ACERTO EM CHEIO

Foto: Fiat


Como eu disse ontem, andei hoje nos nos Puntos com motorização FPT ex-Tritec E.torQ e, para resumir, a Fiat acertou em cheio. Tanto ao criar a "classe:" do Punto 1,6, que fazia falta, quanto ao elevar em quase 16% a potência do Sporting, deixando-o com um desempenho condizente com seu caráter esportivo.

A Fiat organizou uma sessão de testes no belo Autódromo Internacional de Curitiba. Andar em pista não é o ideal para se avaliar carros de rua, mas deu para atestar o acerto de suspensão dos Puntos. A saída de frente é bem discreta e a roda motriz interna não deixa o solo, assegurando tração na curva inteira

Combinado com os novos motores o 1,8 agora pode vir com o câmbio robotizado Dualogic,que está muito bem casado com o motor 1,8 16V E.torQ, Tão bem casado que dá para andar no circuito em trem de corrida com o câmbio passando as marchas sozinho ou "com o pé", com a trocas de fim de curso do acelerador, o chamado kickdown. O lado bom disso é que se tem um funcionamento automático sem as perdas associadas aos câmbios automáticos tradicionais.

Não importa se 1,6 ou 1,8 litro, esses Puntos de repente passaram a ser a referência

BS


41 comentários :

  1. Pôxa Bob, não pude ir à inauguração ontem, o chefe não deixou (alguém tem que trabalhar, meu chefe é o prefeito), uma pena...

    E eu sei que vão achar que estou contando história, mas, da mesma forma que moro próximo da fábrica, já morei muito próximo do Autódromo em Pinhais, quando ele estava abandonado (anos 80); eu atravessava a linha do trem, uma plantação de feijão ao lado do curvão antes da reta, e ia andar de bicicleta pelo circuito, era só o asfalto e a estrutura de concreto da torre de cronometragem. Hoje é um belo autódromo.

    Nos anos 70, o carros rodavam em sentido contrário ao de hoje, e não havia a chicane no final da reta (lado oposto ao da entrada).

    Uma pena a Fiat não disponibilizar os Puntos para teste em estrada, Campo Largo tem todos os tipos de pavimento (de rodovias às ruas esburacadas, muitas) e uma bela estrada de concreto para tirar fotos, subindo a serra de São Luis do Purunã, sentido interior. Mas para manter todos sob controle (jornalistas e carros), um circuito fechado deve ser mais fácil mesmo.

    Espero, Bob, que você tenha gostado de nossa cidade, e estamos a disposição por aqui. Mais uma vez parabéns pelo excelente trabalho aqui no blog e ao longo de toda sua vida!!

    ResponderExcluir
  2. Arthur Costa02/07/10 00:40

    Confesso que rodei pouco em automatizado, mas não ter avanço lento não me agradou para manobras mais precisas, estacionar etc. Se a eletrônica e a tecnologia veio para permitir ampla gama de escolha, porque não colocar um botão de creeping on/off!?

    ResponderExcluir
  3. Creeping em carro com transmissão manual automatizada é um problema grave. Se implementado e usado com frequência, destrói a embreagem inteira rapidamente.

    Há algo que me incomoda muito nesse carro: a presença daquela "janelinha" entre a coluna A e a porta dianteira, a la Honda Fit. Não gosto, e me dá um indício de aerodinâmica ruim. Mas enfim, sou muito detalhista. Há um detalhe no novo Gol que não apenas me incomoda como me irrita: o capô que invade os paralamas, ao melhor estilo Uno/Premio/Elba. Se um motoqueiro passa esfregando, ao invés de riscar um paralama ele poderá riscar o próprio capô! Além disso, tal configuração é feia.

    Pelo menos desse mal o Punto não sofre (mas sofre de faróis e grade dianteira feios de matar!).

    Anyway, concordo com relatos de posts anteriores: a Fiat nunca deveria ter matado o Marea. Quem tem ou teve não o troca por um Linea nem a pau.

    ResponderExcluir
  4. Mister Fórmula Finesse02/07/10 08:51

    Uma ou outra pergunta Bob.

    A versão 1.6 ficou melhor de dirigir do que o Focus Sigma 1.6 bob?

    Eu acho o Focus um tanto pesado - até deslanchar - mesmo na versão 2.0 - não sei se o atual 1.6 têm uma distribuição tão boa de torque para fazer o carro andar decentemente.

    Por isso, mesmo não sendo exatamente do mesmo segmento, o Punto 1.6 pode atrasar as vendas da Ford para aquele consumidor que gosta realmente de dirigir?

    abraço!

    ResponderExcluir
  5. Mister Formula Finesse
    Os dois carros ficaram bem parecidos de andar. O Punto pode, sim, tirar vendas do Focus.

    ResponderExcluir
  6. Eurico Jr.02/07/10 10:37

    Bob, e os famosos "trancos" do câmbio Dualogic, diminuíram? Pois neste aspecto o consenso geral é que o i-motion da VW se sai melhor. E o Easytronic da GM, bem pior.

    ResponderExcluir
  7. MFF,

    a Ford aprontou alguma com os novos Focus. Um amigo tem dois 2.0, um da geração anterior e o outro da geração atual. Segundo ele a diferença de desempenho e dirigibilidade é grande, sendo antigo melhor.

    Sobre o Punto, imagino que o carro esteja bem ágil, visto que mais de 13 kg de torque estão disponíveis a 1500 rpm. E, no 1.8, 132 cavalos devem empurrar bem.


    Abraço

    Lucas

    ResponderExcluir
  8. Bob, escreva uma avaliação mais completa.

    Fiquei na vontade...

    ResponderExcluir
  9. Mister Fórmula Finesse02/07/10 13:43

    Lucas: eu já tive dois Ghias sedans 2002 com o zetec de 130 cavalos...eram lerdos, mais do que os meus antigos Tempras ou Marea.

    O Duratec 2.0 no hatch de geração passada dizem que é entusiasmante...mas essa eu pulei e caí direto (só dirigi)no novo Focus que parece que é muito pesado.

    Ele sai morosamente, mas depois com pista limpa a frente ele começa a manter ótimas médias.

    Por isso acho que esse Punto será algo bem mais entusiasmente que o sigma 1.6 ou em relação todos os outros da mesma faixa de cilindrada.

    ResponderExcluir
  10. Bob,

    Estando fora do Brasil há tantos anos fico cada vez mais surpreso com a FIAT.

    Que belo carro. Eu tive um FIAT uma vez, um Uno 1.5R 1989 que achava o máximo. Belo, moderno, ótimo acabamento e espaço interno para a época. Ter a/c na época era um luxo num carro desses.

    Acho que esses FIATs iriam vender aqui muito bem e a FIAT está planejando algo para o mercado Americano além dos Alfa.

    Um belo carrinho o que mostra que Italiano sabe desenhar ate carro pequeno, ao contrário da célebre frase de Giugiaro.

    Giugiaro dizia que desenhar carro pequeno é como fazer terno para anão. Não importa o que se tente, nunca fica proporcional.

    Estranhamente ele provou diferente com o Uno e a FIAT carrega uma tradição de belos carros pequenos. Iria vender se trouxesse para cá.

    ResponderExcluir
  11. Com certeza minha próxima compra só será decidida após o test drive deste carro, mas confesso que esperava que estes motores viriam mais fortes, tendo em vista motores no mercado (1.6 com 126cv e 1.8 com 140cv).

    ResponderExcluir
  12. Mister Fórmula Finesse02/07/10 16:16

    Fabio...se o foco mesmo for torque, aí pode ficar sossegado.

    Olha o que um VHT de meros 104 cavalos faz por um Polo ou Gol...e veja o que os 115 do antigo 1.8 faziam pelo Punto.

    Torque é - quase - tudo!

    ResponderExcluir
  13. Concordo, 16,8 e 18,7mkgf @4500!!!
    Realmente está interessante, sendo que grande parte já estão disponíveis logo cedo. Ser SOHC ajuda o motor a ter esta característica, não?
    Na comparação Sigma x Tritec 1.6 creio que não há dúvidas, agora a briga vai ficar interessante entre Duraflex x Tritec 1.8, levando em conta que o Punto é mais leve.

    Abs

    ResponderExcluir
  14. Como pode esse motor todo "modernoso" do Punto com 132 cv atingir só 191 km/h e o de 117 cv só 182 km/h, enquanto o Polo com módicos 104 cv atingir 189 km/h?

    ResponderExcluir
  15. Mister Fórmula Finesse02/07/10 17:31

    Marcus: como a gente fala aqui no Sul, a volks as vezes "mente mais que guri pra entrar em baile"...

    O tempra 16v tinha velocidade declarada de 202 km/h para servir de parâmetro.

    ResponderExcluir
  16. Polo 1.6
    Peso 1.105
    Cx 0,35

    Punto 1.4/1.8
    Peso 1.150/1.170
    Cx 0,35 (duvidoso)

    MFF,
    Você acha que estas diferenças justificam?

    Na prática, digo minhas experiências, o Polinho deixou donos de Civic ruborizados... rs*

    Abs

    ResponderExcluir
  17. Arthur Costa02/07/10 19:21

    Bussoranga,

    Os carros automatizados com creeping de uma embreagem (GM, Opel) ou de duas a seco (DSG 7; TCT do Alfa MiTo; PowerShift da Ford; EDC da Renault) desacoplam a embreagem quando parado e pé no freio.

    E todas tem salvaguardas para evitar mal uso, seja de uma ou duas embreagens, como passar a um trepidamento voluntário para inibir segurar o carro na embreagem por exemplo.

    No Alfa MiTo (conheço seu manual, dos outros não posso afirmar) qualquer abuso ou aquecimento ele passa ao modo do Dualogic, qual seja, perde o creeping. Ou seja, é mais para conforto em manobras.

    ResponderExcluir
  18. Bom, tudo muito bonito, mas vamos ver quanto tempo vai levar para os "mecânicos" (entre aspas mesmo) brasileiros começarem a falar que o motor é ruim, a peça é muito cara, é complicado de mexer, que o bom mesmo é motor de Opala ou da Volks... ótimos carros da Fiat e da Ford já foram "enterrados" devido à preguiça congênita dessa categoria em se atualizar perante o Universo.

    ResponderExcluir
  19. HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA
    Certas bobagens não se comenta, resta dar risada...

    ResponderExcluir
  20. HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA
    Certas bobagens não se comenta, resta dar risada...

    ResponderExcluir
  21. Mas uma coisa TEMOS que reconhecer: o motor do Opala, por mais ineficiente que possa ser, é astronomicamente mais durável do que qualquer motor dito moderno.
    Qual carro nacional com motor moderno consegue rodar hoje 1 milhão de km sem retífica?

    ResponderExcluir
  22. Ei Bob,
    Comparar Punto com Focus? Carros de categorias/níveis completamente diferentes?
    Qual o sentido nisso? Seria o mesmo que comparar um Corsa com um Civic. Pra que?

    ResponderExcluir
  23. Descordo Bussoranga,
    A comparacao esta entre as duas novas opcoes 1.6 do mercado e os precos destes carros tambem estao na mesma faixa, nao?
    Qt a qualidade dos carros, ai ja eh outra historia... Mas entre comprar um Focus 1.6 e um Punto 1.6, acho que eu iria de Punto devido a relacao peso x pot., mesmo tendo consciencia da superioridade do Focus.

    Abs

    ResponderExcluir
  24. ops... nao eh bem assim o Focus comeca nos 50 paus... ja o Punto 42,5.
    E pra quem procura desempenho, o 1.8 tritec sai por menos de 46. Vai! fala que nao ficou interessante... hehehe

    ResponderExcluir
  25. Decepção total,

    Em 1996, Bob, tu testou um novo Escort, o carro fazia duzentos km/l de gasolina de octanagem normal, dava 200,3 km/h , ia de 0 a 100 em 9,7 seg , pesando 1.200 kg e tinha capacidade de subir rampas sem raspar a frente, e custava módicos 17.500 reais , preço de Gol 1.6, contra 47 paus do 1.8 16 v Punto.

    Perto disso, e CATORZE anos depois, esse Punto é Pinto.. :D

    Credo,só 132 cv num 1.8 moderno a álcool.....

    Em nada supera o Golf 1.8 T lançado em 1999.... Dez anos antes.

    Cadê a real evolução?

    ResponderExcluir
  26. Ei Bob, estão falando que esse 1.6 16V é meio morto em baixa... Fala mais sobre isso!

    ResponderExcluir
  27. Quando alguém como o Tite Simões assina uma matéria( bestcars) dizendo nela que o bicho é meio morto abaixo de 3.000 rpm e que se o dinamômetro mostrou 93 % de torque a 2.500 giros , ele não sacou isso no trajeto que fez com o carro, é algo a se observar.

    Ele também disse que o Dualogic, andando na rua, soluçou numa " hora agá " , que ambos os motores bebem igual ou mais que o descontinuado 1.8( dados Fiat ), que o motor a 120 de quinta não é exatamente " liso" .

    O motor tem r/l acima da média e nem os balanceadores do virabrequim dão jeito nisso, o bloco é de ferro em vez de alumínio, há corrente sim em vez de correia, mas é apenas um comando de válvulas para as 16 válvulas( mesma solução de baixo custo adotada na Honda NX4 Falcon-nela faixa vermelha significa bater válvula ), não há variação de comando, não há variação do ar de admissão.

    A versão 1.6 tem manivelas nos vidros trazeiros.

    O BCWS bateu tb na tecla que o motor 1.8 tem só 1747 cm3 portanto é um motor 1.75.

    Bom os pistões com laterais de baixo atrito, como no Gol 1.0 Turbo de 2.000, os anéis são finos e há roletes nos balanceiros que vão ao único comando de válvulas.

    ResponderExcluir
  28. Alexei, ele não disse que o motor a 120 não é liso, apenas disse que no 1.6 é necessária redução se quiser desempenho, ainda que a rotação nessa velocidade, em quinta, seja alta. O funcionamento, foi caracterizado como suave.

    Esperar variação no comando, nesse motor é meio difícil. Se não me engano, um dos motivos da BMW tê-lo abandonado é pela impossibilidade de fazê-lo variável dado que ele é único. Talvez dê certo no sistema de solenóides do multiair, não sei.

    Espero que sejam motores bons de tocada. Não vou clamar por tecnologia de ponta pois conheço o mercado do qual faço parte. Prefiro um motor 16V bastante robusto e de baixa manutenção na esperança de que ele figure na quebra dos mitos que impedem o uso difundido de 4 valvulas por cilindro no nosso mercado.

    ResponderExcluir
  29. Bob,
    A Fiat deu alguma pista (ou falou abertamente) se vai "encostar" o 1,85 do Linea?
    Como é o sistema de partida a frio nos E.torQ? Eles usam o anacrônico tanquinho de gasolina ou têm algum sistema modernoso para burlar a inexistência do simplíssimo E85 por aqui?
    Abraço.

    ResponderExcluir
  30. Mister Fórmula Finesse05/07/10 08:37

    Fábio: acredito sim do que disse em relação aos Polos, fiquei com um de test drive esses dias já com o motor 1.6; ele realmente é bem esperto em rotaçãos baixas e médias, despacha bem, retoma com certa autoridade e não acho que seria um absurdo deixar alguns Civics falando sozinho não...ainda mais se esses forem automáticos.

    É um dos mais ágeis na sua cilindrada, claro que quando a estrada abre e o espaço se amplia para acelerar, a tendência é do Polo ser engolido pelas opções mais potentes.

    ResponderExcluir
  31. MFF: 1.6 VHT eu quis dizer,,,

    ResponderExcluir
  32. Então MFF, mas diferente do que todos acreditam, "o 1.6 VHT ser totalmente anêmico em rotações mais altas", a situação vivenciada foi na Rod. Bandeirantes "num domingo qualquer" a noite... Talvez pelo bem escalonado câmbio da linha VHT, talvez o Civic fosse automático... não sei... ficou... hehehe

    Abs

    ResponderExcluir
  33. Mister Fórmula Finesse05/07/10 16:07

    Fábio: disputas em estradas são mais definidas pela habilidade do motorista ou por quanto o sujeito do lado está disposto a arriscar....nada aconselhável é claro, mas aqui não é o lugar mais adequado para recriminar essas pequenas corridas (eu não posso censurar nada por exemplo).

    Mas em retomadas acho que o Civic só vai pegar o Polo só para lá da barreira dos 170 km/h quando a maior potência e afilo aerodinâmico começam a falar mais alto, mas até passar essa velocidade pode haver tráfego, curvas à frente (não conheço essa rodovia) ou outros fatores.

    O certo é que o Polo VHT é bem espertinho e não compromente tanto em alta rotações, dá para dar uma boa suadeira em vários sedans de topo nacionais que precisarão de um pouco de mais estrada para despachar o pequeno volks...(ah...experimente o mosca branca GTI que veio no tal lote de 99 unidades, entrega um desempenho bem maior do que podemos supor os 150 cavalos, um acerto excelente)

    ResponderExcluir
  34. Difícil é encontrar quem tenha um desses... Meu primo está com um esquema bom para comprar um GT, a idéia de um motor 2.0 de 120cv não anima muito, mas se com o 1.6 o carro já tem uma resposta boa, um pouco melhor ficará com 1,7mkgf a mais.
    O que mais chama a minha atenção no GT são os freios (a disco nas 4) e a direção eletro-hidráulica que foi mantida na versão.
    Abs

    ResponderExcluir
  35. Mister Fórmula Finesse05/07/10 16:48

    Fabio: vai sem medo...apesar de ser um carrinho sem grandes sofisticações, o GT têm o apelo da exclusividade pois é relativamente caro. E não encontrará nada mais parecido com aquele empurrãozinho saudoso do Gol Gti, coisa de DNA volks mesmo.

    O motor pode ser obsoleto, carro apertado e um contra senso em relação a um novo Focus por exemplo, mas:

    - É um Polo mais esperto, carro que já é ótimo de guiar;

    - A sigla GT é cara para muitos corações;

    - E no mundo real, quando não se precisa andar com o acelerador sempre no fundo para atingir as melhores marcas absolutas, o carro será quase sempre mais rápido que a imensa maioria no tráfego ou em ritmos pouco mais que picantes.

    Eu teria um vermelhinho sem pensar muito não (pena não existir duas portas).

    ResponderExcluir
  36. No caso, esta decisão é do meu primo, eu já tenho o meu E-Flex, aliás curto muito o carrinho.

    Meu próximo carro deverá ser o Focus mesmo, quero variar depois de 3 Polos.

    O Polo GT não deixa de ser bem interessante, o meu só não seria branco porque os detalhes pretos são muitos e ficaria aquele predominante preto e branco... sabe como é...
    Também acho uma pena não ser 2 portas...

    Comentei com ele (meu primo) sobre o Punto tritec, porque talvez ele se decepcione ao se deparar com um Punto tritec 1.8....

    Abs

    ResponderExcluir
  37. Mister Fórmula Finesse05/07/10 17:52

    Bah...chega de Polo então, tá na hora de mudar mesmo.

    Se eu fosse teu primo eu andaria no Punto 1.8 (ou 1,75) antes de fechar com o Polo, vai saber se não ficou excelente de dirigir (apesar das minhas dúvidas...)

    Claro que se ele conseguisse pular para um T-Jet as coisas ficariam ainda melhores, ou até para você já que o Focus e o T-jet estão na mesma faixa de preço.

    ResponderExcluir
  38. Foi o que eu falei pra ele... não estou o desencorajando a comprar do Polo, mas não custa testar o concorrente, né...

    Falei do T-Jet pra ele tb, mas pra mim não rola... depois que testei o Focus acho muito difícil que eu mude de opinião... talvez se chegar logo o Golf VI... hehehe

    Abs

    ResponderExcluir
  39. Mister Fórmula Finesse05/07/10 18:14

    Eu não andei no T-Jet, mas achei o Focus correto até demais, quem sabe as características únicas dos turbocomprimidos fossem o suficiente para dar aquele tempero na direção.

    Mas....acho que em condução normal o Focus seja melhor, o fiat é algo que só aparece se você quer mesmo gastar dinheiro em gasolina e em pneus, o que não dá para ser sempre, infelzimente!

    ResponderExcluir
  40. Gastão Ferreira05/07/10 19:45

    A FIAT produzia carros a procura de motor. Agora se iguala a
    Ford como montadora que possui duas familias de motores modernos. Sinal amarelo para VW , q só tem o 1.6 e GM que não tem nada que preste em produto e motorização de entrada.

    ResponderExcluir
  41. Marlos,
    Não deu pista, mas é muito provável que ocorra logo. O motor 1,85-l é feito na Argentina. É mais viável usar o 1,75 daqui, que tem os mesmos valores de potência e torque.
    Sistma de partida a frio é ortodoxo, com gasolina.

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.