UM VILÃO DA PIXAR, EAGLES, HORNETS, CONCORDS, SPIRITS E GREMLINS



Quando escrevi sobre o AMC Eagle algum tempo atrás, acho que falei pouco sobre a origem do carro. Resolvi então hoje remediar este erro.

A hora não podia ser mais oportuna, porque aproveito também para explicar a origem de um dos vilões do novo filme da Pixar Carros 2, Grem, que vocês podem ver na foto que abre o post. Grem é um velho AMC Gremlin X dos anos 70, revoltado por ser desprezado por todos. Nos EUA, é fácil entender a piada, mas aqui, acho oportuno explicar.

A American Motors Corporation, ou AMC, foi formada em 1954 com a junção da Hudson e da Nash. Anos depois, em 1969, a empresa compraria também a Kaiser-Jeep, mantendo-se então até 1981 como o último fabricante “independente” dos EUA, quando então foi comprada pela Renault. A empresa francesa ainda manteve certa independência da AMC, mas finalmente, após anos de maus resultados, vendeu-a para a Chrysler em 1987, que estava interessada apenas na marca Jeep, única que sobrevive hoje entre as várias da AMC.

Quando a AMC foi formada, a Nash vendia um carro compacto de sucesso chamado Nash Rambler. O sucesso do carro permaneceu nos anos que se seguiram, a ponto de nos anos 60 a Rambler se tornar a marca de automóveis da AMC. Três carros Rambler eram então oferecidos, o American (compacto, tamanho original do Rambler), Classic (mid-size, concorrente do Chevrolet Chevelle) e finalmente o Ambassador, um carro full-size tipicamente americano.

No final dos anos 60, a empresa gradualmente abandonava o nome Rambler em favor de AMC. O último Rambler foi o American de 1969, abaixo.



Quem acompanha este blog desde o início vai lembrar que uma versão deste carro foi fabricada na Argentina, uma história bem interessante que pode ser revisitada aqui. Mas, enfim, em 1970 aparecia um novo compacto para substituir o Rambler American, que levaria agora o nome de AMC. Este carro levaria um nome hoje conhecidíssimo de um Hudson dos anos 40/50. Conhecidíssimo também por causa da Pixar, por coincidência: Hornet.



O AMC Hornet (acima) era um compacto americano clássico em mecânica, motor dianteiro e tração traseira, suspensão independente na frente e eixo rígido atrás. Mas era menor do que o usual então, com entre-eixos de 108 polegadas (2.743 mm). O Hornet, lançado ao final de 1969 como modelo 1970, era oferecido em versões sedã de duas e quatro portas inicialmente, mas se mostraria uma plataforma para lá de versátil, gerando um sem fim de variantes e versões, e se tornando a base de praticamente todo AMC de algum sucesso (fora Jeeps) até o fim da empresa em 1988.

A primeira variante, e de longe a mais controversa, foi lançada num emblemático primeiro de abril de 1970. O primeiro subcompacto fabricado nos EUA, o AMC Gremlin (abaixo) era um Hornet com o entre-eixos reduzido, e sem o terceiro volume correspondente ao porta-malas. O estilo é até hoje controverso, mas a maioria das pessoas o achou simplesmente horrível.


Oferecido, como o Hornet, com o seis em linha OHV da AMC em três deslocamentos (o maior 258 pol³, 4.227 cm³), o Gremlin era o mais barato carro americano de então, em sua versão mais básica, sem o banco traseiro. O Gremlin vendeu relativamente bem, pelo preço e economia, mas o estilo foi sempre criticado.


Mas a família continuava crescendo. Em 1971 vinha uma versão do Hornet de grande sucesso: a perua, chamada Sportabout (acima). Não existiam peruas americanas deste tamanho, e ela seria a versão do Hornet mais vendida em sua história. Também aparecia uma versão para nós: o S/C 360, abaixo, com o V-8 de 360 pol³ (5.899 cm³) e carburador quádruplo. Mas naquela época em que acabavam os carros musculosos por alto preço de combustíveis e altos seguros, durou apenas um ano.



Em 1973, outra versão interessante aparecia: o Liftback (abaixo). Na verdade, uma outra raridade nos EUA, onde hatchbacks nunca foram muito populares.



Em 1978, vemos o último ano do Gremlin (abaixo). Os Hornets receberiam nova frente, igual a esta do Gremlin, e novo nome: AMC Concord.


O pequeno carro seria substituído na verdade por mais duas variações no mesmo tema, num carro chamado AMC Spirit. Com uma nova frente mais agradável, o Spirit Liftback (abaixo) tinha todo o bom gosto em estilo que faltava ao Gremlin, mas o mesmo tamanho.



O Liftback deu cria a um novo AMX (abaixo), uma versão de alto desempenho, com o V-8 de 304 pol³ (4.981 cm³) da AMC. Um carro que não podia ter vindo de outra época, senão 1978/1979...



Mas, na verdade, o Gremlin não morrera por completo. A AMC apenas mudou a controversa janela lateral e colocou a grade nova, criando o bem mais agradável AMC Spirit Sedan, abaixo.



A partir daqui, a história é a que contei no post sobre o Eagle. O Concord e o Spirit se tornaram Eagles em 1980, com a adição de tração total. Mas algo que não tinha mostrado naquele post é a versão Eagle do Spirit Sedan. Chamado de Eagle Kammback, vendeu pouco, e hoje é raríssimo. Praticamente um Gremlin 4x4!


O Gremlin pode ter sido motivo de piada, mas sua linhagem durou bastante. Em 1988, ainda se podia comprar uma perua Eagle da Chrysler. Uma história deveras interessante.

No filme da Pixar, Grem é ajudado por Acer (abaixo), outro AMC famoso como piada, o Pacer. Mas essa fica para outro dia...

MAO





16 comentários :

  1. Belo post MAO. Esses seus posts são muito interessantes, pois mostram carros e culturas muito diferentes das que tivemos aqui nos anos escuros onde não era possível importar um carro. Gosto muito da AMC, muito mais pela curiosidade da forma como eles tentaram fazer diferente das 3 grandes os carros da década de 70 e 80. O Gremlin é um caso ainda mais particular dentro da linha que eles tinham. È interessante a interpretação dos americanos para o que seria um carro pequeno, totalmente diferente do conceito europeu e asiático, que acabaram sendo aceitos pelo resto do mundo. O seu irmão Pacer era ainda mais bizarro com suas 2 portas assimétricas ( a porta do passageiro era maior que a do motorista). Tem “coisa” chinesa sendo feita atualmente mais bonita que esses dois carros.
    Reza a lenda que o filme Gremlins, onde os protagonistas eram monstrinhos travessos (e feios) teve seu nome dado devido a esse “belo” exemplar da indústria automobilística americana.

    ResponderExcluir
  2. MAO,
    carros fora dos padrões americanos, e bastante interessantes, principalmente o Hornet, simples e belo. O S/C360 era uma maravilha.

    ResponderExcluir
  3. Daniel San14/03/11 12:59

    Já ouvia falar na AMC mas ignorava o fim que a empresa levou. Uma dúvida: Era um Hornet o modelo da AMC que foi usado por Roger Moore no filme "007 Contra o Homem com a Pistola de Ouro?"

    ResponderExcluir
  4. Cesar Maia14/03/11 13:38

    Essa notícia mudou meu dia!

    ResponderExcluir
  5. Com exceção do Gremlin e de outros que seguiam seu estilo, achei os carros até bem bonitos. O Hornet, o S/C 360, o Spirit Liftback, bem interessantes mesmo.

    ResponderExcluir
  6. Também acho que o Hornet era um carro bem bonito, principalmente em comparação com os outros carros americanos da mesma época. Mas nas versões básicas era ruim demais de guiar, com um apático motor de 6 cilindros, caixa manual de três marchas, freios dianteiros a tambor, direção imprecisa, etc. Em Wisconsin, o estado onde eu morava nos EUA, o Hornet era muito usado como carro de frota de órgãos públicos - até porque ele era fabricado lá mesmo, na cidade de Kenosha.

    Sobre a palavra Gremlin, o dicionário American Heritage oferece duas definições: "1)Um ser imaginário semelhante a um gnomo ao qual frequentemente eram atribuídos os problemas mecânicos enfrentados por aeronaves militares dirante a Segunda Guerra Mundial; 2) Qualquer espécie de encrenqueiro." Mais apropriado que isso, impossível.

    ResponderExcluir
  7. A AMC tinha um carro muito interessante, um muscle-car chamado AMX, com 2 lugares e um desenho interessante e até (o conceito que o gerou tinha até "banco da sogra". Dele também surgiu uma tentativa mais realista de muscle-car, o Javelin, mas quando a crise do petróleo já dava as cartas, e ele teve vida curta...
    Bob, voce teria algum registro dele? Daria uma matéria interessante, que tal?

    ResponderExcluir
  8. O PACER também era interessante, e se não me engano, havia uma versão de 3 portas (duas de um lado, uma do outro)fora o porta-malas, nos moldes do recente lançamento da Hyundai, o Veloster.
    Também daria uma matéria legal, talvez comparando o atual com a idéia original...

    ResponderExcluir
  9. MAO, belo post!
    Eu só queria entender como esses "designers" (entre aspas mesmo) pegam um carro simpático, quiçá bonito, como o Hornet e transformam naquela trapizonga do Inferno chamada Gremlin... Será que tomaram Jim Beam puro no café da manhã?!?
    O Pacer até que era legal, mas consta que faltava motor para tanto peso.

    ResponderExcluir
  10. Alexandre - BH15/03/11 03:11

    O concorrente desse carro era ainda mais esquisito. Além da aparência estranha, teve casos graves de incêndio e chamava-se Pinto! A Ford cogitou fabricá-lo no Brasil, mas... Quem ia querer um Pinto queimado?

    ResponderExcluir
  11. Hornet, mistura de Opala com Dodge Polara.

    ResponderExcluir
  12. AlexandreBH,
    Existe uma estória interessantíssima sobre os incêndios no Pinto e tudo o que a Ford não fez para evitá-los. Para conferir (em inglês), é só clicar aqui.

    ResponderExcluir
  13. João Gabriel Porto Bernardes15/03/11 16:56

    Carros interessantes,sempre gostei da AMC,aliás gostaria de saber o valor de um carro desses atualmente nos EUA e quanto ficaria para trazer um...

    Abraços!

    ResponderExcluir
  14. Alexandre - BH16/03/11 02:34

    Valeu, Zamariolli

    ResponderExcluir
  15. Alo MAO meu nome e Daniel, eu so da Argentina. Meu portugues es bastante fraco, mais paso te comentar.
    Eu tenho un carro AMC Spirit Wagon 1980, e me resulta dificl conseguer repostos para ele...Voce teim conhecimientos de alguma pessoa no meu pais o afora a quem eu puder contactar para poner en forma meu carro?
    Desde ya, muito brigado, ese aqui e meu correio aire.n@hotmail.com
    Daniel Vargas
    Ate logo

    ResponderExcluir
  16. Meu Deus! Que carro horroroso este gremlin! Os outros são legais. A história é espetacular. Que texto. Parabéns MAO!MAC.

    ResponderExcluir

Pedimos desculpas mas os comentários deste site estão desativados.
Por favor consulte www.autoentusiastas.com.br ou clique na aba contato da barra superior deste site.
Atenciosamente, Autoentusiastas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.