EXTRA: MUSEU NACIONAL DO AUTOMÓVEL, EM BRASÍLIA, PRÓXIMO DO FIM

Foto: maharpress.blogspot.com



Depois de uma luta de aproximadamente dez anos, o Museu Nacional do Automóvel, em Brasília, obra pessoal e da vida do jornalista especializado Roberto Nasser, de acesso público irrestrito, parece estar mesmo com os dias contados. No post de um ano atrás o Paulo Keller falou da ameaça ao museu, que agora se concretiza e leva ao final que ninguém queria. É o próprio Nasser quem explica, a pedido do AUTOentusiastas:


"A proposta do Ministério dos Transportes em fechar o Museu Nacional do Automóvel e aproveitar suas boas instalações para abrigar, como justifica, "o arquivo morto de órgão extinto ", por mais esdrúxula e inadequada possa parecer, cresce insidiosamente. Após as contestações, recursos, agravos, um nunca acabar de contatos no âmbito do judiciário e político nos estamentos federal e distrital, pensei que a situações estivesse calma, à espera de uma solução administrativa ou de uma pacificação política.
Paulo Dubois, administrador do Parque da Cidade, individualizou prédio sem uso e capaz de ser rapidamente adequado a sediar o Museu. Toda a documentação foi encaminhada ao Governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, para a assinatura do necessário Decreto de mudança de destinação da área. No campo jurídico, a Advocacia Geral da União, após constatar que ninguém assumiria a responsabilidade de tomar conta do acervo, sua riqueza, veículos únicos e a biblioteca, maior do País, propôs apresentar um plano de mudança para o Museu.

Uma das raridades do Museu, o Willys Itamaray presidencial
"Em paralelo, a Ministra Chefe do Gabinete Civil enviou Aviso à Adocacia Geral da União recomendando providências para uma solução amigável. Ocorre que o Decreto do Governador não surgiu; a AGU descobriu que, fosse fácil transferir o Museu isto já teria sido feito, e do Aviso da Ministra não se considerou. Assim, a AGU reconheceu a dificuldade da remoção do acervo e solicitou ao Juiz da 5ª. Vara Federal que mandasse lacrar o Museu.
Eu estava fora do país quando informado, abortei minha viagem, mudei agenda, cancelei palestra que faria em São Paulo, para acompanhar o negócio de perto. A Secretaria de Patrimônio da União, onde meu pedido transitou durante 10 anos, recebeu ordem do citado Juiz para apor o lacre.
Redigi um pedido de Reconsideração, e fui recebido para despacho com o Juiz que, aparentemente não se mostrou interessado em analisar as razões, sequer o pedido para manter o Museu funcionando até a Sentença na Ação. Até agora trabalha-se sobre uma Liminar, cujos fundamentos foram afastados pelo pedido da mesma AGU. O Chefe da Fiscalização da Secretaria do Patrimônio da União agendou o lacre para terça-eira, mas não teve agenda, nem hoje, quarta.
Lacrar o Museu significa fechá-lo. O acervo fica mais ou menos protegido, entre paredes, mas não pode ser limpo, mantido, ou os motores serem funcionados. Ou seja, é o início da catástrofe que todos assistimos no Museu Paulista de Antiguidades Mecânicas, em Caçapava. A entrada no prédio pode ser feita pelo pessoal do Museu apenas para retirar itens pessoais. 
Na prática do inexplicável a solução nada serve às partes. Nem entrega o imóvel ao Ministério dos Transportes ara ali guardar as preciosidades alegadas do "arquivo morto de órgão extinto" como explica na petição inicial – aliás este entulho elegante está guardado no Rio de Janeiro – nem deixa o Museu cumprir sua missão social, estar aberto ao público.
Solicitei uma audiência com o Governador, outra com a nova Ministra da Cultura, a senadora Marta Suplicy, que tomou posse com discurso sobre a importância dos museus. São as duas autoridades objetivamente ligadas ao tema. Estou ao aguardo de ambos com expectativa de resolução.
Sou um otimista, embora de pouca paciência para convívio com a ignorância institucional. A importância do tema para a cidade tem gerado manifestações de apoio de antigomobilistas e de gente que não é do ramo mas entende a importância do existir um equipamento como este. 
Afinal, reúne raridades, duas exclusividades mundiais, quatro unidades tombadas pelo patrimônio público de São Paulo, já recebeu mais de 120 mil visitantes. As assinaturas á Petição Pública na internet têm aumentado, as mensagens nas redes sociais divulgado a situação. Amplo leque de manifestações positivas. O tricampeão Nelson Piquet, do exterior, mandou mensagem se disponibilizando para levar o tema às autoridades. O Museu do Caramulo – o mais importante de Portugal – quer saber como auxiliar! A bobagem vaza.

Visitas guiadas de estudantes do primeiro grau, uma das atividades do Museu Nacional do Automóvel

"O descrédito do Brasil no cenário mundial será chaga difícil de fechar. Cerrar equipamento cultural às vésperas dos eventos internacionais, e quando os turistas já têm chegado à Capital, será enorme. Brasília nada  tem investido para a Copa do Mundo de Futebol exceto o estádio, de desconhecido uso posterior ao evento. Sem ampliar as opções turístico-culturais, ainda fecha um ponto importante de atração para a cidade. Além do apoio de gente esclarecida, a disputa tem parceiro importante.
O Ministério Público do DF baixou Procedimento para que o governo local e secretarias criem uma solução para impedir o fechamento, eis que vedado pela Lei Orgânica do DF. Mas, neste país que nos desorienta, uma instância recomenda solução para impedir o fechamento. Outra, federal, manda fechar.
Acredito numa solução rápida e positiva. São muitos os argumentos favoráveis e apenas um em contrário. Vejo os advogados da AGU e o Magistrado como pessoas de extremada coragem. Nestes tempos de redes sociais, bullying, comunicação imediata, suas ações pró-fechamento serão comentados por largo tempo pela lamentável vitória em fechar um Museu e expor o país e suas autoridades maiores. Esta imagem profissional de insensibilidade com o país irá acompanhá-los em toda análise para promoção. 
Um outro aspecto que não se deve desconsiderar é o período pré-eleitoral. A divulgação dos atos ou omissões de dois governos do PT, o federal e o brasiliense, é carga adicional que os candidatos do partido dispensam neste momento de julgamento do Mensalão e de desgaste de imagem.
Enfim, reitero a certeza que, com tantos argumentos, apoios, ajudas de pessoas que sequer conheço, estamos fazendo uma barreira sólida para evitar um resultado que em nada interessa, desde o aluno de primeiro grau à Presidente da República. 
Entretanto, quero tranqüilizar meus amigos: todos sabem, gosto de automóveis, sua história, mantenho minha convicção que em nossa passagem por aqui devemos construir e não apenas gastar e usufruir, tenho crença na obrigação social de dividir conhecimentos. Todavia, o que pode se chamar generosidade não se confunde com desvario ou falta de noção. Se o governo do país nas esferas federal e na distrital entendem que museus são desnecessária frescura, que o obscurantismo é melhor que a luz, paciência. Fecharei o Museu, exportarei o acervo, venderei a biblioteca e, talvez, ainda agradeça aos agentes da justiça e da política ter-me poupado dos continuados esforços, da aplicação de tempo, recursos, emoções, e lamentarei ter nascido no país errado.
Você acha que pode ajudar? Proteste, fale, coloque nas redes sociais, escreva aos políticos de sua região, proteste junto ao gabinete da Presidente, ao governador do DF, à Ministra da Cultura, ao Advogado-Chefe da União. Faça rápido, porque não sei se a lacração pode ocorrer amanhã.
Melhores saudações antigomobilistas do Roberto Nasser, curador”



Você, autoentusisasta, pode ajudar a evitar esse ataque à cultura geral e automobilistica em particular, resultado da insensibilidade de algumas mentes do governo federal, subscrevendo a petição pública http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=apoiomab

O vídeo a seguir dá a dimensão exata do que é o Museu e o que a cultura automobilística do Brasil poderá perder.


BS

82 comentários :

  1. Já visitei o museu e vi como seu acervo é único, com carros que não passaram dos protótipos ali expostos. E também vi que quem está lá é porque gosta, já explicando logo de cara a situação bizarra que está ocorrendo.
    E ainda no bizarro, fechar um museu para abrigar o arquivo morto de um órgão que não existe mais e que já está abrigado em um prédio em outro estado pode ser considerado picuinha de alguém do governo ou indícios de um plano maior, algo que parece envolver apenas o museu e esse arquivo morto mas na verdade encobre os interesses diversos de gente ligada ao governo.

    ResponderExcluir
  2. Tem carro coreano branco?
    Não?
    Então pode fechar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que esse não tem, mas tem vários anônimos trabalhando contra o museu. Tenho certeza de que você fará diversas amizades entre eles.

      Excluir
    2. Não duvido que lá tenhamos (ou deveríamos ter) o Kia Sephia, o primeiro sedã coreano a ser vendido em nosso país. Não que isso seja um orgulho, mas serve como testemunho da história...

      Excluir
    3. Pelo que me lembro o Daewoo Espero chegou aqui antes do Kia Sephia.

      Excluir
    4. Depois eu reclamo de anonimos e esta raça ainda não se acha um bando de beócios covardes...mostrem suas caras!

      Entusiastas, por favor: Tirem a opção de comentários anônimos. Isto só ESTRAGA o excelente blog.

      Bom, dou todo meu apoio ao amigo José Roberto Nasser.

      Excluir
    5. INcrível como tem gente que não entende ironia!

      Excluir
  3. Vai acabar fechando mesmo.

    Uma pseudo-nação de consumidores (e não cidadãos) pseudo-evoluídos e pseudo-intelectualizados só por ter este tipo de fim.

    Essa terra é fake. Uns fingem que fazem enquanto outros fingem que acreditam.

    ResponderExcluir
  4. Museu é coisa de velho.
    Legal é Dubai e Miami...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pela sua pobreza de espírito, duvido que consiga apreciar a beleza desses lugares se é que algum dia ira conhecê-los.

      Excluir
    2. Oh raça esses anônimos - faltam inteligência e discernimento na hora das postagens. Afinal, para quem GOSTA DE AUTOMOVEL, este assunto é sério e não dá espaço para piadinhas ou falta de cultura.

      Excluir
    3. INcrível como tem gente que não entende ironia!

      Excluir
    4. Petrucci,

      Sagaz o seu baita "discernimento" que não compreende ironias.

      Brasileiro é 8 ou 80. Não sabe, não lê, não entende, não pensa.

      Excluir
  5. Sem querer desanimar...Mas o assassinato de museus é algo comum no Brasil.

    Assinei a peticao e torcendo pelo Roberto Nasser

    Apenas para lembrar:

    O Museu da Aeronautica de São Paulo foi fechado para abrigar o Museu do Indio e o seu acervo, criminosamente desmantelado e jogado no CEMUCAM no km 24 da Raposo Tavares. Depois nunca mais ouviu-se falar dele.

    Algumas aeronaves foram salavas, mas as picuinhas internas e a burocracia impediram que seu acervo fosse para o Rio de Janeiro onde estaria muito bem guardadas e preservadas no MUSAL, onde mesmo que ficassem estocadas, pelo menos lá existe cuidado por parte do Orgão.

    Dessa maneira, desapareceram um PT-19, um EAY-201 Ipiranga, o segundo prototipo do Bandeirante e por pouco, o Savoia 55 "Jahu" que foi resgatado pelo Sr. João Amaro do Museu TAM.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só um parêntese: Visitei recentemente o museu da TAM, em São Carlos, e digo que não só o Jahú como vários outros aviões foram resgatados do Museu da Aeronáutica de São Paulo pelos irmãos Rolim e João Amaro.

      Excluir
    2. Ou seja, mais uma vez, cultura e museu no Brasil ou estão na mão da iniciativa privada, ou são um cabidão ineficiente.

      Excluir
  6. Já visitei várias vezes o museu, mas quanto a ele ser de acesso irrestrito e grátis não afirmaria. Algumas vezes tive de pagar em uma "bilheteria" e muito caro pela visita e outras não foram cobradas nada. Torço para que o museu continue a existir mesmo que seja em um outro local, tem de fato um acervo, apesar de pequeno, precioso e é o único aqui na região. Existem na cidade grandes coleções particulares muito maiores e com carros maravilhos entre importados e nacionais mas os deles são muito ligados à história nacional.
    Acho que o curador poderia ter procurando ao longo destes 10 anos por outro local e não chegar nessa situação hoje, porém às margens do eixo monumental dificilmente encontraria algo ou outra localização tão privilegiada, duvido que uma vez retirado o museu de lá, aquilo seja realmente transformado em arquivo morto. Devem ter outras intenções. Vejo que o museu é conduzido muito para o lado pessoal também e isso pode estar atrapalhando um pouco, pode ser fruto da total falta de apoio da secretaria de cultura ou ministério da cultura. O lugar é muito quente e faz uso de aspersores de água para refrescar o ambiente. Humidificadores são tudo o que não se quer para conservar o antigos por mais tempo são só alguns exemplos da precariedade da situação. Se não me engano a associação das indústrias ajudava com uma verba não sei ao certo por quanto tempo durou isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falou tudo Anônimo 20/09/12 10:12
      Eu já tive o prazer de ir ao museu, mas na época eu paguei para entrar, mesmo tendo um acervo pequeno, é de fato precioso e um dos poucos em território nacional!
      Eu tb achei o uso de umidificadores um contra-senso.... mas mesmo assim esse museu não pode ser fechado!!!
      Eu fiz a minha parte e já assinei!!

      Excluir
    2. Não vejo tanto problema assim no uso desses umidificadores. Se o índice de umidade ficar em níveis considerados normais (isso à depender das condições do tempo no momento em que estiverem ligados) não há perigo de que haja corrosão prematura. O Nasser não é maluco.

      Excluir
    3. Sobretudo se esse uso se der atualmente, que deve deixar o ar com uma umidade próxima do mínimo aceitável para as pessoas. Brasília está incrivelmente quente e seca, com a tradicional fumaça dos incêndios no horizonte.

      Excluir
    4. Não é só fumaça, tbm névoa seca.

      Excluir
    5. Lembrando que a baixa umidade do ar também causa danos aos carros. O ideal é que seja mantida num patamar adequado. Concordo: o Nasser não é louco e certamente sabe o que faz. Coleciona carros quando ainda éramos espermatozóides.

      Excluir
  7. Bob,

    Sem sua permissão, fiz divulgação, em meu facebook, da petição e de sua postagem, para meus amigos nos ajudar. Achei importante fazê-lo o mais breve possível para tentar evitar que esta história venha a cabo.

    Um abraço,

    Tulyo Cruz

    ResponderExcluir
  8. Como disse o leitor Araújo, museu, no Brasil, para ser liquidado, é uma simples questão de tempo.
    Sei que é chover no molhado, mas tudo o que posso dizer é que a história do museu da ULBRA se repete. Foi uma perda irreparável.
    O que me consola, é que, depois de leiloados, todos os veículos adquiridos dos museus têm sobrevivência garantida. É muito melhor que sumam das vistas do público do que vê-los apodrecer sem manutenção.

    ResponderExcluir
  9. Povo que não valoriza sua história acaba sendo escravizado no futuro.

    Só há paz no futuro quem tem glórias no passado.

    ResponderExcluir
  10. Esse governo do PT não tem cabimento!
    O povo brasileiro não merece essa corja imunda.
    Jorjao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem querer defender ninguem ,mas o texto é claro é um problema do nosso judicíario ,o PT não manda no judicíario ,como estamos vendo na condenação de mensaleiros.

      Excluir
    2. Tava demorando pra aparecer o defensor dessa quadrilha, né Totiy?
      Não, realmente não manda (ainda bem) mas um certo quatro dedos achou que mandava e agora está putinho da vida, e justamente com aquele com quem mais contava, o Ministro Joaquim Barbosa, relator e indicado por ele.
      Que se danem todos, cadeia é pouco pra esses ratos.

      Excluir
    3. Totiy, o judiciário só está atendendo um litígio de autoria do Ministério dos Transportes. O réu é um Museu de utilidade pública e valor incalculável para as gerações atuais e futuras que está sendo extinto para ceder o espaço para arquivo morto.

      À Justiça cabe julgar o mérito das questões não gerá-las.

      Excluir
    4. Muito pior que o PT é o corporativismo e lentidão do poder Júdiciario essa ação de posse tem mais de 10 anos quando o PT não era poder,infelizmente o preconceito cega as pessoas e até o modo irônico que o Nasser tratava o ex presidente (Presidente metalurgico etc)afastava qualquer hipotese de ajuda politica na boa causa em manter o museu.
      Sr Anônimo, se as pessoas continuarem essa demonização aos grupos que divergem na forma de pensar sejam politicos ,religiosos,ideológicos,vamos terminar em uma guerra civil,antes do julgar o contraditório ,um pouco de sensatez e respeito ameniza o debate.
      sem mais!

      Excluir
    5. Totiy

      Olha só quem fala em demonização...
      Antes de nos acusar disso seria bom que o sr. convencesse os seus companheiros de que isso não leva à nada, no que concordo parcialmente. Sim, parcialmente, pois, guerra civil no Brasil, acho meio difícil. Até porque o grupo predominante nesse partido só quer saber de grana e um conflito iria levar o país à ruína, matando seu sustento.

      Excluir
    6. "Esse governo do PT não tem cabimento!
      O povo brasileiro não merece essa corja imunda.
      Jorjao"

      Foi o sr que cortou a bola levantada,pro lado errado,por sinal...

      Excluir
    7. Outra coisa, sr. Totiy: Se isso aí é um problema que se arrasta por dez anos, culpa segundo você, pela lentidão do judiciário - e todos sabemos o porquê - o que o governo do seu partido fez nesses quase dez anos de mandato para resolver? Cadê a reforma do judiciário? E não venha me dizer que é por causa do legislativo, já que vcs sempre tiveram maioria e sempre aprovaram o lhes dessem na telha, mesmo que um mensalãozinho fosse necessário, hehehe!

      Excluir
    8. O sr está enganado a meu respeito sr. sou um homem com carteira de trabalho e tenho de fazer jus ao meu mensalão ,não sou petista!
      Nem o ACM conseguiu mexer no judiciário,porque o governo petralha conseguiria?
      O congresso é um retrato da nossa sociedade,quem pode pagar por educação,saúde e campanhas politicas,é representado na casa e lhe digo que há muita gente interessada em que a justiça nesse país não funcione ou funcione dessa maneira.

      Excluir
    9. Totiy
      Posso estar enganado, sim, porquê não? Mas numa coisa estou certo: você defende e vota nessa turma. Petista, pra mim, não precisa ser necessariamente um afiliado. Pode ser qualquer um que se alinhe com sua doutrina, até mesmo gente que trabalha honestamente, como vc, que deve ser o caso.

      PS) achei engraçado ler a palavra "petralha" num comentário seu.

      Excluir
    10. Só o PT trabalhou contra a Memória Brasileira? Vocês aí de cima nasceram em 2002

      João Paulo

      Excluir
    11. Os problemas da nossa administração publica vão alem do PT,lamentável que não enxerguem isso.

      Excluir
    12. Não, não foi só o PT. Mas que ele é outra porcaria(e das grandes) que só ferra com o país, isso sem dúvida.

      Excluir
    13. Exato, anônimo das 15:37

      João Paulo

      Excluir
    14. Mas claro que os problemas da administração pública vão além do PT! Ninguém aqui disse o contrário ou duvida disso. Ele apenas contribui para afundar mais um pouquinho as coisas. De quebra, terminou de matar com as esperanças de parte de um povo que acreditou nas palavras de um falso Messias. Um bando de canalhas passando a perna num bando de otários.

      Excluir
    15. então o sr concorda que é apenas preconceito contra a aparencia do "chefe da quadrilha" da sua formação e origem social,vejo aqui nos aeroportos em Sp ,os cometários das pesssoas de classe media que ficam incomodadas com a "gente diferenciada" que anda de avião tem ipads e iphones melhores que os deles,tomam 51 e falam alto porque estão frequentando os mesmos lugares que eles,outro dia estava conversando com um Lula durante o atraso do Voo ,era mestre de obras,eio do Ne, passou fome,comeu de marmita,ficou desempregado,quando cessaram as obras nos anos 90, montou uma empreiteira,depois virou construtora,contratou engenheiros e peoes,toca obras por esse Brasil afora,ele me conta que no sul as pessoas nem querem falar com ele por sua origem nordestina,mas acabam contratando a empresa dele pela fama da pontualidade,esse tipo de pessoa incomoda a tradicional classe media,porque ? gostaria de saber,há diversos Lulas por esse Brasil,na politica só há um.

      Excluir
    16. Totiy

      Não, não concordo, até porque falo apenas por mim. Quanto ao preconceito dos outros, desconheço qualquer coisa nesse sentido pois nunca alguém chegou em mim e, abertamente, mencionou algo à respeito e eu é que não vou ficar à fazer afirmações sobre coisas veladas. Sou do tipo que não fica reparando nos outros ou no que tem os outros. Cada um que cuide de sua vida e faça bom uso do que tem.
      No fim, quem comete uma leviandade é você, ao denominar de Lula um sujeito trabalhador e guerreiro, que subiu na vida no suor e, provavelmente, sem trapacear ninguém. O Lula da política é outro negócio...
      O busílis é outro. Eu não respeito é quem faz profissão de fé da própria ignorância, jactando-se da condição de não ter estudado - quando teve a oportunidade optou por não faze-lo. Eu não respeito é quem tenta passar por cima das leis e debulha com as instituições. Eu não respeito é quem pensa que o Brasil é um feudo e dele tenta se apossar, que passa por cima de quem quer que seja, basta que vá contra aquilo que objetiva. Nesse caso, sim, tenho profundo desprezo por esse tipo de gente.

      Excluir
    17. cara outro dia um hermano da filal da argentina me perguntou porque pegam no pé do sujeito,eu não soube reponder,me perguntou sobre o apagão eletrico com aumento de 30 % da tarifa, sobre as tres idas ao FMI, sobre a incerteza de se investir em mais uma unidade aqui,1998,sobre a produção no setor automotivo com mais de 3.5 milhões de unidades comercializadas anualmente contra 1.8 de 98.enfim qual é a broca com o "chefe da quadrilha"?

      Excluir
    18. A bronca tá explicada acima, se você não entendeu das duas, uma: ou é burro ou é má fé mesmo. Mas temo que seja por má fé já que não vê mal algum nisso tudo pois, no seu entendimento, o país vai muito melhor que antes quando se analisam certos indicadores. Apenas se esquece de mencionar em que situação estava o país nos anos 90 e início de 2000 e depois, quando Lula surfou na onda de prosperidade. E poderia estar melhor não fosse a incompetência em gerir e a roubalheira nos repasses de verbas. Parte da conta a Dilma já está começando a pagar. tudo questão de tempo, meu caro. A fatura, um dia, vence.

      Excluir
    19. Véi o que o cara me cobrou e acho que tem razão é que em termos de administrativos o país deu um salto e ele não entende porque tanto pau,a VW ia sair fora daqui porque não dava pra planejar nada há 12 anos atrás,como vc repondeu antes de eu perguntar, o sr que tem ma fé ,não sabe debater em termos civilizados,com fatos e não com ataques pessoais?

      Excluir
    20. A VW ia sair daqui, é? Você acreditava nisso? Só rindo mesmo...
      Olha totiy, já dei minha explicação, você não entendeu porque não quis e continua nessa ladainha, esse truque velho e caído da vitimização, o jogo predileto desses ratos que compõe o partido dos trabalhadores.
      Não se discute em termos civilizados com quem já tem uma ideia pré-concebida das coisas e usa de má fé acusando os outros daquilo que faz.
      E agora ficou claro para mim que, para você, os fins justificam os meios quando o assunto é a política adotada nesses últimos anos. Já te chamei de petralha numa ocasião, você não gostou mas é isso que você é. Infelizmente.
      Fim.

      Excluir
    21. cara vc tem memoria seletiva ,até o presidente da vw perdeu o emprego por essa besteira que ele iria fazer,não tem argumentos,parte pro xingamento,estou falando de administração publica e não de politica partidaria,estavamos devendo pro FMI ,não tinhamos reservas cambiais e ainda o sr fal que estavamos bem,aonde o sr estudou?

      Excluir
    22. O que acontece é isto: Em 1998, o povo não era ludibriado e os bancos nacionais não lucravam tanto, molhando a mão de Lulla e corja.

      Hoje a produção é grande, mas as pessoas têm dívidas eternas, coisa inexistente há 10 anos atrás.

      Os bancos agradecem - e o PT também..

      Excluir
    23. A atual oposição é muito ruim e ajuda ainda mais o PT a deitar e rolar. Como o PT é um partido virulento e rombudo, na oposição ele funciona direitinho, plantando notícias na imprensa e criando dossiês à torto e a direito, se bem que hoje, no governo, continua a fazer isso. O povão besta compra a conversa fiada desses vigaristas e as mentiras viram verdade, sendo a maior delas essa conversa de que a dívida externa foi paga.

      Excluir
    24. é claro que não foi paga vivemos com o pires na mão ,e tutelados pelo FMI,clube de Paris e banco mundial, os quase 400 bilhões de doláres de reservas internacionais são para abastecer o mensalão.
      Cadeia para os Petistas! já

      Excluir
    25. Falou o ufanista.

      Excluir
    26. replicou o preconceituoso e ignorante...

      Excluir
    27. totiy tão certo quanto a VW não ia sair daqui é que a nova classe média terá seus preconceitos tanto quanto outras classes e é capaz de ter ainda mais pela falta de estudo e a necessidade de mostrar progresso social através de consumo exagerado e exibicionismo. Hoje eles sofrem preconceito ou "preconceito" ao ficar mostrando o sonzão novo ou o celular novo no aeroporto, amanha serão os que irão fazer graça com imigrantes que vão passar a fazer parte da classe média, afinal não são da mesma cultura e raça que eles e se não tiverem o tenis da moda e forem tão consumistas e exibicionistas quanto serão zombados

      Como disseram a fatura um dia vence, pro PT a Dilma já está começando a pagar as prestações por anos de corrupção e desenvolvimento feito em cima de consumo e pra nova classe média que reclama dos outros acharem ridiculo a necessidade de ficar se mostrando (e também daqueles que são invejosos) logo vão se revelar também

      Excluir
    28. quem trabalhou com planos economicos datados foi a equipe do Gustavo Franco, sr, mantiveram a moeda artificialmente valorizada ,ganharam a eleição desvalorizaram a moeda e quem tinha comprado um veiculo financiado viu a divida triplicar sem o patrimonio valorizar,hoje a economia do País não é tão volatil quanto há tempos atrás (não suportou as crises russsas ,mexicana,argentina e asiatica) em 2008 o mundo connheceu uma crise sem precedentes que ainda não conseguiu sair dela e seguimos em pé, me dá arrepios se os tukanos estivessem conduzindo nossa economia ,já que a receita deles é choque fiscal + arrocho monetário +corte de investimento público,
      o Brasil passa por um momento de mudança econômica histórico ,o mundo já percebeu alguns empresários já perceberam,os desfavorecidos já perceberam, só parte da nossa imprensa e da antiga classe media insistem em não olhar os novos tempos...
      P.S. essa convesa de corrupção vem desde os tempos do Vargas,passou por Juscelino,elegeu Janio derrubou Jango enfim basta governos progressistas entrarem no poder esse papo volta
      imprensa

      Excluir
    29. totiy e você é burro, muito burro. Mas deixa pra lá, perda de tempo discutir com petralha.

      Excluir
    30. posso até ser burro mas perto do sr e do seu vocabulário xulo ,posso me considerar um intelectual brilhante ,em nenhum momento me utilizo de desqualificar o sr e nem parti para ofensas pessoais ´para manifestar meu ponto de vista ,nenhum fato nenhum argumento apenas,desprezo por fatos já histódicos e ofensa pessoal,ainda bem que não estamos no boteco se NONIO.

      Excluir
  11. No exterior a maioria dos museus tem entrada paga, podem ver os museus da Porsche, BMW e Mercedes, por exemplo, que custam míseros 9 Euros o ingresso, se aqui custasse R$ 10 o ingresso, ainda está melhor que uma ida ao cinema..

    Ê paísinho..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aléssio Marinho20/09/12 14:57

      A entrada no MAB custa R$ 10,00.

      Excluir
  12. Triste? Sim! Surpreendente? Nem um pouco.
    Espero sorte aos automóveis e ao acervo, e que se não ficarem por aqui, que tenham bons lares lá fora, em países sérios.
    E não vamos nos esquecer de que nem sempre tudo termina tão mal assim, basta ver a história do Museu da ULBRA com relação ao Dart Sumatra do Mario Cezar, que no final teve um final feliz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não sabia disso. Então o Dart do Buzian era do acervo?

      Excluir
    2. Sim, lembro que acompanhei os relatos da história em 2010 (a história do arremate foi bem intensa, inclusive - publicada no blog carros inuteis).

      http://parachoquescromados.wordpress.com/2010/09/09/dart-sumatra/

      No link acima tem uma versão bem resumida da história.

      Excluir
  13. Assinei a lista. Espero que não tenha o mesmo fim do museu da ULBRA, como lembrou o CSS. Lamentável!
    Será que sstamos mesmo fadados a ser um país sem memória?
    Custa-me acreditar. Ainda mais sendo ano de eleição.

    Pior é que ainda não vi nada nos programas de televisão nem nas revistas semanais ou mesmo grandes jornais, estes veículos de grande alcance têm interesse definido.

    ResponderExcluir
  14. Por falar em exportação do acervo, outro dia vi algumas fotos de Kombis sendo colocadas em contêineres. Dizem que VWs a ar valem uma boa grana no exterior. Quanto será que pagam por um Fusca ou Kombi originais da década de sessenta ?

    ResponderExcluir
  15. No país do carnezão em 60x sem entrada carro "velho" é como cueca furada e meia-calça rasgada, vai pro lixo. Pra essa macacada é perda de tempo e dinheiro jogado fora investir nisso, quem dirá, então, se dar ao trabalho de ir à um lugar pra ver "carro velho".
    O Brasil é um país composto predominantemente de gente ignorante e obtusa. Um povo que não lê por vagabundagem, onde muitos são verdadeiros analfabetos funcionais mesmo com diploma universitário.
    E é exatamente por isso que essa raça de canalhas prospera na política brasileira. País de povo burro, estúpido e inculto é o ambiente certo para esses vagabundos se criarem.

    ACORDA, BRASIL!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também com o nível das faculdades que essa grande maioria frequenta, só pode dar nisso mesmo. Por falar em cultura, ou melhor, na falta dela, a área de comentários deste blog é um excelente exemplo. O editor, ao invés de pedir ao AUTOentusiasta que se identifique, deveria pedir a este que escreva corretamente.

      Excluir
    2. Falando em faculdades, quando pensei que nada pudesse ser pior que o Reuni, resolvem aprovar as cotas. Agora além de burros também estamos formando gente baseado na cor da pele, o mérito que se dane. Esqueceram que as faculdades existem para produzir conhecimento, não para corrigir problemas sociais.

      Excluir
  16. aqui em sao paulo tem outras bizarrices, a pinacoteca, um monte de porta velha, quadros chatos, gente chata e predio chato, o mais legal é o museu do bonde, lá vc fica avontade e ninguém torra sua paciencia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo contigo anônimo, museu é uma coisa chata demais!

      Excluir
    2. O problema é que há um excesso de museus ligados à coisas sobre literatura, pintura e "arte" em geral e falta de museus sobre outras coisas. Não é incomum aqui no Brasil reformarem uma igreja ou uma estação de trem pra colocarem meia dúzia de quadros.

      João Paulo

      Excluir
    3. a pinacoteca só tem exposição de ativistas do molusco, portas velhas e quadros... um boneco com pintinho e cameras no pintinho!!!!!! acreditem... e tem outra coisa.. se falar alto e fazer cera é bronca na certa... fui lá e vi, minha namorada quase bateu em mim, eles vão montar o museu do molusco na cracolandia e vão gastar milhoes.. pesquizem, espalhem isso, não vamos ter futuro sem passado.... esses carros vao sumir...

      Excluir
    4. deviamos interrar um antigo como protesto... hehehehe

      Excluir
  17. Nessas horas sinto vergonha de ser funcionário público, onde a burocracia e o papel são finalidades em si mesmos. Fechar um museu pra abrigar papel, numa época em que se fala tanto em modernização/celeridade/digitalização e o escambau é o cúmulo do absrudo. Remete ao tempo da Ditadura Militar, com seus órgãos cinzentos de chão de taco, cadeiras velhas de madeira, máquinas de escrever desreguladas e arquivos de aço enferrujados. Cenário ainda presetene em algumas repartições. Lamentável!

    João Paulo

    ResponderExcluir
  18. Vamos fazer uma vaquinha e comprar uns pen-drives pra esse pessoal digitalizar e guardar documentos velhos.
    Estão parecendo a Nina, da novela, coitada. Deve ter jogado o cartão de mem´ria fora depois de revelar as fotos. Se lascou.
    Êita, Brasilzão véio de guerra!

    ResponderExcluir
  19. #MUSEU LACRADO

    09:30 da manhã desta quinta-feira o Museu Nacional do Automóvel foi lacrado pela Secretaria de Patrimônio da União (SPU).

    Essa notícia (do Facebook do Museu) me deixou entristecido. Conheço o Nasser e a sua luta em prol do antigomobilismo no Brasil.

    ResponderExcluir
  20. Aléssio Marinho20/09/12 15:52

    Uma pena.

    Visitei o MAB a 3 meses quando fui visitar a família. Levei meu filho e um sobrinho.
    Aquele foi um sábado muito legal.
    Como consolo, tirei muitas fotos do acervo, especialmente das Alfas.

    Lamento.



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aléssio

      Sinto dizer que eu não fui. E poderia ter ido, oportunidades não faltaram. Da última vez, no natal e fim de ano que passaram, não deu pra ir por culpa da minha mulher, que ficou inventando história e eu me danei nessa.

      Ela não sabe a surra que a espera, hoje à noite, quando eu chegar em casa.

      Brincadeiras à parte(bater na mulher, nunca!) é uma lástima o que aconteceu com esse museu. Temo pelo futuro desses carros.

      Excluir
  21. Marta ministra da cultura... por aí se vê a seriedade com que o assunto é tratado.

    McQueen

    ResponderExcluir
  22. Bob, eis que estávamos perguntando se caberia ação do Ministério Público em relação à redução de velocidade nas vias paulistanas, ao que o senhor andou cogitando. Pelo visto, outras pessoas (se perigar até algum promotor que tenha tomado multa em via com velocidade irrealmente baixa) tiveram essa ideia. Seguem links da notícia:

    http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2012/09/mp-investiga-reducao-no-limite-de-velocidade-em-ruas-de-sp-pela-cet.html

    http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2012/09/apos-inquerito-do-mp-cet-diz-que-limite-de-60-kmh-reduziu-acidentes.html

    Diz a CET que o número de acidentes caiu por causa da redução, mas é preciso ver se isso não se deveu a outros fatores que não 10 km/h a menos de velocidade máxima em uma via, pois não me parece que um veículo mais antigo em bom estado, mesmo que seja um caminhão, freie até a imobilidade em espaço substancialmente maior que aquele conseguido em velocidade 10 km/h maior. Está na hora de o senhor fazer uma postagem no Autoentusiastas a esse respeito e até mesmo contatar o MP para passar os dados que possui a respeito dessa história, ainda mais que há em seus dados o abalizamento de alguém que conhece carros e vias. Fale daquele lance de 85 percentil e da velocidade natural que toda via possui, por exemplo.

    ResponderExcluir
  23. Museu é coisa de velho? Se você chegar a ser velho, coisa que duvido muito, terá uma visão mais realista das coisas e sentirá vergonha dessa asneira que postou, um autêntico estado de burrice.

    ResponderExcluir
  24. Srs: se o museu não cobra, deveria cobrar.No mundo inteiro se cobra por muito menos. Como mantê-lo? Se o Bob falou do Lula, ferrou. Vão fechar o museu. Gostamos do museu? Vamos comprar um lugar e colocá-lo. Somos milhares, senão milhões de autoentusiastas. Será que não podemos fazer nada? MAC

    ResponderExcluir
  25. Pois é Nasser, não pagou a propina dos "cumpanheiros", é isso aí. Será que vão abrir o arquivo morto para a visitação pública?

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.