KA V-8


video

Meses de estudos e trabalho. Despesas, nem vale a pena somar. Uma paixão não tem preço. A ideia era fazer mais do que um pocket rocket. Um carro único, inspirado em uma conversão que não sai da minha cabeça, o Focus RS8 (Focus Mk1 com motor V-8 e tração traseira). A divisão de performance Ford Racing Performance Parts (FRPP) preparou essa conversão para o salão SEMA de 2003 (mais detalhes em http://www.ford-v8-focus.com/).
O que eu tinha em mãos era um pequeno Ka e o AG, inestimável consultor em assuntos relacionados a motores V-8. Ele sempre diz que, com o kit 3M, tudo é possível. 3M não é a famosa empresa, mas o somatório de Marreta+Maçarico+Machado. Ou, sendo menos sutil, não há combinação de carro com V-8 que um pote de KY não resolva!
Bom, ideia na cabeça, peças básicas à mão (um Ka, um V-8 e o kit 3M) e os trabalhos começaram. Não vou entrar em muitos detalhes, mas esta foto dá uma boa idéia da trabalheira que foi:
Claro, alguns reforços aqui e ali seriam necessários em nome da segurança. Depois veio todo o trabalho de reforçar o que não era compatível com o novo motor, como freios, suspensão... CHEGA! Desculpe, leitores, não consigo ir além dessas poucas linhas nesta brincadeira. Bem que gostaria que o Ka V-8 fosse verdade, mas o único equipamento instalado foi um transmissor de rádio que emula o som de um motor V-8 através dos pulsos do alternador, que faz ele deduzir a rotação do motor.
Foi desenvolvido por uma empresa sueca (http://www.soundracer.se/) e é facilmente encontrado no ebay por cerca de 35 dólares. É uma besteira sem tamanho, claro, mas a vida não pode ser totalmente séria, certo? O aparelhinho parece uma manopla de câmbio com acabamento simulando fibra de carbono. Digita-se uma frequência FM que não seja usada por nenhuma rádio e sintoniza-se o rádio do carro nessa estação virtual. Ao ligar, uma pequena acelerada até 2.000/3.000 rpm pro aparelhinho "encontrar" os pulsos do alternador. Tem versões V-8 e V-10!
No Ka funcionou até melhor do que eu esperava. Em um Civic, praticamente nada. Talvez o alternador desse carro não suje tanto a corrente elétrica que permita que o Soundracer detecte. Em uso normal, com carga (gravei os vídeos parado na garagem), o som é mais interessante, pois a subida de giros é mais lenta e ele consegue até entender as reduzidas. Sofre muita interferência de fios da rede elétrica e outras poluições eletromagnéticas que temos em São Paulo.
Mas... é divertido! Um ótimo presente para aquele amigo que anda de carro mil mas JURA que deu pau em Golf, ou algo assim...
video
Abraços,
MM

23 comentários :

  1. um gol 1.0 16v contra um golf 1.6 dá uma briga boa.... a diferença d desempenho ñ é mto grande, daí o resultado varia d piloto em piloto...

    Leandro Silveira

    ResponderExcluir
  2. Leandro Silveira19/04/10 11:47

    segundo a vw, o gol d 76 cv, acelera d 0 a 100km/h em 13,7s...

    mais rápido q o golf q acelera d o a 100 em 14,2s, d acordo com o teste da 4R http://quatrorodas.abril.com.br/carros/testes/conteudo_232700.shtml

    ResponderExcluir
  3. Nico acima da lei19/04/10 11:50

    malditos apzeiros! Vai soldar o tunel do teu gol caixa, ou então vai trocar o óleo do teu gol g5 pra não fundir o motor!

    ResponderExcluir
  4. Existem dois Ka com motor de Mondeo 2 litros. Um é branco e preparado para corrida tendo participado de algumas provas com 500 km e do força livre.
    O outro é preto e com turbo, mas é feito para andar na rua.
    A adaptação é bem fácil, nem o câmbio precisa trocar. Deve ser melhor que esse aparelhinho.

    ResponderExcluir
  5. hauhauhauhauahuahua eu quase acreditei, mas estava achando estranho colocar um motorzão daqueles no cofre. Acho que seria mais prudente colocá-lo sobre o eixo traseiro.. até para conseguir uma boa distribuição de peso.

    ResponderExcluir
  6. Não precisa ser carro mil pra andar na frente de golf 1.6, basta uma bicicleta e um pouco de condicionamento físico.

    ResponderExcluir
  7. Um Ka com um V8 traseiro seria muito interessante. Lembrei do Golf w650 com um W12 de 650 cv na traseira =D
    Apesar da paixão dos APzeiros e blá, blá, blá... eu fico muito satisfeito com meu palio 1.6 16v (motor torque ante-step) e seus 106cv (faço questão de cada um deles) com ~950 kilos. Arrancar em 9.5 de 0 a 100 e deixar carro grande falando sozinho não tem preço!

    ResponderExcluir
  8. Ontem correu em Tarumã esse Ka demoníaco na prova de Endurance (alguém tem informações?):

    http://2.bp.blogspot.com/_GEnr8RSfvZM/S8oraTjkJwI/AAAAAAAAKwc/qoXwvVWOqcA/s1600/Endurance_45.jpg

    ResponderExcluir
  9. Mister Fórmula Finesse19/04/10 13:36

    Leandro: se acreditar nos números de aceleração da 4 Rodas e - pior - levar em conta os números da própria volks, verá que é possível comparar Nissan 350Z com Punto T-jet....

    Um Ka com motor V8 seria algo muito interessante de ver, esse apetrecho de mudar a "voz" do motor parece com aquela do sujeito que exibe na carteira capa de guarda chuva como se fosse camisinha, mas na hora do vamos ver!!...mas não deixa de ser divertido.

    ResponderExcluir
  10. Leandro Silveira19/04/10 13:54

    Mister Fórmula Finesse (só agora q reparei q é FINESSE, ates eu lia FITNESS..rsrs), os nº da vw estão pelo menos bem próimos do real tenho um gol 16v, já fiz umz averiguação, ele faz em menos d 15s o 0-100...

    no mínimo, consigo acompanhar sem problemas um golf 1.6, tanto q o primeiro comentário (postado como anônimo, mas 'assinei' embaixo) fiz baseado em minhas experiências pessoais. Só dpois conferi os numeros d testes. o golf 1.6 tem algo como 100cv e pesa mais d 1200kg. o meu gol é o d 76cv e pesa menos d 1000kg, além d ter marchas bem curtas, então ele ganha velocidade bem rápido (em se tratando d um carro 1.0)

    ResponderExcluir
  11. pra usar junto com essa tranqueira, aquele espirro de turbo eletrônico!
    a alegria da galera da favela que anda de chevete!!

    ResponderExcluir
  12. Italo,
    Acredito que esse Ka do Rio Grande seja outro.
    O de corrida que está em Sampa é o piloto e preparador Roberto "Coruja" Amaral e está com ele.
    O carro é absolutamente brutal, tem dois Webers duplos e ao se sair da Junção e entrar na subida do Box parece um foguete e o piloto precisa trabalhar para mantê-lo na subida.

    ResponderExcluir
  13. Mister Fórmula Finesse19/04/10 15:10

    Leandro: Fitness???....só se meu nome fosse Ramón!!!

    O nick é apenas uma homenagem ao grande Jackie e sua escola de condução.

    Já tive Golf 1.6 e também Gol 1.0 16V, é verdade que o gol não perde tanto e é bem expedito para um mero um litro. Para sair da inércia com um Golf 1.6 é preciso mesmo carregar um pouco nos pedais e o pulo inicial - pelo conjunto suspensão e carroceria mais filtrada - é realmente inferior em impressão em relação ao leve gol multiválvulas que arranca com mais galhardia mas logo cai em si e reconhece suas limitações atléticas com o motor produzindo muito barulho, calor e exigindo muito envolvimento, mas não devolvendo na prática um desempenho comparável com a suavidade que o golf entrega depois de embalar.

    Não sou adepto das arrancadas, na verdade prefiro fortes retomadas lineares e a manutenção da velocidade em saídas de curvas que foram planejadas e tomadas com a máxima de técnica e empenho disponível no momento, mas mesmo assim sempre questiono números como os da QR que o fazem sendo excessivamente cautelosos com o motor, não explorando ao máximo as possibilidades do carro.

    ResponderExcluir
  14. De longe, o pior post deste blog!

    ResponderExcluir
  15. Zullino: acho que é o próprio, os pilotos são Rodrigo Gonçalves/Fabricio Colla e esse carro corre pelo Brasileiro.

    Tem uma foto das entranhas do bicho aqui, bem como os demais que participaram. Ganhou o filho do Serra com a F430.

    http://www.automobilismogaucho.com.br/newversion/cms/galeria_imagens/index.php/1a-Etapa-Brasileiro-Endurance-2010

    ResponderExcluir
  16. Finesse,

    não acredito que os números da QR sejam melhores ou piores que os das outras revistas. Pode reparar que eles guardam uma certa semelhança entre si. Os que são descarados, e aí sim eu concordo, são os de fábrica. Mas o fato é que os milzinhos estão cada vez mais espertos e, se bem tocados, andam muito bem. Dirigi um dia desses um celta VHCE e, aliado ao seu bom comportamento dinamico, o carrinho anda sim junto de outros com motores maiores.

    ResponderExcluir
  17. Ìtalo,
    Não é o mesmo não, chequei com o Coruja e o carro ainda está com ele.

    ResponderExcluir
  18. Leeandro Silveira19/04/10 23:12

    Mister Fórmula Finesse,

    Me desculpe pela embromação, desconfio q tenha me 'confundido' pq aqui na minha cidade tinha uma academia chamada formula fitness (ou algo do tipo), daí no afobamento d ler os comentários eu seeeempre acabo pulando os nomes dos autores ou lendo meio por cima, e meu cérebro criou essa associação 'meio' bizarra... rsrs

    entende?!?

    ResponderExcluir
  19. Mister Fórmula Finesse20/04/10 08:36

    Certo Leandro.... e sobre os carros, os milzinhos de hoje em dia estão plenamente aptos a andarem razoavelmente bem sem incomodar ou causar transtornos nas estradas, é uma questão de tocada realmente.

    Anos atrás, no ínicio da era "mil", a coisa era periclitante com escort hobby, gol 1000 AE, Chevy Júnior e outras tartarugas reumáticas, mas a indústria amadureceu e evouluiu esse tipo de motor a um patamar nunca visto em relação as outras cilindradas dos nacionais.

    As revistas (a autoesporte então...), são muito conservadoras nas acelerações, tirando o pé nas trocas de marchas e respeitando religiosamente a faixa de giros de potência máxima, conserva o conjunto, mas se a intenção é obter o máximo desempenho possível...(A motor 3 inclusive respondeu uma carta exatamente sobre essas dissonâncias em relação aos seus números e as das outras publicações)

    ResponderExcluir
  20. A encrenca de um mil (qualquer deles) é a retomada. Por melhor que seja o condutor (não dá para dizer piloto né?) não se faz milagres com um motor de fábrica . Enfim afora esse "pequeno" detalhe, os milzim, acompanham bem o transito . O da chefa (2008, Fiesta, a 4.200 rpm, 5. marcha, mantém 120 sem problemas. Mas vou dizer uma coisa; se dar ao trabalho de instalar essa traquitana para enganar incautos é o cúmulo da falta do que fazer.

    ResponderExcluir
  21. Broxei...

    Comecei a ler o post imaginando o tamanho da encrenca em que o AG se meteu pra enfiar um V8 no cofrinho do Ka, e questionando mentalmente se um V6 não seria menos trabalhoso devido o tamanho...

    Fala sério!!!!

    AB

    ResponderExcluir
  22. Para os que ficaram curiosos, a foto do interior do Ka é de fato de um Ka (foto invertida, era de um RHD), que foi adaptado pra receber um motor Cosworth Turbo, tração traseira, etc.

    O brinquedo aqui mostrado é uma grande besteira, como comentei, mas pode ser algo importante com os silenciosos carros elétricos. Não com som de V8 de marcha lenta irregular, claro, mas será um problema no futuro a se resolver.

    Vou anotar a sugestão de um post sobre a performance dos 1.0 atuais versus versões com motores maiores. Já vi que o assunto interessa.

    Abraço,

    MM

    ResponderExcluir
  23. Já tive um gol 1.0 16v como acima citado e com certa frequência ia pras imediações da cidade acompanhado de uns colegas aos finais de semana.

    Posso dizer que o golf 1.6 que ia conosco nunca andava na frente tanto em acelerações nem em retomada, e o resultado se repetia em relação ao celta vhc e mesmo ao uno fire flex que foi uma vez. A diferença é que o uno não tinha fôlego depois dos 120, mas era o que mais deixava o golf no chinelo nas retomadas em baixa.

    A piada era pro dono do golf deixar suas sacolas nos 1.0 pra ver se assim balanceava o peso pra poder andar junto.

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.