VERSÃO FANTASMA

Tabela - revista 4 Rodas maio 1987


Em épocas de instabilidade econômica e inflação alta, os preços eram reajustados a toda hora e os índices de aumentos mostravam números absurdos em relação ao que estamos acostumados hoje em dia. No caso de planos econômicos que visavam aplacar a inflação, os preços eram mantidos estáveis artificialmente, mas quando o plano naufragava, a inflação voltava com mais força ainda.

Nessa época de preços descontrolados, uma curiosidade, a VW, provavelmente no intuito de se proteger de congelamentos, lançou o Gol C. Lançou no papel, pois nunca vi um único exemplar. Na tabela acima, que mostra os aumentos que os carros sofreram, ele aparece com um preço mais alto que o Gol CL, apesar da sigla sugerir um carro ainda mais simples.

Se não me falha a memória, constava nas tabelas de preços da época outros modelos VW com a mesma sigla, inclusive um Santana C. Ao que me consta, nunca existiram realmente. Alguém já viu um desses algum dia?

AC

49 comentários :

  1. Alexandre;

    Eu já vi. Existiu sim! Eles eram muito basicos e eram quase um "Gol Furgao com janelas". Tinha um perto da casa dos meus pais e aquele carro chamava a atençao por ser basico demais para ser um CL 87...Tinha meus 10 ou 11 anos e sempre via aquele carro que faltava o "L" para formar "CL". Depois descobri que era Gol C mesmo.

    Alias a VW é craque em fazer carros "fantasmas". Alguém já viu Gol Special G-II com motor 1,6L? Um amigo meu tinha um!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem um special g2 a venda no ML: http://carro.mercadolivre.com.br/MLB-237211284-gol-16-8v-completo-_JM

      Excluir
  2. Jair Antunes de Souza19/03/11 17:17

    Nessa época, meu irmão era um pirralho de 6 anos, mas já conhecia carros e suas siglas. Em sua ingenuidade infantil ele me falava que Gol BX era feito de "Bosta e Xixi"!

    O moleque já entendia das coisas que a VW fazia (e ainda faz) por aqui...

    ResponderExcluir
  3. Esse modelo é realmente muito simples e difífil de se encontrar. Na verdade, conheço apenas um Gol C 1987 que é do meu irmão, quando ele comprou o carro demorei muito tempo para assimilar que não havia nenhula letra após o C no emblema traseiro.

    ResponderExcluir
  4. Daniel e Nathan,

    Compatilhava da mesma ideia do Alexandre, achava que existiram só na tabela, nunca vi ou soube da existência real de um Gol C. Quanto ao Gol Special G2 de 1,6l tinha um amigo que teve também, mas são raros.

    ResponderExcluir
  5. Tipo Polo Classic 1.0. Bem raro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Polo Classic 1.0 só vi uns 5, e 1 deles tinha até teto-solar (nesse caso já não tenho certeza se era original ou adaptado).

      Excluir
  6. Meu vizinho tinha um... era muito mais simples que o CL, nem encosto de cabeça nos bancos dianteiros ele tinha.

    Fernando

    ResponderExcluir
  7. O gol c já vi alguns e gol g2 1.6cht só de frotas para aluguel

    ResponderExcluir
  8. Lembro-me de uma vez ter visto uma Parati C, com o logotipo de uma autarquia na porta (Secretaria de alguma coisa), acho que só frotas governamentais compraram.

    ResponderExcluir
  9. O Gol C que tinha perto de casa era bege vime. Não me lembro se tinha ou não encosto nos bancos dianteiros (acho que tinha) mas o que é vivo na minha memória era o fato de que os cintos de segurança eram comuns, de 3 pontos mas sem ser retrateis.

    Era interessante o carro. Como eu escrevi, era quase um Gol Furgão com janelas.

    ResponderExcluir
  10. inclusive os das primeira "leva" parece que ainda saiam com o motor a ar.

    ResponderExcluir
  11. Sobre o Gol C vale lembrar que seu cambio era 4 marchas! Era muito dificil sair a venda, era mais direcionado a frotas, né?

    Sobre o Gol Special 1.6, assim como o a alcool, era só sob encomenda!

    ResponderExcluir
  12. acho q o special 1.6 G2 só saiu em 2005 último ano d fabricação dos G2 e G3

    ResponderExcluir
  13. Ví hoje uma Saveiro nova, versão Tropper, com motor 2.0! ]}(pelo menos, estava com o emblema) Será que voltaram à produzir? Só havia 1.6....
    MH

    ResponderExcluir
  14. Lembro sim. Até o motor era opcional.

    ResponderExcluir
  15. Sim, cheguei a ver alguns. A Telebrasília tinha muitos desses, pintados de branco e marrom. Faziam par com os furgão.
    Isso me leva a pensar: quando nosso mercado era fechado, e que se vendia pouco mais de 900 mil carros/ano, o consumidor tinha mais versões e opções disponíveis. O mercado triplicou em 20 anos e hoje temos no maximo 2 opções de motor e 2 de acabamento.

    Agora um carrinho raro (coisas da autolatina) é o Escort Hobby 1.6 93 com motor AP. A única coisa que o diferenciava do CHT era a cor das lentes dos piscas. Amarelos no AP e cristal no CHT. Se o CHT anda muito, imagina o ap.
    Esse é um carrinho que queria ter na minha garagem, pra fazer companhia ao meu Uno Cabriolet.

    ResponderExcluir
  16. Interessante, também não sabia da existência dessa versão na linha Gol. Acredito que preço mais alto que o da versão CL possa explicar a sua raridade.

    Sobre o Special 1,6l, não eram exclusivos para frotistas, mas foram fabricados apenas na linha 2003 (modelos 02/03 e 03/03).

    Nessa fase, o Gol Special tinha duas versões: a Basic, com motor 1,0l e a Free, com motor 1,6l.

    Abs

    ResponderExcluir
  17. Não me recordo de ter visto este modelo, mas se o CL já era uma porcaria, imagino este treco. Estepe, bancos e pedais eram opcionais.
    Este negócio de ter n versões num carro é um horror; carro tem que ter, no máximo, duas versões. As montadoras enfiam estes modelos no mercado e daqui alguns anos está tudo na mão da moçada que compra carro em 300 parcelas.

    ResponderExcluir
  18. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  19. O gol C encalhou bonito nas revendas. Houve uma reportagem da Veja mencionando que ele era dado de brinde(!) para quem comprasse um Santana. Ao que parece, nem os frotistas interessaram-se, talvez por serem muito mais pelados e um pouco mais caros que o CL.
    Já a Parati C, não sei o que voi feito com a maioria, mas umas poucas acabavam nas mãos dos "tuneiros" da época, que iam equipando o carro com peças de sucata (coisa possível numa época em que os carros mudavam pouco com o passar do tempo). Do Santana C, nunca tinha ouvido falar. Certeza que existiu?

    ResponderExcluir
  20. A irmã de um amigo meu tinha um Gol C bege 92. Tinha a padronagem do banco igual da Kombi. Tinha encosto de cabeça sim. Não tinha retribuais do lado direito nem termômetro. Ela comprou 0km e foi tirado pela empresa do pai deles. Acho que era destinado a frotas mesmo.

    Special 1.6 cheguei a vender um, só saiam a álcool. Na verdade, em 2002 a VW não produziu 1.6 a gasolina, quem quisesse teria que comprar um 1.8.

    Polo Classic 1.0 16V nunca foi vendido em concessionárias, por isso é rarissimo. Foi montado para servir de testes e depois foram vendido à funcionários da fabrica. Em 2003 a VW repetiu a burrada e fabricou durante uns 3 meses Polo hatch 1.0 16V. Ibiza 1.0 ate que vendeu bem por aqu em Recife.

    Escort Hobby 1.6 era CHT e não AP, e só tinham a álcool.

    20/03/11 10:54

    ResponderExcluir
  21. *retrovisor do lado direito. Esse dicionário do iPad as vezes enlouquece

    ResponderExcluir
  22. Já Gol, Parati e Santana C. Todos da cor bege (café com leite bem claro) e com toda a certeza o Santana era o mais deprimente, pois um carro daquele não merecia virar um pé de boi, com parassóis fixos, retrovisor sem regulagem, volante não espumado e falta de acabamento no porta malas, entre outras pobrezas. O Gol e a Parati deixavam ver a cor da lataria nas portas, assim como o Uno por não ter um acabamento para portegê-las.

    Tentativa de carro popular barato #fail

    ResponderExcluir
  23. Francisco V.G.20/03/11 12:46

    AC
    Já vi, sim. Parati "C" como viatura da polícia civil-SP.

    ResponderExcluir
  24. Legal saber que de fato existiram, pois nunca vi um, e sou bastante observador no que diz respeito a carros. Gol BX a ar, com forração igual de Kombi, sem luz de ré, eram comuns (tive um), mas o tal do Gol (Parati, Santana) C são moscas brancas mesmo.

    Escort Hobby 1.6 é bem raro, mas nunca soube de usarem AP. O Escort std (da primeira versão,sem sigla alguma) também era raro, e usava motor 1.3.

    Opala 4 cilindros automatic4 é raro mas já vi um (e uma Caravan). Agora, Opala 3 marchas de 85 pra frente, apesar de constar no manual do proprietário, eu nunca vi.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opala 4 cilindros com câmbio automático era mais direcionado a deficientes físicos, em função da antiga limitação pela potência para dar direito às isenções de IPI e ICMS.

      Excluir
  25. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  26. Alexandre;

    Podiamos fazer um levantamento das "moscas brancas" da industria automobilistica.

    O Opala 3 amrchas pós 85, só ouvi falar em caravans ambulância que saia com esta configuração.

    Escort Std (entre 83 e 86) me lembro de varios parentes que tiveram o referido carro, mas esses carros simplesmente desapareceram tal qual o Fusca pé de boi: Seus proprietários equipavam-o separadamente, colocando borracha nas portas, calotas, etc. deixando-o parecido com o Escort L, de maneira que ficaram "descaracterizados".


    Quanto ao Gol BX era (e ainda é) bastante comum e ainda se encontram alguns em bom estado e seus donos não vendem nem sob pressão!!! Aqui na cidade onde moro tem dois nessa situação. Os donos trocam de carro todo ano mas o BX continua firme e forte na garagem.

    ResponderExcluir
  27. Artigo sobre o Polo Classic e uma foto do motor 1.0 e 16 valvulas

    http://www.volkspage.net/artigos/24/2.php

    ResponderExcluir
  28. Rodrigo Abreu20/03/11 17:09

    As "Quantuns" da Policia Rodoviária Federal (alguem lembra) eram "C", brancas por dentro... vi no documento de uma oferecida em leilao de renovação de frota...

    ResponderExcluir
  29. Pela tabela acima Gol C é mais caro que o CL, como isso é possível, se o C é o mais simples?

    ResponderExcluir
  30. Vamos lá:

    1- Havia o Gol C sim, e havia dois códigos distintos para os CL ( SNME "3013" e "3016") no mais simples (estou falando do CL mesmo) havia até (como no furgão 4 marchas e no C ) "quebra-ventos fixos".

    2- Eram opcionais (no C e no CL do código mais básico) os encostos de cabeça, tampa do porta luvas e saídas laterais de vento no painel). Inexistiam no Furgão e vinham no CL de código "melhorzinho".

    3- Estepe atrás do banco no furgão(e ausência de bandeja no assoalho traseiro, o que me deu alguns trabalho, pois adaptei vários comprados em leilão para uso "normal").

    O "C" só havia (de fábrica) branco ou num tom de bege idêntico às Kombis. Podia (assim como era o furgão) ter banco em Napa (ou courvim como alguns chamam).

    Santana C havia na frota da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, bem como Parati C. Quantum era mencionada na 4rodas na época, mas nunca vi.

    Abraços .
    Umberto.

    ResponderExcluir
  31. Já vi sim. Acho que em 87 ou 88. O Gol C era parecido com o BX, só que com a frente do Gol CL 87, motor "a água" e só.

    ResponderExcluir
  32. Qual era a intenção desses carros "C"?
    Eu só consigo imaginar que seja assim, em caso de congelamento a VW podia fazer os CL como se fossem C e assim driblar o congelamento?

    Algo interessante, mas pelo visto a VW fazia C de verdade, mais pobres que o CL, então...

    Coisas que só a super inflação fazem por vc...

    ResponderExcluir
  33. Anonimo 10:54

    Esse Hobby 1.6 AP existiu sim. Descobri-o 1 mês depois que comprei o meu primeiro Hobby 1.6 CHT em 96.
    Como disse: vinham com as lentes dos piscas laranja, contra o cristal usado no CHT, e a faixa cinza embaixo do borração lateral usado em todos os 1.6. E mais um detalhe: O emblema traseiro do AP era ESCORT 1.6 HOBBY, e o CHT não fazia menção a motorização.
    Mais mosca branca que isso impossível.

    ResponderExcluir
  34. Algumas unidades do Gol C e Parati C existiram e foram produzidas na cor branca e posteriormente destinadas a frotistas. Até o difusor lateral de ar do painel era fechado por uma tampa, para reduzir custo. No centro da roda aquele "copinho" preto, para cobrir somente o cubo.
    Essa manobra permitiu afirmar para o governo que o Gol S transformou-se no Gol C, o LS virou CL - com o mesmo preço - e portanto o GL agora era uma versão top nova, portanto muito mais cara.
    Na verdade, o GL tinha exatamente o mesmo nível de equipamentos que o LS...

    ResponderExcluir
  35. Anônimo 20/03/11 10:57,

    Tenho quase certeza de que o Gol Special 1,6l era a gasolina.

    ResponderExcluir
  36. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  37. Fantasma mesmo são as versões de entrada de modelos de categoria superior. Um bom exemplo que me vem à memória agora é o Punto. Quando foi lançado havia uma versão básica, sem denominação, que não tinha ar-condicionado como opcional e custava 37.500 reais. Para comprar um Punto com ar, era preciso subir para a versão ELX, que partia dos 41 mil reais.
    Na concessionária descobri que a versão básica tinha espera de seis meses.

    Ficou claro que esta versão básica servia apenas para que a Fiat pudesse anunciar o Punto "a partir de 37.500 reais".

    O incauto iria até a loja imaginando que com menos de 40 mil reais levaria um carro "pelado com ar". Chegaria lá, descobriria que o Punto pelado com ar custa cerca de 42 mil reais, mas a diferença da parcela do financiamento é tão pouca que vale a pena pagar.

    Pra mim, isso é versão fantasma.

    ResponderExcluir
  38. Aléssio Marinho tá confundindo. O Escort Hobby foi lnçado só 1.6, quando do lançamento do novo modelo em 93, com piscas cristal.
    Quando foi lançado o Hobby 1.0, o 1.6 ganhou a cilindrada no nome e os piscas pasaram a vir laranjas. Porém eram todos CHT, pois quando o Escort (já o modelo novo) passou a utilizar o motor AP, o Hobby 1.6 já havia saído de linha, sobrando só o 1.0, que perdeu Escort do nome, ficando só Hobby.

    ResponderExcluir
  39. Leonardo,

    os fabricantes adoram fazer isso. No caso do Punto, há tempos atrás (2009 acho) andaram anunciando direto o carro a 37 mil e uns quebrados com ar-condicionado. Era o tal básico.

    Passada a marolinha, ele deve ter sumido de novo. A Renault anuncia o Clio com um preço ótimo, mas passei duas vezes em concessionários e perguntei o preço e não era o mesmo do anúncio. Outro dia, olhando as letras miúdas, falavam que o preço era referente a 3 unidades !

    ResponderExcluir
  40. Conheço um ex-dono que se referia a seu Gol C (motor 16 AP / 4 marchas) como automático: era só ele deixar na 3a. marcha e esquecer que existe embreagem, muito melhor que essa versão i-motion de hoje em dia!

    ResponderExcluir
  41. Caramba! Certa vez vi um Gol C bege e, ao olhar o emblema "Gol C" na traseira, fiquei imaginando como é que o L havia caído... Só agora vim a descobrir que não caíra L nenhum, era só o C mesmo!

    ResponderExcluir
  42. Existia sim, não só dos anos informados, mas se não me engano vi um dos 91 para cima (aquela frente mais baixa) e uma das coisas que não falaram, os "quebra ventos" eram fixos! O que vi era 1.6, 4 marchas como foi dito aqui.

    ResponderExcluir
  43. Em dezembro de 98, o Marea estava no mercado há pouquíssimos meses e uma concessionária de SP anunciou duas unidades ELX usadas, a preço convidativo. Cheguei lá e soube que eram carros vendidos sem a garantia de fábrica, apenas motor e cãmbio por 3 meses por conta da revendedora; eram carros que vieram da frota da Fiat para testes da imprensa. Comprei o prata (chassi 000190!), mais equipado, e fiquei com ele por 4 anos e 85 mil felizes quilômetros. O curioso era o outro, o que não comprei: era um Marea ELX branco, sem ar condicionado! Fora esse, nunca soube de Bravas ou Mareas sem ar.
    Acredito que Stilo Abarth e Marea Turbo eram, ao fim de produção desses carros, versões existentes apenas na tabela de preços.

    ResponderExcluir
  44. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  45. Civic LX-B de sétima geração também é uma raridade. Constava na tabela de preços da linha 2001, mas nunca vi. Algumas matérias na época do lançamento sequer mencionavam a existência de uma versão inferior à LX.

    ResponderExcluir
  46. O Gol C existiu em 1987 (com o painel da Variant II e retrovisor na porta) e 1988 (com o painel novo e retrovisor no quebra vento)
    Houve também um Gol CL 92 série especial (que era mais básico que o CL normal, que somente nesse ano saiu com o acabamento parecido com o do GL, com tecido nas portas, relógio no painel e hodômetro parcial, retrovisor com controle interno, entre outros itens). Essa versão do Gol CL foi uma espécie de balão de ensaio para o Gol 1000, que foi lançado no final daquele ano.
    1996 saiu o Gol G2 1.6 frotista (na traseira os logotipos "1.6" do lado esquerdo, para diferenciar da versão 1.0 e "Gol i" do lado direito)
    De 1997 a 1999 saiu o Gol G2 1.6Mi frotista (na traseira apenas os logotipos "1.6 Mi" e "Gol").

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.