NOTÍCIA: SÉRIE LIMITADA RENAULT DUSTER TECH ROAD

Fotos: Renault/Oswaldo Palermo


O utilitário esporte Renault Duster, a dias de completar um ano no mercado brasileiro e que já vendeu mais de 38 mil unidades, ganhou sua primeira série especial, a Tech Road. O destaque da série é o sistema multimídia completo integrado ao painel, o Media Nav, acompanhado de algumas mudanças visuais de conotação esportiva.

Este visual compreende as máscaras dos faróis escurecidas, as rodas de alumínio de 16 polegadas em cor cinza Inox, mais os adesivos com a inscrição Tech Road na parte inferior das portas traseiras e colunas centrais adesivadas de preto.

Baseado no Dynamique, topo da gama, o Tech Road é disponível com motor 1,6 (R$ 54.800) e 2 litros, este com câmbio manual de cinco marchas ou automático de quatro (R$ 58.450 e R$ 62.150, na ordem), mas com tração dianteira apenas. Todavia, quem quiser adquirir um Dynamique 4x4 pode ter o Media Nav como item opcional de fábrica por R$ 500, mas sem os demais itens da série especial.

A fábrica informou não ser possível instalar o Media Nav em veículos já produzidos por conta de diferenças no sistema elétrico, o que é uma pena.

O Media Nav integrado ao painel. Na versão Dynamique com tração 4x4 custa R$ 500, um preço atraente


A interface em cores na tela de 7 polegadas é tátil, de fácil uso, podendo-se intuitivamente comandar rádio, mídia, telefone, mapa, destino e configurações. Para inserir destino há um teclado virtual QWERT, tornando a operação bem simples.

Tela tátil de fácil uso

As emissoras de rádio, com memorização para 12, são exibidas por freqüência e as músicas podem ser ouvidas tanto via telefone celular (pelo Bluetooth) quanto por USB. É possível também conexão ao tocador  MP3. As funções de rádio e telefone podem ser comandadas também pelo satélite na coluna de direção lado direito.

O Duster Tech Road é disponível nas cores branco Glacier, cinza Étoile,  preto Nacré e verde Amazônia. As vendas começam em outubro e a previsão da Renault é vender 4.500 Tech Roads até o final do ano.




BS

38 comentários :

  1. Corsário Viajante21/09/12 19:49

    Se o EcoSport vender bem, vira item de série.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando é merchanm o bob não fala SUVE...

      Excluir
    2. Anônimo 23/9/12 19:35
      Pare de falar besteira. Você está completamente por fora.

      Excluir
  2. "Carro" Caro, sem graça, não anda, não faz curva, "meio ford, meio Chevrolet"como diria meu finado relojoeiro ao se referir a um relógio que tinha as peças misturadas. Um carro ruim de asfalto, péssimo de terra, bebe muito mais do que falam e pior: tem quem compre. A ford lançou o modismo por aqui com o Ecosporte pendurado na plataforma do Fiesta. Mas já existiam estes carros indecisos em várias partes do mundo.SUVs...om, uns gostam dos oljhos outros das remelas. Fazer o que....MAC

    ResponderExcluir
  3. Não é um SUV, é um Crossover.
    Crossover é um carro indeciso, eu particularmente não sei pra que serve.
    A 4 Rodas fez uma comparação que achei valida, nelas os Crossovers perderam em tudo para os carros dos quais derivam.
    E olha que eu quase nunca comcordo com eles.
    Crossovers, desta classe, são comprados por pessoas que querem mostrar que atingiram algum status, mas so conseguem mesmo demonstrar que nada entendem de carro.
    Acosta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Acosta: Está correto. Crossover. Fico meio perdido neste mar de lama, de suvs, crossover, etc.Na minha opinião, mistura do que não presta com o que não vale nada. Embora até loucos possam ter seus momentos de lucidez, e vc está certo ao citar este ponto da 4 "patas", a leitura de 4 Rodas é proibida a quem não goste de ler besteira nem matéria paga. Só serve para ver figurinhas. As antigas. As novas, nem isto.....Abs.MAC

      Excluir
  4. UAU! Não podia dormir sem essa novidade ÉQUIS- TRAORDINÁRIA.

    ResponderExcluir
  5. Cito AK "essas tranqueiras..."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. larga de ser puxa-saco

      Excluir
    2. kkkkkkkkkkkkkkkk!!!!!!!!

      Excluir
  6. 1. Gambiarra no painel.
    2. O carro ficou muito mais feio!

    ResponderExcluir
  7. Bob, você andou no Duster 1.6 e 2.0, a diferença em termos de desempenho é muito grande? O motor 1.6 dá conta do recado, visto que o carro é pesadão?

    ResponderExcluir
  8. Eduardo
    Há uma boa diferença de desempenho, sem dúvida, mas o 1,6 anda razoavelmente bem. Com 10,9 kg/cv vazio (Dynamique, 1.258 kg e 115 cv com álcool) não é um veículo que se pode chamar de lento, pelo 0-100 km/h em 11,9 segundos e velocidade máxima de 165 km/h. Não decepciona, mas a transmissão precisou ser curta e resulta em 3.750 rpm a 120 km/h, algo incômodo.

    ResponderExcluir
  9. Aléssio Marinho22/09/12 12:32

    Se a Renault dissesse que não podia ser instalado por causa da moldura do equipamento eu até acreditaria, mas chicote elétrico diferente? As conexões de audio são padronizadas...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ser que essa impossibilidade alegada pela Renault seja por causa da conexão com os comandos do volante, que talvez seja diferente dos modelos anteriores. Provavelmente apenas uma desculpa para o fato de que esse cabo nunca será disponibilizado na rede Renault. Não deve ser nada que os "engenheiros" das lojas de som não possam resolver.

      Excluir
  10. Até onde eu sei (ou sabia), SUV vem do inglês "sport utility vehicle", que são veículos diretamente derivados de utilitário, como jipes ou veículos de carga como picapes (leves ou não), normalmente com chassi e carroceria bem definidos e separados. Já os CROSSOVERs são aqueles derivados de veículos de passeio convencionais que se apresentam como de outra categoria, normalmente SUVs....

    Por isso que não entendo mesmo o porque de não se utilizar a expressão correta, crossover nesse e na maioria dos casos, ao invés de SUV (erroneamente aplicado, em termos técnicos, como bem sabemos). Chamar um crossover de SUV dá mais status ao carro ??? É isso que o mercado deseja ?? E a gente tem que se aceitar e usar isso ?? Fogo...

    ResponderExcluir
  11. Helcio
    Utilitário que não é utilizado para trabalho (para isso é que foi criado), mas para lazer, ganhou o nome de utilitário esporte, esporte no caso com sentido de lazer (como em carro esporte, paletó esporte, fazer algo por esporte (diversão) etc.). Mas um utilitário não precisa ter necessariamente construção separada, carroceria sobre chassi, pode ser monobloco também, da mesma forma que os ônibus, há os dois tipos. Já o crossover (em inglês, cruzamento de raças) foi um termo surgido no Salão de Detroit de 2000 criado para definir veículos que são o cruzamento de peruas (station wagons) com utilitários esporte, e que desde então proliferaram. Ambos, crossovers e utilitários esporte, podem ter grande capacidade para o fora de estrada, depende apenas de como projetá-los, notadamente um bom vão livre, grande curso de suspensão e tração nas quatro rodas, de preferência com redução adicional na transmissão selecionável pelo motorista. E não sei se você já notou, passamos aqui no AE a usar o termoada mais irritante do que ouvir alguém dizer "comprei um SUV" suve em substituição a SUV quando não se quer escrever utilitário esporte. Pensamos até em usar (criar) a sigla de veículo utilitáro esporte, VUE, mas poderia ser confundida com o Saturn Vue. Então ficou suve mesmo,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Bob !!
      Entendo seu raciocínio, mas ainda não me acostumei a chamar de suve um veículo cuja plataforma básica roda por aí como um sedã ou hatch normal do dia a dia.... Me soa estranho colocar Hilux SW4, Pajero Sport ou Dakar (ou mesmo TR4) na mesma classificação de um Ecosport, Duster ou Tucson, só p/ ficar em alguns exemplos. Mas bola p/ frente, um dia eu me acostumo com isso...rss

      Excluir
    2. Antonio Carlos22/09/12 15:40

      Criar um outro termo para uma sigla só por achar "irritante", ou por ter despeito por alguém comprar um veículo desta categoria, é algo muito infantil.

      Excluir
    3. kkkkkkkkkk!!!!!!!!!

      Excluir
    4. Essa também não entendi, criar outra sigla por mero preconceito?!

      Excluir
    5. Antônio Carlos e anônimo 22/09/12 21:52
      Infantil ou não, é uma formma aportuguesada válida como tantas outras, tipo trêiler, contêiner,jipe, abajur. SUV não tem nada a ver, é puro pedantismo. Por isso, tome suve. Garanto que todo mundo entende.

      Excluir
    6. Antonio Carlos24/09/12 04:05

      Não entendo de onde vem o pedantismo. Está mais para sentimento de inferioridade de quem fala, que gostaria de poder gastar o valor do SUV em um carro do seu gosto, e, do mesmo modo, sair dizendo o que comprou.

      Excluir
    7. Antonio Carlos
      Engano seu, é sentimento de superioridade, por não precisar de partir para um suve para demonstrar poder e ascensão social, como o rebanho brasileiro vem fazendo. Por que pedantismo? Seria o mesmo de alguém dizer "comprei um sports car". Por que será que ningúem fala "comprei um utilitário"?

      Excluir
    8. Anônimo 23/09/12 04:05
      O menininho já sabe falar palavrão, que gracinha! Garotinho, aqui no AE agora é suve, pois quem manda aqui, o editor, sou eu. Ou será que você tem alguma dúvida?

      Excluir
    9. Quem manda na internet são os hackers. Se quiserem tirar esse site do ar, já era.

      Excluir
    10. Anônimo 24/9/12 12:44
      Não me interessa quem manda na internet. O que me interessa é que quem manda no AUTOentusiastas sou eu. Ficou claro?

      Excluir
  12. Parece bobeira ou frescurite mesmo, mas sinto falta nos carros dessa linha da Renault (Sandero, Logan e Duster) do termômetro com a temperatura externa. Acho mais importante, em minha opinião personalíssima, do que esse rádio com touchscreen, que tira muito a atenção do motorista para conseguir acertar o dedo no lugar certo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também gosto de indicador de temperatura externa. Pra quem só anda de vidros fechados (meu caso) acaba ajudando até a não usar o condicionador de ar quando não há mais necessidade, como quando a temperatura baixa de 22 graus.

      E GPS prefiro os portáteis, por ser possível colocar num lugar melhor, à esquerda do motorista.

      Excluir
  13. Esse Duster tem um design 1/2 antiquado, mas que me agrada. Independente se Crossover ou SUVe, são carros que permitem um uso fora de estrada, leve) melhor dos que derivam.
    Infelizmente o fora de estrada leve, no meu caso, é por ter de conviver com manifestações populares que fecham a BR, também pelas greves dos caminhoneiros, ou por fechamentos ocasionados por acidentes e chuvas torrenciais.

    ResponderExcluir
  14. Isto não passa de um Logan bem encarecido. Olhem os retrovisores saindo diretamente da chapa da porta, que por sinal é do Logan-hatch (Sandero). Reparem na ausência da chamada "grelha" (peça plástica que dá acabamento entre o capô e a base do parabrisa)...o interior é de plástico vagabundo. Enfim é um carro ordinário e por isto, muito caro. Além do mais, há falhas no projeto (alto ruído em velocidades médias-altas, barulho no sistema de direção, etc.

    ResponderExcluir
  15. preciso do numero de segurança do radio do duster, o meu carro se apagou e o radio não liga, pede o numero do codigo alguem pode me ajudar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. amigo conseguiu o codigo? aconteceu o mesmo comigo meu email franciel_arndt@hotmail.com

      Excluir
  16. Anônimo 16/02/13
    Aqui ninguém pode ajudá-lo. Só a concessionária ou a fábrica têm como fornecer o código.

    ResponderExcluir
  17. Estou pretendendo comprar um Duster, mas com esses comentários, fiquei com muito mais dúvidas. Afinal, o carro é bom ou ruim? Auguem pode me informar sobre o consumo (etano e gasolina??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O carro é bom, pode comprar, fácil direção, bom consumo e ótima estabilizar, dos veiculos deste veículos tem o melhor custo beneficio.

      Excluir
  18. Alguma ideia de quanto faz por km o modelo 1.6 e o modelo 2.0 Duster? Tenho medo de adquirir um carro muito gastão, no caso do 2.0!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1,6: álcool, 6,7/9,4 km/l cidade/estrada; gasolina, 10/10,7 km/l cidade/estrada
      2,0: álcool, 6,7/7,8 km/l cidade/estrada, gasolina, 9,9/11,2 km/l cidade/estrada

      Excluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.