MODA AUTOMOBILÍSTICA: LEITORES ESCREVEM

 Foto: vwfuscabrasil.blogspot.com

Farol "Tremendão" para Fusca e DKW-Vemag

Depois de publicado o post Moda Automobilística, convidei os leitores a escrever mandando mais itens relacionados ao tema. O resultado foi um  enorme volume de recordaçõe sobre o que já foi moda nos nossos automóveis.

Eu mesmo, enquanto compilava os inúmeros comentários, me lembrei de mais alguns:

  Farol “Tremendão” para Fusca, Kombi e DKW-Vemag, uma unidade com farol sealed beam inserido num enorme aro cromado com lanterna na parte inferior (foto acima)
   Em carros de tração dianteira, colocar rodas mais largas atrás, visto em Gol e Kadett
   Passar as rodas traseiras para a dianteira para que se sujem de pó de pastilha também e pareça que o carro tem freios a disco nas quatro rodas (vi um vizinho fazendo isso)
   Grupo ótico em forma de semáforo aplicado ao vidro traseiro que acende o verde quando se acelera, o amarelo, quando se tira o pé e vermelho, quando se freia
   Adesivo no vidro traseiro “Não estudo em nenhuma faculdade”
   Adesivo na lateral que dizia “Surfin’ makes the best lovers” (O surfe produz os melhores amantes)

Mas leia o que os leitores do AE mandaram:

   Modinha boba da “Família feliz” no carro (Marcelo Silva)
   Boneco Bundão; carros rebaixados e adesivos “Turbo” (Anônimo)
   Toca-fitas de gaveta, alguns com amplificador acoplado (Eduardo)
   Encher o tampão traseiro com caixas de som enormes, década de 1990 (Anônimo)
   Encher a coluna A, lado motorista, com um monte de instrumentos (Anônimo)
   Adesivo ‘Interceptor’ no topo do pára-brisa (Sandoval Quaresma)
   “Antena de GTI”; brake light sob o pára-choque; pintura branco Pérola (Álvaro)
   Tocar funk alto a ponto de chacoalhar janelas (Gentalha)
   Calotas de aro 15” em rodas de 13” (Anônimo)
   Néon azul instalado sob o carro e tira de LEDs nos faróis (Anônimo)
   Rodas pintadas de dourado metálico (1986~1990), à F-1 do Senna (Mendonça)
   Cortar as molas para andar baixo e sacolejar como um jegue (Bruno)
   Um Bibendum (boneco branco da Michelin) em cada lado da coluna A (Mendonça)
   Lâmpadas estroboscópicas na traseira, final dos anos 1990 (Fish)
   O Garfield preso no vidro; emblema Audi em Brasilia, Chevette etc. (Anônimo (2))
   Andar totalmente apagado (Anônimo)
   Manopla da alavanca de câmbio com um caranguejo dentro (Jesiel e Anônimo)
   Mãozinha dando tchau no vidro traseiro e capas de banco de chenile laranja (Jesiel)
   Moldura de placa com olhos de gato alaranjados ao redor (CSS)
   Protetores de porta refletivos (Marco)
   Algumas ponteiras de escapamento (Guilherme J.)
   Palhetas de limpador de pára-brisa duplas (Marcus)
   Néons e carros ultrabaixos (Thales Sobral)
   Buzinas pica-pau, cavalos relinchando, cuecão de couro (Driver 8)
   Chupa-cabra, acessório na ponteira de escapamento para parece carro turbo (Elvys)
   Ponteira de escapamento que produzia ruído de F-1 (Márcio Santos)
   Faróis e lanternas pintados de preto fosco (Jessé Júnior)
   Boneco Mug pendurado no retrovisor (Lorenzo Frigerio)
   Buzinas pneumáticas entoando canções do Roberto Carlos (Lorenzo Frigerio)
   Adesivo de algo escorrendo de uma fresta de porta ou tampa (Anônimo)
   Adesivo ‘Jet Pilot’ no pára-brisa (mesmo anônimo acima)
   Tirar as calotas e ficarem os aros pretos aparentes (Anônimo)
   Colocar um espelho tampando o furo central da roda, durou pouco (Anônimo)
   Friso de borracha cromado em todos os vincos e linhas de portas (Anônimo)
   Não tirar os plásticos dos bancos e nem os adesivos de qualidade no pára-brisa (Anônimo)
   Nos anos 1990, elevar a suspensão traseira e rebaixar a dianteira, em especial nos Kadett (Anônimo)
   Nos anos 1980, pintar de branco letras e números dos pneus para parecer carro de competição (Anônimo)
   Nos anos 1990, escapamento com som de descarga pneumática nas trocas de marcha para parece turbo (Anônimo)
   Na Itália, década passada, forrar o painel com ursos de pelúcia ou capa estilo “vaquinha malhada” (Anônimo)
   Nos anos 1990, logo VW na traseira que acendia com a luz de freio (Anônimo)
   Borrachão por todo o perímetro das portas (Anônimo)
   “Espelhinho de BMW” de aço inox, só encaixado num trilho e muito roubado (Anônimo)
   Por volta de 1985, Paratis com rodas e pneus enormes, tipo carro de off-road (Anônimo)
   Lâmpadas amarelas sob o carro e painéis de néon na década de 1990, muito antes do filme “Velozes e Furiosos” (André Scud)
   Luz negra dentro do carro (Marcos)
   Em 1997/1998, capas sobre as lanternas traseiras, ficando só filetes (Marcos)
   Fitas coloridas na placa traseira (Anônimo)
   Kits aerodinâmicos TGPOLI de aerofólio traseiro, saia lateral etc. (Anônimo)
   Nos anos 1980. adesivo holográfico do coelho da Playboy (Alexandre – BH)
   Adesivos “Fixa” ou “Ar” em carros de suspensão rebaixada fixa ou a ar (Vítor Alves)
   Capa para o farol, farol de milha, farol de neblina, farol no retrovisor, andar com os piscas acesos, pára-lamas mais largos, flâmula de fogo saindo da caixa de roda, blower de plástico, portas soldadas para se entrar pela janela, redinha no lugar dos vidros das janelas, capa de metal para imitar freio a disco, engate sem ter o que puxar, brake light flash, néon nos pára-choques, brake light lâmpada de natal, rebaixar, roda tala larga, aerofólio, escape chupa cabra, néon embaixo do assoalho, banco concha, pedal colado em cima do outro, adesivo tribal na coluna traseira, Insulfilm, faixa espelhada na parte de cima do pára-brisa, adesivo Powered by Turbo no pára-brisa, tampão de couro com iniciais do nome da pessoa, carpete estilizado, ponteira de escape cromada, borrachão, estribo, soleira, buzina tipo transatlântico, volante de cerejeira, manopla de câmbio com siri, cromada ou com néon (que tem um fio que liga na tomada de celular do carro), ventiladorzinho, rádio gaveta, benjamim para ligar vários acessórios, adesivo na lanterna para achar que é Mustang, teto solar adaptado, conta-giros despertador, porta-malas trio elétrico, néon no painel, rack de teto, aerofólio nos pára-brisas, capa de couro na frente do capô, grade do motor tipo galinheiro, símbolo do carro brake light, espelhos azulado, tampa do tanque cromada, controle remoto no volante, trava multi-lock, alarme com controle remoto, buzina do pica-pau, Oh, Suzana e outras do tipo, balãozinho que acende no retrovisor, anteninha no teto, palheta dupla, capa de bolinha de madeira no banco, bola de tênis do engate, antena de rádio-amador, espuminha Pioneer no cinto de segurança,
borboleta de câmbio de F-1 para tocar buzina, escapamentos laterais de plástico, tampa na ponta do escapamento igual trator, quebra-mato, engate com cabeça de cavalo (Fábio Alexandre)
   Manopla do câmbio com o caranguejo e os volantes Panther minúsculos que para esterçar o caboclo chegava a levantar do assento, fileira de CD no pára-brisa e no vidro traseiro pra "atrapalhar radar"; inverter a seta traseira com a lanterna e luz de freio, roda "Cruz de Malta" (Sandoval Quaresma)
   Adesivo cowgirl cowboy (Bruno de Toledo)
   Adesivo na tampa do porta-malas com a sigla de país (Anônimo)
   Tampa traseira de picape forrada de adesivos relativos à moda country/rodeios/sertanejo (Anônimo)
   “LED pingo nos esgichadores de água, andar à noite só com isso ligado (Bruno)
   No Rio Grande do Sul, pelego vermelho sobre o painel (Anônimo)
   Adesivo da Oakley em carro de vileiro (Anônimo)
   Adesivo “Regularizado pelo Inmetro” bem visível para a fiscalização em carros “socados” da manos (Vítor Alves)
   No início dos anos 1990, adesivos imitando tiros de paintball; anos depois imitando buracos de bala;; alguns anos atrás, pernas e braços de espuma pendurados na tampa do porta-malas (Anônimo)
   Travas de segurança do capô com grampo preso por cordinha; tinha até de plástico cromado (Rodrigo)
   Adesivos para a portinhola do bocal de abastecimento de combustível e apliques imitando madeira ou fibra de carbono em diversos locais do carro (Allan Welson)
   Grelhas plásticas na cor do carro sobre os faróis e lanternas, depois oficializada na Palio Weekend Adventure em 1999/2000 (Anônimo)
   Nos anos 1980, pintar rodas e calotas de cores berrantes como verde limão, pink etc. (Anônimo)
   Adesivos tercinho dos católicos e “nas mãos de Deus” dos evangélicos (Alexandre)
   Tapetes metálicos “chão de busão” (Alexandre)
   Máscaras de faróis com o símbolo do Batman (Anônimo)
   Faróis com lâmpadas de descarga de gás (xenônio)  (Anônimo)

Sobre o emblema Audi citado, uma história incrível. Meu irmão era representante de Peças e Acessórios da Fiat e rotineiramente visitava as concessionárias. Numa visita notou emblemas Audi no mostruário e perguntou ao chefe de peças por que um emblema de outra marca na concessionária Fiat. "Como assim, outra marca? Esse emblema é dos Jogos Olímpicos, vendo muito aqui", respondeu o funcionário a um atônito representante da Fiat...

BS


Excluir
Excluir
Excluir


0 comentários :

Postar um comentário

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.