MOTORISTA, SEJA SOLIDÁRIO E SAIA DA ESQUERDA



"Tráfego lento, mantenha a direita", sinalização comum nos Estados Unidos

Todos os dias nos deparamos com pessoas de comportamento estranho dirigindo nas ruas. A se considerar as quantidades de carros novos vendidos a cada dia e de novos motoristas que chegam ao comando desses carros, não se pode esperar boa coisa mesmo.

Vejo cotidianamente colegas motoristas que acham que andar na faixa da esquerda no limite de velocidade máximo permitido e não sair de lá é correto.

Ouço isso até mesmo de jornalistas experientes da rádio que trabalha 24 horas por dia falando de trânsito em São Paulo. E já ouvi mais de uma vez, e nem escuto essa rádio todos os dias, e nem durante muito tempo.

Incrível, mas desconhecem o Código de Trânsito Brasileiro, e se julgam mantenedores da lei e da ordem com essa opinião. Na verdade, estão promovendo a desobediência ao CTB.

Essa atitude é tão desprovida da mínima lógica que nem consigo entender a falta de inteligência e de imaginação de quem diz isso. Parece até mesmo que são idéias provindas de pessoas que nunca dirigiram nem mesmo uma bicicleta, ou de pessoas que nunca tiveram a necessidade real de chegar o mais rápido possível em algum lugar, por qualquer motivo.

Há alguns anos minha esposa estava grávida, nos últimos dias, pronta para o parto. A bolsa estourou na manhã de um feriado, e imediatamente, saímos em direção à maternidade.

Dirigi num dilema governado pelo bom senso. A obstetra havia nos explicado muito bem que, nesses casos, o bebê tem que ser o mais rápido possível retirado do organismo da mãe. Após um período médio de 45 minutos, com variações, claro, e de acordo com a cor que o líquido amniótico apresenta, podem começar a ocorrer danos que podem ser irreversíveis para a criança. Como não sou da área e nem gosto do assunto a ponto de me sentir confortável de discutí-lo, preferi ir embora o mais rápido possível. Chamar ambulância? Nem pensar, num dia de cidade com pouco tráfego.

Morando a não mais de 12 km da maternidade, imprimi um bom ritmo ao carro, com a esposa deitada no banco traseiro, sem cinto de segurança, já que nâo havia como usá-lo nessa condição. Era mais ou menos meio-dia, sem chuva, um dia bonito. Mantive então uma atenção muito grande, como sempre faço, e com os faróis altos ligados, mas nada de pisca-alerta para não confundir os motoristas com minhas manobras, sinalizava todas as mudanças de faixa, e estava consciente de andar mais rápido que a velocidade permitida nas vias e inclusive passar em semáforos vermelhos, após parar e olhar se era possível cometer essa infração, óbvio. Ninguém queria um acidente num dia desses, o do nascimento de meu primeiro filho!

Claro que tive que ultrapassar muita gente pelas faixas da direita. Era outra década, ano de 2005, havia menos medo de acelerar do que hoje, e a via expressa por onde fiz a maior parte do trajeto tinha velocidade permitida de 90 km/h, o que era bastante razoável para as condições. Mesmo com tudo vazio, mal cheguei a 110 km/h, e foi por breves instantes apenas. Hoje, nessa mesma via, são ridículos 70 km/h, e a maioria anda abaixo disso, ajudando a gerar as lentidões que são normalmente explicadas como tendo sido causadas por excesso de veículos. Claro que não são. Nesse dia, ignorei as câmeras de velocidade, passando por elas sempre acima do limite  como se elas não existissem. Nunca chegou nenhuma multa.

Óbvio que esses motoristas que estavam plantados na faixa 1, a esquerda, não faziam por mal. A avenida estava vazia, acredito que estavam lá por pura distração, ou talvez o instrutor do auto-escola nunca lhes houvesse ensinado que a faixa da esquerda é apenas para ultrapassagens, ou pode ser que houvessem sido aprovados em seu exame para a CNH sem ter que responder a esta questão, ou até mesmo há a hipótese que tenham "comprado a carta", como se diz por aí.

Esse caso foi apenas um em meu tempo como motorista, cerca de 28 anos agora, mas, e os outros?

Quantas pessoas a todo instante são prejudicadas de alguma forma pelos que não querem sair da esquerda? Quantos ignoram o Código de Trânsito Brasileiro, que explica claramente que os veículos devem circular pela faixa direita da via, e que a faixa esquerda deve estar livre para veículos mais rápidos? Está lá, capítulo III, artigo 29, parágrafos I e IV. Podem conferir aqui nesse link, não sou eu que estou dizendo.  Não há menção a limites de velocidade nesses parágrafos, apenas que a esquerda deve ser deixada livre.

Também no CTB está claro que veículos de emergência como ambulância, bombeiro, polícia e similares devem ter a passagem facilitada, com os demais veículos indo para a direita e parando, caso necessário.

Mas os motoristas que andam constantemente na esquerda muitas vezes ignoram essa regra, e nem mesmo facilitam a ultrapassagem. Não são todos, claro, mas são muitos. E numa atividade coletiva como o trânsito, um só motorista nocivo pode prejudicar muitos outros.

Portanto, se você é um desses, ou conhece alguém que faça isso, lembre e avise: um dia você pode estar dentro de uma ambulância, ou levando alguém muito querido em seu carro particular para um hospital. E sem dúvida ficará imensamente agradecido se lhe facilitarem a ultrapassagem. Pode ser a diferença entre a vida ou a morte, de verdade e sem exageros. Um tio de minha esposa trabalha como médico em serviço de resgate de acidentados, e vê a todo momento a ambulância em que está trabalhando sendo bloqueada pelos donos da rua.

E mais: não sabemos o motivo de alguém querer andar mais rápido que a maioria. Pode ser apenas por vontade, mas pode ser alguma verdadeira necessidade que não temos como saber. Por isso, mesmo se não fosse determinado pelo CTB, não se deve bloquear a esquerda quando alguém quer andar mais rápido, não importa a que velocidade se esteja trafegando. Se é ou não infração de trânsito, cabe à fiscalização tomar providências legais, não ao cidadão comum.


 
JJ

183 comentários :

  1. Não somente o tráfego lento, mas todos deveriam se manter na pista da direita e usar a mais à esquerda para ultrapassagem.

    ResponderExcluir
  2. Aléssio Marinho23/09/12 12:14

    JJ

    Tema interessante. Me mordo de raiva com essa turma de gente despreparada. Aqui no norte, isso é muito comum, principalmente nos únicos 70 km de estrada duplicada. Gente se arrastando a 60 km/h como se estivesse sozinho no mundo. A noite ainda é pior, pois o infeliz não abaixa o farol, nem em pista de mão dupla.
    Justificaria o uso da esquerda se o piso da faixa da direita estivesse ruim, mas não é o caso.
    Como não consigo mudar o mundo, faço a minha parte, dando sinal de luz, se não resolver, o jeito e cometer outra infração, ultrapassando pela direita, mas sem deixar de xingar o infeliz e a sua genitora...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pior que isto deve ser comum, a via da direita estar ruim, por causa dos caminhões. Infelizmente eu ando pela esquerda quando a direita esta esburacada. Quando aproxima alguém, eu vou pra direita ruim, e logo volto, pois realmente não dá. A gente dá a vez, mas os outros não. Mas eu sempre faço minha parte, na esperança que meu bom exemplo ensine os outros, acreditando que o 'gentileza gera gentileza' funcione.

      Excluir
    2. Sergio
      Você está certo. É uma situação de exceção, também faço isso. Mas fico atento ao retrovisor interno, pois tenho consciência de que estou na faixa errada e saio dela à menor aproximação de outro carro. É faiza tão errada que de vez em quando, quando a estrada está vazia, vou deliberadamente para a faixa da esquerda só para constatar como é esquisito andar por ali e me pergunto como tantos podem ter esse hábito. Quando eventualmente sou passageiro e o motorista anda na esquerda, chega a dar aflição.

      Excluir
    3. Aléssio Marinho24/09/12 12:52

      Bob,

      Acho que existe um componente psicológico nisso.
      Quando trafego em estrada de terra, volta e meia me pego na "contramão".
      Acho que isso seria uma forma de balizar o caminho, se guiando pela margem da estrada, que inexiste numa via em leito natural.
      Como disse o Sergio e o Sr., qdo a pista da direita está ruim, vou pela esquerda, mas com o cuidado de dar passagem a quem vem mais rápido.
      Mas não abaixo o farol se ele não o fizer...rsrsr

      Excluir
  3. Se a polícia daqui tivesse dinheiro para manter as viaturas patrulhando as ruas e estradas, talvez pudéssemos ver mais cenas como esta:

    http://www.youtube.com/watch?v=LZhdvl_P1Zc

    Tirando as vozes irritantes dos adolescentes, é algo lindo de ver por quem vive sendo atrapalhado pelos donos da faixa da esquerda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fantástico o vídeo! Uma pena não vermos isso acontecendo por aqui...

      Fora que não vemos quase nenhuma ação da polícia nas estradas. Ontem mesmo vi um carro com "Xenão" todo desregulado pro alto (inclusive no farol de neblina) cegando os outros passando por um comando na Ayrton Senna em SP, e o guarda nem parou o maldito, como pode isso.

      Excluir
    2. Perfeito, o policial ficou um bom tempo atrás pra ver se o infeliz ia se dar conta da barbeiragem, não saiu, corneta nele!

      Excluir
    3. Cléasip Luiz
      Aposto que o(a) infeliz até agora nào sabe por que o policial fez aquilo...

      Excluir
    4. Isso que é ser policial! Dias atrás fui de São Paulo a Minas Gerais sem cruzar sequer com UMA viatura da polícia rodoviária. Estavam em greve!!!

      Cambada de vagabundos... Enquanto isso infrações, barbaridades, acidentes e tráfico de drogas deviam estar correndo soltos.

      É nessas horas que dá raiva viver num país sem lei.

      Excluir
    5. Boa, isto mostra que esta praga tem não só no Brasil.

      Excluir
    6. Cuidado com o que você fala anônimo 23/09/12 16:50....
      Vagabundos?
      Baixar o nível chamando prf's de vagabundos não melhora em nada a situação e ainda por cima mostra a sua total ignorância com certas situações que o país enfrenta...

      Excluir
    7. O cara dá sua opinião e ainda é ameaçado. Deixar o tráfico de drogas e barbaridades rolarem a solta o que é então??? Patriotismo??

      Excluir
  4. Este texto é repetido e continua míope. Há mais mortes causadas por quem ultrapassa os limites do que por quem respeita os limites da via.

    Por questões e segurança, eu sempre que posso deixo a faixa da esquerda livre mas, para ultrapassar alguém que está a 100 km/h, posso fazê-lo a "apenas" 120 km/h. É um direito do cidadão, e deve ser respeitado por todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E por algum acaso fazem estatísticas para acidentes causados por pessoas que andam lento na esquerda ou que acionam o freio repentinamente com a pista livre?

      Miopia pode ser geral...

      Excluir
    2. Aposto que há mais mortes por ultrapassagens em locais proibidos que por excesso de velocidade. E o estranho é que o axcesso de velocidade é uma infração mais grave que a ultrapassagem. Vai entender...
      Alguém sabe explicar o por que da lei ser assim?

      Excluir
    3. O sr nao teve aulas de portugues,mas isso é assunto para outro post
      a ideia do ultimo paragrafo é bem clara
      se o sr discorda ou nao compreende, que saia das vias

      Excluir
    4. A lei é assim porque arrecadar com velocidade é rápido e fácil, com a população "antenada" dando apoio pra fazer parte da moda

      Excluir
    5. Anônimo 23/09/12 14:00

      O que vc diz é o que eu acredito. Ultrapassagem em local inadequado é mais perigoso do que excesso de velocidade.

      Excluir
    6. como é inadequado se tem duas faixas?

      Excluir
    7. Renato, tenho uma dica pra vc que mesmo lendo o texto não entendeu: "Born, stupid? Try again..."

      Excluir
  5. Sem demagogia, por favor...

    Mas depois de ler este post, lembrei-me de todas as vezes que estou na BR-101, no trecho catarinense, onde quase sempre paulistas, ao menor sinal de engarrafamento, passam a utilizar não só a faixa da esquerda, mas também o acostamento que fica na extrema direita da rodovia.

    Leis, meu caro JJ, são para poucos. O resto, esqueça!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o pior é os catarinenses e seus caminhôes que enche o saco em sp, acham que podem folgar aqui, teve um que amassou um carro perto de uma favela e tentou fugir, mas foi cercado e teve que pagar na hora!!!!!
      mas os paulistas são folgados mesmo, os cariocas loucos hehehe...

      Excluir
  6. o problema é a falta de educação do brasileiro, que alias se acha muito esperto votando errado e ainda pagando caro por um carro perigoso ( latincap), já presenciei muitas brigas por causa disso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha eu já perdi a paciencia e já empurrei carro na via dutra, uma mulher não deixava eu ultrapassar, ia morrer os dois, na hora as vezes perdemos a cabeça, mas não aconteceu nada de grave e fui embora, foi apenas um toque na traseira e ela foi encostar no acostamento, transito tem que ter muita paciencia, por um erro por ser tragico, mas a vezes com a cabeça cheia de problemas e se aparece alguém pra irritar a merda está feita.

      Excluir
    2. Essa tua atitude destemperada pode ser considerada como tentativa de homicídio.
      O que voce faria se um sujeitinho empurrasse o carro que Sra. sua Mae dirigia para fora da estrada?
      Heim ? Me diga?
      Se voce nao tem equilibrio mental nao deveria estar dirigindo , ou será que comprou sua habilitacao?
      Vamos nao se esconda , me fale!
      Aguardo respostas suas mocinho.

      Excluir
    3. Nunca cheguei a empurrar, mas certa vez na Dutra um cidadão tentou ultrapassar um caminhão que estava a uns 65 km/h num aclive. Mas ele deveria estar a uns 70 km/h no máximo. Eu logo atrás dele, e vários carros colados em mim. Tive que buzinar e colocar farol em cima, pois aquela desacelaração poderia causar um acidente lá atrás. O cara que dirigia estava muito assustado, acho que era totalmetne inábil para dirigir.

      Excluir
  7. Com relação a viaturas e ambulâncias, está difícil cumprir essa parte da lei com a quantidade de carros atual e a falta de planejamento e gerenciamento viário, principalmente dentro das cidades. O pessoal tem se adaptado a isso abrindo um corredor entre os carros para dar passagem a elas. E aquelas cameras que vigiam as faixas de pedestres dificulta mais ainda, pois quem é que pagará a multa pro motorista que abrir passagem?

    ResponderExcluir
  8. Quando alguém me fala que anda na pista da esquerda na velocidade máxima, digo que o CTB manda conservar o tráfego à direita, logo a pessoa que anda assim na esquerda desrespeita tanto o código quando quem andaria mais rápido que ele em tese, na pista da esquerda que ele bloqueia.

    A seguir, sempre a lembro de tais situações como a que o JJ passou, e de que esse trabalho cabe à autoridade de trânsito cabível para o local. Por fim, cito o exemplo dos GNR portugueses e dos Gendarmerie franceses, que ao constatar tal situação costuma multar os condutores praticantes de tal costume.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  9. Pior que eu estava mesmo pensando em usar um adesivo da placa com esse aviso no carro, pois tá f...!
    Pior é você ouvindo pessoas 'aconselhando' que se piscarem, deve ficar mesmo na esquerda, pois não é obrigado a sair de lá.
    E isso me lembra outro dia em que eu vinha na Dutra e em trecho urbano a criatura saiu da alça de acesso à direita imediatamente para a pista da esquerda mantendo incríveis 40km/h! Você vindo a 110Km/h (que é o limite da via) é praticamente acidente na certa, mas ainda consegui frear e jogar pela direita (sim, nem com buzina e faróis ela se tocou na asneira).
    Mas juro que nem falei nada pelo fato de ser mulher... rs

    ResponderExcluir
  10. E quando eu pego uma subida na Salim NMaluf de noite que são 3 pistas e tem 3 camuinhões, um e cada pista, é a merda tentando passar a bosta na subida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lorenzo Frigerio23/09/12 18:56

      A subida da Imigrantes e a Cândido Domênico Rangoni também são tristes. Nunca vi tanto caminhão neste País.
      Depois o governo nega a existência de "custo Brasil".

      Excluir
    2. Lorenzo,

      Permita-me te corrigir, é Cônego Domênico Rangoni, e você tem razão... É DOSE CARA!!! Esses caminhoneiros despreparados acionam a seta e jogam pra esquerda, não importa se você vem 3x vezes ou mais rápido que eles. A vontade é resolver na bala!!!

      Excluir
  11. Em relação à faixa da esquerda, há vezes em que você precisa obrigatoriamente usá-la por longos períodos por causa de segurança mesmo. Dou como exemplo a Castelo Branco no trecho após Sorocaba (em que passam a ser duas faixas para cada lado, solução adequada se pensarmos que o tráfego passa a ser mínimo). Até alguns anos atrás (mesmo quando ela já estava concedida à iniciativa privada), a faixa mais à direita estava muito danificada pela passagem de caminhões e ônibus, o que tornava aquele monte de ondulações e buracos perigosos para carros de passeio. A saída acabava sendo ficar mesmo por longos períodos na faixa da esquerda e só sair dela se um carro mais veloz se aproximasse, deixando o carro por só um ligeiro período na faixa mais danificada.
    Depois de quase uma década finalmente consertaram essa faixa danificada e já dá para ficar longos períodos na direita. Porém, a cultura gerada pelos danos acabou ficando e ainda dá para ver gente andando por longos períodos na faixa da esquerda. Já cheguei a quase ver um engavetamento se formando devido à frenagem súbita de um caminhão leve (daquelas que solta fumaça no ar) que só não aconteceu porque o veículo que estava atrás dele era um Picasso e os motoristas de trás puderam testemunhar a eficiência daquele sistema que acende automaticamente o pisca-alerta em caso de parada brusca.

    Em outros casos, a perenização na faixa da esquerda por forças maiores do que a vontade de se manter na direita tem também causa em um errado dimensionamento da estrada. Em algumas pistas duplicadas com duas faixas para cada lado, o volume de tráfego chegou a um ponto em que a faixa da direita acaba tendo um volume de caminhões e ônibus tão grande que se torna extremamente difícil um motorista de carro de passeio (ou mesmo de uso misto) manter-se muito tempo dentro da faixa que ele deveria ocupar por mais tempo, pois seria um tal de ter de sempre ultrapassar veículos pesados que a simples repetição múltipla desse procedimento expõe a mais perigos do que aqueles que haveria em se ficar mais tempo na faixa da esquerda. Nessa situação, boa parte dos motoristas vai para a direita assim que há uma brecha na massa compacta formada pelo pelotão de brutos.
    Obviamente que ninguém aqui está descartando que há pessoas sim que descumprem a regra de trânsito mesmo se estiver em uma pista adequadamente dimensionada, mas temos de levar em conta também essas situações relatadas que precisam ser solucionadas até mesmo para que seja favorecido o extermínio de tal cultura.

    ResponderExcluir
  12. Problema é que as auto escolas de todo o Brasil tem em grande parte culpa pelo péssimos motoristas que existe de uns 15 anos pra cá, pois os vagabundos só "ensinam" aos futuros motorista como passar no teste do detran, mais nada além disso, o que forma automaticamente um futuro motorista medíocre ou o que vemos a maioria nas ruas.

    ResponderExcluir
  13. Ainda não aconteceu uma situação parecida comigo, mas não vejo problema em dar um leve totó no dono da rua caso eu esteja em uma emergência como a que vc passou com sua mulher, ou com qualquer outra pessoa precisando de atendimento comigo no carro.
    Depois vou atrás de resolver os problemas com as infrações ou prejuízos no meu parachoque, salvar uma vida é mais importante.

    ResponderExcluir
  14. O código é claro e sempre procuro ficar na faixa da direita e dar passagem quando estou na esquerda. Mas devemos lembrar, também, as condições reais da pista. Como o Anônimo 23/09/12 14:53 citou, existem estradas em que a faixa da direita está com muitos buracos ou ondulações.

    Em Minas, por exemplo na BR-040 no trecho BH - Alphaville, a faixa está sempre esburacada. Então, não dá pra ficar "certinho": o jeito é seguir no limite permitido e dar passagem quando solicitado.

    Outra situação curiosa é a insistência dos carros de emergência em tentar seguir pela esquerda, mesmo quando não há faixa sinalizada para eles e as faixas da direita e do meio estão mais livres. Recentemente aconteceu isso comigo na Av. Pedro I. O trânsito estava lento, eu na esquerda, e uma sirene insistente foi se aproximando e grudou na minha traseira. Eu não tinha para onde tirar (só se arrebentasse o carro no canteiro central, ou batesse na barreira de carros do meio...). A ambulância do Samu permaneceu buzinando e sinalizando, embora o tráfego seguisse um pouco mais rápido pelo centro e pela direita.

    Depois de uns 50 metros, a ambulância me ultrapassou pelo meio, entrou na minha frente, o motorista pôs a mão pra fora xingando, mas teve que voltar para o meio e seguir pela direita. Pergunto: será que do alto do caminhãozinho não dava pra ver que a direita estava mais fácil?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. se todos respeitassem a direita nunca estaria "mais fácil"...

      Excluir
    2. exatamente

      Excluir
  15. Juvenal
    É sempre opotuno tocar nessa questão dos donos da esquerda, que considero a maior praga do trânsito brasileiro, empatada com os faróis de neblina ligados sem que haja o fenômento atmosférico, só para o carro ficar "lindão", manifestação da mais profunda pobreza de espírito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lorenzo Frigerio23/09/12 18:36

      Faróis de neblina de xenon, você quer dizer. O cara converte tudo para xenon, e vem com tudo ligado. Aqui na Estrada de Caucaia do Alto está cheio. E naturalmente, também tem aqueles que andam a 40 por hora, segurando todo mundo, porque é faixa contínua a estrada inteira. Alguns têm a "gentileza" de sair para o acostamento para deixar a turma passar, e aí voltam à estrada, aos velhos 40 km/h.

      Excluir
    2. bob o senhor já teve vw santana, o carro tem o projeto muito ruim de ilumimação, tive que instalar farois de milha para ajudar a iluminar, vc temn algum palpite para ajudar.

      Excluir
    3. Lorenzo Frigerio23/09/12 18:53

      Sr. Anônimo: instale relês auxiliares de farol, para que a plena voltagem da bateria chegue às lâmpadas. De fábrica, na maioria dos carros, a corrente faz um enorme caminho passando pela chave e comutador do painel, perdendo voltagem.
      Regule, também, os faróis, para que iluminem a estrada e não o retrovisor do motorista à frente.
      E instale boas lâmpadas (Osram ou Philips). Lâmpadas velhas às vezes vão ficando pretas mas não queimam. E quanto mais pretas, menos iluminam e mais retêm o calor, por conseguinte ficando cada vez mais pretas. Eventualmente, não iluminarão mais nada e podem vir a derreter o soquete. Aliás, essa é uma coisa que você pode verificar sem gastar nada.

      Excluir
    4. Lorenzo Frigerio, o Bob quis dizer todos os faróis de neblina e não só aqueles que são de xenônio.

      Excluir
    5. Mas farol de "Neblina" original ou bem instalado nao ofusca visão de ninguem.
      Farol de Neblina tem faixo curto e aberto a fim de facilitar a visão lateral e de curta distancia.
      Farol de Milha que é de longo alcance é que possui caracteristicas de ofuscamento de visão tanto é que originais ou bem instalados só acendem juntamente com o farol alto.

      Excluir
    6. Colega do Santana,

      alem das boas dicas do colega Lorenzo, lave os farois POR DENTRO tambem! nao sei a idade do seu carro, mas suponho ser um veiculo de uns 10 anos... desmonte tudo, lave com agua e bastante detergente domestico por dentro do farol, pode encher que nem um aquario mesmo, chacoalhe bastante com o sabao, enxague bem e deixe no sol secando, seca em coisa de 4-6 horas.

      Melhora MUITO a qualidade da iluminacao, fiz isso no meu carro 1993, resultado excelente. Com o tempo, o refletor e o vidro/acrilico da frente ficam engordurados, ensebados, empoeirados, uma boa lavada dessas faz milagres.

      Excluir
    7. É que as pessoas são meio sem noção. É só testar o farol virado para uma parede para ver como o facho do farol de neblina é alto...

      Mas ainda acho os que usam película os mais sem noção...

      Excluir
    8. Todos desse tópico "farol de neblina"
      Esse farol não tem outra utilidade que não, pela linha corte bem precisa, conjugadi com a montagem o mais perto possível do solo, proporcionar melhor visibilidade no nevoeiro que o farol baixo tanto por reduzir ao máximo o reflexo das gotículas, quanto melhorar a profundidade de visão do motorista devido ao maior ângulo entre visão e fonte de iluminação (por isso são montados bem baixo). Fora o uso quando há nevoeiro, não servem para absolutamente nada, além de impedirem que se veja a sinalização vertical corretamente, como a placa Pare e outras. E como seu alcance é curto, a partir de 40 km/h o carro "corre mais que a luz", de nada adiantado a iluminação que proporcionam. Mas como o "bonitão" acha que o carro fica "lindão" com os neblinas ligados (pobreza de espírito) e quer que iluminem, levantam o facho. Além de adiantar muito pouco porque a luz é espalhada, aberta em leque, passam a ofuscar o tráfego à volta tremendamente, mesmo com lâmpadas normais, halogêneas H3. É o que mais se vê. Por isso, farol de neblina só quando houver neblina. É bastante simples.

      Excluir
    9. Concordo plenamente.
      Já fiz esta experiência: Ligando os faróis de neblina na estrada, quando não há neblina, eles até pioram a visibilidade.
      Mas piores são os que ligam junto, acho que geralmente por descuido ou ignorância mesmo, as sinaleira de neblina, que são muito irritantes para quem vem atrás, quando não há a tal neblina.

      ABRAÇOS.
      Sergio S.

      Excluir
    10. Pior que farol xenon adaptado, e o sujeito ligar a luz de neblina traseira. Isso deixa o motorista que vem atrás cego. Deveria haver punição nestes casos.E Bob, discordo de você sobre o farol auxiliar de neblina. Quando viajo a noite, ele é útil sim até sem neblina, pois ele ilumina as bordas da via, consequentemente mais visibilidade.Eu sempre uso, mas o meu é de fabrica e regulado.

      Excluir
    11. Julio
      É claro que ilumina as bordas da via, é justamente para isso que foi feito, para você se orientar no nevoeiro. Só que acima de 40 km/h o carro está mais rápido do que o campo iluminado, de nada adianta você ver as bordas.

      Excluir
  16. JJ,

    A pressa é legítima!

    Já dizia o grande JLV.

    MAO

    ResponderExcluir
  17. Achei era só na minha cidade.

    Mas pra dar mais raiva no trafego urbano, motorista passeando na faixa da esquerda, sinal tá verdinho lindo. E ele mantendo os seus 30kmh...Enfim dai que eu não entendo enquanto tava verde ele não acelerou, mas assim que amarela ele acelera e termina de passar já vermelho. Parece que ele fica na esquerda trancando o transito de propósito. Aquele ninal verde no limite da velocidade era suficinte para ele, para mim e mais uns 5 ou 6 que estavam atrás. E não é um ou duas vezes que vejo isso, quase todos os dias vejo um sujeito fazer uma coisas dessas, creio que eles devem ter um clube ou coisa assim, clube dos que trancam o trafego a esquerda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aí o tartaruga passa no vermelho e a gente tem que parar antes da faixa... É assim mesmo.

      Excluir
    2. Lorenzo Frigerio23/09/12 18:43

      Ah, isso é terrível; até na Cidade de São Paulo, onde, por força do trânsito intenso, os motoristas têm muito mais "simancol" que no interior, isso é muito comum.

      Excluir
    3. Sim...devem ter um clube... o "Clube dos Tranca-Rua", composto por canalhas cujo maior prazer é empatar a vida e os deslocamentos dos outros, se reúnem toda semana pra contar as proezas, de quantas pessoas conseguiu segurar atrás do sinal fechado, por ele ter conseguido acelerar no tempo certinho pra ele passar e todo o resto ficar !

      É cada uma...

      Excluir
    4. Pega a Av. dos Bandeitantes num domingo à noite! É pra deixar o entusiasta maluco! Eles andam todos emparelhados, logicamente em acordo com a velocidade RIDÍCULA regulamentada, 60km/h numa avenida de 4 faixas!!! Ontem eu dei uma fechada num mané na faixa da esquerda e o "cidadão" ainda ficou tacando farol, achando um absurdo a fechada que tomou! Desculpe-me, mas este mereceu!

      Excluir
    5. Xracer, não é um "clube dos tranca-rua": é gente que não sabe dirigir, ou está procurando endereço e não tem consciência. Observe a partir de agora. Aqueles que andam beeeeeem devagariiinho geralmente passam no sinal no vermelho. hehe

      Excluir
  18. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  19. Só não concordo quando você deixa entender que não há carros demais. Ou quando diz que nunca tomou multa em algumas situações, como se pra todo mundo existisse essa sorte. Parece que os escritores desse blog só enxergam o que querem ver.

    João Paulo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. João Paulo,
      na maioria das vezes, congestionamentos são causados pela soma de vias mal feitas com motoristas que dirigem mal.
      No caso descrito, não fui multado por pura sorte, pois devo ter cometido umas dez infrações.

      Excluir
  20. Acho o fim da picada o tipo de motorista que vem piscando luz alta 200 metros atrás. Vai encher o saco da mãe. Para esses eu não saio da frente mesmo.
    Pior do que esses, só mesmo aqueles que ao invés do sinal de luz, ligam a seta para a esquerda, dizendo que aprenderam na Europa ou no Japão.
    Lembrando ainda que o uso indiscriminado de sinal de luz também vai contra o Código de Trânsito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Andar na faixa errada e bloquear caminho também. É uma infração que está sendo provocada por DUAS suas, seu irresponsável.

      Excluir
    2. Se o cara está mais rápido que vc, não há por que não ceder. Aliás, dar luz alta antes evita que ele tenha de grudar na sua traseira e usar os freios, o que é mais desagradável ainda.

      Excluir
    3. Mais um que vai na rodovia disputar posição, ora se o cara quer se arrebentar andando acima do limite deixa passar, nunca vi, o cara fica brabo por ser ultrapassado.

      Excluir
    4. O CTB, que vossa sabedoria cita, permite e indica o uso de um lampejo no farol para solicitar ultrapassagem. E também indica que use seta durante ultrapassagem ou quando deseja realizar uma. INCRÍVEL NÂO? Não tem CNH campeão?

      Excluir
    5. Lamentável a sua postura CSS...

      Excluir
    6. Lamentável é o entendimento que certas pessoas têm acerca de certas coisas.
      Eu quis dizer, tem motoristas barbeiros (não tem outra definição) que não dão nem tempo para o sujeito conseguir uma oportunidade de voltar à pista da direita e já vem intimidando e metendo luz alta 200 metros atrás. Nada que uma boa pisada no freio não resolva quando o tal sujeito grudar na traseira.

      Excluir
    7. Ficou contraditório, "motoristas que não dão nem tempo" e "vem a 200 metros". Quem vem atrás se tiver um pouco de experiência percebe se o cara está distraído na esquerda ou não. É só quem vem a frente sinalizar o que vai fazer, aí fica claro que assim que possível vai dar espaço. O ruim é que tem uma galera preguiçosa, o cara até pode ter espaço pra ir pra direita, mas logo teria que retornar pra esquerda, aí ele nem vai, fica lá empacado.

      Excluir
    8. CSS
      Dna. Tartaruga , saia da pista da esquerda e nao terá mais esse problema.
      Jorjao

      Excluir
    9. Depende da situação. Se estou atrás do caminhão que está a 80km/h e resolvo ultrapassá-lo numa velocidade de 120km/ e vem outro motorista "chutado" a 170km/ piscando o farol, pesno que para este último faltou senso.

      João Paulo

      Excluir
    10. CSS, você está errado. Rua e estrada não é lugar de ficar "disputando posição". Esse lugar se chama autódromo. Respeite os outros para ser respeitado.

      Excluir
    11. Eu concordo com o CSS, pressa não sobrepõe educação e segurança.

      Trafegar na faixa da esquerda é errado, mas grudar na traseira do carro à frente é imbecilidade, especialmente em rodovias.

      Eu só uso a faixa da esquerda desrespeitando o código por 2 motivos:
      1- já citado, faixa da direita esburacada, como em boa parte da Mal. Rondon, por exemplo.
      2- nas avenidas aqui da cidade onde o povo adora abrir a porta do carro sem se importar com o trânsito.

      Me mata de raiva estar numa avenida onde todo o trânsito é "engessado" e um animal grudar na minha traseira querendo passar por cima.

      Excluir
    12. Rafael Bruno Pinto24/09/12 14:11

      Nao deixo o cara ultrapassar..uma vez não sei por que eu deixei, logo depois de outro carro me passar pela esquerda...
      quando dei passagem ao cara atrás, ele saiu atirando (com uma .40) no carro que me passou pela direita.
      Depois dessa eu saio fora..rs

      Excluir
    13. Tem que ter bom senso. Eu costumo andar bem rápido, tanto de carro como de moto, mas procuro sempre que possível andar na faixa da direita. Cuido muito para não atrapalhar os outros e evito dar luz alta para pedir passagem pois isso me parece muito ofensivo. Prefiro ligar o pisca e ir me aproximando, se o camarada não fizer mensão de ir para a direita eu ligo o pisca e ultrapasso pela direita mesmo. Sei que é uma infração, mas não tenho mais paciência de ficar atrás dessas pessoas, que por ignorância ou teimosia mesmo, resolvem ficar andando pela esquerda. Inclusive é comum aqui na BR 116, região metropolitana de POA, esse pessoalzinho formar fila na pista da esquerda deixando logos trechos vazios na pista da direita. Vá entender estas mentes...

      ABRAÇOS.
      Sergio S.

      Excluir
    14. Com esses "exemplos de inteligência infinita" como o CSS, eu ultrapasso pela direita e fico NA FRENTE do "amigo" e começo a diminuir a velocidade. Não é certo, mas um pouco do próprio veneno talvez ajude a criar uma sinapse e ver que não existe motivo pra fazer isso, simples.

      Excluir
    15. CSS,

      Art. 30. Todo condutor, ao perceber que outro que o segue tem o propósito de ultrapassá-lo, deverá:

      I - se estiver circulando pela faixa da esquerda, deslocar-se para a faixa da direita, sem acelerar a marcha;

      E PONTO FINAL!

      Sergio S.,

      Na boa, tá? A palavra "menção" não cabe no seu comentário, na dúvida você poderia ter falado "se o camarada não demonstrar intenção de ir para a direita".
      Eu também ultrapasso pela direita e assim vou continuar. Sinalizar? Eu sinalizo uma vez, não se manifestou? Já passei!

      Excluir
    16. Tá vendo como é o pessoal? Chega um aqui escrevendo uma contradição, vem outros para colocar lenha na fogueira, abre-se uma discussão sem fim.
      Se o pessoal for tão incisivo no trânsito quanto é para escrever, melhor sair da frente mesmo...
      Olha, nunca discutam no trânsito, não vale a pena mesmo.
      É muito mais saudável discutir aqui.

      Excluir
  21. Lorenzo Frigerio23/09/12 18:29

    Você tem razão, mas há uma contrapartida igualmente terrível: quando você está andando no limite ou pouco acima dele, e de repente surge um cara a milhão e cola na sua traseira dando seta, quando o trânsito na faixa à sua direita já está a uma velocidade muito abaixo da sua, seja devido aos domingueiros ou aos caminhões (praga do Brasil de hoje, que só aumenta); você não vai diminuir de 120 para 80 para poder entrar na faixa da direita, só para dar passagem ao neurotiquinho atrás de você.
    E em outros momentos, quando você é que quer passar, é o cara da frente que não quer diminuir sua velocidade de 85 para 80 para lhe dar passagem. Aliás, quando você finalmente consegue passar, vê o imbecil pelo retrovisor voltar à faixa da esquerda, para prosseguir aos 85 km/h e atrapalhar futuros motoristas.
    E o que dizer, então, de lugares cheios de radar, como o Rodoanel, em que o limite é 100, e também estão cheios de caminhões nas duas faixas da direita, e também vêm aqueles idiotas metidos a bacana jogando farol, seja porque têm GPS, seja porque são do tipo que vendem o carro sem licenciar com 10 mil reais de multa, mas não abrem mão do hábito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olha amigo, é só tyer carro velho, tenho uma belina ap 1.8 bem velha , integra e pintura feia, acredite ninguém vai te torrar, o pessoal desvia e nunca quer briga pois sabe que não tem seguro.
      continuoi tendo carro novo, mas no transito caotico o carro velho tem suas vantagens

      Excluir
    2. Sinceramente acho bem fácil evitar isso. Ao perceber ao longe alguém se aproximando é só sinalizar e deixar claro que está ultrapassando, seta, assim que possível sai pra direita e pronto. Quem tem experiência em estrada saca fácil quando o cara vai pela esquerda distraído ou quando vai te dar o espaço assim que possível.

      Excluir
    3. sem dúvida! esperar a boa vontade das múmias? não dá!

      Excluir
  22. JJ, é incrível como existem imbecis na direção.... este ano em um churrasco entre amigos realizado na chácara de um deles na cidade de Piracaia, entramos neste debate, pois têm um tapado na turma que chegou lá reclamando que havia tomado vários chingos no caminho, na Fernão Dias... o goiaba veio o caminho todo passeando pela a esquerda.. disse a ele que a esquerda é feita para se fazer ultrapassagens e que isso estava no código de trânsito Brasileiro... o tonto emputecido, disse que era mentira e me chamou de "Pilotão".... para não estragar a festa, saí da conversa (como dois três saíram)e engoli àquilo seco, daí na segunda feira, baixei o código nacional de trânsito, grifei os parágrafos e mandei por e - mail para o babaca, com cópia para os demais amigos.. o cara emputeceu, me chamou de piloto frustrado, bla bla bla.... chamei o cara no "particular" e o coloquei no seu devido lugar,até me pediu desculpas, mas a amizade se foi,amizade assim eu prefiro não ter.
    Onde eu quero chegar: olha a mentalidade do estúpido, ele têm convicção que está certo e como ele devem existir trocentos outros! Absurdo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu me acho piloto, no bom sentido, como é contado aqui no Autoentusiastas. Alguém que respeita, sabe limites, anda suave e rápido, sem nunca estar na iminência de acidente. Bração é quem fica trancando a faixa da esquerda. :)

      Excluir
  23. Lorenzo Frigerio23/09/12 18:41

    E os caras que "indicam" que vão dar passagem... parece que estão mudando para a direita, mas de repente se re-encaixam na esquerda. E fazem isso diversas vezes, "passarinhando" para lá e para cá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkkk!!!!!
      É verdade... de vez em quando eu trombo com um imbecil desses pela rua....

      Excluir
  24. As estradas estao bastante cheias e costumo andar na esquerda mesmo, no limite da via. Quem pede educadamente com seta eu dou passagem na boa, se der farol alto ou for esportivo eu dificulto mesmo, estes caras não tem limites.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso, gênio. Aí ele faz merda, bate em você e morrem os 2. Parabéns, você realmente se preocupa com a segurança no trânsito.

      Excluir
    2. Baixe as orelhas. Vc não é mais que ninguém. É mero usuário da via, independente de quem seja.

      Excluir
    3. Pra que esperar o cara pedir passagem, não pode ser educado e dar o espaço antes de alguém pedir? Aliás, pelo CTB se manter na faixa da esquerda é infração, ela deve ser usada só em ultrapassagens. Seu infrator. E o roto falando do rasgado. Só porque tem motorista errando abusando da velocidade te dá o direito de circular na faixa errada? Que egoísta. Com seu pensamento você atrapalha até mesmo quem venha na pista contrária que poderia realizar uma ultrapassagem, caso as faixas permitam, mas não pode porque tem alguém desfilando na esquerda.

      Excluir
    4. Lamentável a sua postura Fabio...
      Lamentável...

      Excluir
    5. Fabio
      Dna. Tartaruga , saia da pista da esquerda e nao terá mais que abrir passagem para ninguem.
      Jorjao

      Excluir
    6. Por que você não dá espaço? Você ganha algum prêmio por chegar na frente dele?

      Excluir
    7. Um erro não justifica outro e você ainda esta cometendo uma infração de trânsito ao dificultar a passagem.
      Não é proibido trafegar na pista da esquerda, mas você tem a obrigação legal e moral de liberal a pista imediatamente quando alguém deseja ultrapassá-lo.

      ABRAÇOS.
      Sergio S.

      Excluir
    8. Ja falei, estou no limite da via que deve ser respeitado por TODOS. Vem em velocidade mais alta que o permitido está infringindo o código também. Aproveita e passa pela direita esburacada!!!

      Excluir
    9. Fabio. Então explica porque os lerdos ficam na esquerda mesmo em rodovias pedageadas? Faça me o favor. Seja mais honesto consigo mesmo.

      Excluir
    10. Prezado Anônimo 26/09/12 12:56. Não tenho explicação para sua pergunta. Na faixa da esquerda só ando no limite da estrada. Mais honesto que isto impossível. Reveja seus conceitos.

      Excluir
    11. Independente se você está no limite da velocidade ou não, se tem alguém querendo ultrapassar você deve dar passagem. Você por acaso sabe o motivo pelo qual ele está acima do limite querendo passagem?

      Excluir
  25. Excelente! Realmente falta esclarecimento ao povo. Os machões que acham "certo" segurar simplesmente porque estão na velocidade prestam um grande desserviço à sociedade. Coloquei este post como link fixo no meu vídeo sobre a Régis Bittencourt, amplamente criticado por barbeiros e navalhas:
    http://www.sinalvermelhocuritiba.com/imbecis-nas-estradas-02-regis-bittencourt-br-116/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antonio Carlos24/09/12 04:39

      Vê se aprender a operar o volante, tá ordenhando muita vaca nos videos. E respeite as plcas de PARE, acho que ela significa parar...

      Excluir
    2. Bicho, você fala dos outros nos teus vídeos, mas a ignorância alheia não te torna menos infrator.

      No vídeo que você colocou, há várias ultrapassagens feitas por você de maneira imprudente e arriscada. Certamente você é mais um que contribui para a Regis ser ainda mais perigosa.

      Nos teus vídeos dentro da cidade, há N exemplos de você passando a placa de pare sem parar.

      Sua iniciativa é boa, mas lhe falta bons exemplos.

      Excluir
    3. O único machão que vejo nos seus vídeos é você querendo demonstrar sua virilidade com seu carro e sai por aí cometendo dezenas de imbecilidades ao volante, pondo em risco a vida dos outros.

      Se você não dá valor à sua, jogue-se de um prédio, mas não afete a dos outros.

      Uma coisa é "ser burro", agir por desconhecer um fato, outra é saber que está errando e ainda sim insistir no erro, como você, e pior é inputar a culpa nos outros, isso é ser um doente ao volante.

      Excluir
    4. Anônimo24/09/12 19:12,
      vou fingir que o Senhor não ultrapassa os 30 km/h nas ruas do seu bairro.

      Excluir
    5. Impressionante como esta coisa que se intitula "Sinal sei lá o quê.com" é ruim ao volante. Um perigo, não tem noção de aproximação, da diferença incompatível entre a sua velocidade e a dos demais veículos, ultrapassa pela direita e safadamente ainda joga seu trambolho de volta contra o ultrapassado, não se toca que às vezes o carro da frente não pode voltar para a faixa direita imediatamente devido, por exemplo, como mostrado no vídeo (mas que o coisa nem notou, parece), a um ônibus estar saindo do acostamento, afora outras navalhadas, em suma, esse cara para chegar a "meia roda" teria que melhorar muito!
      A presunção do bração é tanta que ele ainda pensa ser engraçado, com sua narração das próprias barbeiragens num (péssimo) suposto estilo "comédia stand-up".
      Na Régis, já está fazendo hora-extra.
      Sem noção!

      tunderbird

      Excluir
    6. André Fagundes25/09/12 12:05

      Esse cara deveria ser internado.
      Fala mal dos outros mas faz pior.
      Comete um monte de infração e coloca a culpa nos outros motoristas.
      Um erro não justifica o outro...

      Dirige mal e imprudentemente, o cara ta andando ao redor de 40% acima do limite da estrada. Fala mal do pessoal "tranca-rua", mas esse tipo de comportamento é tão prejudicial ao tráfego quanto... Se houvesse alguma emergência que justificasse tamanha pressa, ainda vá lá, mas é por pura e idiota irresponsabilidade!
      Não me entendam mal, eu gosto de andar rápido também, mas tento faze-lo em horários que não tem tantos caminhões e familias na estrada. E não atiro o carro em cima de ninguém. Aliás, tomara que uma hora dessas, esse imbecil tome um "totó" e vá parar agarrado num pilar de viaduto...

      Excluir
    7. Caro produtor do vídeo, você é um b@b@c@ total!!

      Excluir
    8. Realmente, o vídeo é amplamente criticado pro barbeiros e navalhas.

      Excluir
  26. Felizmente não tenho o hábito de viajar de carro. Fico de saco cheio, entre outras coisas, pelos pilotos que se acham no direito de dirigir (sem ter braço para isso) a 150, 160km por hora e se acham no direito de passar por cima de quem está em velocidade normal (ex- 110-120km/h numa estrada nessa faixa de limite, 80-90km/h em outros casos) realizando uma ultrapassagem sobre veículo lento, ou evitando a pista da direita podre, extremamente ondulada ou esburacada.
    Se vêem no direito de passar por cima, danem-se os outros! Que os outros morram passando por cima de uma tora que está na pista da direita!
    E na cidade, no trânsito picado e congestionado, sim, espertezas, vc. vai andar sempre à direita sabendo que em cinco quadras vai entrar à esquerda.
    Parece que o que sobra aqui é metido à piloto.
    É a mesma falha de caráter ou educação, ou ambos, daquele que aluga a esquerda e segura o trânsito à 60km/h na estrada de limite 110km.
    E o pior, que aqui no Paraná, quando, por milagre, existe uma estrada duplicada, o retorno requer parar numa estreita faixa adicional À ESQUERDA, para cruzamento EM NÍVEL sobre toda a pista de sentido contrário.
    Vcs vão passar por cima dos caminhões, ônibus ou outros veículos que dirigem lentamente na esquerda para alcançar estas faixas (na qual os mesmos irão PARAR para esperar o fluxo livre da outra pista)?
    Tá louco.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha, não sabe nem a diferença de realizar uma passagem (cidade) de uma ultrapassagem (estrada). É óbvio que na cidade é prudente fica a esquerda se pretende virar a esquerda. Mas e em ruas que não se pode dobrar a esquerda? Fica atrapalhando? Quando completar 18 e fizer auto escola vai ver.

      Excluir
    2. kkkkkkkkkkkk!!!!

      Excluir
    3. Mesmo no caso das conversões à esquerda, tem aqueles que ficam várias quadras na esquerda, trafegando na metade do limite da via e com trânsito tranquilo, onde daria para conservar a direita até mais perto da conversão.

      Excluir
    4. Anônimo 24/08/12 02:35
      Claro, e várias quadras com a bendita seta ligada, como que pensando "comprei o carro, ele tem seta e tenho o direito de usá-la o quanto quiser".

      Excluir
    5. ohh mané das 23:37, passagem do quê? ônibus, avião???? E "em ruas que não se pode dobrar a esquerda?" Que esquerda é esta que vc. quer dobrar? A manga esquerda da camisa? Dobrar à esquerda... e quer dar lição de alguma coisa...

      Excluir
    6. Bob, ao menos eles usam setas, por aqui isso é raro.

      Sobre ficar na faixa da esquerda quando for entrar em uma rua à diante, se os demais dessem passagem para que a conversão seja realizada, não seria justificável, mas, ao menos por aqui, cada milímetro parece valer ouro, aí não tem jeito mesmo.

      Excluir
    7. O seu comédia, na sua cidade só tem curvas para a direita?
      Otário.

      Excluir
  27. RAM'EM AWAY23/09/12 20:10

    JJ,

    a unica saida é uma F1000 velha e imunda, toda ralada, sem placas, com parachoques de ferro parrudos, pra empurrar esses mongoristas pros seus devidos lugares... ou a Belina ap do colega anonimo ai... otima pedida tambem!!!

    afinal, se a lei só serve pra alguns aqui, vamos aproveitar as brechas! aposto que voce roda uns 5 anos no caos de SP sem NUNCA ser parado..... e vai fazer um tremendo favor para os outros motoristas.....

    ResponderExcluir
  28. Comentário geral
    Não existe motivo para trafegar sem deixar a faixa mais à esquerda livre. Mesmo andando a 200 km/h deve-se adotar esse procedimento. Por duas razões. Uma, você tem mais chance de evasão diante de um imprevisto, pois tem a faixa mais à esquerda e o acostamento para decidir o que fazer. Duas, seu dirigir será bem mais relaxado, você não terá toda hora carros querendo ultrapassá-lo. Não tenho qualificação para isso, mas tenho certeza que o motivo principal de a maioria trafegar pela esquerda é satisfazer o ego, se sentir importante, a faixa da direita é para a ralé. E há também os novatos ao volante (ou os que têm anos de direção mas não aprenderam), que se sentem mais seguros andando próximo ao limite esquerdo da via, lado do volante. Mas aqui vai uma dica. Ao encontrar um carro mais lento na faixa da esquerda, aproxime-se dele mas não muito, coisa de dois carros de separação, de tal modo que preencha bem o espelho interno do carro da frente. O sujeito se incomoda e sai logo. Experimentem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bob, porque não acrescentar ou escrever uma matéria sobre o lampejo do farol solicitando ultrapassagem. É lei, está no CTB, pode-se lampejar os mesmos afim de solicitar ultrapassagem além de usar a seta. Mas o povo se ofende. Acho incrível, você cumpre a lei, toma uma atitude defensiva, sinaliza que quer ultrapassar e o motorista a frente se ofende, é o cúmulo.

      Excluir
    2. Lampejo é uma coisa, acender um estádio é dar o recado "saia da minha frente, seu mer..", por isso as pessoas se irritam.

      Bob, durante a formação de condutores falta ensinarem os pontos de referência para as faixas da pista, como aquela velha máxima de deixar a faixa que separa a pista do acostamento pareada com a ponta do limpador esquerdo do pára-brisas, muito útil em situações de baixa visibilidade.

      Acho que pior que alugar a faixa da esquerda são aquelas pessoas que só sabem andar em um dos lados da via se houver faixa sinalizando a divisão.
      Esse é o literal dono da rua.

      Excluir
    3. Eu sou o Anônimo24/09/12 00:02...
      Evandro, concordo contigo, é fogo também a falta de noção espacial de alguns motoristas.

      Quanto ao lampejar, eu lampejo a uma certa distância, a que julgo suficiente pro outro motorista planejar e executar a manobra. Chegando mais perto lampejo novamente. Vai que o motorista a frente não observou a sinalização anterior. Aí se o cara não indica nada com a seta é porque está distraído, aí sim, tome luz alta nas costas, toquinho leve na buzina e sai da frente seu "mer...". Aliás. Se o cara está ultrapassando deve manter a seta acionada, se estiver, não tem cabimento nem mesmo um simples lampejo, é aguardar e pronto. Mas quantos andam na esquerda com a seta ligada indicando ultrapassagem? Raríssimo, a maioria fica lá mesmo passeando.

      Excluir
    4. Isso foi uma coisa que eu reparei ao trafegar por uma Autobahn na Alemanha.

      Lá todo mundo espera o outro, se o camarada está ultrapassando (SEMPRE pela esquerda) outro carro, estando ele a 180 km/h, quem vem atrás a 250 espera o cara acabar de ultrapassar, nem que seja pros dois frearem, o "ultrapassante" logo entra na faixa da direita (mesmo que tenha que frear) e dá passagem pra quem vem atrás, sem reclamações, sem acidentes, sem "agressões", mas ainda andando perto demais do carro da frente, na minha opinião.

      Sobre aguardar, que bom que você é dos que aguarda, por aqui o pessoal não tem esta educação.

      Excluir
    5. Bob,
      alguns saem, acho que a maioria, mas há uns tão alienados que nem mesmo notam que há carro querendo ultrapassar.
      Esses deveriam ficar em casa assistindo televisão.

      Excluir
    6. Eu frearia de forma que VOCÊ PAGARIA TODO O CONSERTO DO CARRO.

      Excluir
  29. O governdo deve ser responsabilizado por esse hábito. Condiciona os motoristas a andarem na faixa da esquerda por não realizar a manutenção adequada das vias, que acabam esburacadas, principalmente por onde trafegam os veículos mais pesados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo que o governo é o responsável,
      Desgoverno do PT.

      Excluir
    2. Com certeza, o governo do PT é o grande responsável. "Nunca antes na história deste país se vendeu tanto automóvel".

      Excluir
    3. Se vendeu tanto automóvel para bestas que nunca tiveram um, ou que não se preocupam em saber dirigir de forma CORRETA.

      Excluir
  30. O que se vê é uma falta de educação e intolerância generalizada. Tem um monte de babacas trancando a via da esquerda, mas existem babacas em maior quantidade querendo passar por cima de vc por pura ignorância

    ResponderExcluir
  31. Eh soh mostrar o trezoitao pra quem vier te torrar na esquerda. simples e fácil. pra mim sempre funcionou.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até que um dia vc encontra outro que te deixa passar, mas vai fazer uso do trezoitão em cima de vc.

      Excluir
    2. Sim, se o outro não tiver uma AR15 ou algo do gênero...

      Excluir
    3. Isso, vai mostrando o ferro a torto a a direito pra ver onde você vai parar... Se não der com outro igual e ser obrigado a trocar chumbo irá parar é na cadeia. Aí você vai rir um bocado.

      Excluir
  32. Em algumas cidades, táxis e ambulâncias podem trafegar em faixas exclusivas. Pense nelas antes de decidir sair às pressas para o aeroporto ou hospital.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São opções interessantes, mas para quem tem um carro e se encontra numa situação dessas ainda é muito melhor e menos arriscado simplesmente sair na hora com o próprio carro. A lei preve que o motorista não seja nem multado nesse tipo de situação, se for é só recorrer. Só se estiver com muito transito ou se for impossível usar o próprio carro que é melhor usar uma ambulância, sem contar que caso a emergência aconteça com a pessoa já dirigindo também é legal que se faça uso do carro a velocidades maiores

      Excluir
  33. http://blogdosakamoto.blogosfera.uol.com.br/2012/09/15/no-maranhao-uma-decisao-judicial-lembra-como-e-dificil-ser-pobre/

    ResponderExcluir
  34. Antonio Carlos24/09/12 04:18

    A citação do art. 29 I (a circulação far-se-á pelo lado direito da via, admitindo-se as exceções devidamente sinalizadas) não cabe na sua explicação, mas somente o IV.

    O inciso I apenas define a mão de direção, as exceções são o que chamamos de "mão-inglesa", há algumas pelo Brasil, sendo uma clássica na cidade de Volta Redonda. Esse é um dos motivos dos carros americanos não poderem ter facho assimétrico.

    ResponderExcluir
  35. Oskrmarinho24/09/12 08:38

    Tem jeito não! Só educando desde o início escolar; aulas especificas, com disciplina reprovatória talvez incutissem educação para o trânsito na cabeça das crianças e, quiçá, dentro de uns 20 anos, teríamos melhores motoristas! Enquanto isso, salve-se quem puder! É comum demais vermos agente do trânsito com suas motos estacionadas sobre calçada, faixa de pedestres, na contra-mão, ou com o condutor dispensando o cinto de segurança dirigindo carros! Nos engarrafamentos, nunca aparece uma "otoridade" para ajudar a impor ordem no caos. Não há fiscalização educativa e os roda-presas impedem realmente a faixa da esquerda, achando que o limite de velocidade, apenas, é que deve ser obedecido, negando o acesso dos outros à faixa de ultrapassagens!

    ResponderExcluir
  36. Diogo R Santos24/09/12 09:06

    Esta situação de pista na esquerda é complicado. Eu geralmente uso a esquerda pra andar rápido - normalmente 120 ou um pouco mais. Geralmente se percebo alguém mais rápido - dependendo do carro eu dou uma pisada pra tentar "despachar" o cara. Caso contrário se não tiver jeito abro passagem.

    Quando o contrário se encontro alguem um pouco mais lento na esquerda eu costumo aguardar um pouco e prestar na reação do cara, com um pouco de paciencia assim que abre uma "brecha" na direita, eles saem. Um pouco de paciência ajuda nesta hora.

    Claro que existem os rodas presas que seguram na esquerda de propósito. Estes sem dúvida são os piores vermes do asfalto. Hoje, curiosamente, peguei uma especime destes no Contorno Sul de Curitiba em uma jamantona (pra quem nao sabe sao aqueles Mercedes velhos) com a pista direita livre e se RECUSANDO a ir para a esquerda de forma acintosa - demonstrado pelo pisca a esquerda ligado o tempo todo. Infelizmente tive que apelar indo para direita - livre diga-se de passagem, mas o imbecil levou uma das maiores BUZINADAS de todos os tempos. O FDP não gostou e ficou me dando luz alta o tempo todo - mas me livrei do criminoso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. dependendo do carro eu dou uma pisada pra tentar "despachar" o cara...
      Se o cara vem mais rápido que você, dê passagem e pronto! Que bobagem!

      Excluir
    2. Diogo R Santos24/09/12 19:14

      Anônimo

      Vc leu em partes né?

      "Caso contrário se não tiver jeito abro passagem"

      Por favor, preste mais atenção na hora de ler

      Excluir
  37. Juvenal Jorge, é realmente incrível o desconhecimento do CTB mesmo por parte dos especialistas. Outro dia em um blog o jornalista insistiu comigo que é permitido transitar com um veículo sem as placas de identificação, mas não é o que diz a Resolução Contran 269, de 15 de fevereiro de 2008.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc é daqueles enroladores que citam leis só pra provocar dúvida e dizer que vc está certo. A lei fala exatamente que se tem 15 dias para o emplacamento após a emissão da nota fiscal da concessionária, nesse período não há obrigatoriedade para o emplacamento

      Excluir
    2. Embasar-se pela legislação é justamente o oposto de querer a dúvida. É buscar o entendimento e a disseminação da informação correta. Mesmo que nela exista equívoco ou entendimento dúbil, é sobre ela que discutimos.

      Excluir
    3. Pois é mas vc deu a entender que a legislação falava em proibido e lá está 15 dias de prazo, falou m*rda

      Excluir
    4. Segundo a Resolução Contran 04/98 em seu artigo 4° "Antes do registro e licenciamento, o veículo novo, nacional ou importado que portar a nota fiscal de compra e venda ou documento alfandegário poderá transitar:"
      Na sequência o inciso I já com nova redação dada pela Resolução Contran 269, de 15 de fevereiro de 2008. "I – do pátio da fábrica, da indústria encarroçadora ou concessionária e do Posto Alfandegário, ao órgão de trânsito do município de destino, nos quinze dias consecutivos à data do carimbo de saída do veículo, constante da nota fiscal ou documento alfandegário correspondente;"

      Abaixo sem interrupção já com a nova redação.
      "Art. 4°. Antes do registro e licenciamento, o veículo novo, nacional ou importado que portar a nota fiscal de compra e venda ou documento alfandegário poderá transitar:
      I - do pátio da fábrica, da indústria encarroçadora ou concessionária e do Posto Alfandegário, ao órgão de trânsito do município de destino, nos quinze dias consecutivos à data do carimbo de saída do veículo, constante da nota fiscal ou documento
      alfandegário correspondente;"

      Ou seja, o veículo pode transitar nos quinze dias subsequentes à data do carimbo de saída do veículo, desde que seja do pátio da fábrica, da indústria encarroçadora ou concessionária e do Posto Alfandegário ao órgão de trânsito do município de destino.

      Excluir
    5. O carro do Bob não estava vendido, então a nota de saída da concessionária ainda não tinha nem sido feita, além disso se for carro da frota de imprensa ainda existem os 15 dias da nota alfandegária ou da Hyundai. Essa lei sempre foi bem vaga e com muita possibilidade de interpretação, de propósito tanto para facilitar o comércio (seria ridículo ter de emplacar todos os veículos com mais de 15 dias apenas para poderem circular nas imediações das concessionárias) quanto para ferrar o cidadão caso a autoridade decida que deve multar mesmo que na própria lei não há nada obrigando o emplacamento nesse prazo

      Os detrans possuem procedimentos para emplacar carros não emplacados por conta do próprio dono que pode fazer isso com o veículo sem placas e circulando com a nota fiscal nesse meio tempo (aliás com a nota fiscal e a entrada no processo de emplacamento se pode até mesmo passar dos 15 dias segundo algumas interpretações)

      Portanto falou m*rda mesmo. Os 15 dias existem e podem serem usados até mesmo sem dar entrada na documentação e vale a última nota fiscal (se não fosse assim não haveria um carro importado em situação legal no país, já que se deslocam em vias públicas por bem mais que 15 dias depois da entrada no país)

      Excluir
    6. Se a nota ainda não havia sido feita, o veículo não deveria rodar. É o que diz a legislação.
      Incrível alguém da imprensa aceitar um veículo sem placas de licença de trânsito para avaliar.

      Vale a última nota fiscal? Ou seja, um jeitinho para burlar a lei e postergar os quinze dias.

      Obs.: "podem ser" e não "podem serem", seu jumento.

      Excluir
    7. A legislação não diz que a nota deveria ser feita e nem qual o limite para isso. A nota de venda do carro é a que conta na prática por ser a última e essa só é feita quando o carro for vendido. Se a interpretação da lei não fosse assim os carros seriam apreendidos no embarque para transporte, pois é mais do que comum que fiquem parados mais de 15 dias depois da chegada no país esperando a liberação em algum depósito e mais dias ainda passam circulando para fazerem testes ou mesmo para serem estacionados em concessionárias ou depósitos

      A nota poderia ter sido feita também e ter menos de 15 dias, talvez era um carro para frota de imprensa que havia acabado de chegar

      Jumento é quem quer distorcer a legislação e enxergar crime onde não tem. A própria lei é vaga em relação a isso de propósito, pois já foi dito que seria ridiculo e caro (além de incomodo para todos os envolvidos) que após 15 dias de entrada no porto ou saída da fábrica todos os carros tivessem de ser emplacados se não seriam proibidos de sequer ir a um detran após a compra para serem emplacados (o prazo já teria vencido). Óbvio que colocaram outros tipos de nota fiscal para evitar abusos e também para punir o cidadão que não está fazendo nada de errado conforme a famosa avaliação pessoal do agente de transito/policial. Na pratica ninguém está fazendo nada ilegal se pegar um carro novo e rodar com ele até os 15 dias da lei sem placas, seria ilegal apenas de a fabricante ou revendedora manter o carro dessa forma fazendo isso com várias pessoas a ponto de já virar um carro usado. Ainda assim para esses casos existem as placas verdes que podem ser usadas até que o veículo não tenha sido vendido

      Excluir
    8. E a fabricante/importadora fez justamente isso, manteve o veículo sem placas não sei por qual motivo quando deveria tê-lo regularizado com placas de licença, já que era uma unidade destinada a estes avaliadores(?) usarem.
      Não se trata de distorcer a lei. Trata-se sim de divulgar uma informação correta.
      Falei jumento pelo seu baixo conhecimento da língua portuguesa. Jumento velho inclusive.

      Excluir
    9. E o preconceito linguistico, onde fica? Só pq não me dou o trabalho de escrever tudo certinho pra um babaca como vc, que quer fazer falso moralismo aqui só pra pegar no pé do Bob, não significa que seja um jumento. Já quem insiste no erro como diz o ditado é burro, vc não quer largar mão que vc está errado. Nem sabe há quantos dias o carro estava circulando, nem se estava em processo de emplacamento e nem se apenas tinha sido emprestado ao Bob e depois ia ser vendido ou emplacado como frota de imprensa (algo legal se respeitar esses 15 dias)

      Excluir
    10. Não se trata de moralismo, apenas de divulgar uma informação correta e quando a legislação não é clara, colocá-la em discussão.

      Excluir
    11. Discussão ou acusação?

      Excluir
    12. Discussão. Não sou ninguém para acusar qualquer um que seja. Mas garanto que não aceitaria um veículo sem placas para trafegar. Gosto de ser correto, nada mais. Uma questão de princípio, o que alguns chamam de berço.

      Excluir
    13. Mas vc estava acusando sim o Bob de estar cometendo infração, agora fica estranho dar uma de promotor de discussão. O Bob não fez nenhuma loucura com o carro sem placas e isso sim é berço, se vc precisa de placas pra estar certo então não tem tanto berço assim

      Excluir
    14. Anônimo 29/09/12 13:24
      Comentário do mais perfeito babaca. Curta a sua babaquice por 5 minutos, depois você será calcinado, idiota.

      Excluir
  38. Temos que ter outra campanha também, a de convencer quem quer andar devagar a ir o mais à direita possível.

    Em algumas estradas de 3-4 pistas aqui em SP parece que só existem 2 pistas. Quem quer andar bem abaixo do limite anda na segunda pista, sendo que as pistas mais à direita estão bem tranquilas. O resultado é um número grande de ultrapassagens desnecessárias, a pista da esquerda sempre cheia e muitas vezes lenta, e uma piora global na fluidez.

    Vejo muito isso na Bandeirantes e na Ayrton Senna.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se o motorista está na segunda faixa, ao lado direito dele só há uma faixa.

      Excluir
    2. A Bandeirantes é um saco! Ooooo gentalha!

      Excluir
    3. na Ayrton Senna parece que estamos na mão inglesa, a faixa da direita que é a Expressa...as vezes fica até vazia, enquanto as 2 da esquerda ficam trancadas, incrível!

      Excluir
  39. É preciso usar o bom senso. Eu costumo andar bem rápido, tanto de carro como de moto, mas procuro sempre que possível andar na faixa da direita e cuido muito para não atrapalhar os outros. Se quero andar tranquilo eu vou para a direita. Também evito dar luz alta para pedir passagem pois isso geralmente é encarrado como ofensivo. Prefiro ir me aproximando lentamente e ligar o pisca para a esquerda, mas se o camarada não demostrar intenção de ir para a direita eu ligo o pisca e ultrapasso pela direita mesmo. Sei que é uma infração, mas não tenho mais paciência de ficar atrás dessas criatura, que por ignorância ou teimosia mesmo, resolvem que vão ficar todo tempo andando pela esquerda. Inclusive é comum aqui na BR 116, região metropolitana de POA, esse pessoalzinho formar fila na pista da esquerda deixando logos trechos vazios na pista da direita. Vá entender estas mentes...

    ABRAÇOS.
    Sergio S.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sergio S.
      Fique atrás do infelz uns dois carros, de tal modo que o seu carro inteiro preencha toda a área do espelho (interno) dele. Sem relampejar faróis e sem ligar seta. Essa presença é incômoda e o cara sai logo, na base do "estou sendo seguido". É infalível.

      Excluir
  40. Solução pros animais de tetas que adoram morar na esquerda...
    Manda eles tudo pra Inglaterra ou outro país de mão esquerda...
    Assim vão ter uma satisfação imensa em ficar por lá sem serem importunados!

    ResponderExcluir
  41. Na Rod. Castelo Branco entre Barueri e São Paulo onde temos 6 pistas (2 Expressas e 4 pistas locais), é um absusdo a quantidade de carros lentos trafegando pela esquerda. Sem contar a redução da velocidade que era de 120Km/h para 100Km/h a um ano atrás.

    ResponderExcluir
  42. E que tal a nova mania de andar com o farol de neblina (ou farol de milha) aceso o tempo todo?

    ResponderExcluir
  43. KzR: Bem colocado o assunto do post, JJ. Eu mesmo procuro sempre dar passagem a quem vem mais rápido do que eu. Mas é claro que tem horas que mesmo a gente sabendo disso, não tem como facilitar para quem vem atrás e quer passar, caso de a faixa da direita estar muito ocupada. Tem breves momentos em rodovias que acabo por distração rodando na esquerda em faixa de cruzeiro, todavia, quando percebo, corrijo o mais rápido que der. Vou me policiar mais e mais.
    Ótimo texto.

    ResponderExcluir
  44. Rodrigo Neves25/09/12 07:56

    Mais uma lei quase impossível de cumprir. Dentro do perímetro urbano, no Rio, é impossível manter-se à direita. Já está difícil à esquerda, de tanto buraco. Em vias triplas (Linha Amarela) eu tento andar na faixa mais à direita possível, por questão de segurança: como a pista é muito boa, mas o limite é 100 por hora, o que se vê de carro "com a mulher grávida" no banco traseiro... E parece que o neném já está saindo ou a mulher está morrendo, tamanha pressa dos imbecis. Aí chegam na praça do pedágio com tudo engarrafado, e é aquele festival de freadas.

    Em tempo: a última vez que andei pela direita pra dar espaço para as grávidas, acabei com uma roda virada para cada lado, por culpa de uma cratera na pista da direita.

    ResponderExcluir
  45. Corsário Viajante25/09/12 09:31

    Isso acontece também pq brasileiro dirige "relaxado", sem prestar atenção no trânsito mas sim no rádio, no GPS, no celular, ou, mais frequentemente, no DVD automotivo.

    ResponderExcluir
  46. Dr. Traffic Calming25/09/12 11:45

    Só a empresa de economia mista que transformou SP na Capital Mundial das Placas de Trânsito e outras palhaçadas (tudo muito bem pago e comissionado)convenientemente desconhece determinadas soluções. Prega falaciosamente a segurança enquanto trabalha para aumentar a velocidade onde der e como puder. A recente campanha da suposta padronização de velocidade, não passou de manobra para continuar entupindo a cidade com placas (os vendedores e comissionados que se dão bem), inclusive aumentado o limite p/60Km em locais inapropriados. Consequências negativas/acidentes ficam por conta do usuário.
    Se essa empresa fosse séria e profissional faria campanhas envolvendo, na medida do possível de forma conciliatória, todos grupos potencialmente conflitantes que compõem o sistema de trânsito, ao invés de, com apoio da mídia amestrada, estimular o desentendimento e confronto entre os mesmos, apontando sempre um "culpado da vez". O Brasileiro, que é cordial por natureza, está sendo manipulado/estimulado para o desentendimento e confronto pela Máfia Nacional do Trânsito e seus desdobramentos em benefício destes e seus comissionados. SP, pobre cidade rica, vive um circo de ilusões e refém de Máfias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como diria o grande Didi Mocó: "Cuma?!"

      Excluir
    2. Mandou bem traffic calming

      Excluir
  47. Se a nota ainda não havia sido feita, o veículo não deveria rodar. É o que diz a legislação.
    Incrível alguém da imprensa aceitar um veículo sem placas de licença de trânsito para avaliar.

    Vale a última nota fiscal? Ou seja, um jeitinho para burlar a lei e postergar os quinze dias.

    Obs.: "podem ser" e não "podem serem", seu jumento.

    ResponderExcluir
  48. interessante a materia. tenho visto com frequencia "esse andar pela esquerda" na Carvalho Pinto/Airton Senna. Ate penso que o camarada paga mais pedagio ou IPVA para ter este privilegio e o píor de tudo quando chega dentro dos tuneis o camarada "reduz a velocidade para 90/100 k/h" e não entendo o por que disto?
    Eu me lembro que quando inaugurou a Castelo branco, e tambem outras rodovias com pistas duplas havia "placas que diziam: USE A FAIXA DA ESQUERDA SOMENTE PARA ULTRAPASSAGEM" e todos obedeciam. Agora estas placas sumiram!!!!!será que foi devido ao aumento do trafego e as estradas ficaram cheias????

    ResponderExcluir
  49. Incrível como ultimamente vejo por aí muitos caras que dizem "a faixa da esquerda é só para ultrapassagem" e usam-se do velho argumento da emergência. Cansa isso.

    Primeiro, rodovia é pública. Se o cara está na esquerda NA VELOCIDADE LIMITE DA RODOVIA, ele está no direito dele. Oras, ele está ultrapassando. Supõe-se que se a pessoa está à esquerda, é porque ou a faixa da direita, como dito por alguns, está com problemas (costela de vaca ou buracos), ou porque está cheia. O cara está no limite de velocidade. E vocês querem passar acima deste limite?

    E leis podem ser questionadas. Vocês reclamam da regulamentação da velocidade máxima em alguns lugares, mas adoram aplicar a lei contra os lentos. A lei é feita para tentar regular excessos. É mais fácil um acelerado sofrer um acidente do que um cara lento. Por isso não se vê multas para quem está na faixa da esquerda no limite de velocidade. Ou quem está à 50 km/h numa rodovia cujo limite é 90 km/h.

    Se você quer correr com seu carro, ou vire deputado e crie uma lei para aumentar os limites de velocidade (em compensação, VOCÊ será sempre o primeiro responsável por qualquer acidente), ou continue reclamando dos lentos nas rodovias.

    E quem vier ofendendo aqui, provavelmente é porque não tem outro argumento para defender o direito de correr.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CONCORDO EM TERMOS COM VOCE DESDE QUE O MOTORISTA NÃO FIQUE NA ESQUERDA ABAIXO DO LIMITE ESTABELECIDO POR LEI. FORA ISSO, CONCORDOCOM VOCE.
      NICOLAS

      Excluir
    2. Anônimo,
      apenas as autoridades estabelecidas podem policiar os cidadãos. se você está no limite de velocidade na faixa da esquerda e alguém lhe pedir passagem, você deve tirar seu veículo dessa faixa, estando o ultrapassador a 1 ou 400 km/h acima do limite. Não somos nós, civis, que temos que tomar conta disso.

      Excluir
  50. PEGO MUITA ESTRADA, E SEMPRE FAÇO USO DO CONTROLE DE CRUZEIRO (CRUISE CONTROL) NO LIMITE ESTABELECIDO POR LEI, NO ENTANTO EXISTEM MUITOS MOTORISTAS QUE GRUDAM NA TRASEIRA DANDO FLASHES DE FAROL INSISTINDO QUE EU SAIA IMEDIATAMENTE, ISSO ENQUANTO EU ESTOU ULTRAPASSANDO OUTRO CARRO. ISTO É INSUPORTÁVEL. SE ESTIVESSE ABAIXO DO LIMITE (NO CASO 120KM/H) TUDO BEM, E LOGO APÓS DAR PASSAGEM FREIAM AO VER O "PARDAL". GOSTARIA DE QUE NOSSO POVO ANDASSE MAIS OU MENOS IGUAL (COMO NOS PAÍSES DESENVOLVIDOS) E NÃO COMO AQUI, UNS "PALERMAS"A 60KM/H NA ESQUERDA E OUTRO A 160KM/H PELA DIREITA, UM PERIDO!!!. ABRAÇOS A TODOS E OBRIGADO PELO BLOG
    NICOLAS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou de pleno acordo.

      Excluir
    2. Nicolas,
      a faixa 1, a esquerda, é apenas para ultrapassagens mesmo. Se você está nela, mesmo que no limite da via, deve sair se alguém lhe solicitar.

      Excluir
  51. Otimo texto. Não quer dizer que concorco. Concorco e discordo com algumas coisas.
    Dificil criticar alguem que escrever esse texto. Sobre as pessoas apressadas que devem levar as gestantes as pressas aos hospitais, por exemplo, não deveriam por vidas de outros em risco. Outra coisa é sobre a passagem da esquerda que não concordei que se o limite da via é 80 porque a pessoa so por estar na via da esquerda deve ultrapassar à 150? Unica coisa que deveria ter é educação no trânsito. Não são as estradas que são ruins no brasil, mas sim os motoristas que nela circulam. Acreditem no trânsito, se a velocidade é 40 KM, vá à 40 KM. Acho que se existem exceções, devem ser naquelas casos extremos, como por exemplo de um nascimento de uma criança ou um acidente, porém todos fazem por fazer o aumento da velocidade.
    Apenas.... respeitem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Myianto,
      faixa da esquerda deve estar livre. Qualquer um pode dirigir lá na velocidade que lhe bem entender, desde que esteja ultrapassando algum outro veículo. Se não há ninguém nas outras faixas, deve-se dirigir sempre na extrema direita da via. É o Código de Trânsito Brasileiro, e o bom senso também.

      Excluir
  52. Excelente texto! Dirigi durante 16 dias em Portugal e Espanha, em 2012, e não vi um só veículo trafegando pela esquerda, como vemos aqui. A faixa da esquerda, lá, é usada para ultrapassagens, apenas. Ultrapassam e tornam de pronto à direita, como prevê o código de direção, daqui e de lá.

    A questão de manter a esquerda livre para emergências é perfeita. Quem já andou em ambulância é que sabe bem!

    Roberto Neves

    ResponderExcluir
  53. http://www.paniconotransito.com/2011/04/pista-da-esquerda.html

    ResponderExcluir
  54. Conheço muita gente que se acha "educador" e fica na faixa da esquerda e ainda por cima emparelhado com outro carro "lento" na faixa da direita, fazendo um bloqueio para "ensinar" quem está atrás.
    Informo que já aprendi e aplico com sucesso uma técnica de "desbloqueio" de faixa, com uma suave e precisa pancada no canto do parachoque traseiro do "educador", que afunda e amassa "bonito" e serve de lembrete para o "educador" repensar sua atitude.

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.