EU SEI, TU SABES, ELE SABE...

Imagem: www.senado.gov.br
Hoje pela manhã a rádio CBN noticiou que o Ministério Público da Paraíba prendeu uma quadrilha que vendia carteiras de habilitação em todo o país por valores que poderiam chegar a até R$ 2.000,00.
A ação foi comandada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado) em conjunto com a Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Civil da Paraíba. Segundo o órgão, o grupo emitiu cerca de 50 mil CNHs em aproximadamente cinco anos de atuação.
Os envolvidos? Servidores públicos, donos de CFCs e despachantes, espalhados pelo Brasil. A maior parte da quadrilha se concentrava no Detran da Paraíba e era responsável por "habilitar" analfabetos e pessoas sem as mínimas condições de conduzir um automóvel.
Agora eu me pergunto: isso ocorre apenas na Paraíba? O jornalista Roberto Agresti enfiou o dedo na ferida em sua última coluna, afirmando que "ouviu dizer" que para ter sucesso no exame prático basta uma pequena propina.
É isso mesmo: por mais absurdo que possa parecer, para se ter uma habilitação não é preciso demonstrar habilidade e segurança na condução de um automóvel. O candidato tem duas escolhas: interpretar um idiota inexperiente (como bem disse o Agresti e também o Bob Sharp) ou então pagar.
Mas pagar a quem? Ora, eu sei, tu sabes, ele sabe... E se você não souber, garanto que em poucas horas ficará sabendo, ainda que não seja policial ou promotor de justiça. Trata-se de uma cultura administrativa criminosa tão escancarada que basta sair perguntando.
Quem procura acha.
FB

10 comentários :

  1. O que se vê de meia roda por ai não é brincadeira. Acho que o povo compra carteira ou desaprende muito rápido

    ResponderExcluir
  2. Hoje mesmo vi um meia-roda que botou varias vidas em perigo andando na contramão em uma via principal!!!
    Só absurdos!

    ResponderExcluir
  3. Eu não comprei minha carteira !
    Mas confesso que dada a dificuldade que tive (esperei quase um ano pra ela ficar pronta ... vocês não acreditam !)pensei em comprar...
    Mas é aquilo né ?
    Quem quer rir tem que fazer rir !
    As "autoridades" se aproveitando da dificuldade que uns tem de tirar carteira... eu tive que abrir mão da minha carteira de moto senão demoraria mais outro ano !
    Uma pena. Fico muito triste porque foi uma das épocas mais difíceis da minha vida ! Ainda mais eu que sou apaixonado por carro desde bebê !

    ResponderExcluir
  4. A unica coisa para qual serve os exames do Detran (pratico/medico/psicologico) é para tirar um dia de trabalho de algumas pessoas. Pq de resto ele nao consegue identificar se uma pessoa esta apta ou nao para dirigir nas mais variadas e agradaveis situacoes que o `transito` proporciona. Comprar ou nao é uma mera formalidade. Ambas sao compradas.

    ResponderExcluir
  5. Assim como quem não cola não sai da escola, quem não paga não consegue a carta.

    ResponderExcluir
  6. Isso quando o "candidato" se preocupa em comprar a hab. visto que já vi e ouvi muitos sem habilitação rodando normalmente por aí. Eles sequer pensam em tirar a carta, sequer pagar R$2000,00 para ter uma carta fria.

    É uma vergonha.

    ResponderExcluir
  7. Comprar habilitação é errado mesmo, mas...passar nos exames qualifica alguem para dirigir??? tem que mudar TUDO mesmo, eu acho que não faz diferença nenhuma comprar ou não , pois o que é ensinado é muito pouco.

    ResponderExcluir
  8. Mestre Bob, a situação é pior ainda. Os que passam pelo processo normal não necessariamente demonstram mais habilidade ou preparo para o trânsito, apenas demonstram mais paciência...

    ResponderExcluir
  9. Acho que de todos os órgãos públicos, o Detran é o símbolo da corrupção e descaso com o cidadão.

    Ganha disparado do nosso legislativo.

    Exemplo, vendi uma moto, protocolei comunicação de venda e bloqueio por falta de transferência e fui presenteado com uma pancada de multas que estouraram minha pontuação.

    Questionei o Detran que arquivou meu pedido sem qualquer motivo, mostrei o protocolo anterior às multas e fui informado que terei de esperar a suspensão da carta para recorrer e, se conseguir "provar" que aquele protocolo (datado) é anterior as multas, talvez eu consiga ter sucesso.

    Fiz a defesa prévia e foi indeferida. Fiz agora o recurso, apenas para informar que as multas não são minhas e, portanto, não devem ser atribuídas ao meu nome (evitar inscrição na dívida ativa) bem como a respectiva pontuação.

    Agora é aguardar o resultado antes da suspensão da carta, pois aí sobrará mandado de segurança e discussão judicial.

    O que me irrita mais é saber que se nada disso der certo, bastará pagar alguém pra resolver.

    Ou seja, criam dificuldade pra vender facilidade.

    Mas tudo bem, o importante é o Brasil ser Hexa!

    ResponderExcluir
  10. Não vejo a menor necessidade de se ter carta de motorista, ainda mais com um exame xinfrin que não examina nada.
    Acho que na Bélgica nunca foi necessário se ter carta, se o camarada acha que sabe guiar pode pegar o carro e sair por aí. No entanto, que aguente o braço pesado da lei.
    Aqui temos o pior dos mundos, o exame e as auto-escolas não preparam nada e a aplicação da lei é o que já sabemos.

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.