TÔ FALANDO...

Foto: Autor

Estava na SP-270 Rodovia Raposo Tavares ontem, voltando da Granja Viana, ainda antes do pôr do sol, quando vi, pelo espelho inteno, um carro se aproximando com os benditos faróis de neblina ligados, e só eles (mais um que acha que o carro fica lindão assim?). Logo notei que o esquerdo estava bem desresgulado, alto. Peguei o celular e fiz a foto.


O brilho dos neblinas deixou a imagem sem a menor definição, mas por pura sorte a função prismática para o uso noturno permite mostrar com total clareza como o farol do lado esquerdo está totalmente fora de ajuste e alto. É claro que à noite vai incomodar os motoristas que estão trafegando em sentido contrário. E cidadão do carro feliz com o seu possante lindão.

É como digo, sei que chego a ser chato ao martelar esse assunto, mas farol de neblina é para ser usado quando há neblina. Ponto final. Como a incidência do fenômeno meteorológico é muito baixa nesta região, esse mesmo carro, ainda que com faróis de neblina desregulados, não rodaria por aí incomodando ninguém.

]á contei no Best Cars mas vale a pena repetir. Um grande amigo, brasileiro de ascendência alemã, estava numa Autobahn e foi parado por um carro da Autobahnpolizei. Achou estranho, não havia feito nada errado. Um dos policiais veio à sua janela e perguntou ao meu amigo se ele tinha algum problema de visão. Quando ele respondeu que não, que enxergava até muito bem, o policial lhe pediu para desligar os faróis e a luz traseira de neblina, pois a visibilidade estava perfeita naquela noite. Deu Gut abend und Gute fahrt (boa noite e boa viagem) e foi embora. Sem multar.

Meu amigo aprendeu a lição.

BS

65 comentários :

  1. Infelizmente é assim mesmo Bob,vejo essa cena todo final de semana na minha cidade.
    Os caras se acham os fodões com o faróis de neblina ligados,e eles colocam aquelas lâmpadas azuis vagabundas,não iluminam nada,é ridículo.E ainda expõem o motorista "fodão" a riscos de acidentes por não enxergar nada.Ainda mais com a iluminação "sensacional" da minha cidade.

    ResponderExcluir
  2. Também passo raiva demais com esse incomodo. O pior é ver carros dentro da cidade, com boa iluminação assim. Agora até CG tá usando isso.
    Pergunto, se eu fotografar um veiculo nessas condições, tem alguma forma de fazer uma denuncia?
    Algo precisa ser feito.

    Abs,

    ResponderExcluir
  3. Farol de neblina é para ser usado na neblina, mas se estiver reguladinho não vai atrapalhar a visão de ninguém.
    Sou a favor do uso do farol baixo sempre, até mesmo nos carros, pois no caso das motos, já é regra.

    ResponderExcluir
  4. Bob,
    Seu comentário sobre a autoridade alemã diz tudo. Também já presenciei situações assim aqui não só no trânsito em que o tratamento é similar. Quem tem vergonha na cara aprende. Quanta falta faz um patrulhamento de trânsito decente no Brasil.

    Seria bom muita gente que pensa que só radar é a solução (como o anônimo do contra que sempre aparece nos seus posts) lesse isso.

    ResponderExcluir
  5. Marcelo Augusto02/11/10 19:37

    Parece carma, mas geralmente quem anda fazendo cagada no trânsito, puxando fila, não respeitando faixa, estacionando mal, etc, é sempre o mesmo perfil: vidro ultra escuro; neblinas dianteiros e traseiros acessos; DVD; sentado erradamente ao volante; pneus/rodas imitando os bacacas que viu no canal pago; "sonzão"; etc

    ResponderExcluir
  6. Olha eu tenho miopia, não está escrito o tanto que me atrapalham essas luzes azuis, farois de neblina e afins, prejudica completamente a visão.

    ResponderExcluir
  7. Essa cena é bem comum no Brasil.

    Dizem alguns desses infratores que o farol de milha deixa o carro mais "esportivo".

    Farol de milha só aumenta 1 cavalo.
    Ele está entre o volante e o banco do motorista.

    ResponderExcluir
  8. Pois é, tem muita gente que pensa que farol de neblina é farol de milha e que deve ser usado durante o dia...
    Para corrigir isto só com fiscalização e multas. Mas acho que seria legal da parte das autoridades fazer algumas propagandas para se passar na TV comentando sobre isto.

    ResponderExcluir
  9. Além dos faróis de neblina ainda tem os malditos faróis xenon que muitos brasileiros adoram colocar em seus carros. Não fazem regulagem e são piores que luz alta na cara dos outros.

    ResponderExcluir
  10. ADG High Torque
    Atrapalha porque o facho dos neblinas não é assimétrico como o dos baixos. O farol baixo de dia também incomoda, daí existir a posição Farol de Uso Diurno ou chaveamento pela ignição em muitos carros europeus e americanos, que é um farol baixo mais fraco só para sinalizar, sem incomodar o tráfego contrário e também sem acender lanternas traseiras e iluminação da placa. Na Suécia e no Canadá, pelo menos, esse tipo de farol, ligado sempre, é obrigatório.

    ResponderExcluir
  11. Todos
    Vou sugerir ao Contran que baixe resolução proibindo iluminação e sinalização de neblina ou condições semelhantes ligadas sem que exista necessidade.

    ResponderExcluir
  12. Marcelo Augusto02/11/10 21:59

    O Contran baixou aquela resolução sobre iluminação pela metade, não teve peito de ordenar: obrigatoriedade de repetidores laterais das setas; luz elevada de freio; e neblina traseiro.

    Temos o absurdo de vermos a bobagem de um Punto ter duas luzes de ré, uma no lugar do que seria a luz de nelina, como ocorre lá fora. Só aqui mesmo...

    ResponderExcluir
  13. Bob, por favor, faça a sugestão ao Contran, já estou cansado de ver essas malditas luzes de neblina acesas a noite, o pior é que agora estão instalando não somete uma, mas duas luzes de neblina.

    ResponderExcluir
  14. Hoje em dia está infestado de peugeot 206, stilo, scenic com as lanternas de neblina traseira ligadas. Incomoda muito. Na dianteira, devia ser proibido farol de neblina com tonalidade mais fria que a original, pois qto mais frio, menos ilumina e mais ofusca. Talvez se fosse obrigatório ser luz amarela, 3000K ou mais quente, o pessoal não ligaria sem necessidade pois é menos estético, mas ilumina bem melhor em condições de neblina ou chuva.

    ResponderExcluir
  15. Bob e demais,

    Tenho visto alguns carros trafegando com apenas a lanterna acesa e em cores verde ou azul bem fracas, parece que o sujeito coloca um papael celofane no farol....Em cruzamentos é terrível, vc quase não vê o sujeito se aproximando..Cadê a polícia para pará-los e aplicar uma multa??Abraço

    ResponderExcluir
  16. O problema maior não é a luz de neblina acesa na frente, é a de trás que incomoda demais mas sempre tem o espertinho que deixa ligado.

    Na frente se estiver regulado nem incomoda, agora atrás... parece que estão freando na sua cara.

    ResponderExcluir
  17. Bob,

    Iluminação e outros itens de segurança deveriam constar da inspeção veicular, não apenas o foco em emissões. Você sabe se existe alguma previsão sobre isso ser implantado de fato?

    ResponderExcluir
  18. Rodrigo Ciossani,
    Ainda não há previsão para o início da inspeção de segurança, lamentavelmente.

    ResponderExcluir
  19. Bob,

    Confesso para você que eu ando de dia nas ruas com faróis acesos. Sou gaúcho e no Rio Grande do Sul, na época que me formei como condutor, era lei o uso de faróis acesos durante o dia.

    Uma coisa que costumo cuidar muito é a regulagem dos faróis que, até onde eu saiba, possuem a mesma regulagem, tanto para o farol principal, quanto para o de milha, algo em torno de 1,1% a 1,2%

    À noite é que acabam acontecendo os maiores incidentes envolvendo faróis e segurança veicular. Considero os faróis, quando bem regulados, como um dos principais itens de segurança de um veículo, tanto para quem dirige, quanto para quem está do lado de fora, seja em outro veículo ou como pedestre, pois muito mais importante que ver por onde anda é se fazer ser visto pelos outros.

    Fico realmente indignado com todo mundo que, levando em conta a iluminação pública de qualidade de algumas de nossas cidades, acaba andando com farol apagado.

    Se eu resolvo sair do meu prédio à noite, vejo e identifico de imediato um carro com farol aceso, enquanto um carro de farol apagado pode estar mais próximo e provocar um acidente simplesmente por eu não ter percebido este último.

    ResponderExcluir
  20. Só para finalizar.... muito boa a observação quanto ao seu amigo que foi para a Alemanha...

    Quando a fiscalização funciona de verdade, não há necessidade de leis tão severas. Simplesmente uma abordagem e uma explicação fundamentada faz muito mais efeito que multar apenas... Não acho que se faz necessário criar uma nova multa. Apenas acho urgente que se coloque gente nas ruas para educar e orientar.

    ResponderExcluir
  21. MFThomas
    Perfeitas, as suas observações e cuidados com os faróis, parabéns.

    ResponderExcluir
  22. Danilo,
    Houve um tempo, 20,30 anos atrás, em que se usava bastante faróis de neblina de luz amarela. Ainda são permitidas, de acordo com a resolução 227 do Contran. Particularmente gosto também, mas parece que caiu em desuso sem motivo aparente.

    ResponderExcluir
  23. Marcelo Augusto,
    A terceira luz de freio passou a ser obrigatória pela resolução 294 de 17/10/08, que determina seu uso a partir de 1/1/09. Lamentavelmente a luz traseira de neblina e as repetidoras dos piscas, importantes elementos de segurança, permaneceram mesmo opcionais. Realmente, ainda temos um longo caminho a percorrer.

    ResponderExcluir
  24. Aléssio Marinho03/11/10 01:10

    Bob,

    Viajo muito em estradas e sempre usei o farol baixo aceso durante o dia. Uso-o também na cidade, numa chuva. Em estrada e em chuva, acredito que ser visto e fundamental. Quando tinha carro equipado com luz de neblina traseira, sempre acendia com chuva na rodovia, pra aumentar a visibilidade.
    Quando o Contran regulamentou a obrigatoriedade do uso da 3a. luz de freio, achei estranho não exigirem o repetidor lateral. Este item é de imensa importância para a segurança, ainda mais com o fato de que as luzes de direção em vários carros reestilizados serem instaladas ao lado da grade dianteira, e não nas extremidades, posição essa que considero mais segura.
    A velha máxima de ver e ser visto.

    ResponderExcluir
  25. Bob,
    Tenho notado o crescente aumento do número de motoristas que tambpem trafegam com as luzes de posição ligadas durante o dia (mesmo sem chuva, em dias de sol pleno) em vias expressas como Presidente Dutra ou Linha Vermelha, aqui no RJ. Não vejo nenhuma utilidade prática para este hábito, mas, existe alguma?

    Você já teve experiência com óculos de lente amarela para digirir? Dizem quem eles, quando de boa marca, com lentes com fator de refração de luz UV e antireflexos, diminuem o ofuscamento causado pelos faróis, sobretudo os de xenônio. Tenho alguns modelos da Ray-Ban e estive pensando em adquirir um Aviator de lente amarela e gostaria da opião de alguém que já tenha usado...
    Abraço.

    ResponderExcluir
  26. Bob,
    Repetindo uma postagem em local diverso (e equivocada), considero que guiar com farois ligados, o tempo todo, deveria ser norma de transito obrigatoria em qualquer lugar do mundo, nao so na Europa ou no Canadá...
    Esse detalhe ja me ajudou diversas vezes com pedestres desatentos a cruzarem as ruas...
    É interessante como as pessoas se colocam em alerta quando vêem um farol aceso, mesmo durante o dia.
    Alem disso, nossas estradas de asfalto cinzento, sujas de terra e com vegetaçao no acostamento sao otimos esconderijos para um veiculo da mesma cor... Principalmente quando ele surge a sua frente no crespúsculo, durante uma ultrapassagem...
    Tao importante como ver é ser visto...
    Seja visto:mantenha sempre os farois acesos!
    Abs
    Paulo Jurandir

    ResponderExcluir
  27. Paulo Jurandir
    Concordo totalmente, o carro fica mais visível para todos e deveria ser obrigatório. Há previsão para isso na Resolução 227 do Contran, item 4.20, Farol de Rodagem Diurna. Seu uso é opcional. Mas pelo próprio texto que se refere à conexão elétrica fica claro que apenas este farol se acende, permanecendo desligadas lanternas traseiras e iluminação da placa. É assim em muitos carros americanos e europeus. O meu único senão a trafegar permanentemente com faróis ligados é as lanternas traseiras ficaram ligadas, o que não é bom, pode confundir os motoristas de trás. Também ligo faróis de dia sempre que vejo necessidade de ser visto, e isso inclui chuva.

    ResponderExcluir
  28. Marlos Dantas,
    Alguma sinalização dianteira é benéfica na visualização do carro, sem dúvida. É o motivo de haver o Farol de Rodagem Diurna, arranjo elétrico em que chega 10 volts aos faróis em vez de 12 volts ou mesmo os 14,5 volts quando o alternador está funcionando. Com isso o farol fica bem fraco, medida para que não incomode tráfefo contrário. Na Suécia, é obrigatório o Farol de Rodagem Diurna ser chaveado pelo interruptor de ignição, o que significa estar ligado sempre que o motor estiver funcionando. Mas só os faróis, permanecendo lanternas traseiras desligadas. Ao ligar os faróis normais, o Farol de Rodagem Diurna é desligado, passando o esquema de luzes a ser o normal.
    Já experimentei, anos atrás, óculos de lentes amarelas e não vi ganho algum, seja em percepção, seja em reduzir ofuscamento. Mas isso é muito pessoal e acho que você deve experimentar.

    ResponderExcluir
  29. Aléssio Marinho
    Considero seu uso dos faróis e da luz traseira de neblina, sob chuva, perfeito. Também faço isso há décadas. Também achei errado o Contran não tornar obrigatório repetidoras de indicador de direção nas laterais e também luz traseira de neblina. Mas mais errado que o Contran é a fabricante que não oferece esses itens nos carros produzidos aqui só porque não é obrigatório. Chamo isso irresponsabilidade. Será o tema da minha próxima coluna na revista Carro, edição de dezembro.

    ResponderExcluir
  30. Bob,
    burrice concentrada ao volante. Não se conhece para que servem os itens do carro. Pura burrice.

    ResponderExcluir
  31. Bob,
    3 comentários:
    - estes faróis diurnos eram chamados de Daytime Running Lights, e me parece que nos anos 90 os Volvo vinham com este recurso para cá. Por insistência dos consumidores, o recurso era desligado.
    - há uma tendência (no exterior) de obter este recurso com uma fileira LEDs brancos (acho que aqui eles foram apelidados de Angel Eyes)
    - vale analisar também o uso incorreto da chamada "luz cidade" (que, na verdade, é luz de estacionamento) no lugar da luz baixa. É um costume muito comum e perigoso, deixando o carro com baixíssima visibilidade à noite.

    ResponderExcluir
  32. André Franco,
    Você não foi moderado. Tem certeza? A única exclusão que fiz foi de um comentário meu mesmo, no qual copiei meu e-mail ao presidente do Contran sugerindo resolução para banir o uso indevido de faróis e luz traseira de neblina. Pensei bem e achei que não fica bem expor essa correspondência aqui. Por favor, me ajude a esclarecer e, se for o caso, repita o seu comentário.

    ResponderExcluir
  33. Deve ter ocorrido algum bug pois o meu comentário também sumiu.

    De qualquer forma, era para parabeniza-lo por continuar sua luta e contar que vi gente falando que ia colocar uma lampada mais forte porque tinha colocado pelicula na frente e estava com dificuldades para enxergar de noite... é o fim!

    ResponderExcluir
  34. Fla3D.
    Essa da lâmpada mais forte por causa do filme é o máximo..

    Todos.
    Concordo que neblina no uso urbano é bobagem, mas acho que o que incomoda mesmo são os carros com faróis mal regulados, seja baixo, alto ou neblina. Faróis de carros mais antigos tem refletores inadequados ao uso de lâmpadas brancas ou xenon.
    Quanto à luz de neblina traseira, tem gente que nem sabe como ligar e deixa ligada sem querer. Já parei uma vez ao lado de um carro para pedir que desligasse.

    ResponderExcluir
  35. Estranho não notar melhoria com óculos de lentes amarelas ou âmbar. Já experimentei e achei que reduz o ofuscamento (as luzes ficam reduzidas à sua circunferência, sem 'estourar') e há aumento significativo do contraste.
    Achei muito bom.

    ResponderExcluir
  36. Bob Sharp,


    Muito bom o post, eu tinha dúvida se durante chuva forte eu poderia ligar a luz de neblina traseira e com sua resposta a dúvida do Aléssio vi que tinha a atitude correta.

    Aproveitando o tópico sobre visibilidade, me foi oferecido dois pares da lâmpada Philips Xtreme, com a promessa de melhora na visibilidade noturna. Lendo pela internet, pude notar que a philips com a Xtreme e a Osram com a Nightbreaker prometem 50% mais de luz. Vc tem experiência com essas lâmpadas? Se elas possuem essa capacidade de iluminar maior que a comum, não ofuscaria o motorista do sentido contrário? Pelo que li também não são essas lâmpadas brancas, já que possuem em torno de 3500 K de temperatura.

    ResponderExcluir
  37. Janssen Arcoverde
    Essas marcas de lâmpadas são idôneas e merecem crédito pelo que dizem. Infelizmente não tenho experiência com essas lâmpadas, mas não vejo problema em você usá-las. Com faróis corretamente ajustados, não devem ofuscar. Só para você entender, fui premiado com uma visão noturna excepcional e ela se mantém assim até hoje, aos 68 anos. Tanto que nas corridas longas, na parte noturna eu nem ligava os faróis de longo alcance, os do carro me bastavam. É por isso que prefiro viajar à noite, menos tráfego e menos "amadores" na estrada.

    ResponderExcluir
  38. Posso ter me enganado Bob, postei um comentário ontem...devo ter feito algo errado.
    Mas resumindo o que disse, infelizmente no Brasil ainda nos deparamos com essas figuras que insistem em "brilhar" à todo custo, me parece sobretudo um problema de maturidade e ego, além de claro, educação e cidadania.
    Como já citado em outros comentários, outra coisa que me aflige profundamente é aquele sujeito que insiste em andar com a luz traseira de neblina, em noite clara de lua cheia, são verdadeiros beócios.
    Não sei até que ponto, inciso, artigo ou parágrafo de lei funcione por aqui, ainda que existam são mal interpretadas ou ignoradas pela fiscalização.

    abraços

    ResponderExcluir
  39. André Franco
    Não é proibido andar com luz traseira de neblina ligada e nem com os faróis de neblina ligados com tempo limpo, e para isso fiz a sugestão ao Contran nesse sentido, como disse antes.

    ResponderExcluir
  40. Bob,

    Meu problema é esse, minha visão noturna não é das melhores, sempre viajo durante o dia. Mas de vez em quando acontece de ter que pegar parte da viagem com a noite, eu particularmente sinto muito a falta de uma iluminação mais eficiente. No meu carro anterior, Corsa 1.8 SS, lembro que troquei as lâmpadas originais por dois kits da philips blue vision (que vem no Vectra) e senti uma melhora no sentido de que a cor mais branca dava um contraste melhor no asfalto. Mas ainda sim achava os fachos do corsa (duplo refletor) mais fracos do que o do fiesta street (refletor simples) que tinha antes do carro. No carro que estou agora ainda não fiz nenhuma viagem noturna, mas agora nas férias de dezembro devo pegar um pouco de estrada a noite, por isso minha preocupação se valeria a pena investir nas lâmpadas que citei, pelo fato de serem de marcas reconhecidas.
    De qualquer maneira, obrigado por sempre dar um feedback nos posts. Parabéns pelo blog, hoje todo dia dou uma lida rápida pra ver se tem coisa nova.

    ResponderExcluir
  41. anssen Arcoverde
    Perfeito, nesse caso acho que você deve mesmo experimentar uma dessas lâmpadas. Mas tanto com as atuais quanto com as novas é fundamental que os faróis estejam bem regulados. Saiba que há uma questão com regulagem de faróis que esqueci de comentar, a queda do facho. Nos faróis atuais ela é de 1,3% (13 cm a cada 10 m), mas a maioria das máquinas de alinhamento usa padrão 1,0% (10 cm a cada 10 m). Ao ajustar errado, o farol baixo fica alto demais e o alto naturalmente perde eficiência. Experimente certificar-se desse detalhe antes de qualquer providência relativa a lâmpadas. Na maioria dos carros há hoje um adesivo pequeno perto do farol, geralmente esquerdo, visível com capô aberto, com um ideograma de um farol com os fachos para baixo e a porcentagem de ajuste.

    ResponderExcluir
  42. Neste final de semana transitando pela Castelo Branco um motorista à frente resolveu ligar os faróis de neblina de um C4 Pallas durante uma ultrapassagem a um caminhão.

    Nós vinhamos atrás e as luzes traseiras de neblina pareciam luzes de freio, o que assustou meu amigo que estava no volante, mesmo numa distância segura.

    O motorista que ligou as luzes seguia normal, como se nada tivesse acontecido.

    O problema não é só na frente mas atrás também, principalmente quando acende as duas lanternas traseiras.

    ResponderExcluir
  43. Por incrivel que pareça, isso acontece em todo lugar, moro em Palmas e alguns ignorantes, pois so podem ser, utilizam o a luz traseira de neblina, o que ofusca a visao e atrapalha, por ser forte, e observei que no peugeot 207, sao duas luzes...
    As pessoas deviam ser informadas, como foi o amigo do Bob, na alemanha.

    ResponderExcluir
  44. Janssen, pode comprar sem problemas. Instalei e regulei as Night Breakers na concessionária e à noite o ganho em visibilidade realmente é excepcional. Nada milagroso, mas ajuda bastante sim!

    ResponderExcluir
  45. Bob,

    Matou a charada do porquê vejo tantos faróis com facho baixo pouco acima do que seria ideal. Não sabia da queda correta de 1,3% e a regulagem em geral usando 1%.

    Vou verificar a regulagem do meu carro, pois deve estar em 1%, visto que (para mim) a linha de corte de luz está ligeiramente acima do que não causaria início de ofuscamento. Como em meu carro há regulagem interna de altura do facho, quando estou em estradas de mão dupla deixo na posição baixa imediatamente após a posição padrão. Percebo uma leve queda na altura de corte de luz e prejuízo praticamente nulo no alcance dos faróis.

    Mas usar somente faróis de neblina ou em condições em que não se precise de luz adicional bem baixa, é literalmente perda de energia...

    ResponderExcluir
  46. BOB,
    EU SEI QUE NÃO É PROIBIDO, MAS EM SE TRATANDO DA LUZ TRASEIRA DE NEBLINA LIGADA, A PROBABILIDADE DE OFUSCAMENTO DAS PESSOAS QUE TRAFEGAM ATRÁS É MAIOR POIS NÃO DEPENDE DE FAIXO DESREGULADO.
    E SE FOSSE PREVISTO POR LEI NÃO ADIANTARIA MUITO POIS AQUI A LEI CAI NO "ESQUECIMENTO", NA IGNORÂNCIA OU NO BOLSO(DO GUARDA). MAS CONCORDO QUE A ABORDAGEM DO TEMA PELO CÓDIGO, SERIA NO MÍNIMO BALIZADOR DIGAMOS.

    ResponderExcluir
  47. Não me importo com farol de neblina durante o dia, aliás não me importo com qualquer farol durante o dia (exceto o alto), à exceção de estarem todos regulados.

    Utilizo kit xenon 4200k em meu carro, muitos falam que cega todo mundo e o caramba, mas basta manter regulado que incomoda como qualquer farol baixo convencional, a diferença é o brilho que é um pouco elevado.

    Agora, quando vem um idiota com farol desregulado ou alto virado para mim, a vantagem do Xenon no alto é a de cegueira momentânea, tasco-lhe um farol alto.

    Aliás sou adepto ao movimento 'Alto neles'

    T.
    []'s

    ResponderExcluir
  48. "...Aliás sou adepto ao movimento 'Alto neles'..."
    Que declaração! É esse o tipo de "entusiasta esclarecido" que alguns pseudo-intelectuais de internet acreditam possuir o discernimento e capacidade crítica suficientes para decidirem por si a conveniência de cumprir ou não o que estabelece a Lei de Trânsito... Que piada. Isso aí é o exemplo acabado do "autoentusiasta". Um perfeito imbecil.

    ResponderExcluir
  49. Marlos Dantas, Bob Sharp e Paulo Roberto,

    O corpo humano é uma máquina fantástica, são fascinantes as soluções que a natureza cria para que tenhamos o melhor desempenho possível em nosso ambiente natural.

    Nossa retina é composta de cones e bastonetes, nos fornecendo visão diurna e noturna, a grosso modo.

    As estruturas responsáveis pela visão diurna são os cones, células que respondem rapidamente a mudanças de movimento e contraste, e que também são responsáveis pela distinção entre cores - tendo esses uma maior "afinidade" com o amarelo.

    Já as estruturas responsáveis pela visão noturna são os bastonetes, que são mais lentas e não percebem cores tão bem, respondendo melhor a estímulos de luz no espectro entre o verde e o azul.

    Devido a particularidades que não caberia argumentarmos aqui, nossos olhos possuem um mecanismo de "calibração" que favorece o reconhecimento de objetos e formas pelo o contrast, mas não apenas entre claro e escuro, mas entre cores.

    Isso tudo para explicar que nossos olhos têm mais dificuldade de enxergar e focalizar luzes tendendo pro azul, sendo essa uma das explicações para faróis de xenon azulados aumentarem a sensação de ofuscamento, e a relativa INVISIBILIDADE que têm os veiculos que trafegam apenas com luzes de posição de cor azulada/esverdeada ligadas à noite (outro problema gravíssimo a meu ver).

    Ao contrário da azul, o amarelo é uma cor que nossos olhos detectam com mais rapidez e sensibilidade, sendo então mais facilmente percebido o contraste na via.

    Logo, o uso de óculos de lentes amarelas aumenta significativamente o contraste em situações de neblina e chuva forte, pois filtram o espectro azulado, favorecendo que o espectro próximo à cor amarela sobressaia em nosso campo de visão.

    Apoiando essa afirmação teórica, diversos estudos mostram que o contraste entre amarelo e preto é mais facilmente visível pelos nossos olhos que o contraste entre branco e preto - sendo essa a razão da maior parte da sinalização rodoviária existente empregar o amarelo em suas marcações, seja em pinturas de faixas sobre o asfalto, placas de sinalização ou olhos-de-gato.

    Faróis de neblina com lentes de cor amarela (principalmente os de neblina) são uma alternativa interessante ao uso de óculos de lente amarela, valendo-se desse efeito para emitir apenas a luz no espectro em que é mais "aproveitável" para a condução em situações de baixa visibilidade.

    Ainda a respeito da nossa percepção em situações de luz dispersa, há uma vantagem ainda maior se forem usados óculos de LENTE POLARIZADA, que a grosso modo eliminam reflexos - e nossa maior dificuldade de visão em situações de chuva e neblina deve-se, justamente, à imensidão de reflexos causados pelas gotículas de água adiante.

    Nesse caso é melhor explicar através de imagens. Permitam-me expor 3 exemplos do uso de lentes polarizadas em uma fotografia, para eliminarmos reflexões e brilho excessivo:

    http://en.wikipedia.org/wiki/File:Mudflats-polariser.jpg

    http://en.wikipedia.org/wiki/File:CircularPolarizer.jpg

    http://en.wikipedia.org/wiki/File:Poloriser-demo.jpg

    Sendo assim, aos amigos AUTOENTUSIASTAS que costumam dirigir em situações de chuva e neblina, recomendo o uso de óculos Polarizados de Lente Amarela. Não serão tão facilmente encontrados no mercado, mas lhes afirmo que valem a pena.

    Um abraço, e dirijam com segurança.

    ResponderExcluir
  50. Meu Fiesta 2008 só acende os neblinas se o farol estiver ligado. A FORD pensou nisso?

    ResponderExcluir
  51. Eu não sabia dessa estratégia de iluminação da Ford, que acho errada. Em determinadas condições de neblina convém usar só os faróis destinados para esse fim, para diminuir ainda mais o reflexo das gotículas. Será que Ford foi boazinha e fez essa ligação para evitar que seus clientes que gostam de acender os neblinas sem necessidade (sem neblina) sejam multados por trafegar à noite com os faróis baixos desligados? Não duvido.

    ResponderExcluir
  52. Transeunte, 14:22
    Bela aula, obrigado por nos proporcioná-la e aos leitores. É por isso que aprecio iluminação de quadro de instrumentos vermelho-alaranjada, como nos aviões. Sábio também seu conselho para os óculos polarizados de lente amarela, tenho certeza de que podem ajudar aos que não têm visão perfeita à noite.

    ResponderExcluir
  53. No começo achei que seria para o caso de se esquecer ligado o neblina -uma vez que o carro tem aquele aviso sonoro quando as luzes ficam acesas, ao sair do carro sem a chave na ignição. Assim, perguntei por causa do artigo.

    ResponderExcluir
  54. Transeunte,
    Excelente explicação, muito obrigado por compartilhar seus conhecimentos conosco!
    Meu maior problema nem é em relação à visão noturna, que até é boa, minha maior dificuldade se dá por conta da fotofobia. Atualmente uso quatro óculos de lentes escurecidas no dia-a-dia e para dirigir, todos da Ray-Ban: dois com lentes G15, sendo um deles com lentes polarizadas, um com lente G35 e outro com lente degradê (cinza claro – cristal) polarizada. Os dois primeiros uso em dias de sol, o terceiro em dias nublados e o último à noite, mas ainda assim, me sinto incomodado as luzes de xenônio adaptadas (as de fábrica não me afetam muito). Por esse motivo, estou pensado em adquirir um RB de lente amarela, de preferência polarizada, apesar do valor mais elevado. Seu conselho foi de grande valia em minha futura compra.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  55. Quando me deparo com esses sujeitos que usam a lanterna de neblina acesa eu educadamente me posiciono atrás e ligo meu farol alto, e vou mirando no retrovisor do cidadão, assim que ele levanta seu retrovisor para fugir do ofuscamento, eu o ultrapasso e ligo minha lanterna de neblina. Mas acho que as pessoas são tão burras que não entendem o recado, porque nunca desligam a luz de neblina.

    ResponderExcluir
  56. Interessante a explicação sobre as cores vs olho humano.

    O que não entendo é: Por que tenho a sensação de que enxergo melhor com luz branca (seja de casa, seja de xenônio, seja de LED) do que com luz amarela? Não acredito que seja devido à intensidade luminosa, apesar de que as luzes com temperatura próximas a 4000K emitem mais lumens por m² do que todos os outros espectros.

    Particularmente não enxergo nada com faróis halógenos convencionais.

    ResponderExcluir
  57. Todos estão julgando o fulano sem mesmo saber da condição deste... ninguém sabe se o farol foi abalroado minutos antes e desregulou, ou se a lâmpada se deslocou sem conhecimento do motorista. Portanto, não se pode simplesmente decretar a culpa do motorista nesse caso. E sua câmera é ruim, porque durante o dia, mesmo desregulado, um farol de neblina não cega ninguém.
    Instalei xenon nos faróis de neblina dianteiros para rodar com eles acesos durante o dia. Isso comprovadamente melhorou a visibilidade que outras pessoas têm do meu carro. Sem cegar ninguém.
    Farol de neblina aceso durante o dia deveria ser adotado por todos, porém sempre tem que estar atento para mantê-los regulados.

    Todos os dias, ao estacionar meu carro na garagem, aproveito para checar se as luzes estão acendendo... ré, freio, faróis (e observo se o facho está ok). Os piscas eu verifico sempre que ligo e desligo o alarme. Todos os motoristas deveriam adotar esse hábito. E muitas vezes, numa parada no trânsito, já avisei outros motoristas sobre faróis queimados ou desregulados, todos sempre receberam muito bem a observação.

    ResponderExcluir
  58. Anônmo 23/11 21:55
    Qualquer farol incomoda mesmo de dia, razão para existirem os faróis de rodagem diurna, mais fracos. Os seu faróis de neblina certamente incomodam. O único jeito de acabar com essa nefasta mania será o Contran baixar resolução proibindo faróis e lanternas de neblina ligados sem que haja o fenômeno meteorológico, conforme sugeri. E a imagem do farol desregulado visível no espelho não tem nada a ver com a qualidade da câmera. O seu hábito de checar luzes ao estacionar o carro é um exemplo a ser seguido, bem como o de avisar outros motoristas sobre irregularidade no sistema de iluminação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pior do que os que ligam quando não há necessidade, são aqueles que NÃO ligam quando deveriam..... Q q custa ligar um farol quando começa a chover????

      Excluir
  59. Quando ainda meninão, eu confesso que achava o máximo andar com os neblinas ligados, achava que o carro ficava com um ar mais esportivo, como já falado, mas com o tempo a gente vai aprendendo, que o mundo não roda em torno do nosso umbiguinho, não é mesmo?

    Bob, como outro leitor falou, ultimamente só tenho utilizado o neblina traseiro (que eu sei que incomoda bastante, ainda mais se o sujeito for proprietário de um 206) quando vem um maldito com estes faróis de xenônio, mas eu dou somente algumas piscadas e desligo, depois com o dedo mais comprido da mão ajusto (para facilitar a operação, entende?) eu ajusto o retrosivor para a posição noite, pois meu carro infezlimente não possue o recurso fotocrômico.

    Abs

    ResponderExcluir
  60. MAS QUE O CARRO FICA BONITÃO NA ESTRADA, ISSO FICA!!!!!

    ResponderExcluir
  61. kkkkkkkkk....
    "olha ele, olha ele, olha ele..."

    ResponderExcluir
  62. Tenho um Stilo e deixo o farol de tras ligado pra nao tomar multa....os feixos de luz podem ofuscar as lentes dos radares moveis.

    ResponderExcluir
  63. Pior foi ver o pessoal na Imigrantes no feriadão passado, onde havia neblina intensa e 10% dos carros estavam com o farol de neblina aceso..

    Não sei se isso é pior que os idiotas que andam colados atrás numa situação destas, ou os "alfaiates", costurando nas 4 pistas em alta velocidade.

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.