COLUNA "DE CARRO POR AÍ"





End eletrônico:edita@rnasser.com.br                              Fax: (61) 3225-5511       Coluna 2313  5.junho.2013

20 a 30 de junho, el  Salón del Automóvil de Buenos Aires
Soma de coragem, capacidade de entender o corcovear da economia argentina, vendas e perspectivas de crescimento, a Adefa, associação dos fabricantes, e a empresa AMC de promoções, farão a sexta edição do Salón Del Automóvil.  Será no espaço multieventos, dito La Rural, em Palermo, beiradas da grande Buenos Aires. Contornaram as dificuldades. em especial as mais recentes, impostas pelo governo platino que negaceou o uso da área e, ao final, apesar do pouco tempo entre a certeza e a abertura, a Argentina, segundo maior mercado da América do Sul terá 40 novidades que interessam ao Brasil, maior. Mostra-las-á por 24 marcas internacionais, de automóveis e caminhões – única chinesa, a Chery.
A nós
De maior interesse ao consumidor brasileiro:
Citroën C4 Lounge, substituto do Pallas. Para os argentinos. DS3 conversível, dito Cabrio e um DS5 híbrido;
Chevrolet Tracker, SUV compacto – 4,25 m, motor 1,8, injeção direta, 140 cv, caixa automática com 6 marchas ou manual com 5, tração total sob demanda. Mexicano, será importado para o Brasil com o nome de Traxx;
Chrysler, por sua divisão RAM, de picapes, repete a ação da Ford com o F-250. Importará o picape grande 1500, posição de tamanho e preço acima dos líderes de mercado lá produzidos, Toyota HiLux, Ford Ranger e VW Amarok. Completo, cabine dupla, motor V-8 a gasolina, 5,7 litros e 390 cv de potência;
Fiat 500 L – quatro portas. Olhe e veja. Não é apenas um cinquecento esticado. De sua plataforma sairá o primeiro degrau da família Jeep, a ser produzido na fábrica de Goiana, PE;

Fiat 500 L será a base do Jeep pernambucano

----------------------------------------------------------------------------------
Ford Focus, nova edição, aposentando o modelo atual. E o Evos, visão nublada de conceitos transformadas em soluções aplicadas e a logo aparecer nos automóveis da marca, nos traços ditos Kinetic 2.0. Mostrado no Salão de Frankfurt 2011. Agora é referência e explicação.
Honda – mão inversa, conhecido no Brasil, novidade na Argentina. É o Honda Civic 2013, motor 1,8, 140 cv;
Jaguar, Land – Pretendendo crescer de importância no volume de vendas de Land Rover e Jaguar, os novos Jaguar XF Turbo – motor Ford, 2,0, injeção direta, turbo e 240 cv – chegarão primeiro à Argentina. Brasil, depois;
Peugeot – Carros-conceito, foco forte sobre o 208, a ser lançado ao mercado argentino, instigará com o 301, que o país vizinho importará da Espanha;
Renault Fluence, retoques externos e no painel. Versão GT, diz a fábrica, não terá mudanças.
Toyota – A fábrica no Brasil nega introdução de pequenas – e necessárias – alterações no picape HiLux como modelia 2014, ante a redução da participação da marca no mercado diante da concorrência dos novos VW Amarok e Ford Ranger. Diz também, apresentará o Etios, mas sem as melhorias apresentadas a fornecedores argentinos, contadas pela Coluna;
Volkswagen – Pequenas alterações no Amarok, como versão cabine dupla com motor diesel 2,0 com apenas um turbo. Potência era 122 cv foi aumentada a 140 cv, aqui lançada nesta semana. Também, linha Gol, o Beetle, e o Taigun, visão para o mercado sul-americano do pequeno utilitário esportivo sobre o Up!.
Das Motorrad – Ou, A Moto. Exibirá as motos Ducati, marca italiana recém-adquirida em nome de sua controladora Audi. Pode anunciar a produção do modelo Monster 696 no Brasil, nas facilidades oferecidas pela Zona Franca de Manaus, e projeto de exportação para a América Latina.
Mais
Haverá pista para testes fora de estrada, exposição de veículos em escala e, como sempre, culto nacionalista com exposição das Carreteras – antigos carros de corrida em estrada, criação argentina; hot rods e no tema, estrela maior, o Bucci Special, projeto do piloto argentino de Fórmula 1 Cleomar Bucci. E dois protótipos, o Bucci Bestium e o Bucci Dogo. Bucci é uma lenda. Criou o Special, construindo-o em fibra de carbono e materiais argentinos – aos 87 anos !

Bucci Special. Velhinho competente
-----------------------------------------------------------------------------------------------
Reflexos da globalização, o Salón de Buenos Aires, assim como o de São Paulo, perderam controle nacional. O de lá é da AMC, a mesma do Salão de Paris. Daqui, Reed Exibitions, estadunidense absorvendo a pioneira Alcântara Machado.
Serviço
20 a 30 de junho - imprensa dia 19; preço 50 pesos – pelo andar da carruagem, uns US$ 6; pavilhão de La Rural, em Palermo, das 12 às 22h.
----------------------------------------------------------------------------------
Engine of the Year. E o vencedor é …
Concurso com 87 jornalistas especializados votando em 36 países – no Brasil, 5 – escolhe anualmente os melhores motores. Coisa técnica, com votação por pontos em cinco representantes por categoria. Neste, os resultados indicaram principais e por cilindrada:



International Engine of the Year 2013
Ford 999 cm³ três cilindros turbo                                                                                                          
                                                           
Por categorias                                                                                                
Best Sub 1.0 liter                                                   
Ford 999 cm³ três cilindros turbo
Best New Engine
Volkswagen 1.4-litre TSI TwinCharger                                                                                 
Best Green Engine
Fiat 875cc two-cylinder turbo CNG
Best Performance Engine
Ferrari 6.3-liter V12

Lista – indicados em cilindrada                                                        votos
                                                                                                             
Ford 999 cm³ três cilindros turbo
Aplicação -  Ford Fiesta, B-Max, Focus, C-Max, Grand C-Max;
  479

Volkswagen 1.4-litre TSI TwinCharger 
aplicação - Volkswagen Polo, Beetle, Golf Variant, Golf Plus, Golf Cabriolet, Scirocco, Eos, Jetta, CC, Tiguan, Touran/Cross Touran, Passat, Audi A1, A3, Seat Ibiza FR, Alhambra, Ibiza Cupra, Škoda Fabia RS                                          
                  
  408
BMW 2-litre twin-turbo quatro cilindros, gasolina 
Aplicação - BMW 125i, 320i, 328i, 520i, 528i, Z4 20i, 28i, X1 20i, 28i, X3 20i

 247
Porsche 2.7-litre diesel
aplicação  - Porsche Boxster, Cayman;
 
  245
Ferrari 6.3-litre V12 
aplicação - Ferrari F12 Berlinetta;
 233

BMW/PSA 1.6-litre turbo gasoline
aplicação -  Mini Cooper S, Clubman Cooper S, Countryman Cooper S, Coupé/Roadster  Cooper S, Paceman Cooper S, Cooper Works, Clubman Cooper Works, Coupé/Roadster  Cooper Works, Paceman Cooper Works, Peugeot 207cc, 208, 308, 3008, 508, 208 GTI,  308 GTI, RCZ, Citroën DS3, C4 Picasso/Grand Picasso, C5/DS5, C4/DS4;                                                                          


197
McLaren 3.8-litre V8 
aplicação - McLaren MP4-12C;
  180

Audi 2.5-litre cinco cilindros
aplicação - Audi TT RS, RS3, Q3 RS.
  111

 
O diploma do Ford Ecoboost 1,0. Breve, no Brasil


-------------------------------------------------------------------------------------------------

Uns camaradas com sangue Rosso Alfa ...
Melhor que o calculado, quase o dobro dos presentes entre automóveis e alfisti, o II Encontro Alfa Romeo em Caxambu, MG, sedimentou-se como evento oficial da marca, agregado pela prefeitura local e pela Secretaria de Turismo de MG.
Foi no Parque das Águas, em frente ao Hotel Glória. No primeiro, exposição dos veículos, área de vendas para peças, e a barraca do Alfa Clube, com artigos da marca, ótimos em qualidade e design.
No hotel, programa amplo desde coquetel de boas-vindas expondo os carros estelares da mostra – FNM Timb, Alfa Romeo 2300 com o motor no. 1; protótipo nunca viabilizado do modelo 1987, nunca enviado à produção. Novidade, Alfa Giulietta QV importada pelo mineiro Carlos Berqó: palestras do eng Guilherme Sechinel sobre o uso prático de pneus e óleos lubrificantes de motor, e duas homenagens: ao recém-desaparecido alfista Fábio Steinbruch; a Oswaldo Barros, mecânico e colecionador da marca desde sempre.
O Encontro de Alfas exibe diferenciada organização de extremo cuidado, e atinge o ideal antigomobilístico: cenário plano, sem as diferenças notáveis em outros eventos, isenta de manifestações de desnecessária ou inexistente superioridade. A sincronia a todos encanta, criando o clima de camaradagem sempre buscado nestas ocasiões. Caminha para coisa grande pelo crescendo de participantes, qualidade dos veículos e interesse sobre a marca, retratada pela presença do suíço Axel Marx, maior colecionador individual e consultor em história da Alfa. 
Apoios do Museu Nacional do Automóvel, do Grupo de Dirigentes de empresas ligadas à Fiat, Câmara Itália-Brasil, cidade de Caxambu, Estado de Minas, e continência na distribuição de prêmios para torná-los disputados. Destes, o Troféu Originalidade, pelo Museu, distingue o veículo que resistiu às novas tecnologias e novos confortos, mantendo intocados os métodos de construção, peças e partes, transformando-se em referência de originalidade – o objetivo do antigomobilismo.  Levou-o para Piracicaba, SP, Luiz Fernando Giocondo Teixeira com 2300 Ti4 de 1986. Combinaram-se esforços para festejar os 40 Anos do Alfa Romeo 2300; apoio aos alfisti  que se estruturam para ir às Mil Millas Sportivas em Bariloche, novembro, esforço para dobrar presença de colecionadores e veículos em 2015, próximo encontro.
Melhor medida antigomobilista de sucesso? Ninguém deixou Caxambu para ir à grande feira de peças em Lindóia, no setor o mais importante evento.
Paixão explica tal grupo, curioso, insólito, mantendo a mítica, a lenda de marca desaparecida do mercado há uma década, levando mecânicos e peças de reposição. Como dizem, o sangue de seus integrantes é comum – e a cor é Rosso Alfa. Mais ? Não precisa.

GTVs nas cores da bandeira italiana
           
------------------------------------------------------------------------------------------------
Roda-a-Roda
Mais – Enquanto não vence o proceloso mar baiano, que malha a proa de seu projeto de fazer fábrica, a representação da JAC importa o J3 e o Turin. Linha 2014, contidas mudanças no interior e linhas frontais.
Calendário – Apresentação à imprensa especializada seria dia 18. Data coincide com Salón portenho e, para não pagar o mico da ausência da mídia gratuita, mandou os carros aos revendedores, em pré-venda, e entrega posterior. Teto de 25 mil unidades/ano, no acerto com o projeto Inovar-Auto.
C'est Finis – Final de maio Citroën encerrou a produção do modelo C4 Pallas. Iniciou fazer o novo C4 Loundge no Brasil e L na Argentina. Apresentação no Salón del Automóvil – leia acima –, e vendas locais a seguir.
Da Caça – Hora do consumidor. Concessionários, com bônus e facilidades oferecidas pela fábrica, anunciam unidades finais a R$ 49.900. A fim? Chore – desconto adicional pintará.
De olho - A versão hatch subiu no telhado. Fugaz, espera sucessão.
Surpresa – Vendas da Ford no EUA em maio, cresceram 14% em relação ao mês do ano anterior: 246.585, quase colada na GM, com 6.000 unidades mais.
Vai? – Como o crescimento embute veículos e motores menores, como o novo Fiesta e os EcoBoost estuda lá produzir o EcoSport, feito sobre esta plataforma.
Tempo – O Acordo tampão para negócios entre Brasil e Argentina deverá ser prolongado. Por ele, o Brasil deve importar 1,95 para cada 1,00B exportado. Clima não é bom para o estabelecimento de regras pétreas.
Opção – Outra versão do picape Ranger – versão XL, cabine simples, motor diesel menor, de 2,2 litros e 150 cv a 3700 rpm e 38,2 m·lgf (a 1500~2500 rpm) de torque. Para trabalho e frotas. Como a Volkswagen segue o caminho da GM com o S10 – de tudo para todos.
Desacordo – Diretor da Yes Aluguel de Carros conta dificuldade no repor peças como faróis, máquinas para vidros, lanternas, calotas, pois as concessionárias são duras nos descontos. Locadoras compram de 8% das vendas das fábricas.
Recorde – Mercedes-Benz fará festa importante: produção de 2 milhões de veículos comerciais no país. Presença de relevo, Stefan Buchner, Chefe Mundial de caminhões. E apresentará Philipp Schiemer, novo presidente da MB Brasil.
História – Exporá modelos dos caminhões que fizeram sua história no Brasil, a partir do 312. Triste registro, é a única fabricante que preservou seus marcos.
Mercado – A MAN brasileira colocou o pé no Chile em licitação para fornecer ônibus com tração nas quatro rodas, para apoio à extração de minério. É o Volksbus 15.190 e caixa de transmissão e eixos são estadunidenses Marmon Harrington. A representação da MAN no Chile é da Porsche Holding.
Ecologia - Diz a Nissan ter atingido os padrões da lei japonesa no reciclar de resíduos e, não apenas reciclagem dos produtos. Inclui metais, plásticos, air bags. No total, 145 mil toneladas foram processadas.
Antigos – Exemplo ao mercado de reposição para veículos antigos, a gaúcha Dekabrás tem novidade para DKW-Vemag: tapete dianteiro, mais espesso, melhor vedação termoacústica.
Lembrança – Há 50 anos foi-se Christian Heins, brasileiro e então nosso único piloto em atuação internacional. Dirigia pela Alpine na 24 Heures du Mans, saída de curva, rodou em óleo perdido por concorrente, achou uma árvore.
Homenagem – Ex-articulador da Equipe Vemag, implantador da Equipe Willys, alavancas para o desenvolvimento tecnológico das autopeças brasileiras e formar a base dos nossos campeões, brilhante, amigo e orientador de pilotos e do nascente no ciclo do automobilismo brasileiro, será lembrado em missa: Igreja S. José, rua Dinamarca, 32, Jardim Europa, São Paulo, sábado, 15, às 15h.
Gente – Holger Haerter, ex-diretor financeiro da Porsche, condenado. OOOO Multa de equivalentes R$ 1.700.000,00 por informações falsas quando da tentativa desta marca em tomar o controle da Volkswagen. OOOO Cabe recurso – e prisão. OOOO

A coluna "De Carro Por Aí" é de total responsabilidade do seu autor e não reflete necessariamente a opinião do AUTOentusiastas.

19 comentários :

  1. Ram 1500 por aqui? V-8, gasolina, como DEVE ser uma legítima pick-up americana? Só de ver nas ruas, já vou ficar contente, he, he!

    ResponderExcluir
  2. Havia uma oficina paulistana especializada em Alfa Romeo com um estande em Águas de Lindóia. Arrisco afirmar que o carro mais bonito da exposição era uma Alfa 156 GTA vermelha. Observei as fotos do encontro de Caxambu no Portal Maxicar, deu vontade de ter ido.

    ResponderExcluir
  3. Fiat 500 L,

    Prá que jipinho? Que produzam o 500 L para vendê-lo mais barato no país.

    Parabéns para a Mercedes, e que exponha algumas fotos desses caminhões antigos em seu site no Brasil.

    ResponderExcluir
  4. Por favor, postem fotos dessas relíquias da Alfa!! Principalmente do protótipo da Alfa 87, que nunca havia ouvido falar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também nunca havia ouvido falar, e também quero as fotos, he, he! Seria mais bacana ainda que o 2300 Ti-4 86?

      Excluir
  5. Roberto Nasser, ótima coluna! Já virou rotina aguardá-la toda sexta! E belas Alfas GTV's! Abraço.

    ResponderExcluir
  6. estadunidense? estadunidenses?

    então também éramos "estadunidenses" quando o país era os Estados Unidos do Brasil?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Provavelmente.

      Excluir
    2. Melhor que "americano". Afinal todos nós de todas as três Américas são americanos, não só aqueles dos EUA.

      Excluir
    3. O gentílico de Estados Unidos da América do Norte (United States of North America) é mesmo problemático. Norte-americano é impróprio porque a América do Norte envolve Estados Unidos, Canadá e México. Americano é incompleto por haver três Américas. Estadunidense também não diz tudo, por existem os Estados Unidos Mexicanos. Há tempo só uso americano (carro americano, indústria automobilística americana etc.).

      Excluir
    4. Use yankee. Isso elimina qualquer confusão.
      Abraço.

      Excluir
  7. Pois, é... impressionante o preço do ingresso do Salão de los hermanos.... US$ 6 ... ou será que impressionante é o preço do Salão de SP ??? Abçs

    ResponderExcluir
  8. RAM 1500 é a pickup média (como Hilux, Amarok, S10, Ranger, Triton, etc) , a grande já temos por aqui e é a 2500 (como a F250, Silverado..).

    ResponderExcluir
  9. feliz que a fiat/chrysler/ram vai trazer a 1500, mas fiquei realmente curioso com esse jipinho baseado na plataforma do 500L, q deus queira, será um Jeep para concorrer com o Suzuki Jimny

    ResponderExcluir
  10. Lorenzo Frigerio07/06/13 23:42

    É bom deixar claro que essa revista "Engine Technology" que atribuiu esses prêmios é 100% eurocêntrica: na lista de motores do ano desde o ano 2000, não tem um único motor americano. Ou seja, a revista é sustentada pela indústria européia, é a única conclusão possível. A Ward's Engines é certamente mais idônea.

    ResponderExcluir
  11. Viajar para Argentina é ótimo para quem gosta de carros. Embora tenham um mercado interno muito menor que o nosso, eles têm muito, mas muito mais variedade de modelos e fabricantes.

    Picapes americanas aos montes, Alfas etc. Nota-se também que as ruas são muito melhores (asfalto sem buracos e bem nivelado), o trânsito idem e gasolina muito melhor que a nossa.

    E as Alfas, ah, essas belas máquinas...

    Leo-RJ

    ResponderExcluir
  12. Lucas dos Santos08/06/13 02:03

    Do texto: "Chevrolet Tracker(...) será importado para o Brasil com o nome de Traxx".

    Curioso o nome adotado. Não havia uma motocicleta - ou algo parecido - que era vendida com esse nome há algum tempo atrás?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Segundo o que li desde que o carro foi lançado, seria justamente o contrário, pois no mercado internacional é Chevrolet Traxx e aqui seria Tracker. E continua existindo a Traxx Motos no Brasil.

      Cristiano

      Excluir
  13. É como a velha estorinha do velho, do menino e o burro. Não importa qual a forma utilizada, sempre terá alguém para nos criticar.

    Eu uso todas essas formas mais yankee ou yankees, que também não é a mais correta.

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.