CADILLAC EM SÃO PAULO

Há uns 65 anos, no fim da Segunda Guerra Mundial, houve um americano que levou o seu Cadillac 75 1938 Sedã Conversível a São Paulo. Não se sabe a razão e os detalhes da importação, mas de qualquer jeito o carro esteve no Brasil pelo menos entre 1944 e 1947, rodando pelas ruas e estradas do país.
E do jeito que só americano poderia fazer, era um carrão. Cor creme por fora e um tom marrom por dentro, entre-eixos de 3,59 m, comprimento de 5,60 m e peso de 2.318 kg. Tão grande assim, mas com capacidade oficial de apenas cinco lugares. O preço em 1938 era de US$ 3.940,00, alto na época. Com isso, a produção pelo ano inteiro de 1938 foi de apenas 1.911 unidades.
Esse carro tinha um motor V-8 de válvulas laterais de 346 polegadas cúbicas, ou 5,6 litros. A taxa de compressão era 6,7:1 e com isso rendia 140 cv a 3.400 rpm (potência bruta SAE). Tudo isso sugere que o carro era mais imponente que veloz. A Cadillac também ofereceu um modelo V-16 (90 1938) com a mesma aparência e carroceria, mas com preço ainda mais elevado.
Inclusive, havia dois Cadillacs como esse no Brasil na época. O outro morava no Rio, no Palácio do Catete, e era preto. Imagino que o leitor saiba o que era o Palácio do Catete...
Muitos dos detalhes da vida desse carro em São Paulo foram esquecidos; ainda bem que sobreviveram algumas fotos. Talvez vocês aí reconheçam pelo menos alguns dos lugares das fotos e possam fornecer mais detalhes. As pessoas? Além do dono do carro, desconhecidas.
O dono com o carro. O prédio talvez fizesse parte da Escola  Politécnica de São Paulo, mas não tenho certeza..
Lugar e pessoas desconhecidas.
Tênis em algum lugar, mas as pessoas são desconhecidas.
Em frente ao Monumento Rodoviário, no meio da Serra de Araras, Via Dutra, já  no Estado do Rio de Janeiro (soube que ainda existe, mas está fechado para visitação há mais de 30 anos).
Na serra (provavelmente das Araras) com três pessoas desconhecidas.
Estacionado com cinco pessoas desconhecidas. Lugar desconhecido também.
Provavelmente mais de 5 pessoas, num lugar fora da cidade. Cachorro desconhecido…
O dono, junto ao mar.
O dono em pé, e mais cinco desconhecidos.
Outra pessoa desconhecida, num lugar não identificado.
Carro com carroça.
Interlagos, abril de 1945, com gente desconhecida.
Em frente do Clube dos 200, novembro de 1946.
“Independência”, 24 de novembro de 1946.
E quem era esse dono, esse americano? Era meu pai Richard Parker (1911-2004), nascido em Hollywood, Califórnia e residente de Los Angeles desde 1947 até falecer. E o carro? Ficou no Brasil, e hoje provavelmente está desaparecido.
RP escrevendo de Huntington Beach, Califórnia (e no Brasil na semana que vem!)

19 comentários :

  1. Que legal RP!!! Parabéns pelo post e pelo teu pai... "fez história" no Brasil.

    Sds

    ResponderExcluir
  2. Parker,

    Não se consegue o VIN desse carro?
    Se tiver da pra fazer uma busca nos Detrans pelo Brasil.

    []s
    Kleber

    ResponderExcluir
  3. Não tenho condições de afirmar, mas a fotografia intitulada "O dono, junto ao mar" pode ser, na verdade, em uma balsa de represa, como a existente na represa Billings, em São Bernardo do Campo.

    E a outra "O dono em pé, e mais cinco desconhecidos" pode ser na rodovia Anchieta.

    ResponderExcluir
  4. Parker e Equipe Auto, seria possível me enviar essas imagens em melhor resolução para eu usá-las no http://antigosverdeamarelo.blogspot.com/ ? Grande carro, lindas imagens!

    Abraços,
    guilhermedicin@hotmail.com

    ResponderExcluir
  5. pow, meteram a maior massa no paralama traseiro esquerdo!
    é o carro do sorveteiro!

    ResponderExcluir
  6. Mister Fórmula Finesse19/05/10 13:44

    Como o carro combina bem com qualquer tipo de paisagem não? verdadeiramente imponente!

    Parabêns pelo bom gosto do seu pai!

    ResponderExcluir
  7. RP, será que tem como postar as fotos em maior resolução, pq sou fãzaço de fotos antigas e principalmente em P&B.

    Abração

    ResponderExcluir
  8. RP sugestao, tem um cara no Rio de Janeiro, o Muricy, que tem dois ou tres Cads dessa epoca, ele deve saber algo.Se procurar no Veteran Car clube do Rio de Janeiro voce acha ele.
    EAzevedo

    ResponderExcluir
  9. Cachorro desconhecido foi ótimo!

    ResponderExcluir
  10. Automóvel sensacional + fotos deliciosas + legendas hilárias = show de post!

    ResponderExcluir
  11. VIN? E o vento levou.

    Fotos em maior resolucao? Mandei-las para o Bob Sharp. Provavelmente ele sabe ou distribuir ou publicar melhor que eu. Cada imagem entre 300-600 KB, que deve ser facil de mandar ou receber.

    ResponderExcluir
  12. Cachorro desconhecido?
    Não seria o Lobo, do Vigilante Rodoviário?
    Bonitas imagens, prarabéns!
    É mesmo uma imbecilidade um monumento abandonado na talvez mais movimentada rodoiva do país!
    Já passei por lá, de fusca!
    MH

    ResponderExcluir
  13. Oi,Tudo bem? mandei um mail para vcs em relação ao Cadillac.

    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  14. Leandro SIlveira20/05/10 09:08

    será q o cachorro ñ é um ancestral do Dedão, cachorro do Arnaldo Keller?!? rsrs

    ResponderExcluir
  15. Mauro R.V.20/05/10 16:38

    O Muricy tem um Cadillac desse ano, 1938, maravilhoso. Só nao é conversivel.

    Se tiver alguem que saiba o paradeiro, esse alguem é ele!

    ResponderExcluir
  16. Rex,
    obrigado por dividir essas fotos conosco.
    Carro fantástico, parabéns ao seu pai.

    ResponderExcluir
  17. Arnaldo Keller21/05/10 19:00

    Rex,

    O mais legal é que seu pai botou o Cadillac pra rodar pra valer; aproveitou-o ao máximo.
    Carro é pra isso, ainda mais conversível.
    Parabéns à Família Parker!!

    ResponderExcluir
  18. Rex,
    Finalmente o post que tanto aguardávamos, nada menos que sensacional história, parabéns!!!

    CZ

    ResponderExcluir
  19. Eu lembro de um Cadillac parecido com este na Ilha do Governador-RJ. Fazem muitos anos e o carro estava somente na carcaça. Não se podia ver a cor do carro de tanta ferrugem.

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.