor esquentar antes?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Douglas, alguns manuais recomendam não exigir o máximo do motor na fase de aquecimento do mesmo, ou seja, não recomenda altas rotações com o motor frio.
      Manual Fiat: "Não funcione o motor em altas rotações e não dê golpes de aceleração estando ele em FASE DE AQUECIMENTO, além disso, nos primeiros quilômetros de percurso não solicite do mesmo o máximo de rendimento"
      Que fique claro que esta recomendação é para o motor FRIO.

      Excluir
    2. O Focus atual limita os giros a 4.000 rpm enquanto o carro está frio.

      Excluir
    3. Errado. O Focus limita a RPM em 4.000 quando o carro está PARADO, independentemente de estar quente ou frio, porque não é carro de APzeiro que fica acelerando o carro parado. Andando, o limite de RPM do duratec 2.0 16v é de 6.750 original. Apenas não tenho certeza quanto aos antigos motores Zetec 2.0L, que equiparam o focus até 2005.

      Excluir
  16. Aléssio Marinho04/06/12 00:11

    Não assisti ao programa pois não tenho o hábito, mas acabei de assistir graças ao link do AE.
    Pelo pouco que conheço de carro, acho que o texto foi escrito por alguém que não entende, pois considero que a mensagem foi passada faltando algumas informações. E o pior é que o Cesar, que diz que conhece, não revisou.
    Dividiram o contagiros em 3 faixas: a baixa, até uns 3000 rpm, a média até uns 4500 rpm e a alta acima disso. Quando o piloto diz que a faixa baixa é a que deve ser a mais usada, ele tem razão. Basta olhar o manual do seu carro e conferir as velocidades indicadas pelo fabricante para a troca de marchas, para condução econômica. Verá que as velocidades indicadas ficam dentro ou pouco mais acima desta faixa. Até aí tudo bem.
    Quando ele afirma que a faixa média deve ser usada numa ultrapassagem ou numa outra necessidade, concordo em partes, pois o erro da matéria começa aí. Se dividiram o contagiros em 3 partes o correto deveria ser a baixa até uns 3500, a média até uns 5500 e a alta daí pra frente até alcançar a faixa vermelha, quando há corte de rotação sob pena de danos ao motor. A maioria dos motores atinge o pico de potência máxima em torno de 5500 rpm, logo caindo, o que sob o ponto de vista da economia de combustível é um desperdício.
    Agora, dizer que usar o carro nestas rotações pode danificar o motor é uma tremenda irresponsabilidade. Se fosse assim, teria retificado o motor do meu Logan umas 4 vezes em 60 mil km. Deviam ter dito que isso pode acontecer se atingir a faixa vermelha e manter nesta condição por muito tempo, e que o limitador de giros não entrasse em ação, como num carro carburado.
    Podiam ter usado o tempo dado àquele bonequinho para explicar isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depende do motor, amigo. O motor do Honda Civic vai até 9.000 RPM sem derreter, enquanto alguns motores antigos já estão abrindo o bico com 4.500 RPM. Assim, enquanto num carro antigo 5.000 RPM são o suficientes para acabar com o motor, no Civic ainda nem começou a girar.

      Excluir
    2. Aléssio,

      Quando se quer obter máximo desempenho, em geral vale a pena passar um pouco da rotação de potência máxima, visto que ao subir marcha a rotação cai. Por exemplo, em meu Focus com motor Zetec 1,8-litro, que não está nem aí para giro alto: a potência máxima ocorre a 5500 rpm; a cada marcha mais alta, a rotação cai cerca de 1000 rpm; quando quero máximo desempenho, estico as marchas até 6000 rpm, pois ao passar para a marcha mais alta seguinte, o motor cai para 5000 rpm; ou seja, passo 500 rpm do pico de potência e, ao subir marcha, o motor cai também a 500 rpm abaixo do pico de potência (mais ou menos que "centralizo" o pico de potência nas trocas de marcha para cima). O corte de rotação do Zetec 1,8-litro ocorre a pouco mais de 6200 rpm, segundo o manual do Focus.

      Porém, o assunto é complicado, cada motor trabalha de um jeito. O ideal, para quem gosta, é experimentar diversas situações, para descobrir como aproveitar melhor o motor de seu carro. Ainda com experiência em meus carros, com meu antigo Caravan 4,1-litros, limite de giro a 4500 rpm e potência máxima a 4000 rpm, não valia grande coisa segurar o giro até os 4500 rpm, pois após os 4000 rpm o motor perdia muita eficiência volumétrica, além de passar a vibrar bastante. Descobri que o melhor era troca marcha aos 4000 rpm mesmo.

      Uma coisa é fato: para melhor desempenho, o ideal é que após subir marcha, a rotação fique pelo menos igual à rotação de torque máximo.

      Abraço!

      RR

      Excluir
    3. O Gol 1000 16 válvulas só funcionava suave acima de 4000 rpms....

      Considerando que minha Ranger tem a faixa vermelha em 4000 rpms e é diesel, na lógica do programa, arrebentaria um motor por semana...Até porque ele funciona redondo em 3000rpms (que na logica do Autoesporte poderia ser taxado de "faixa alta").

      Excluir
  17. O Auto Esporte é mil vezes mais engraçado que o zorra total.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E o AUTOentusiastas com seus textos e comentaristas é mil vezes mais divertido do que todos eles juntos.

      Excluir
  18. Eu acho que eles estavam se antecipando a chegada dos motores diesel pra carros de passeio. Os cara estão de brincadeira. Acho que os leitores indignados deveriam mandar e-mail pra Shell também, ela é co produtora desse absurdo. Sugiro o Reclame aqui.

    ResponderExcluir
  19. Que lástima ter ver isso tudo na tv,ainda mais neste país em que os chamados CFCs nada ensinam ao novos motoristas,aí vem um palhaço comprado como esse tal piloto e faz uma cagada deste tamanho.
    Imaginem quantas senhoras e jovens com seus primeiros carros 1.0 não assistiram? O estrago já está feito.

    ResponderExcluir
  20. Em um outro programa de domingo tem um Sr. tal engenheiro jornalista que diz totalmente o caotrário..para eeconomizar combustivél tem uasar a faixa maxiama de rotação ou seja ESGOELAR o motor!! Bendita economia....

    Mq

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse tal engenheiro está correto. Os fabricantes colocam, ao lado do conta-giros, uma tal faixa vermelha. A faixa vermelha demarca a partir de qual rotação o motor começa a ser prejudicado. Então, o que estiver abaixo da faixa vermelha pode ser utilizado sem medo.

      Excluir
    2. eu trabalho com quadro de instrumentos e garanto: nos carros atuais a faixa vermelha é representativa, pois o motor corta assim que entrar nela... o ponteiro nunca vai ficar percorrendo a faixa vermelha.

      nesse ponto a engenharia já se preveniu de idiotas...
      agora o outro lado dos idiotas que ultrapassam com medo de radar e rotações não há engenheiro que solucione.

      Excluir
    3. anônimo 4/6/12 8:35

      Exatamente porém, acho que a engenharia está um pouco cagona para meu gosto. E o exemplo que vou citar, mais uma vez, são os motores GM, em especial o 1,4 econoflex, com pico de potência a 6000 rpm (6200 no Cobalt) e corte a 6300rpm, exatamente onde começa a faixa simbólica. Desse modo fica muito difícil aproveitar-se de todo o potencial do motor.

      Excluir
  21. Este programa é muito ruim faz tempo que não assisto mais, só tem propaganda disfarçada de reportagem e sem nenhum conteúdo.

    ResponderExcluir
  22. Autoesporte!!!!!!!. Acho que assiti no máximo 2 ou 3 vezes. Um lixo de programa marketeiro. Quando vi a chamada do programa um dia antes, estava com amigos, no mesmo momento, falei "o que esse idiota ta dizendo!!" e depois Risadas. Infelismente vai ser dado como verdade absoluta. Deviamos mesmo encher eles de e-mail reclamando Vamos lá, juntos pela campanha "porque não te cala Autoesporte".
    Bob, da inicio a um abaixo assinado, algo parecido, não podemos ficar quietos.
    Abraços

    ResponderExcluir
  23. Acabei de assistir ao vídeo da matéria e fiquei impressionado,como pode uma emissora que é uma das maiores formadoras de opinião prestar tamanho desserviço para a população? Estou indignado, onde vamos parar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Passarini
      É para se ficar indignado mesmo.

      Excluir
    2. Vamos parar no sinal fechado e na placa de Pare.

      Excluir
  24. Deu para ver por que o César não foi um grande piloto: ele não passava das 4.500 RPM.

    ResponderExcluir
  25. Só uma pequena dúvida:

    Qual é a rotação ótima para desgastar menos o motor: a mais baixa possível, a do torque máximo, a da potência máxima ou a mais alta antes da faixa vermelha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. faixa de torque ideal.

      mas pode usar todas as faixas quando precisar, não precisar trucidar sua família embaixo de um caminhão só pra economizar 2% de gasolina...

      Excluir
    2. Anônimo 4/6 08:10
      Esqueça isso de desgastar menos o motor. Utilize-o na faixa prevista de trabalho, que é desde a rotação mais baixa possível em que não haja vibração, entre 1.500 e 1.800 rpm, até à rotação de corte, geralmente 500 rpm acima da rotação de potência máxima. Importante também você sentir a partir de que rotação o motor produz potência palpável, que dê resposta ao acelerador. Quando for necessário ganhar velocidade rapidamente, como ao efetuar uma ultrapassagem, usar a maior rotação possível antes de ocorrer o corte, pois enquanto o motor está em corte a velocidade não aumenta. Nenhum motor quebra ou se desgasta por dar potência máxima.

      Excluir
    3. essa vibração citada a gente aprendia a evitar no ouvido, a famosa "flutuação" ou saída de giro !!!!

      depois da 1ª vez não errava mais... e pra que conta-giros? na época ia sem mesmo !!!!

      Excluir
    4. Obrigado Bob.

      Excluir
  26. Sandoval Quaresma04/06/12 08:16

    essa rede bobo é de enojar e fico pasmo como que um sujeito que não é leigo no assunto, como esse César Urnani (sei lá a grafia correta) se presta a divulgar uma asneira desse tamanho.

    ResponderExcluir
  27. Total falta de responsabilidade por parte da Globo.
    Lamentável um programa deste.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Auto Esporte não é uma produção da Globo.

      Excluir
  28. Esse programa é um dos maiores representantes do "jornalismo-putinha" como linha editorial.

    Pagou, falou - qualquer coisa.

    ResponderExcluir
  29. Bob,
    Será por isso que a maior causa de acidentes e mortes no país seja colisão frontal?

    E não o famigerado "excesso de velocidade"...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gentalha
      Realmente, boa parte das colisões frontais ocorre nas ultrapassagens, mesmo quando permitidas (faixa central tracejada) e certamente falta de potência contribui para isso. Daí a temeridade da recomendação de não usar nunca alta rotação, justamente em que se obtém a potência máxima de qualquer motor, mais crítico ainda nos motores de baixa cilindrada.

      Excluir
    2. Antonio Pacheco04/06/12 10:29

      Viajo bastante, e o que mais vejo é gente ultrapassando devagar, com preguiça de reduzir marchas. Mesmo vindo um outro veículo no sentido contrário, volta e meia vejo motoristas passando aperto por não reduzir marcha ao ultrapassar. Meu old focus flex, hoje com 109 mil km e com 5ª marcha longa, sempre ultrapassa de 3ª marcha quando eu quero retomar rapidamente a velocidade de 70, 80 km/h para 120km/h. Não raras as vezes, estico até próximo do corte, que no caso do meu carro chega a 140 km/h (no painel) em 3ª marcha.
      Aliás, o motor rocam 1.6, apesar de ser um 8v, parece que gosta de girar acima dos 4 mil rpm, sem vibração e com boa potência.

      Excluir
    3. Verdade o Rocam gosta de giro. o old focus flex são 140km/h e 3º 180km/h em 4º a quinta vai 200km/h no plano e corta nos 210km/h em declive.
      mas sempre acima dos 4500rpm e claro sem quebrar.srsrrs

      Excluir
    4. Nos antigos eles têm suas manhas, numa Parati 92, 1,8 não me acanho e reduzo pra 4° ou 3° se for preciso e ela reage rapidamente. Agora uma pampa também 92 1.8 se eu tacar 4° é pior ai que não sobe, não desenvolve então acima de 60/70 kmh ela reage mais rapida em 5° do que com marcha inferior, sei lá deve ser as relações de marcha e diferencial diferentes ou carburação e até o escapamento que é completamente diferente do da vw com um monte de curvas...

      Excluir
  30. comprei recentemente um Jetta turbo, carro sensacional e que tenho absoluta certeza ter mais que os 200 CV indicados, e me espantei como ele no modo de cambio no modo "S" (e deixando ele trocá-las sozinho) estica as marchas acima da faixa vermelha...
    vou continuar deixando ele tentar "quebrar o motor dele", pois é uma delícia ver o bichinho berrar....

    matéria de imbecis voltado para um público idem !!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você disse tudo: delícia ver o bichinho berrar. É mesmo!

      Excluir
    2. Taí algo maravilhoso de se ouvir nos motores modernos: os bichinhos não reclamam de giro alto, sobem liso até o corte de giro!

      Excluir
    3. Voltado para o público da Globo, as mesmas pessoas que assitem ao Jornal Nacional.

      Excluir
  31. Rômulo Rostand04/06/12 08:50

    Tanta dedicação da pessoas sérias como os editores de Autoentusiastas para tornar o motorista brasileiro mais esclarecido, daí a Globo com a maior audiência da televisão brasileira prestar um desserviço desses.
    Danoso, para mim foram os vinte segundos mais caros da TV brasileira em termos de prejuízo da informação. Já não bastava os merchans da CAOA dentro do programa.

    ResponderExcluir
  32. Reportagem toda errada....não podem dividir por rpm e generalizar cada carro tem um regime de rpm e torque.
    tem os diesel, tem os girador ,tem os v8 antigos.
    tudo errado, deveriam fazer outro programa e se redimir do grotesco.

    em ultrapassagens, no meu carro é comum usar dos 4000 aos 6000rpm sempre e nuca quebrou e nunca vai quebrar por isso (Rocam 1.6flex)

    ResponderExcluir
  33. E a gente poderia esperar outra coisa dum programinha onde esse mesmo senhor aí disse que o Lentoster tem "ronquinho de esportivo"? O Autoesporte deve ser encarado como programa humorístico, e como outro cara disse mais acima, mais engraçado que Zorra Total (como se fosse possível alguém conseguir ser mais sem graça que este último, mas divago).

    ResponderExcluir
  34. A internet tomou conta da audiência dos canais de TV, a Globo então nooooossa faz tempo que os seus programas eram bons, vide Fantástico muita poesia e pouco jornalismo. E durante a semana é só novela das 17:00 às 23:00 hs, qualquer um perde a paciência...

    O tal de "autoesforte" é de chorar, propaganda e mais propaganda, não passa de vitrine.

    ResponderExcluir
  35. É porque o auto esporte (merece letra maiúscula?) só está acostumado com o super-hiper-power-extra veloster onde toda faixa de rpm é de torque máximo, inclusive na marcha lenta.

    Ah,e quanto aos comentários anteriores, pneus novos devem ser colocados na dianteira ou troca logo os quatro. Abraços.

    ResponderExcluir
  36. Muito bom tio chico....
    Olha eu já nao assisto o autoesporte faz tempo, pois virou só propaganda só que eu escutei o chamado da globo e puxei na internete para assistir o que ia falar de besteira.
    Com que base ele pode falar que o motor nao pode passar de 4000 rpm!!!! e que ele para de aumentar a velocidade!!!!!!! será que ele está pensando que o motor é a diesel????
    A globo tem que parar de falar merda o tempo inteiro, eles emitem opniao como se fosse verdade e criam um monte de mito, mais uma vez reporter achando que é especialista em tudo, é a doença galvao bueno passando para todos.

    ResponderExcluir
  37. Esses programinhas que passam de domingo de manhã SÓ falam bobagem.... eles são muito bons é pra fazer matéria paga elogiando carros das montadoras que compraram... mais nada...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O auto+ não é ruim não. Passa na band e redetv acho..

      Excluir
    2. Daniel San04/06/12 19:44

      Apoiado. O Auto+ ainda é o melhor programa do gênero. Percebem-se a seriedade e a dedicação dos que o fazem. Pena que a Band mudou o horário do programa de novo.

      Excluir
  38. Calma, pessoal. É que o (piloto) lá confundiu o programa, achou que tava gravando pro Siga bem caminhoneiro. hahahaha Cuidado com seu bruto, fique sempre nas 2500 rpm haha

    ResponderExcluir
  39. Gustavo Cristofolini04/06/12 10:05

    Ceis tão é louco de assistir ao Auto Esporte.

    Também considero o assunto sério. Vou compartilhar nas redes, pois sempre tem um acéfalo que acredita no que a 'grobo' diz.

    ResponderExcluir
  40. Meu carro não tem conta-giros.
    Por isso nem me interessa o que o Auto Esporte disse ou não disse.

    ResponderExcluir
  41. Paulo Ferreira04/06/12 10:18

    Hahahahahaha, muito bom LMunhoz.

    Bob! Escreva à globo (ou aos responsáveis)! Essa ignorância precisa ser corrigida, ainda mais pelo que ela pode causar como já discutido!

    ResponderExcluir
  42. Quando vi que teria materia sobre conta giros ja pensei : la vem bobagem , e dito e feito, imagine o cara ultrapassando alguem e nas 4500 rpm troca pra marcha superior pra não "estragar " o motor e fica demorando pra ultrapassar se expondo a um acidente ... nunca vi tanta desinformação junta, mudaram o visual do progarama , colocaram umas menininhas novinhas e bonitinhas que não sabem nada sobre carros, mas o conteudo continua péssimo, e outra, a rotação máxima varia de motor pra motor , não da pra generalizar que nem fizeram, se alta rotação destruisse o motor meus carros nunca teriam chegado nas quilometragens que cheguei.
    Outro dia vi o apresentador Alvaro falando sobre Karman Guias e no fim da matéria vi ele sentando sobre o capô do carro, um absurdo, carro antigo a gente nem toca quanto mais sentar !
    Pelamordedeus , Bob Sharp por favor se ofereça pra ser consultor e revisar todas as matérias antes de colocar no ar, esse programa ja virou motivo de piada !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para, João, para. Se é para ter carro antigo e não tocar e nem deixar chegar perto, não tenha que você vai ser muito mais feliz. É como ter mulher e não... bom, deixa pra lá.
      Tenho um nojo de "colecionador" que leva carro em encontro e fica revirando os olhos para cuidar que ninguém passe de 2 metros de distância. A esses, aconselho que deixem a lata velha em casa!
      E deviam ter pena é de sentar no capô de carros novos, esses sim amassam só de olhar.

      Excluir
  43. João Ferraz
    Existe incompatibilidade para eu prestar qualquer serviço para a Globo, pois sou editor técnico da revista Carro, concorrente direta da revista Autoesporte, do Grupo Globo. Mas sua idéia é boa, pelo menos acabariam essas barbaridades.

    ResponderExcluir
  44. Antonio Pacheco04/06/12 10:44

    O manual do meu old focus flex, só informa que a marca vermelha no contagiros indica a faixa que não deve ser utilizada. A recomendação para se trocar a marcha em baixos giros, serve para a condução econômica.
    Como já foi dito, não se quebra motor passando dos 4500 rpm, a besteira que esse programa falou é grande demais.
    Aliás, sou capaz de dizer que se andar sempre em baixas rotações (abaixo de 2000rpm), danifica mais o motor do que andando em altas rotações.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antonio Pacheco
      O Escort hatch 1,8 16V Zetec que tive, hoje do Arnaldo Keller, nem faixa vermelha no conta-giros tinha. Não precisa, há o corte de injeção para impedir rotação que possa danificar o motor. Amanhã falarei sobre isso num post.

      Excluir
  45. Louvável o esforço, Bob. Hoje já chegaram me perguntando sobre a "reportagem".

    ResponderExcluir
  46. Ave Globo! Mais uma vez ajudando a população a se matar nas estradas!

    Sobre a polêmica dos pneus novos na traseira: o maior motivo para se colocar pneus novos na traseira é para evitar a aquaplanagem. O pneu novo tem sulcos maiores e consegue tirar mais água. O pneu mais velho fica na frente porque ela é mais pesada e compensa o sulco menor. Assim temos um carro mais equalizado e estável.

    ResponderExcluir
  47. Um enorme desserviço e desinformação esta matéria. Eles pegam os princípios da "direção econômica" e apregoam como verdades universais e absolutas, que, ouvidas por motoristas ignorantes, pode resultar em graves situações no trânsito.

    Bob, por que não juntar a equipe auto-entusiastas e fazer uma matéria com um breve vídeo dando dicas de direção verdadeiras? O público alvo seria o "não-entusiasta" , mas pelo menos assim a gente poderia tentar conter um pouco dos efeitos negativos desse vídeo do Auto-Esporte usando um texto/matéria de referência.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antonio Mon'Alverne
      Vamos cuidar disso. Mas amanhã pretendo postar sobre o uso do conta-giros.

      Excluir
  48. Unknown
    Este assunto foi amplamente discutido em http://autoentusiastas.blogspot.com.br/2010/01/pneus-novos-na-dianteira-por-favor.html. Traseira não aquaplana com a mesma facilidade que a dianteira por passar sobre a trilha desta já praticamente sem água. Mesmo carros com peso predominante na dianteira aquaplanam, e de maneira perigosa: se o motorista menos experiente virar o volante, quando o contato com o solo for restabelecido e as rodas estiverem esterçadas, o carro desviará inapelavelmente para um dos lados. Pneus velhos na traseira, mas desde que estejam com profundidade de sulco até 4 mm, metade da profundidade de novos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, dessa vez eu vou discordar. Pra mim, o problema principal é se o carro aquaplanar numa curva. Se o carro estiver andando em linha reta e aquaplanar ele dificilmente se desviará da trajetória. Já se a traseira aquaplanar numa curva, só um piloto pra segurar, ainda mais que em curva cada pneu faz um trilho diferente.

      Excluir
  49. Filipe_GTS04/06/12 12:10

    Vou mandar ampliar a faixa vermelha do meu tacômetro pra começar nos 4500RPM...
    Aliás, acho que vou até instalar um corte de giro daqueles carros de arrancada regulado em 4500RPM pra garantir.

    Não há nem palavras pra comentar isso. Se usar o giro máximo fosse prejudicial, as fábricas limitariam já na rotação correta. Que balela. Quem já preparou um motor original sabe que os motores podem render muito mais com alguns ajutes e peças de performance, o que reduz a vida útil, óbvio. Os motores vêm de fábrica exatamente calibrados pra usarmos sem medo, com garantia de que vão aguentar bastante (pouquíssimas pessoas vão comprar um zero km e rodar além de 150.000km). Ficar 'se borrando' ao passar de 4000RPM, que estupidez. Quando tive Celta 1.0 70cv o bixinho urrava o tempo todo, não raro ouvia o corte de giro avisando pra trocar de marcha, hehehe.

    ResponderExcluir
  50. Alguns assuntos sobre carros são polêmicos e vc encontra mais de uma opinião, mesmo dos ditos especialistas. Sobre desgaste de motor eu não posso falar, afinal o máximo que eu usei um carro foi por 70 mil km (muito cedo pra tirar uma conclusão, já que sempre cuido da manutenção). Já comprei carros usados com alta quilometragem, mas aí eu não conheço o passado dele. Mas a questão do par de pneus novos deveria ser rebatida com um vídeo pra provar o contrário (obviamente o melhor é não usar pneus velhos em nenhum eixo)

    ResponderExcluir
  51. Não vi nada demais no conselho do programa. Vocês fazem tempestade em copo d´água. Talvez pelo programa ser da Globo. Eu também evito forçar o motor e não compraria um carro usado de uma pessoa que eu sei que demora um ano pra passar marcha.

    João Paulo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo 4/6 12:45
      Que complexo de perseguição é esse? A Globo só foi mencionada para este AE não dar uma de TV Globo, "uma emisssora de TV exibiu um programa...", o mau hábito de não dar informação completa. Fora esse aspecto não tenho nada contra a TV Globo, pelo contrário, é uma emissora admirável. Quanto aos seus hábitos de dirigir, cada um o faz como quer e tem os próprios conceitos do que seja forçar motor.

      Excluir
    2. Talvez o erro da reportagem seja o de omitir que se trata do modo "econômico de dirigir", além do exagero do avaliador em falar que o motor quebra. Pode diminuir a vida útil. Do mais, não vejo motivo pra tanto pirepaque e corações quase infartando.

      João Paulo

      Excluir
    3. Não, o erro da reportagem foi AFIRMAR que não há ganho de desempenho acima de 4500rpm, e que acima dessa o motor pode quebrar por excesso de rotação, isso tudo é uma inverdade absurda.

      Excluir
    4. João Paulo, mire-se no espelho e repita mil vezes:

      EU SOU UM IDIOTA, MAS NÃO MAIS SEREI.

      PS: As vezes anônimo, as vezes João Paulo...
      Te conheço da matéria sobre o 300C.

      Piloto de Playstation...

      Excluir
    5. ANÔNIMO DAS 15:23
      Que é Playstation?
      Que é 300C?
      Conhece-me mesmo?
      E já que é pra ofender gratuitamente, idiota é a sua mãe que te pôs no mundo!

      João Paulo

      Excluir
    6. Playstation é um videogame;
      300C é um carro.

      Além de idiota é burro, hahahahahahahaha

      Excluir
    7. 300C é uma merda!
      Além de idiota, tem mau gosto!

      Excluir
    8. Claro, pra alguém com vc que tem um Lambo Aventador na garagem, 300C é merda mesmo!

      *Pica das galáxias detected*

      Excluir
  52. Bob, qual o fim que deu o programa piloto que você estavam fazendo?
    Wallysson

    ResponderExcluir
  53. Aos que não entenderam a matéria e queiram ter uma conversa educada e instrutiva para ambos os lados. Convido a me ligarem 019 3838 8079.
    Agora aos medrosos que ladram neste site continuem sendo "ANONIMOS" escrevendo bobagens. Tenho pena de vcs!!! Bob,o tempo passou.

    ASSINADO
    CÉSAR URNHANI.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo 4/6 13:00
      Qual tempo passou?

      Excluir
    2. Acho que hoje em dia os carros quebram acima de 4500rpm, Bob, deve ser isso.

      Excluir
    3. Bob, o comentarista a quem você trata simplesmente por anônimo é justamente César Urnhani (ele assinou, leia no final), autor da matéria tão criticada, veiculada pelo global Autoesporte.
      Concordo com o César, antes de postar a matéria, você deveria ter entrado em contato com ele.

      Excluir
    4. Bob, liga pro César! O telefone postado ali é verdadeiro! Já que pode criticar aqui pode também ligar pro cara e escutar o lado dele!

      Excluir
    5. O tempo passou, antigamento os carros com injeção eletrônica tinham limitador de rotação máxima. Hoje em dia, os carros carburados não tem. KKKKKKKKKKKKKK

      É cada uma...

      Excluir
    6. Bob

      ligue para ele mas por favor não passe dos 4.500 senão ele quebra !!!!!

      Excluir
    7. Marcelo Augusto04/06/12 15:23

      Conversa instrutuva?

      A instrução será igual a da matéria?

      Se é que é vc mesmo César, perdeu oportunidade de ficar calado.

      Excluir
    8. o tempo q passou foi o tempo do bom jornalismo, ético, honesto...
      hoje em dia, os caras se vendem e falam qq besteira, desde q o patricinador do programa pague um $$$ para o pseudo "entendido no assunto".
      O Cesar perdeu a moral, primeiro as ações de marketing da Hyundai, agora essa baboseira...

      Excluir
  54. Anônimo 4/6 12:46
    Não deu em nada, o canal de TV que levaria o programa ao ar desistiu da idéia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai ver não era assim tão bom.

      Excluir
    2. Não éra ssim tão bom quanto o autoesporte, big brother, faustão e show da xuxa....

      Excluir
    3. É isso que dá querer ensinar como usar rotações mais altas para quem não sabe ligar a seta...

      Excluir
    4. Vendeu o horário pra igreja?

      Excluir
    5. O canal Speed acabou e virou o Fox Sports...

      Excluir
    6. Na verdade o canal morreu e agora fica passando repeteco de jogo da libertadores de 10 anos atrás.

      "Libertadores Classics"...pffff

      Excluir
  55. Meu carro tem motor turbo original de fabrica, fabricado no ano 2000 está com 228.000 Km e até hoje e raro eu andar com ele abaixo dos 4000 Rpm. Significa que o meu motor não é forçado.Detalhe: Motor nunca foi aberto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Julio
      Belo carro vc tem ...
      Eu gosto bastante dos Maera s principalmente na versao turbo. Acho que foi um dos melhores Fiats que tivemos no Brasil.
      O ronco do 5 cilindros é delicioso!
      Mas nao é carro para qq um .. e como toda boa maquina tem que ser bem tratada. Infelizmente poucos sabem ou podem tratar bem um carro desses.
      Guarde bem o seu.

      Excluir
  56. Conheco o Cesar Urnhane pessoalmente , acho que ele foi bastante infeliz nessa explicacao .
    Ele é um cara que vive automovel e conhece muito. Porem muitas vezes erra ao colocar suas explicacoes de uma forma muito simplista (adequada ao tipico brasileiro medio ) que nao entende patavinas de carro!
    Nessa materia ficaria perfeito dizer que se pode usar um motor ate a faixa vermelha do contagiros . Evitando-se girar acima disso para nao causar danos aos motores.
    Enfim como todo programa de TV a "parte comercial" é que manda. Qse todas as materias sao pagas e nao sofrem qq tipo de critica.
    O conhecimento tecnico ou opniao do apresentador nao tem a menor importancia e nao deve ser emitida.
    Uma pena, pois poderia ser um grande servico a desinformada populacao que pouco conhece de carros e male-mal sabe dirigir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele não colocou a informação de forma simplista, ele colocou a informação de forma ERRADA. Não adianta passar pano para o cara não. Falou besteira e ponto final.
      Hoje quase todo motor tem pico Otto de potência acima dos 5500RPM. Passar marcha antes disso é não utilizar tudo o que o motor tem.
      Se quer potência, deve-se passar a marcha acima do pico de potência, para a próxima marcha entrar numa faixa de potência ainda alta.

      Não há simplicidade que oculte o fato de que ele falou bobagem.

      Excluir
  57. Bob, o comentarista a quem você trata simplesmente por anônimo é justamente César Urnhani (ele assinou, leia no final), autor da matéria tão criticada, veiculada pelo global Autoesporte.
    Concordo com o César, antes de postar a matéria, você deveria ter entrado em contato com ele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não.

      Excluir
    2. Imagina o Bob ligando para o Urnhani:

      "Urnhani, aquela tua matéria ficou uma bosta hein? Quando você vai parar de falar groselhas e aprender um pouco de mecânica?"

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    3. Franga detected

      Excluir
    4. pedir licença para publicar uma critica? ele é quem devia pedir licença para publicar essa m#$%@ de matéria...
      agora temos outro Galvão Bueno na Globo !!!

      Excluir
    5. Atenção: esse comentário de 4/6 14:20, somente com "Não" como texto, não sou eu. Quando comento ou respondo aparece a minha foto. Alguém brincou de hacker.

      Excluir
    6. Anônimo 4/6 14:03
      Se fosse programa diário entraria em contato com o César antes. Como é semanal, não dava para deixar rolar essa informação errada durante uma semana, até que ele retificasse o que disse. Questão de consciência.

      Excluir
  58. Bem, até sites conceituados como o Best Car Web Site tem algumas pérolas, como dizer que subir uma serra em quinta marcha gera economia... depois tá lá a pessoa em segunda na serra com seu 1.0 achando que tá economizando. Pq qualquer 1.0 que a pessoa insista em não reduzir marcha vai cair velocidade rápido. A melhor maneira é sempre antecipar a redução.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca vi o BCWS dizer uma coisa dessas, até pq é difícil até para carros com motor grande.

      Poderia citar a matéria?

      Excluir
    2. É! Coloca o link da matéria ai o bunda rachada!

      Excluir
    3. http://bestcars.uol.com.br/servico/consumo-1.htm

      Acho que esse é o link que o cara mencionou.

      E na terceira parte, eles disseram:

      "A menor vantagem do método carga foi no trecho de serra, em que o uso da quinta marcha exigia total pressão no acelerador por boa parte do teste -- exceto no Stilo, por sua reserva de potência. Mesmo assim, houve uma economia não desprezível: 4,2% no Astra, 7,1% no Stilo e 2,7% no Polo."

      Mesmo assim não considero como pérola, pois foi apenas um teste.

      Excluir
    4. Quais são os sites de carros mais conceituados do Brasil?

      Excluir
    5. Pedro Jungbluth
      O que o Best Cars escreveu está mais do que certo. O dirigir com alta carga e baixa rotação é justamente o que está sendo usado hoje amplamente pela industria automobilística mundial, motores de baixa cilindrada turboalimentados, visando exclusivamente redução de consumo e, na esteira, redução da emissão de CO2. O mesmo para soluções de câmbio com marchas bem longas, como recentemente com o lançamento do Fox BlueMotion, aumentar a carga e diminuir a rotação.

      Excluir
    6. Carro 1.0 não deve ser... em quinta marcha não sobre serra nem a pau

      Excluir
    7. Todo carro deve ser "subidor de serra" em ultima marcha?

      Excluir
  59. Ixi, é o telefone do Cesar mesmo, lá na Pirelli. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  60. "Nunca use a faixa alta do contagiros"

    Sério, é a coisa mais imbecil que vi e ouvi até hoje.

    ResponderExcluir
  61. Pessoal,

    Só eu tenho competência para usar a "faixa alta" do contagiros.

    Vocês são amadores, não devem passar dos 3000 rpm.

    ASSINADO
    CÉSAR URNHANI.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. cuidado !!!!
      assim voce vai estragar o motor do seu fusca !!!!!

      Excluir
    2. cezar inhame kkkkkkk

      Excluir
    3. Inhame é legume ou é fruta?

      Excluir
    4. Raiz. Tem muita gente que gosta de comer depois de frito ou cozido na pressão. Dizem que é bom para a gripe, mas aí é mais crendice que fato comprovado.

      Excluir
    5. Não sei não, eu acho que é fruta... :)

      Excluir
    6. De fato mais que 2.500 rpm estraga o motor. Outro dia um caminhão carregado de sacos de cimento me deu faról alto numa subida, mostrei-lhe o dedo e continuei na minha tocada de não forçar o motor. Esses apressadinhos precisam saber o seu lugar.

      ASSINADO
      CÉSAR INHAMI.

      Excluir
    7. Inhame é um tubérculo e faz parte da culinária dos imigrantes alemãs. É muito bom comer o inhame cozido, acompanhado de marreco assado, chucrute, raiz forte e mostarda.

      Asterix

      Excluir
  62. Daniel BBB04/06/12 16:56

    Cezar Inhame me parece um cara "vendido".

    Essas afirmações dele sempre me lembram o Fernando Calmon revirando a matemática e esticando a estatística pra tentar nos convencer que carro no Brasil é barato.

    Há alguém por trás disso tudo, talvez as "forças ocultas" as quais falava Jânio Quadros...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Calmon é um dos maiores pilantras em materia de jornalismo automotivo.

      Excluir
  63. Mais uma das (várias) bobagens exibidas pela Rede Globo. Quero ver quando o teleespectador global dono de um 1.0 16V der de cara com um caminhão numa ultrapassagem feita em 5ª marcha porque a Globo disse que giro alto estraga motor. Verdadeiro desserviço à segurança!

    ResponderExcluir
  64. Pessoal aqui leva tudo muito ao pé da letra. Só porque um programa de televisão recomenda uma coisa. Agora vão fazer igual àquelas velhas que esmerilham o motor e andam em 2ª o tempo todo!! Pff...
    Gente, pra cada momento há um tipo de condução. Se estou em uma ultrapassagem,é claro que exigir o máximo do carro. Agora, se estou em uma avenida ou em uma boa estrada, pra que vou andar a 4000RPM? Fosse assim, os engenheiros não se preocupariam com a aerodinâmica. Motorista bom é aquele que sabe andar valendo-se da inércia e isso não significa andar devagar.

    João Paulo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. João Paulo
      Determinadas questões têm de ser levadas ao pé da letra, caso desta. Trata-se de um programa de tevê da emissora líder, com grande audiência, em que foram dadas duas informações erradas que, se seguidas, podem comprometer a segurança.

      Excluir
  65. TEM GENTE FALANDO EM NOME DO CÉSAR URNHANI, NÃO É ELE. A ASSINATURA É FALÇA.
    VCS ESTÃO GINGANDO O CARA E ELE TÁ CACANDO PRA VCS, RSRSRSRS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1)Não é ele? Eu jurava que era!

      2) falça?!?!?1?

      aaaaaaaaaaaaaaahhhhhhhhhhhhh!!!!!!!!!!!!!

      Falça-me o favor! (desculpem-me, não resisti)

      Excluir
    2. Olha, o cebolinha postando no auto entusiastas!!!!!!!!!!

      Excluir
    3. falça ou salça !!!!

      Excluir
  66. RSRSRSR SÓ TEM ESPERTÃO NESSE SITE....

    ResponderExcluir
  67. De fato mais que 2.500 rpm estraga o motor. Outro dia um caminhão carregado de sacos de cimento me deu faról alto numa subida, mostrei-lhe o dedo e continuei na minha tocada de não forçar o motor. Esses apressadinhos precisam saber o seu lugar.

    ASSINADO
    CÉSAR INHAMI.

    ResponderExcluir
  68. Bob,voce entrou em contato com a produção do programa questionando eesa perola do jornalismo automotivo como citou o colega no inicio?

    MQ

    ResponderExcluir
  69. grupo globo e grupo abril? parei com as drogas.

    ResponderExcluir
  70. Vamos ter muitos carros usados a venda no futuro, que estarão com a mecânica zerada(não passaram dos 3000 rpms), vamos ter de amaciar um motor com 40mil km...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você ri, é pra chorar!

      Motor diesel (especialmente agricola) é passivel de amaciamento e um amaciamento mal feito acaba com ele até o fim da vida util do motor!

      E amaciamento não é "dar pau"...importante diferenciar!

      Excluir
    2. Verdade, esses tempos fui numa granja e vi um trator zerado parado e perguntei porque ainda não o estavam usando pois estavam plantando e tinha trator estragado ali e uma plantadeira parada, dai me explicaram que estavam esperando para usa-lo na hora do serviço pesado ou seja puxar o arado(grade) para amaciar o motor e na correia da planta ainda não tinha dado tempo de dar o trato nele.

      Excluir
  71. Realmente é impressionante esse tipo de (des)informação. O que "quebra as pernas" é o "nunca" na frase do Cesar sobre as altas rotações. Duvido que qualquer manual de qualquer carro tenha uma informação tão ridícula quanto essa.

    Certo é que existe aquela recomendação de nos quilometros iniciais não passar de "n" RPM tal qual explicado pelo Bob Sharp no comentário da data 04/06/12 10:02. Ou as rotações/velocidades para maior autonomia.

    Vamos ver se alguma fábrica tem o bom senso de rebater tal informação.

    ResponderExcluir
  72. acho que ja falaram bastante, mas chegou a ser engraçado assistir isso na tv. na hora eu lembrei dos autoentusiastas! com voces aprendemos muito mais e da forma correta. abraço

    ResponderExcluir
  73. Esse Cesar Infame se equivocou.
    então em track days o povo tem que pilotar até os 4500rpm ! srsrrs
    mais que isso não ganha potencia e pode quebrar o motor ! ashahshash
    serio que eu ouvi isso ? brincadeira.

    qual será a proxima perola ? até deu vontade de voltar a ver o programote.

    ResponderExcluir
  74. O Ricardo Dilser faz falta no Auto Esporte. Lembro uma matéria em que ele falou para um dono de carro mil que não conseguia subir ladeira: "Quem tem que chorar é o carro e não você".

    ResponderExcluir
  75. auto esporte é atualmente o melhor programa de humor da rede grobo, disparado!

    ResponderExcluir
  76. Vocês tão muito por fora. Ele está antecipando os motores diesel 1,2L dos nossos carros de 2023. Tsc tsc

    ResponderExcluir
  77. É ISSO AÍ BOB! PAU NO PILOTINHO TRANCA-RUA DOS 4500 RPM!

    ResponderExcluir
  78. RRSRS Pilotinho!!! Vc tem isso no seu longo...longo...longo curriculo Bob??
    Em cinco anos de corrida:
    03 titulos brasileiros
    01 capacete de ouro (09 VITÓRIAS EM 11 ESTAPAS)o carro tinha 450CV
    13 anos instrutor da BMW
    21 anos piloto da Insustria automobilistica viajando o mundo.
    Piloto do programa de maior audiencia da tv brasileira
    Deu dicas que já salvaram muitas vidas
    Palestra para grandes empresas
    Tem um BMW325 2011 BRANCA e tá nem ai pra vcs, kkkkk

    Aqui os babacas andam de 'MAREIA RSRS, KADET RSRS, MONZA RSRSRS....VCS SÃO MUITO IDIOTAS!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ta parecendo o ADG

      Excluir
    2. E você é tão bom que nem peito tem de se identificar tem. Mais um bicho esquisito! E covarde.

      Excluir
    3. FODA-SE se o cara tem o currículo que for!

      ele falou BOSTA, e das GRANDES!
      falou MUITA BOSTA.

      um cara tão foda assim JAMAIS falaria uma asneira dessas.

      e sobre ser piloto... até o Massa é...

      Excluir
    4. E o Trofeo Maserati que o César Tatame ganhou dando um "totó" no carro do Rafael Derani? Que baita piloto! Acho que nem precisamos comparar um cara que trabalha pra fábrica dos piores pneus brasileiros atualmente, fala um MONTE de asneira na TV e ainda acha que pilota... Ah tenha santa paciencia...

      Excluir
    5. Comparar com Bob...

      Excluir
    6. MareIa? Se acha superior porque anda de BMW? E o teu BMW explode o motor se passar dos 3.000 giros?

      Bem coisinha de playboy.... Vai lá falar de automoveis com o teu amigo, Thor Batista.

      Vá se enxergar!

      Excluir
  79. André Andrews06/06/12 11:49

    Agora está explicado porque os pneus da Pirelli são tão ruins...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se este site fosse bom:
      - as pessoas se identificavam
      - fariam comentários sem ofender as pessoas
      - convidariam o principal nome citato para participar

      O André Andrews está até falando mal da Pirelli, outro da Globo...vcs não percebem como distorcem o tema. Assim vcs deixam claro que é pessoal e não automobilisticamente profissional.

      Estou decepcionado com este site.
      Bob um anônimo te mostrar o curriculun do César é covarde.
      Porque vc não chamou de covarde todos aqueles anônimos que postaram xingando o César....Vc deveria exigir ética nas postagens de forma imparcial, mas podem xingar, desde que não seja o Sr, não é mesmo.

      Excluir
    2. Ficou magoadinho.... Deixe de ser franga. Quem ofendeu quem aqui? Só estamos comentando o fato de que é um absurdo falarem tamanha bobagem em um programa visto por milhares de pessoas.

      Se não gosta do site, simplesmente não o acesse.

      Excluir
  80. O piloto tem razão, acima de 4500 rpm o motor pode quebrar. É que ele estava se referindo ao motor do Effa M100, que ele quase tombou fazendo o "teste do alce" para a 4 Rodas.

    ResponderExcluir
  81. ATENÇÃO, ATENÇÃO!!! FIZ UM TESTE PARA COMPROVAR!!!

    Fiesta 1.6 gasolina 2011

    Fazendo de zero a 100kmh com o pé no fundo e trocando marchas até 5000 (porque no vídeo o César fala “evitar acima de 5000rpm”) o carro fez em 14,35 ao fazer a mesmo teste trocando marchas até 6000 (após é vermelho) o carro fez em 14,25.

    Por tanto, se formos avaliar o que CÉSAR diz está certo!!! Acima de 5000 vc só gasta combustível e não ganha velocidade, sobre quebrar o motor, tbm acho que é um regime que força os componentes.

    Fui movido pelo impulso e achei que ele tinha falado bobagem, mas tenho a humildade de reconhecer que ele estava certo!!!

    Portanto antes de opinar, façam o teste.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    2. Lembrando que não levam acento gráfico os monossílabos tônicos terminados em "u".
      Como tem gente aqui que não sabe contar as sílabas, aproveito para também deixar a explicação: oxítona, última sílaba tônica; paroxítona, penúltima sílaba tônica e proparoxítona, anti penúltima sílaba tônica.
      Além do mais cabe um ponto de exclamação na sua colocação dando ênfase em sua ideia.

      Excluir
  82. Sensacional ! Então significa que não posso passar das 4,5K no meu Civic Si. O pessoal da Honda deve ter me enganado ! Vou ver meus direitos na Justiça.

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.