AUDI RS 6 AVANT, IGNORANTE

A vantagem de ficar afastado por algum tempo é que sempre voltamos com novidades.


Tive a chance da dirigir a mesma RS 6 Avant que o Bob já testou e publicou um post: Até que essa perua anda direitinho. Então tenho muito pouco a acrescentar sobre as características técnicas do carro.

Fiquei imaginando como foram as conversas do pessoal da Audi quando pensaram em fabricar esse carro.

Algum cara que não gosta de perder deve ter dito: vamos fazer um carro para acabar com a brincadeira de uma vez por todas. Outro ficou imaginando como seria o cruzamento de um touro bravo com um mula de carga. E ainda pensaram no que o dono de um Gallardo gostaria de dirigir no dia a dia sem perder seu poder.


Também pensei que a RS 6  pudesse ter sido projetada por engano, como uma anomalia fruto de alguma experiência genética. Como se algum engenheiro meio louco tivesse trocado alguns arquivos de projeto de pastas e assim criado um híbrido.

Ou ainda se alguém lá na Audi simplesmente fosse fanático pelo personagem Hulk.

Seja lá o que levou a Audi a fazer esse carro, eu acho que eles partiram para ignorância! E longe que isso tenha sido algo ruim.


A RS 6 Avant é um carro bruto. É grande (quase 5 metros) e pesado (mais de 2 toneladas). Visualmente, apesar de ter um desenho limpo e sem excessos, parece um ser anabolizado. Principalmente pelos para-lamas alargados e as rodas e pneus gigantes.

É um carro duro. As três regulagens de suspensão existentes denominadas comfort, dynamic e sport poderiam ser  duro, muito duro e extra-duro. Parte disso se deve também aos brutais pneus 275/35R20. Eles são uma parte essencial para manter a tração - quattro - quando se despeja os 580 cv nas rodas. Mas um outro efeito causado por pneus tão largos e com enorme área de contato com o solo, inclusive nas rodas dianteiras, são as puxadas no volante ao passar por desníveis e irregularidades na pista. Qualquer desnível resulta em mudança de trajetória. Ou seja, não dá para relaxar ao volante desse carro, é uma tensão constante. Claro que num tapetão lisinho essa condição inexiste.


Mas de qualquer maneira, quem de nós conseguiria relaxar com um canhão V-10 biturbo sob o capô? Minha sorte, ainda estou aqui para contar, é que peguei um tráfego muito intenso nas rodovias Dutra e Carvalho Pinto. E foi aí que senti a besta ser um pouco abrutalhada.

Se alguém acha que essa perua é para os endinheirados usarem aos finais de semana com a família está totalmente errado. Não é um carro para quem quer conforto, mesmo que seja repleto de amenidades - talvez um Porsche Cayenne seja mais apropriado. É um carro para acabar com qualquer dúvida sobre o tamanho do poder do seu dono.


Depois de duas horas dirigindo saí do carro completamente quebrado, principalmente pelos bancos, que são excelentes para performance. Pode ser que tensão e estado de alerta que senti durante o tempo todo em que estive ao volante possa ter contribuído para a quebradeira. Uma mistura de sensações e vontades que tiveram que ser muito controladas pela lado racional de meu cérebro.

Claro que é impossível de um ser normal como eu e numa via pública chegar aos mais de 300 km/h de velocidade máxima. Mas como ainda não inventaram de limitar a aceleração - que na RS 6  Avant é menos de 5 segundos de 0-100 km/h - pude me divertir, na realidade chegar ao êxtase, com o meu modo binário de controlar o acelerador.


Outra coisa que me chamou a atenção é a posição do motor. Tem um certo carro - não quero causar polêmica - que tem o motor pendurado atrás do eixo traseiro. Esse Audi tem o motor praticamente pendurado antes do eixo dianteiro. E por isso tem capô e para-lamas de alumínio. O cofre é lindo de ver. mas nídidamente essa experiência genética criou algo estranho. Isso faz o comportamento dinâmico depender de uma grande parafernalha eletrônica e mecânica. Mas tudo bem! Mesmo com toda essa parafernalha a RS 6 Avant me fez lembrar os primórdios dos muscle cars. Cabe no cofre? Então mete aí e depois a gente se vira.


Antes da RS 6 Avant, o carro mais legal que já tinha dirigido foi um BMW M3 com seus míseros 425 cv. Esse, uma máquina de precisão, refinada, perfeita do conceito a execução. Mas se tudo fosse perfeito nesse mundo não existiriam carros tão avassaladores como essa perua. O M3 continua imbatível. Mas a RS 6 seria como se fosse uma amante ardente.


Duro foi entregar o Audi depois de horas ao seu volante e voltar para casa no meu people mover. Meu corpo agradeceu demais o banco macio do meu carro. Mas a sensação que tive nas acelerações me fez lembrar da minha Mobilette e sua transmissão continuamente variável, por correia trapezoidal, que demorava horrores antes de alongar e atingir alguma velocidade.

PK

34 comentários :

  1. "Algum cara que não gosta de perder deve ter dito: vamos fazer um carro para acabar com a brincadeira de uma vez por todas."

    heheheh é uma boa tradução para o desempenho do carro. Fantástica sua matéria e descrição PK. Muito melhor que as produzidas pelas revistas "especializadas". Seu testemunho é nu e cru e transmite muito melhor a sensação da brutalidade que este brinquedinho deve ter.

    Abraço!
    Fred

    ResponderExcluir
  2. Quando conheci esse carro imaginei a mesma coisa..

    Engenheiro 1: Vamos criar uma versão superesportiva da A6

    Engenheiro 2: Legal, que tal colocar um V10?

    Engenheiro 3: O que é um pei** pra quem tá caga**? Coloca dois turbos nisso aí!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mto bom kra.....sensasional raxei d rir aki.........

      Excluir
  3. PK, fotos maravilhosas, como de costume. Gostei da peruinha. Uma boa forma de gastar uma pequena parte da megasena da virada.

    Bom, o fato é qualquer turbo de fábrica aguenta uns 20% a mais de potencia sem maiores perigos, só no chip. Então teríamos quase 700 cv!

    Abraço

    Lucas crf

    ResponderExcluir
  4. Eles pensaram a mesma coisa que em 1994....colocar uma S2 com motor "fuçadinho" pelos bestas de Sttutgart....315 cv na época era coisa para cacete, era um AP com um pistão a mais,2226 de cilindrada...uma M3 tinha 240 cv...eu andei muito com esse carro e era bestial, turbolag, suspensão dura, freião...mas tudo sensacional.

    Virava esquina de segunda e só no meio do quarteirão a coisa acendia...e quando vinha, já era...110 de segunda fácil.

    Aí em 2001 saiu a RS4, com 380 cv...só que de um V6 Bi-Turbo e duas KKK pequenas...era de arrepiar o negócio...Vou falar com o Borrs para ver se ele deixa eu andar na V10 azulzinha de hoje...hehheee...aí a coisa muida de figura.

    Todas são sensacionais, cada uma em sua época.

    ResponderExcluir
  5. Ao Lucas...

    Na Alemanha um cliente de uma preparadora, fez o "chip, escape e filtro" nesse carro e foi no GPS a 212 milhas por hora....

    Chega a 680 cv "plug-in".

    ResponderExcluir
  6. Iuri Muccini14/11/10 20:41

    Esse PK sempre surpreendendo... Excelente post! Sou seu fã!

    ResponderExcluir
  7. Uma bela perua sem dúvida.

    A foto dela de frente virou meu papel de parede.

    ResponderExcluir
  8. Então, 911 T. A minha pode ser azulzinha também, com esse `chip, descarga e filtro`. Se no alcool der uns cavalinhos a mais, beleza. Agora só não sei onde arrumaria braço para tocar esse monstro...

    Abraço

    Lucas crf

    ResponderExcluir
  9. Luiz Dranger14/11/10 23:15

    Paulo, o post foi 1000 ! Fantástico.
    Abr, Luiz

    ResponderExcluir
  10. PK, é óbvio que suas costas reclamariam da estrada brasileira: mesmo muito bem pedagiada, não chega nem perto das mesas de bilhar que são as estradas alemãs. Como alemães fazem carros para as estradas alemãs, o resto do mundo que chacoalhe.

    ResponderExcluir
  11. PK

    Não gostei: faltou o bagageiro no teto.

    FB

    ResponderExcluir
  12. Mister Fórmula Finesse15/11/10 08:20

    Na primeira acelerada com esse negócio ali, é capaz da "bagagem" entrar em fusão com o vidro traseiro de tanta violência que as coisas são atiradas para trás...

    GM

    ResponderExcluir
  13. Gostaria de aproveitar este post para uma pergunta.
    Estes novos Audi usam as rodas de cor Titanium ou grafite, semi fosco.
    Alguém consegue me dizer a especificação, marca desta tinta, e onde posso encontrar?
    Obrigado

    ResponderExcluir
  14. Deph ( minha sogra é legal , juro )15/11/10 10:45

    meu contato na alemanha me disse que foi o seguinte.

    -'' cara minha sogra é muito chata p**m*** preciso levar ela as crianças e os sombrinhos pra riviera toda vez e ela fica falando falando ... ''-

    engenheiro -'' ja sei e se agente pegar um audi perua sei la e botar o maior motor que agente tem ''-

    -'' o maior motor que agente tem é um ... V10 DA LAMBO CARA !!!''-

    ''- bota duas turbina ai porque a minha sogra é muito mais chata do que vcs tão imaginando -''

    assim nasceu a RS6.

    ResponderExcluir
  15. PK,

    Fotos SENSACIONAIS!!!

    E o carro...ai mamãe!

    MAO

    ResponderExcluir
  16. Frederico Pezzoti,

    Obrigado. Tentei ser o mais sincero possível.

    Abraço.

    PK

    ResponderExcluir
  17. Lucas, com 700 cv seria algo mais que ignorante! Não sei uma palavra para isso!
    Abraço
    PK

    ResponderExcluir
  18. 911 Turbo,

    Eu bem que queira fazer uma apanhado geral para peruas RS. Mas aí o post demoraria muito mais.

    Valeu. PK

    ResponderExcluir
  19. Iuri,

    Obrigado! Um forte abraço.

    PK

    ResponderExcluir
  20. Iuri,

    Obrigado! Um forte abraço.

    PK

    ResponderExcluir
  21. Iuri,

    Obrigado! Um forte abraço.

    PK

    ResponderExcluir
  22. Joel,

    Duro foi fotografar esse carro. Na realidade eu queria só ficar rodando com ele sem parar.

    Abraço.
    PK

    ResponderExcluir
  23. Luiz Dranger,

    Legal que gostou. Eu normalmente enrolo muito para fazer os posts. Esse saiu numa sentada só. Ficou bem mais curto do que o que eu imaginava. Mas decidi colocar logo no ar pois eu andava meio sumido.

    Abraço.
    PK

    ResponderExcluir
  24. Bianchini,

    Você disse tudo. Além disso, os pneus muito largos também não seriam nenhum problema numa autoestrada alemã.
    PK

    ResponderExcluir
  25. BK, eu nem reparei se tinha! PK

    ResponderExcluir
  26. MFF,

    Fusão de bagagem. Resolveria o problema da minha mulher...

    Valeu, abraço. PK

    ResponderExcluir
  27. Beto Dutra,

    Vou investigar. Talvez consiga alguma informação.

    PK

    ResponderExcluir
  28. Deph,

    Mata a véia! Tadinha.

    PK

    ResponderExcluir
  29. MAO,

    Gostaria que você estivesse junto quando a testei.

    PK

    ResponderExcluir
  30. Só falta um americano trocar essa obra prime e colocar um SBC pra estragar toda a engenharia... Pior que esse dia vai chegar, fazem isso com Porsche...

    ResponderExcluir
  31. ñ consigo sequer imaginar como é andar num monstro desses...


    suponho q seja divertido...rsrsrsrs


    fotos sensacionais, pk!!!!!!

    ResponderExcluir
  32. Amigo PK,
    estou à sua disposição para lhe orientar nesse seu modo binário de acelerar.
    Tá na hora de dar um polimento nesse pé direito, para aproveitar melhor essas máquinas fabulosas que você anda dirigindo.

    ResponderExcluir
  33. PK,
    Melhor que isso só uma Elba com um V12 Ferrari em posição central-traseira! Brincadeiras à parte, esse carro é sensacional, o nirvana dos aficionados por peruas (como eu)!
    E as fotos ficaram sensacionais, praxe, como vem se tornando. Belas paisagens também. Gostei demais daquela do carro entre as árvores (eucaliptos?)...
    Grande abraço!

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.