PIKES PEAK BRASILEIRO


Ele é o atual recordista de Pikes Peak, a maior prova de subida de montanha do mundo, localizada nos Estados Unidos. É um evento de importância equivalente ao GP de Mônaco, à 500 Milhas de Indianápolis e à 24 Horas de Le Mans, e é uma tradição de décadas na familia Millen.

O neozelandês Rhys Millen, filho do famoso Rod Millen, trouxe seu Hyundai Genesis de 750 cv para acelerar e cravar neste sábado (13/11) o primeiro recorde brasileiro de velocidade na Subida da Serra do Rio do Rastro, no município de Lauro Müller, em Santa Catarina, um trecho de aproximadamente 9,5 km e 156 curvas, curiosamente o mesmo número de curvas de Pikes Peak. A altitude atinge 1.460 metros.


Em uma mistura de velocidade e drifting, Millen fez o que pode e um pouco mais com seu Genesis, e após 7:17,898s estava no topo da serra, coberta de fumaça e borracha de pneus dilacerados.


Millen disse que o traçado é excelente e muito desafiador, pois possui o mesmo número de curvas de Pikes Peak, porém a pista americana possui quase 20 km de extensão, contra menos de 10 km aqui no Brasil.

"O Brasil tem na Serra do Rio do Rastro algo realmente precioso nas mãos. Sempre adorei Pikes Peak, mas acho que agora tenho uma nova estrada favorita...” completou o neozelandês.

Fotos: Red Bull

MB

39 comentários :

  1. Sou de SC e moro a 250 kms dessa estrada, uma pena não ter havido nenhuma divulgação, senão com certeza eu estaria la prestigiando
    Uma pena mesmo

    ResponderExcluir
  2. Mister Fórmula Finesse16/11/10 10:10

    Uma verdadeira honra para nós, entusiastas, sermos reconhecidos por termos uma estrada tão desafiante!

    Eu gostaria de saber o tempo que os carros de rally estavam fazendo no trecho por ocasião do famoso Rally da Graciosa. Seria um termo de comparação absolutamente maravilhoso!

    Creiam meninos, pilotos profissionais, mesmo a bordo dos 206 com parcos 140 cavalos, não ficam longe dessas marcas ali...ou estarei redondamente enganado?

    GM

    ResponderExcluir
  3. O recorde em Pike's Peak, que persiste desde 2007, pertence ao piloto nipônico Nobuhiro 'Monster' Tajima, no comando de um Suzuki especialmente construído para a prova.
    Neste link, pode-se espiar o monstro domando a fera de mais de 900hp pelos diversos tipos de piso que se alternam na prova americana.

    Seria demais termos uma prova como a americana acontecendo regularmente por aqui.

    ResponderExcluir
  4. http://www.youtube.com/watch?v=G2y3OFf0ArU
    Aqui vai o link.

    ResponderExcluir
  5. É estranho não termos um evendo na Serra do Rio do Rastro.
    Desci lá com minha família em 2004 e fiquei fascinado.

    ResponderExcluir
  6. Estradinha bem interessante essa. Notaram que em uma das curvas o asfalto é ranhurado?
    Interessante também o número de curvas. 156 são menos que as 174 de Nürburgring, mas o aspecto da subida de serra acaba tornando as coisas tão ou mais desafiadoras.

    Pretendo viajar para Santa Catarina em breve e quero dar uma voltinha nessa estrada. Tudo bem que não vai dar para ser no pique desse Genesis, mas só a paisagem já compensa tudo.
    Em tempos: está mais do que na hora de a Hyundai vender o Genesis Coupe no Brasil. Vendam o 2.0 Turbo e o 3.8 V6 e verão gente comprando. Se a GMB está importando o Camaro, mas esse só virá V8 e com preço meio alto, há um belíssimo espaço abaixo disso para um belo esportivo 2+2 de tração traseira.

    ResponderExcluir
  7. Agora.... porquê subir e não descer (no melhor estilo Initial D)? Motivos de segurança?

    ResponderExcluir
  8. Daqui a pouco chega um Promotor de Justiça e proibe....

    ResponderExcluir
  9. Já está confirmado uma segunda edição, com mais pilotos, para 2011, segundo o site da prefeitura de Lauro Muller...

    ResponderExcluir
  10. o recorde de subida em duas rodas motrizes é dele sim, com 12m 09.40s.
    e eu li que ele foi a serra filmar o recorde de drift mais longo, e os vídeos que eu vi ele realmente estaca "driftando" em trechos que seria claramente mais rápido em grip.

    ResponderExcluir
  11. Google Maps do trecho das fotos:

    http://maps.google.com/?ie=UTF8&ll=-28.395817,-49.546409&spn=0.021141,0.030341&t=h&z=15

    Quem pretende passear por esse trecho, informe-se bem sobre as condições do tempo e época do ano pra não correr o risco de chegar lá e não ver nada por causa da neblina.

    ResponderExcluir
  12. http://www.jalopnik.com.br/conteudo/nossa-nova-pikes-peak-0

    ResponderExcluir
  13. Eu sempre achei que deviam fazer uma corrida de subida de serra entre Santos e São Paulo... A Estrada Velha seria perfeita, mas a Anchieta também seria emocionante. Imaginem só os carros largando minuto a minuto, dali de Cubatão?

    ResponderExcluir
  14. Essas corrigas de subida de montanha são o êxtase. Fico imaginando poder brincar assim com um carro que não é meu, com todos os equipamentos de segurança e a pista livre. Ah, e a tração traseira, empurrando! Sempre haverá um coeficiente de perigo, que é a pimentinha na brincadeira.
    Aquelas gincanas do Ken Block também são bacanas. Mas provas de Rally do WRC, do DTM, da Nascar e do campeonato autraliano são as mais bacanas. Se essas três ou quatro categorias tivessem a projeção do F1 eu voltari a perder as manhãs ou tardes de domingo.

    Valeu!

    ResponderExcluir
  15. Demais de legal o evento. Sem divulgação, novamente, como foi o Emerson com o Lotus 72 em São Paulo.
    Espero que tenha sido só o aperitivo, para coisa mais séria nos anos vindouros.

    ResponderExcluir
  16. Paulo Keller,
    o Speed Channel, da NET, passa TODAS as provas de Nascar ao vivo, e o DTM e o Australian Supercar V8gravado.
    Já a ESPN passa compacto do WRC, que também é mostrado no programa Limite da ESPN Brasil, terças às 22 hs.
    Opção não falta, só procurar e assistir.

    ResponderExcluir
  17. Essa serra é extremamente travada, bem mais que Pikes Peak. E não é pavimentada com asfalto, e sim com concreto. Mas vale a visita, fica perto de Garopaba.

    McQueen

    ResponderExcluir
  18. Alguem sabe porque nenhuma divulgação?

    ResponderExcluir
  19. Mister Fórmula Finesse16/11/10 14:30

    Kantynho: descer flat reserva muito mais armadilhas do que supomos.

    Na Subida do Vale da Harmonia, em um dia normal, foi feito o reconhecimento da subida por duas vezes (eu solo), e já deu para perceber um ponto que demandaria uma certa fé cega para quem se dispôem a andar realmente rápido.

    Na primeira descida, sem grandes preocupações e ganhando ritmo aos poucos - visto que não valeria para nada mesmo - peguei um bumper a uma velocidade totalmente inadequada que realmente foi assustador...muito assustador.

    Então, descida de montanha é potencialmente mais perigoso, por mera curiosidade, eu poderia ter sofrido um acidente de grandes proporções.

    GM

    ResponderExcluir
  20. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  21. Alguem sabe porque nenhuma divulgação?

    Pq moramos numa merda de país de terceiro mundo.

    E sensacional essa prova

    ResponderExcluir
  22. MFF,

    Sem falar na possibilidade de acabar o freio no meio do caminho morro abaixo.

    ResponderExcluir
  23. A Serra do Rio da Rastro é maravilhosa ... pena que no dia que eu desci, o tempo estava fechado (dá-lhe neblina) e não se via muita coisa de sua beleza ... quem estiver por perto (São Joaquim, Urubici), vale o passeio ... agora, descer a serra "chinelando", nem em sonho ... os freios vão embora rapidamente e o abismo é o destino certo de quem tentar ... para quem não conhece, a estrada é paredão de um lado (serra) e o abismo do outro, literalmente ... para se ter uma peuqena idéia, basta acessar o youtube, que estão postados vários vídeos de subida e descida do Rio do Rastro ...

    ResponderExcluir
  24. Quem puder passar por essa Serra não pense 2 vezes. Mesmo que não tenha nada para fazer em baixo ou em cima dela. Se o dia estiver limpo, no verão, melhor ainda.
    Prepara-se para sair do verão, no pé da serra e chegar no inverno, lá em cima. Tem dias que a diferença de temperatura entre os extremos chega a quase 20 graus.

    Rio do Rastro é do ducar*lh*...

    []s
    Gustavo.

    ResponderExcluir
  25. Hahahahahahahaha! Eu estou indo pra lá nas férias!!!

    ResponderExcluir
  26. Não teve divulgação nenhuma até onde sei. Alguém viu alguma coisa a respeito antes de sábado?
    Acredito que foi um evento fechado promocional da Red Bull.

    abs,

    ResponderExcluir
  27. Kantyhno, sim, por segurança.
    Se algo der errado na subida, uma hora pára, agora na descida. hehehe
    abs,

    ResponderExcluir
  28. Espero somente que os "pelotos de fim de semana" não resolvam tentar quebrar o record do Millen, mas conhecendo onde estamos, alguns espertos vão tentar e não vai dar certo... Espero estar errado.
    abs,

    ResponderExcluir
  29. O recorde do Pikes Peak eh do "Moster" Tajima em um Suzuki.

    ResponderExcluir
  30. Esse show do Millen na Serra do Rastro faz muito mais pela Red Bull e pela Hyundai do que qualquer propaganda convencional. O fato de não ter recebido divulgação prévia só faz aumentar o impacto da notícia junto aos formadores de opinião e a sua repercussão via mídias sociais. Além disso, acho que é a primeira vez que vejo alguma atividade promocional envolvendo a Hyundai no Brasil que me faz olhar com bons olhos para a marca.

    ResponderExcluir
  31. Iso até me lembrou meu desenho favorito, Initial Drive, para quem gosta desse tipo de entretenimento, vale a pena assitir, só que lá eles descem montanhas...acho fascinante

    ResponderExcluir
  32. Sobre o recorde de Rhys Millen em Pikes Peak, ele foi obtido na categoria Time Attack 2WD, cujo nome deixa claro que é aberta apenas a veículos com tração em duas rodas (não importando se dianteira ou traseira). Nessa categoria, introduzida nos últimos anos, só participam veículos derivados de modelos de série (leia-se que não são chassis tubulares com bolha que vagamente lembra modelo de produção). Porém, a marca foi batida neste ano, por Jeff Zwart a bordo de um Porsche 911, que marcou 11min31s1, contra os 12min09s397 de Rhys em 2009. Porém, Rhys é o maior campeão da história da Time Attack 2WD, tendo vencido em 2009 e em 2008, com um Pontiac Solstice e marcando 12min31s610.

    ResponderExcluir
  33. Francisco V.G.17/11/10 12:22

    Paulo Levi
    Concordo. Deve ser porque a CAOA não está pelo meio.

    ResponderExcluir
  34. Jackie Chan18/11/10 11:54

    Não entendi por quê o texto diz que ele é o recordista da Pikes Peak. Só se for em uma determinada categoria intermediária, pois o record absoluto é do japonês "Monster" Tajima, com um carro da Suzuki. De qualquer forma, eventualmente, Millen acabará por estabelecer o novo record, pois é bem mais jovem que o vovô Tajima, tem o dinheiro da Red Bull, o empenho da Hyundai, etc..

    ResponderExcluir
  35. Jackie, o recorde de Rhys Millen é na categoria Time Attack 2WD, na qual participam apenas carros derivados de produção com tração em duas rodas (não importando se as dianteiras ou as traseiras). Ele venceu a primeira edição da categoria, em 2008, a bordo de um Pontiac Solstice (12min31s610), e em 2009, a bordo do Genesis (12min09s397):

    http://www.reuters.com/article/idUS59932+19-Jul-2009+PRN20090719

    Ele é, portanto, o maior vencedor da história da Time Attack 2WD. Porém, seu recorde foi quebrado neste ano por Jeff Zwart, que a bordo de um Porsche 911 GT3 Cup marcou o tempo de 11min31s1:

    http://www.specialstage.com/2010/06/28/zwart-wins-pikes-peak-time-attack-class-with-porsche-911-gt3-cup/

    Quem ler a notícia verá também que o Porsche de Zwart não usava turbo, compensando a altitude com mudanças no mapeamento.

    ResponderExcluir
  36. Ja desci essa estrada de D20, em 2008, e uma rampa de garagem é mais larga que algumas curvas.

    Parabens para esse cara!!!

    ResponderExcluir
  37. Sou de Criciúma-SC, cidade bem próxima de Lauro Müller. Sou abençoado por ser de uma cidade que tem tudo, a 25km do mar e a 65km desta serra maravilhosa! Acredito que o envento não tenha sido tão divulgado (eu fiquei sabendo sim, mesmo hoje morando há 400km de Criciúma) por dois motivos principais: era um evento fechado da Red Bull (vocês vão ver divulgação a partir de amanhã, 25/11, quando começa a promoção do evento pela empresa) e pelo fato de a Serra não ter estrutura para alguém ir até lá assistir o evento. A subida, que conta com cerca de 25km (dos quais foram usados somente os mais sinuosos 9,4km para este evento), não possui acostamento em praticamente nenhum trecho. O único lugar de onde se podia ver um pouco do evento era do Mirante que há em no alto da Serra, que estava LOTADO nos dois dias de evento (11 e 12 de novembro, quinta e sexta, eu estava lá na sexta feira).

    Outra coisa: vi um comentário sobre o asfalto ser ranhurado. A subida da Serra do Rio do Rastro é quase toda revestida em concreto ranhurado, e não asfalto, para gerar mais aderência dos pneus de carros e caminhões que passam por lá. Sim, passam muitos caminhões, até mesmo alguns bitrens, que chegam a demorar 6 horas pra subir a Serra. Isso tudo porque essa Serra é a principal via de ligação da região central com a região sul de Santa Catarina.

    E quem não conhece esse paraíso: você não pode morrer sem conhecer, certamente um dos lugares mais bonitos do Brasil! Só estando lá pra saber como é.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  38. Lucas Schuelter
    Está nos meus planos conhecer.

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.