Nürburgring Nordschleife


A pista está localizada na cidade de Nurburg, Alemanha, Região de Eiffel, a 70 km de Colônia e 120 km de Frankfurt, em uma vila de meia dúzia de ruas e um castelo medieval. É dividida em duas partes, Laço Norte (Nordschleife) e antigo Laço Sul (Sudschleife). O Laço sul foi substituído em 1986 pelo que hoje é chamado GP Circuit, em cuja prova inauguração Ayrton Senna mostrou ao mundo a que veio a bordo do Mercedes 190 2.3 16V. A volta no Laço norte tem 20,8 km e é tão grande que começa na cidade de Nurburg, passa no meio da cidade de Adenau (um viaduto na rua principal da cidade é o autódromo) e volta a Nürburg.

Jackie Stewart apelidou a pista de Green Hell e é hoje considerada a mais perigosa e mais técnica pista de corridas do mundo.

Nürburgring foi inaugurado em 1927 e foi palco para a Fórmula 1 até 1976, quando Niki Lauda sofreu um acidente, provavelmente causado por problemas na suspensão traseira, cujo resultado todos conhecem e o circuito foi banido do Campeonato Mundial de Fórmula 1 sob a alegação de que as distâncias eram muito grandes para serem cobertas pelos carros de bombeiros e ambulâncias.

Hoje o Laço norte é usado em poucas provas oficiais, como a 24 Horas de Nürburgring, outras categorias organizadas pela VLN (Associação dos Organizadores de Corridas de Endurance de Nürburgring) e RCN (Desafio Circuito Nürburing).

Touristenfahrten

Desde os anos 60 Nürburgring é considerado uma via pública de serviço e qualquer pessoa habilitada com um carro, moto, ônibus ou triciclo legalizado para via pública pode andar na pista, sem qualquer limite de velocidade. De fato, muito mais interessante para um entusiasta que as interessantes Autobahnen.

Andar em Nürburgring não é como andar em um autódromo comum. Dizem que são necessárias mais de 100 voltas para se decorar as suas 174 curvas. Ao contrário de Jacarepaguá, Interlagos ou qualquer outra pista de menos de 5 km de extensão, no Nordschleife não se alicata os freios, não se brinca tanto com o equilíbrio do carro, porque você simplesmente não sabe onde está a próxima curva, como é essa próxima curva e se você está com o carro na posição certa para próxima curva. É como uma tocada numa estrada incrível, com um limite muito mais alto, mas não tão alto como em um autódromo. Pelo menos não até à centésima volta.

A velocidade máxima em um carro de uns 170 cv e câmbio manual é de coisa de 200 km/h, mas o pote de ouro está nas curvas, para andar reto em Nürburgring é melhor nem ir.

Paga-se uma taxa de 18 euros por volta (tem vending machine, a vending machine mais entusiástica do mundo), recebe-se um ticket que libera para 1 volta. A primeira volta é assustadora, um misto de adrenalina e sonho realizado se torna tão nítido que quase pode ser cortado a faca. Começa-se a volta e a reconhecer os lugares de milhões e milhões de vídeos com câmera onboard baixados da internet e as horas e horas de Playstation. No meio da primeira volta, uma das primeiras surpresas aparece, aqueles gigabytes de vídeo baixado, as noites não dormidas com o controle do PS2 na mão não passam a noção de quão íngreme são as subidas e as descidas, quão abruptas são as lombadas (perfil de estrada, não os infames obstáculos que colocam nas ruas e estradas daqui), não deixam você pensar que lá é possível ter sensações de montanha russa dentro de um automóvel.

Da terceira volta em diante é possível andar com mais entusiasmo, mais próximo do limite em algumas curvas, bem perto do limite em outras, algumas partes da pista se tornam conhecidas, outras continuam uma incógnita, “pra que lado é a próxima curva?”. Um dos pontos altos é o famoso Karrousel, uma curva de 180 graus em relevê de raio curto, onde de carro de rua pode-se entrar em segunda marcha cheia e fazer inteira de pé colado, com controle total. Muito divertido.


Existem algumas regras básicas no Laço Norte, uma é a mais importante. Se bater, não é pemitido tirar o carro do lugar, os fluidos que podem eventualmente vazar do carro se tornam um risco de vida para os motoqueiros. Vários já perderam a vida assim. A polícia tem jurisdição dentro do autódromo (tecnicamente é uma via pública de serviço, lembra?). Você pode ser responsabilizado criminalmente pelos seus atos lá dentro.

Diversão extra-pista


A região de Nürburg é o paraíso dos entusiastas. Além de toda atividade na pista, existe uma série de outras atrações. A principal delas, no meu entender, é todo o esquema de trabalho das fábricas no desenvolvimento dos novos modelos. Todas as fábricas alemãs vão testar lá, várias outras marcas européias, japonesas e americanas. A BMW tem no centro da cidade um edifício em cuja fachada está escrito “BMW M Test Center – Nürburgring”, de emocionar o mais insensível dos entusiastas. Independente do modelo de carro, a pista alemã significa economia nos testes. Em uma volta no Laço Norte os freios são exigidos como se estivessem descendo os Alpes, o motor funciona em um regime próximo ao que seria o regime no deserto. As mudanças de piso, superfície e ondulações simulam um sem-número de situações da vida real. Tudo junto em um só lugar.

Com o advento da internet e sua popularização (será que eu vou falar disso em todos os meus posts? Talvez.) os tempos de volta em Nürburgring viraram referência de desempenho dos carros esportivos, o tempo de volta virou uma referência quase tão importante quanto o 0-100km/h ou a velocidade máxima. É muito divertido passar horas nos diversos e distantes pontos de observação da pista, vendo e reconhecendo os modelos camuflados andando num ritmo muito forte. Um paraíso para o editor da “página de segredos” de qualquer revista automobilística.

Nürburgring é a Meca e todo entusiasta deve ir a Meca uma vez na vida. Como dito em um vídeo promocional da BMW, For climbers there is Everest; for underwater explorers, the Titanic; for surfers the North shore; for drivers there is the Nürburgring ...


8 comentários :

  1. O Nordschleife pra mim é uma questão de "quando", e não de "se" irei andar um dia. É a viagem turística dos meus sonhos.

    ResponderExcluir
  2. Show, VR. Enquanto não dá pra ir lá, a gente se contenta de subir a serra e fazer o retorno lá perto de 3 rios.

    Qual a quantidade de gente andando lá ? Anda-se um tempo sozinho ou sempre tem alguém por perto ?

    ResponderExcluir
  3. Cruvinel.

    Depende, feriado lota, tem dia que a pista fica aberta o dia todo, tem dia que abre as 17:00 as 19:30hs, só pode andar depois das fábricas testarem. Mas via de regra se anda bastante sozinho.

    VR

    ResponderExcluir
  4. VR,

    Esta obrigação religiosa já cumpri, duas vezes no ano de 1997.

    Pelas nossas conversas e as fotos que vi suas e de outros amigos, mudou um bocado tudo, menos a pista.

    Quando fui, não havia nenhum "test center" de fabricante, mas tive espasmos com um prédio onde se lia: Zakspeed.

    MAO

    ResponderExcluir
  5. 914 GT Sunoco04/12/2008 20:58

    Já estive lá 3 vezes, a última agora em Agosto, no Oldtimer GP. Mas ainda não tive o prazer de andar na pista do Nordschleife.
    Mas em compensação, pelo PGothan Racing do XBOX eu já devo ter dado umas 1000 voltas lá. (por sinal... tenho o console de games só por conta do Nordschleife neste jogo).
    Agora.... das três vezes (99, 02 e 08), eu morri de frio em duas... mesmo em Agosto!
    Outro desafio para quem vai: estadia. O lugar mais prático me parece Koblenz.
    Quanto ao traçado... amigos europeus que foram andar dizem que agora tem uma grande ajuda: o GPS dos carros de rua tem o traçado. Ajuda bastante...
    Gente, como dito no ótimo texto, tem que ir. e pronto.

    ResponderExcluir
  6. VR,

    Já levaram o prius, volt e insight pra testes lá? Huahuahuahuahuahua

    Cara, esse teu post tá genial. O que voce descreve com relação a Nuburgring eu sinto com relação a Boneville, tenho que ir lá algum dia antes de me mudar pro andar de cima. Ou de baixo, nunca se sabe.

    ResponderExcluir
  7. AG

    O de cima pelo clima, o de baixo pela compania.

    VR

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente,
Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.