ORDEM E CONTRAORDEM

Foto: autor

A maior cidade brasileira, o segundo aeroporto mais movimentado do país (perde, por pouco, para Guarulhos), área de embarque para veículos particulares e táxis e desembarque para aqueles: a placa de trânsito se contradiz. Esse é só um dos exemplos do caos que assola o trânsito no Brasil causado pela má condução de assunto de tamanha importância, a sinalização.

A placa "E" com duas barras vermelhas cruzadas indica parada proibida; mas abaixo dela, autoização para parar. Coisa para o :"Acredite...se quiser" do Jack Palance. Aí a Companhia de Engenharia de Tráfego, com a qual as rádios-trânsito, especialmente a Sul América Trânsito, fazem coro, fala em "excesso de veículos".

O que não pode em áreas de embarque e desembarque demarcadas para isso é estacionar, por motivo óbvio.

Enquanto esperava meu filho chegar para me buscar, falei a respeito com um fiscal da CET, - eles são chamados de "marronzinhos" devido à cor da vestimenta - que estava por ali. Ele disse que é isso mesmo, que a placa está errada, mas que quem determinou que assim fosse foi a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), assim lhe disseram no quartel, escritório central, ou coisa que o valha, da CET.

Acho que não é bem o caso, não parece assunto da alçada da Anac, que cuida da aviação, mas, creio, da Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária), que administra os aeroportos brasileiros. Devem ter informado mal ao "marronzinho" ou inventaram essa história maluca de placa de trânsito que se contradiz como não sendo obra da CET. Para mim, foi.

BS

24 comentários :

  1. Caio Cavalcante01/07/11 16:25

    Quartel? Escritório central? Tá mais p/ covil, esconderijo, cafofo, algo do tipo...

    ResponderExcluir
  2. Aléssio Marinho01/07/11 16:25

    Bob,

    Não se assuste!
    Em aeroportos quem tem poder supremo é a Infraero.
    Até pra se pegar um taxi nesses locais só pode se for credenciado por essa empresa.
    Será que com a privatização vai resolver?

    ResponderExcluir
  3. Aléssio Marinho
    Tudo bem, só que a Infraero não tem o direito de desrespeitar as normas de sinalização do trânsito brasileiro.

    ResponderExcluir
  4. É que brasileiro é ignorante.
    Acha que o E com um risco significa "por favor, não pare aqui" e com dois riscos é "agora é sério, não pode parar aqui de verdade".
    Ninguém sabe nem sequer a diferença entre parar e estacionar... Pelo jeito nem a CET.

    ResponderExcluir
  5. Segundo eu sei, 'parar' é estacionar apenas por tempo suficiente para embarque e desembarque de passageiros, essa é a definição de parar. A placa deveria ser a simples de proibido 'estacionar' (um risco) com a instrução de que é permitido o embarque e o desembarque. Mas é como disseram, a com dois riscos é como se fosse 'mais séria' (não pode mesmo!). E que Deus nos ajude.

    ResponderExcluir
  6. Outro lugar onde tem informações contraditórias é o cruzamento entre a rua vergueiro com a Bernardino de Campos (continuação da Av. paulista).

    Trafegando pela vergueiro (vindo do centro), para entrar na Av. bernardino de Campos bastaria dobrar a esquina à direita. Tão óbvio que há até sinalização de solo nesse sentido.

    Ocorre que alguma anta instalou uma placa "proibido virar à direita, exceto ônibus".

    Há no local uma faixa exclusiva para onibus, mas a placa não deixa claro se é proibido entrar na faixa exclusiva ou se qualquer conversão à direita é proibida.

    Outro dia, eu estava exatamente nessa situação. Vi a sinalização de solo e liguei a seta. Do outro lado da rua, o marronzinho ficou me olhando para ver se de fato eu ia entrar à direita ou não. Por via das dúvidas (e para evitar a dor de cabeça com uma multa indevida), fui direto, cruzando a Av. Bernardino de Campos, até a rua cubatão. Depois virei na Abilio Soares para somente então entrar na Av. Bernardino de Campos.


    Marco

    ResponderExcluir
  7. Certa vez reclamei com um motorista que tinha estacionado em um local com uma placa dessas de "terminante proibido estacionar" e ele respondeu que não tinha problema...Era só um minutinho, hehe...

    ResponderExcluir
  8. Bob,
    De primeira, concordei com sua opinião sobre a placa. Porém, numa segunda olhada, fiquei na dúvida.
    Aí veio a questão de qual seria a placa correta para tal aplicação: no local é proibida a parada (ou seja, parar e estacionar) de qualquer veículo automotor. Faz-se exceção aos automóveis (não vans, utilitários, micro-caminhões, etc.), que têm a parada para embarque e desembarque permitida.
    Posso estar meio lerdo neste começo de noite, mas qual seria então a placa correta para a situação? Acho que é essa mesmo, não?

    ResponderExcluir
  9. Carlos Cwb01/07/11 18:29

    A placa é subjetiva.
    O motorista para, se quiser. E o Marrozinho, se quiser, multa.
    Simples...

    Fica aberta a porta para a "cervejinha" do fiscal.

    ResponderExcluir
  10. Eduardo Costa01/07/11 18:43

    Acho que entendi a intenção da placa. Eles não querem que as pessoas fiquem paradas alí esperando o carona descer do avião, pegar a bagagem e etc, e quando o agente chegar para multar, o motorista espertinho dizer "só estou parado, não estou estacionado não, quando chegar mais carro eu saio". Só que eles desrespeitaram uma norma ao invés de criar uma placa mais objetiva para a situação. De novo a preguiça de raciocinar.

    ResponderExcluir
  11. É rir pra não chorar. Trânsito virou piada no lisarb.

    ResponderExcluir
  12. é so sair do carro em movimento. Nao sei pq tanta confusao.

    ResponderExcluir
  13. Para quem tem dúvidas a respeito do significado da placa "proibido parar e estacionar":
    Não tentem adivinhar. Abram o CTB e resolvam de vez a dúvida. Não sigam o exemplo da CET/ANAC/INFRAEROm pois o CTB define muito bem o que é parada e o que é estacionamento e não é para ninguém ter dúvidas.

    ResponderExcluir
  14. Acho que entendi a idéia da placa.

    Ficaria coerente se eles mantivessem essa mesma placa de proibido parar e estacionar, mas escrevessem na placa de baixo: "Exceto embarque/desembarque"

    ResponderExcluir
  15. Pedro de Albuquerque01/07/11 22:32

    A idéia da placa de proibido parar com ressalva de embarque é evitar o estacionamento. Estranho?

    Sim. Mas é que placa de proibido estacionar virar placa de: posso ficar "parado" uma horinha". Placa de proibido parar e estacionar vira placa de: "vou ali 10 minutos e já volto".

    Só multa resolve

    ResponderExcluir
  16. A multa dessa placa é mais cara do que do "estacionamento em local nao permitido".

    Simples

    ResponderExcluir
  17. Agências regulatórias, cabidaços de empregos, tem que mostrar serviço; mesmo que seja daquilo que nada entendem (se é que entendem de algo).

    ResponderExcluir
  18. Se para cada coisa errada que o Bob ou outro apontar, cinco de nós reclamássemos nos órgãos competentes logo logo a situação mudaria http://www.mp.sp.gov.br/portal/page/portal/fale_conosco/areas-de-atuacao.

    ResponderExcluir
  19. A ANAC não tem nada a ver com isto... É incompetência da CET mesmo;

    ResponderExcluir
  20. A placa permite parada e estacinamento apenas para automóveis, isto é, não podem parar ônibus, caminhões, motos, taxis, ou qualquer outro veículo que não seja "automóvel".

    Simples assim. Para esta restrição desejada, não consigo imaginar outra sinalização para este local?

    Mas sempre é mais fácil ofender a autoridade de trânsito do que tentar cumprir a regulamentação.

    ResponderExcluir
  21. Álvaro
    Dica: Placa de proibido estacionar (R-6a), Na faixa amarela e, embaixo, "Somente embarque e desembarque,
    Automóvel". Nesses termos fica assegurado impedimento para veículos de outro tipo pararem ali, uma vez que é área para embarque e desembarque de automóveis apenas. Lembro que a placa de estacionamento e parada proibidos (R-6c) tem grau de infração e importância maiores que a que de estacionamento proibido e não deve de modo algum ser banalizada. muito menos contraditória.

    ResponderExcluir
  22. Rodrigo Laranjo11/07/11 17:09

    Bob, 99% dos motoristas, incluindo muita gente aqui, não sabe dizer a diferença entre a placa E com um risco vermelho e a placa e com 2 riscos vermelhos. Não adianta discutir, tem que mandar ler o livrinho da autoescola de novo.

    ResponderExcluir
  23. Olá Bob, estamos em 2014 e placa continua ali. Mas vamos lá, vou te contar meu triste relato.
    Tirei carta a uns 3 anos, porém por falta de carro, NUNCA havia dirigido. Ano passado comecei a pegar o carro do meu irmão, para ir treinando, e devido a falta de experiência, e consequentemente de atenção as placas, esperei por alguns minutos o desembarque de minha namorada ali, com a certeza que eu estava certo, pois eu só li, embarque e desembarque, e por nunca ter passado por isso, pensei que poderia ficar uns minutos esperando ela sair do aeroporto. Porém ontem chegou uma multa, de ordem GRAVE, descontando 5 pontos de minha carteira. Achei estranho, pois AGORA VENDO AS PLACAS eu sei que eu deveria ter tomado a multa, mas por ser embarque desembarque, teria que ser MÉDIA e apenas 4 pontos. Estou certo? Será que devo recorrer? Muito obrigado pela ajuda.

    ResponderExcluir
  24. Pedro
    É confuso, mas a multa foi aplicada corretamente. Não há previsão no Código para punição por estacionar em área de embarque/desembarque para automóveis, onde você aguardou sua namorada. Só que neste caso há uma permissão escrita para embarque/desembarque apesar da placa dizer ser proibido parar e estacionar (dai o post que publiquei, Ordem e Contraordem). Nesse caso pode-se parar para a finalidade específica de embarque/desembarque, mas não estacionar, que foi o que você fez, mesmo sem sair do carro. O Código define Estacionamento como "imobilização de veículo por tempo superior ao necessário para embarque e desembarque de passageiros". Como não existe ali placa de proibido estacionar apenas, mas parar e estacionar, o único enquadramento possível de infração foi a efetivamente aplicada, multa grave e não média. Por isso será inútil recorrer.
    Saiba que existe nos EUA e Canadá estacionamentos "de celular" (cell phone parking) nas imediações dos aeroportos justamente para casos como o seu, ir buscar alguém chegando de viagem. São estacionamentos grátis mas desde que o motorista permaneça no carro. Há um bom tempo faço isso, paro o carro numa rua próximo e fico esperando a pessoa, já na calçada, me ligar. No máximo em 2 minutos chego lá.

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.