CHEVY V-12


A obra de arte que vocês podem ver acima é um Falconer V-12, da Ryan Falconer Racing Engines, de Salinas, Califórnia.

Como já havia contado para vocês sobre os carros feitos sob medida de Steve Moal, me lembrei desta casa de motores da Califórnia, onde tudo é possível, mas nada é barato. O V-12 em questão é todo em alumínio, e é praticamente um Chevrolet small-block V-8 com quatro cilindros a mais.

Mas é algo deliciosamente exótico. Usando tudo de melhor da história do motor Chevrolet, Falconer criou uma obra de arte: pesando apenas 240 kg, desloca nada menos que 9,83 litros e debita, com taxa de compressão de 10,9:1, 811 cv a 5.700 rpm. O torque também assusta: 109 mkgf a 4.500 rpm. O cabeçote tem o desenho da câmara de combustão e a posição de válvulas idêntico ao do Chevrolet Big Block V-8, chamado por alguns de "porco-espinho", ou ainda "semi-hemi", devido ao acentuado ângulo entre elas.



O motor é sensacional em todos os sentidos, mas é raríssimo por um simples fato: é caríssimo, com preço partindo de 65 mil dólares FOB na loja de Salinas, Califórnia. O que não impediu alguém de encomendar o motor acima, que foi polido até um brilho de espelho, junto com uma caixa automática de 4 marchas GM 4L80E. Para montar em um hot rod não especificado. Só podemos imaginar quanto ele pagou...

Ryan Falconer apareceu com este motor em 1990, quando equipou sua Suburban de uso pessoal com um deles. Logo, os maníacos engenheiros da GM dedicados ao Corvette compram um motor, e vejam o que aprontaram:



O protótipo, apelidado de "Conan" por motivos óbvios, hoje se encontra no National Corvette Museum de Bowling Green, Kentuky. O entre-eixos teve que ser aumentado em 120 mm e o motor instalado,  com uma taxa mais baixa, debitava 680 cv.

Ryan Falconer começou nos anos 60 trabalhando nos V-8 Novi de Andy Granatelly, depois se juntando à Shelby American, onde fez parte do projeto do GT40, e dos Cobras de competição. Mais tarde Ryan começou seu próprio negócio, que por 30 anos trabalha com nomes famosos: Jackie Stewart, Parnelli Jones, Al Unser, Mario Andretti, e outros. Nos anos 80, trabalhou com a Chevrolet em projetos variados, especialmente no V-6 derivado do small block V-8 que correu em Indianápolis. Dali, encantado com a excelência deste motor e sua versatilidade, vem a ideia do V-12.





Falconer usou seus contatos no programa de competição em monopostos da Chevy de uma outra forma inusitada: comprou todos os motores usados na temporada de 2002, e converteu-os para uso nas ruas. Esse exótico motor V-8 de 3,5 litros (acima), DOHC, com cárter seco, recebeu um coletor de admissão especial, por cima de um compressor Rootes mecânico e um resfriador de mistura ar-água, controlado por uma central de injeção MOTEC. Fornece 600 cv a 8.000 rpm. Cada motor vem com o seu histórico de competição, um pedigree único. Falconer, que correu em Indy com o V-6 de rua modificado para pista, dá a volta completa fazendo o motor de pista ir às ruas.


Preço? Começa em 45 mil dólares.

MAO

13 comentários :

  1. Mais uma bela história, obrigado MAO!

    ResponderExcluir
  2. Mao,

    Bem bacana o post. O Corvette mencionado era tambem chamado de ZR-12 o que nao deixa de ser engracado.

    Um abraco.

    ResponderExcluir
  3. Suburban de 12 cil? cool. Só perde pra mula de powertrain do Caddy Sixteen, que tb era uma Subie...

    ResponderExcluir
  4. Fenomenal! Pena que a genialidade de preparadores como Ryan Falconer não vaze nem um pouquinho para os motores produzidos em série pela indústria automobilística americana, que atualmente depende até mesmo de know-how coreano (caso da GM) para sobreviver.

    ResponderExcluir
  5. Será que tem ronco "de V12"? Babei no projeto.

    ResponderExcluir
  6. Clésio Luiz14/11/09 00:06

    Me parece que ele também fornece para as corridas de lancha, fora que usaram um motor V12 dele nas réplicas em 75% do mítico P-51 Mustang, pela firma Papa 51.

    ResponderExcluir
  7. Que pauleira, mais de 800cv.......

    ResponderExcluir
  8. Os V6 derivados de V8 mantém o ângulo de 90 graus entre bancadas.
    Mas e esse V12? Mantém os 90 graus também ou o maluco fez a coisa certa e construiu um bloco com bancadas a 60 graus? Pelas fotos não dá pra ver.

    ResponderExcluir
  9. Bussoranga. São 90º entre as bancadas.

    http://www.falconerengines.com/app/v12_app_1.php

    Só digo uma coisa: Bestial!

    Sem mais...

    ResponderExcluir
  10. Isso implora por um HighBoy.

    abs,

    ResponderExcluir
  11. MAO,

    Como você mesmo já comentou no post daquele 911 aprimorado, esse motor também é capaz de provocar um orgasmo tântrico de seis horas em um autoentusiasta!!! Imagine o desempenho do Corvette com esse motor peso-pena e torque obsceno...

    Se levarmos em conta a exclusividade e qualidade do Falconer V12, os 65 mil dólares não são tão exagerados assim.

    ResponderExcluir
  12. Del Carpano17/11/09 14:55

    e o nosso amigo Ogro do Cerrado, será que nunca teve a oportunidade de mexer num negócio desses?

    ResponderExcluir
  13. Del Carpano,

    Não cara, quem sou eu, um mero ogro verde e horroroso, isso é um motor muito sofisticado!

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.